WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia secom saude embasa


Fevereiro 2021
D S T Q Q S S
« jan   mar »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28  






:: 5/fev/2021 . 22:08

DO FUNDO DO BAÚ DE JOSÉ LEITE

1) 61 ANOS DE JOSÉ LEITE EM ILHÉUS.

2) JOSÉ LEITE RECEBENDO AMIGOS.

3) NOSSA HOMENAGEM AO CANTOR JUAZEIRENSE RICARDO BRASILEIRO.

4) AS FOTOS DESTAQUES DA SEMANA. :: LEIA MAIS »

MEI terá novo valor de contribuição a partir desse mês

Com o reajuste do salário mínimo, contribuição ao INSS será alterada. Confira os novos valores

Foto: iStock

Com a mudança do salário mínimo para R$1,1 mil, o valor da contribuição mensal do Microempreendedor Individual (MEI) para a Previdência Social será reajustado a partir desse mês e passará a ser R$ 55. Com essa alteração, a guia mensal de pagamento terá valor máximo de R$ 61, dependendo da atividade em que o MEI atuar.

Se o empreendedor atua no comércio ou indústria, ele paga R$ 1 a mais de ICMS e se for prestador de serviços, R$ 5 a mais. Em alguns casos, é possível ter que pagar as duas taxas, além da contribuição.

O pagamento deve ser feito até o dia 20 de cada mês e o DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional) emitido pelo Portal do Empreendedor ou pelo aplicativo do MEI já terá os novos valores. Em caso de atraso de pagamento, será acrescida uma multa diária de 0,33%. É importante manter os pagamentos atualizados para que o MEI mantenha seus direitos e benefícios ativos.

O Microempreendedor Individual é o empresário que possui uma empresa independente. Para o registro do MEI, o empreendedor deve estar ciente que seu faturamento não pode ultrapassar R$ 81 mil por ano, não pode ter participação em outra empresa como sócio ou titular e deve ter – no máximo – um empregado contratado.

Direitos

Por meio da contribuição obrigatória, o Microempreendedor Individual tem direito a vários benefícios previdenciários, como aposentadoria por invalidez, auxílio doença, salário maternidade, pensão por morte, aposentadoria por idade e auxílio reclusão para seus familiares. O cálculo dos benefícios é efetuado com base nas contribuições realizadas pelo segurado cumprindo o prazo de carência mínima de cada benefício previdenciário.

MEI na Bahia

Somente em 2020, foram registrados 2,6 milhões de novos MEI no Brasil. O número é o maior registado nos últimos cinco anos, de acordo com levantamento feito pelo Sebrae com dados da Receita Federal. Atualmente, o Brasil já conta com mais de 11,2 milhões de MEI ativos.

Na Bahia, até 31 de janeiro de 2021, foram registrados mais de 614 mil MEI ativos, com destaque para atuações nas atividades de comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios; cabeleireiros; comércio varejista de mercadorias em geral, com predominância de produtos alimentícios – minimercados, mercearias e armazéns; promoção de vendas; obras de alvenaria; fornecimento de alimentos preparados preponderantemente para consumo domiciliar; serviços ambulantes de alimentação; comércio varejista de cosméticos, produtos de perfumaria e de higiene pessoal; comércio varejista de bebidas, lanchonetes, casas de chá e de sucos; e restaurantes e similares.

Clowntildes Varieté transporta palhaçaria feminina para internet

Pioneiras no sul da Bahia, as palhaças do coletivo As Madallenas vêm mostrando o protagonismo da mulher no universo cômico. Surgido em Ilhéus há quase três anos, o grupo se apresentou em diversos espaços e, nos dias 08 e 28 de março, o humor com toque feminino será levado para a internet. As apresentações on-line e totalmente gratuitas fazem parte do projeto Clowntildes Varieté. A partir das 19 horas, o público poderá conferir o trabalho em link disponível no Instagram @asmadallenas. A classificação é livre.

Levando o nome do show de estreia do grupo, Clowntildes Varieté trará releituras de números clássicos da palhaçaria pela ótica das mulheres, além de quadros autorais. Após as apresentações, às 20 horas, haverá bate-papo com artistas convidadas. No dia 08, a intérprete da palhaça Andorinha, Ivana Nistico, do Circo da Lua, falará sobre “A mulher no Circo”. E, no dia 28, o coletivo recebe Vanda Cortez, a palhaça Serafina do Cabaré Fora da Casinha, para conversar sobre “Comicidade Feminina de Rua”.

Clowntildes Varieté segue o formato de um show de variedades e , em cena, irão se revezar palhaças com idade entre 14 e 70 anos. Elas não apenas prometem fazer o público rir, mas também irão prestar homenagens a personagens femininas históricas. “Nesse contexto de distanciamento social, adaptamos a palhaçaria para a versão on-line, buscando trazer mais leveza a esses tempos em que rir não vem sendo tão fácil”, destaca a diretora artística Driely Alves, a palhaça Chumaço.

O projeto Clowntildes Varieté tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

Escola SESI de Gestão de SST inscreve para novos cursos

Portfólio de 2021 traz opções gratuitas e cursos especializados para empresas em saúde e segurança

Escola SESI em Gestão de SST está com inscrições abertas para cursos na área de gestão da saúde e da segurança no trabalho na Bahia. Um dos mais procurados é o NR1, que oferece noções gerais sobre a primeira norma do Ministério do Trabalho e serve de orientação para aplicação das demais normas regulamentadoras relativas à segurança e medicina do trabalho, obrigatórias para todas as empresas. O curso de NR1 é gratuito e oferecido online na plataforma da escola, no endereço: escolasesisst.com.br.

O SESI Bahia também vai lançar em abril, o curso sobre Retorno ao trabalho em tempos de Covid-19, que trará os principais protocolos adotados para a volta às atividades presenciais. Além dos cursos gratuitos, o SESI Bahia também oferece cursos para empresas, que podem ser customizados a depender da demanda e perfil do negócio.

Para 2021, estão programados cursos em diversas áreas, que vão de capacitações voltadas para a melhoria do ambiente de trabalho a desenvolvimento pessoal. Destacam-se entre os novos cursos o de PGR – Programa de Gerenciamento de Riscos, Atualização na NR-07, Gestão do Ruído, Liderança e Saúde, Certificação em Higiene Ocupacional, Certificação em Gestão da Saúde Corporativa e na linha de promoção do bem-estar, o curso em Resiliência.

Elisabete Mercadante, gerente da Escola SESI em Gestão de SST, explica que 2020 foi um ano desafiador e que também marcou a consolidação da escola, criada em 2019 para concentrar todos os cursos voltados para SST que fazem parte do portfólio do SESI Bahia. “Seguimos as tendências de educação e a mudança de cenário devido a pandemia do novo coronavírus”, explica a gestora, destacando que a escola fechou o ano com mais de 13 mil matrículas, atendendo a mais de oito mil trabalhadores da indústria. Destas, cerca de mil foram gratuitas, em seis cursos diferentes.

Em 2020, foram ao todo 18 novos cursos on line em temas diversos de saúde e segurança. A Escola SESI de Gestão é pioneira na oferta de cursos sobre a nova redação da NR-01, a NHO-11 e uma das poucas instituições no Brasil a ofertar um curso sobre Gestão da Saúde Corporativa. “Temos a serviço da escola SESI de Gestão toda uma equipe técnica de especialistas e consultores e nosso objetivo é ser uma instituição de referência na Bahia em capacitação na área de SST”, conta Elisabete Mercadante.

O SESI realizou quatro aulas abertas gratuitas no seu canal do YouTube, que já alcançaram mais de 1.200 visualizações e está programando novas iniciativas neste sentido para 2021.

CONCEITO

A Escola SESI de Gestão em SST, é uma escola-conceito criada para dar maior ênfase as ações educativas de SST. Tem como propósito contribuir para formação de uma cultura em SST, por meio do desenvolvimento de competências de gestão para SST, do apoio às empresas no cumprimento legal referente a capacitações normativas e no estímulo ao protagonismo dos trabalhadores frente a uma postura preventiva.

Informações para a Imprensa: 71 3343-1267 / 3879-1695

Governo da Bahia e Embaixada da Índia dialogam para atração de investimentos para o estado

Reunião pode dar origem a futuras parcerias econômicas entre o país indiano e a Bahia
Com o objetivo de apresentar as potencialidades e o interesse da Bahia em desenvolver parcerias estratégicas na área de tecnologia da informação e comunicação (TIC) e CTI, representantes da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) estiveram em reunião virtual com o Embaixador da Índia no Brasil, Sr. Suresh Reddy, nesta quinta-feira (4), junto com as Secretarias de Desenvolvimento Econômico (SDE), Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) e a Assessoria Internacional do Governo do Estado. Na ocasião, foram debatidas as melhores formas para construir projetos que possam gerar ganhos econômicos de ambos os lados.
De acordo com a chefe de Gabinete da Secti, Mara Souza, que esteve presente no encontro, os próximos passos após esta reunião incluem iniciar diálogo com as empresas indianas da área de TIC em um evento que deve ocorrer ainda em fevereiro. “Esta ação faz parte da nossa busca constante de novos investimentos para a Bahia. Estamos discutindo tanto a atração de empresas de tecnologia da informação e comunicação para o território baiano, quanto outros projetos de parceria conjunta entre nosso Estado e a Índia”, declarou.
Identificar territórios estratégicos no país asiático, onde seja possível estabelecer áreas de cooperação no setor de CTI também está nos planos da Secti. Para a secretária Adélia Pinheiro, esse intercâmbio pode dar origem a ações que beneficiem diretamente o Ecossistema de Ciência, Tecnologia e Inovação. “Futuramente, podemos desenvolver ações relativas a parques tecnológicos, a internacionalização das universidades estaduais com as indianas, a troca de experiências relacionadas a políticas públicas de CTI, intercâmbio de startups vinculadas e a discussão sobre formas de atrair empresas para se instalarem no estado, especialmente no Polo de Informática de Ilhéus”, destacou.
Além da discussão para parcerias, a relação diplomática também serve para colaborar com a aproximação da Secti junto à empresa indiana na área química, que em breve deve chegar à Bahia, conforme anunciado pelo Governador Rui Costa. “Estamos trabalhando para que esta empresa possa articular com as nossas universidades que atuem na área de plantas medicinais e na produção de fármacos fitoterápicos”, concluiu a secretária Adélia.
Também presente na reunião, o superintendente de Atração de Investimentos e Fomento ao Desenvolvimento Econômico da SDE, Paulo Guimarães, avalia que essa aproximação fundamental para a economia baiana, uma vez que trará novo fôlego para o desenvolvimento de tecnologias digitais, essenciais tanto para a indústria, que precisa dar o salto tecnológico da indústria 4.0, quanto para as áreas de comércio e serviços, nas quais as tecnologias digitais serão ainda mais importantes no mundo pós-pandemia”.

TEMPOS TECNOLÓGICOS E A PANDEMIA

TEMPOS TECNOLÓGICOS E A PANDEMIA Anísio Cruz – fev 2021

Há alguns dias, tomei a decisão de voltar a escrever, sobre coisas do nosso cotidiano. Na verdade, gosto de escrever, e todos sabem disso. Porém, há dias que amanhecemos indispostos, ou sem algum novo assunto palpitante, digno de ser abordado, e levado até vocês. Escrever é um hábito que deve ser cultivado, dia, após dia, sob pena de ficarmos com os dedos enferrujados, e a mente vazia, muito embora as notícias estejam circulando, por aí, à velocidade cibernética, sem parar. Um fato divulgado na Conchinchina, milésimos de segundos, já nos chega, como a milhões, quem sabe, bilhões de usuários do sistema globalizado, causando impactos diversos, negativos, ou positivos. Apenas o nosso pensamento é mais rápido, muito embora nós, seres limitados, não cultivemos a capacidade de usar a telepatia, para nos comunicar com o próximo. Então, valemo-nos de meios artificiais, como a rede mundial de computadores, a internet. Lembro-me que, há uns anos, me dei conta das enormes possibilidades do seu uso, e ainda nos anos de 1990, ousei adquirir o primeiro computador pessoal, para que pudesse ser usado pelos meus filhos, nos seus estudos, suas pesquisas, seu dia a dia, pois intuí, naquela ocasião, que aquela máquina estava antecipando o futuro, abrindo novos caminhos, novas possibilidades. A internet discada também foi disponibilizada, fazendo estourar a conta telefônica, tal a frequência com que usávamos. Evidente que precisaram fazer cursos, treinamentos, enfim, se familiarizarem com o monstro barulhento que colocara a seu dispor. Foi o princípio, um tanto desajeitado, mas um princípio, e nunca me arrependi disso. O futuro estava alí, dentro daquela máquina que, à custa de muitas prestações, havia adquirido, em negociação com o amigo Zé Lagos, o Zébinha, para os íntimos. A essa altura, já havia feito alguns cursos, sob a tutela do Manoel Felipe, ainda em Windows, com seus comandos digitados, difíceis de serem assimilados. Depois, já em Tex. de Freitas, cursos noturnos para preencher o tempo, na Extremo Sul Informática, do meu amigo Paulo César, já utilizando os ícones, que vieram substituir o ultrapassado sistema de comandos digitados. E assim evoluímos, junto com todos os avanços que são agregados, diariamente, facilitando a realização de incontáveis tarefas, impossíveis de se realizarem, em tão pouco tempo, manualmente. O mundo se transformou, e nós, privilegiados, viemos juntos, galgando os avanços tecnológicos que nos são disponibilizados, sem que tenhamos tempo de acompanhá-los. Lembro-me da primeira vez que vi uma plotadora imprimindo uma foto colorida ampliada, e foi um deslumbramento. Um escaneamento de imagens deixou-me boquiaberto, incrédulo. Hoje essas coisas são banais, corriqueiras, e qualquer criança é capaz de dar os comandos necessários. A minha guru tecnológica, a Wilza, faz assistência remota, no meu notebook, e dá conta do recado, com presteza. A minha amiga Nora, antes moradora de Aukland, na Nova Zelândia, e hoje na Alemanha, me manda fotos, e me chama carinhosamente de “meu farol do outro lado do mundo”, numa amizade virtual, sem que nunca houvéssemos nos visto pessoalmente. Meu amigo, o Arquiteto Maurice Degen, de lá da Suíça, para onde retornou há poucos anos, me manda fotos, que somente em olhar, fico congelado, e ele adora. Pois é, amigos, creio que cumpri a tarefa que me impus nas madrugadas despertas, enquanto a maioria dorme, para não enferrujar os dedos, e a mente, que teimam em levar a vocês, elucubrações matinais, usando a máquina infernal que permite me antenar ao mundo, nesses tempos pandêmicos. E vamos.





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia