WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
embasa embasa secom bahia secom bahia secom bahia


janeiro 2022
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  






:: 22/jan/2022 . 16:15

DO FUNDO DO BAÚ DE JOSÉ LEITE

1) 62 ANOS DE JOSÉ LEITE EM ILHÉUS.

2) SALVE SÃO SEBASTIÃO.

3) AS VISITAS DA SEMANA.

4) AS FOTOS DESTAQUES DA SEMANA. :: LEIA MAIS »

Governo do Estado publica decreto com redução de limite de público em eventos

Foi publicada nesta sexta-feira (21) no Diário Oficial do Estado (DOE) a atualização do decreto que estabelece medidas para conter a disseminação da Covid-19. A nova determinação foi anunciada pelo governador Rui Costa, nesta quinta-feira (20), e reduz de 3 mil para 1.500 pessoas o público máximo permitido em eventos de qualquer tipo no estado, inclusive em estádios de futebol. O novo decreto passará a vigorar a partir da 0h do dia 24 de janeiro (segunda-feira) e tem validade até 4 de fevereiro.

A escalada no número de infectados pelo coronavírus no estado é, segundo o governador, o principal motivo para a nova mudança. “Com essa taxa de crescimento, nós ultrapassaremos, em menos de uma semana, o maior número de contaminados que já registramos em toda a pandemia. Algo precisa ser feito pra evitar impactos maiores na economia e na vida das pessoas. É preciso conter esse crescimento”, justificou Rui. Segundo o boletim da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), divulgado nessa quinta (20), a Bahia registrou 14.743 casos ativos de Covid-19.

Além de respeitar o limite de 1500 pessoas, os responsáveis pelos eventos precisarão obedecer à capacidade máxima de 50% de ocupação dos espaços onde eles são realizados. Estão mantidas no decreto as exigências de comprovação de vacinação completa para o público e envolvidos nos eventos e do uso de máscaras, além do distanciamento social.

As regras valem para cerimônias de casamento, eventos urbanos e rurais em logradouros públicos ou privados, eventos exclusivamente científicos e profissionais, em circos, parques de exposições, solenidades de formatura, feiras, passeatas, parques de diversões, teatros, cinemas, museus e afins. Bares e restaurantes seguem com a obrigação de exigir dos clientes o comprovante de vacinação contra a Covid-19.

Ainda segundo o governador, “há uma pressão muito grande para atender pacientes tanto com Covid-19 como com H3N2 (gripe)”. Também devido a essa pressão, Rui autorizou a abertura de mais 30 leitos clínicos exclusivos para tratamento da Covid-19 no Hospital Espanhol e não descartou que também sejam abertos novos leitos de UTI caso haja necessidade.

SESI inicia campanha de vacinação da gripe na indústria

Empresas interessadas em contratar o serviço já podem entrar em contato para fazer a reserva de doses

Responsável pela realização anual da Campanha de Vacinação na indústria, o Serviço Social da Indústria (SESI Bahia) antecipou para janeiro a mobilização junto às empresas. A proposta é iniciar no mês de março a aplicação das doses nos trabalhadores da indústria baiana, mediante a liberação das vacinas pelos órgãos técnicos.

 

A campanha de vacinação, tradicionalmente, acontece no mês de abril, e antecede a chegada do inverno, período propício à disseminação dos vírus da gripe. Este ano, no entanto, a decisão foi antecipar a campanha de vacinação, diante do surto de influenza que atinge vários estados do país, associado à pandemia do coronavírus, que está em fase de elevação da curva de casos.

 

“O SESI tem um compromisso com as empresas e com os trabalhadores da indústria para garantir a realização anual da campanha de vacinação contra a gripe. Trata-se de uma ação que visa a proteção do trabalhador, para a qual a entidade dispõe de uma infraestrutura para proporcionar um atendimento in loco e ou nas unidades de Saúde do SESI”, explica o gerente de Segurança e Saúde na Indústria (SSI) do SESI Bahia, Amélio Miranda. Ele lembra que o SESI tem uma experiência de mais de 10 anos realizando este serviço, que inclui também outras ações de prevenção em saúde e segurança no trabalho.

 

ALTA PROCURA

A reserva de vacinas pelas indústrias foi liberada no início deste mês e estarão disponíveis enquanto durarem os estoques. “Com a alta procura pela vacina da gripe, devido à atual situação, acreditamos concluir as vendas em fevereiro e depois focar na execução da campanha”, explica Luisa Lima, gerente de Promoção da Saúde do SESI Bahia. :: LEIA MAIS »

DESTINOS DA AVIVA AJUDAM A BAHIA EM FORMA DE DOAÇÕES DE ENXOVAIS

Costa do Sauípe ainda permite doação direta à CUFA pelo site do resort

Ciente de que a situação segue dramática para as famílias baianas que perderam quase tudo nas fortes chuvas do final do ano, a Aviva, detentora dos destinos Costa do Sauípe, na Bahia, e Rio Quente, em Goiás, recolheu doações nos dois resorts nos primeiros dias de 2022. Foram mais de 9 mil de itens do enxoval da rede, como peças de roupa de cama, travesseiros e lençóis, além de algumas peças de vestuário, somando mais de 4 toneladas.

As doações de Rio Quente foram entregues à Paróquia Nossa Senhora da Conceição, que fica na cidade de Jitaúna, na Bahia, e que ficará responsável pela distribuição dos itens. Já Costa do Sauípe fez doações à Central Única das Favelas (CUFA), que direcionará os itens aos mais necessitados.

O resort baiano, além das doações, ainda abriu espaço em suas redes sociais para divulgar os dados de doação para a CUFA, que mantém uma missão de apoio à Bahia. Além da visibilidade no Instagram da @costadosauipe, um botão no site do resort possibilita doações diretas para a campanha Mães da Favela, da própria central.

José Mion
COMO Comunicação
@comocomunicacao
+55 71 9 9991.2085

Bahia exportou US$ 9,9 bilhões em 2021

Indústria de transformação foi responsável por 62% das vendas do estado para o mercado internacional.

Com alta de 26,3% em relação a 2020, as exportações baianas totalizaram US$ 9,9 bilhões em 2021, segundo dados do Relatório de Acompanhamento do Comércio Exterior da Bahia – Raceb, uma publicação da Gerência de Estudos Técnicos da FIEB. O documento mostra que a indústria de transformação apresentou crescimento de 16,3% em 2021 e representou 62% das vendas do estado para o mercado internacional, média superior à participação da indústria nacional, que é de 51,4%.

“A indústria de transformação baiana tem alta participação no comércio exterior porque é caracterizada por negócios capital-intensivos, fruto de uma matriz industrial complexa, na qual estão empresas industriais de grande porte, que exportam sem a dependência de incentivos governamentais. Essas empresas produzem bens tradables, como refino, petroquímicos, celulose, cátodos de cobre, pneus, dentre outros”, explica Carlos Danilo Peres, especialista de Desenvolvimento Industrial da FIEB.

O relatório aponta que, em 2021, a Bahia ficou em 9º lugar no ranking de exportações brasileiras, com participação de 3,5%. Na comparação com a região Nordeste, o estado foi responsável por 46,8% do valor total exportado pela região.

A China segue como principal país de destino dos produtos baianos, respondendo por 28% das exportações do estado, seguida por EUA (11,9%), Singapura (10,7%), Argentina (5%) e Holanda (4,8%).

Principais produtos

 

A soja foi o principal produto exportado pela Bahia no ano passado, com vendas externas de US $1,88 bilhão. Além da soja, óleo combustível (fuel oil), celulose em pasta, algodão, bulhão dourado, bagaços de soja, sulfetos de cobre, cátodos de cobre, minérios de níquel e celulose para dissolução também se destacaram entre os produtos mais comercializados para o mercado internacional. Juntos, eles foram responsáveis por US$ 6,3 bilhões do total exportado pelo estado em 2021.

Importações

Já em relação às importações, a Bahia registrou alta de 62% em 2021, totalizando US$ 8 bilhões. De acordo com o relatório da FIEB, o aumento das importações é explicado, principalmente, pelas maiores compras de nafta petroquímica, GNL, óleo diesel e painéis de células solares.

Também se destacam entre os principais produtos importados: sulfetos de cobre, trigo, cacau, caixas de transmissão de automóveis, cloretos de potássio e diidrogeno-ortofosfato de amônio (insumo para fertilizantes).

Leia aqui o relatório na íntegra.

Gerência de Comunicação Integrada

20.01.2022

Federação das Indústrias do Estado da Bahia – Sistema FIEBGerência de Comunicação Institucional

Tel. : 71 3343-1477 / 1267 / 71 3879-1695www.fieb.org.brwww.flickr.com/photos/sistemafiebwww.facebook.com/SistemaFIEB

Sistema FIEB entrega nova remessa de doações para municípios atingidos pelas chuvas

Mais de 5 mil colchões e 4 mil kits com travesseiros, lençóis e fronhas serão distribuídos nas regiões sul, extremo sul e sudoeste da Bahia, que foram atingidas pelas chuvas no final do ano passado. Essa é a segunda remessa de doações resultado da mobilização realizada pela Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB) para arrecadar recursos e comprar itens de primeira necessidade para as famílias desabrigadas ou desalojadas.

Os itens desta nova remessa foram adquiridos com recursos doados pelo Departamento Nacional do Serviço Social da Indústria (SESI) e pelo SESI Bahia. “A união de esforços foi fundamental para apoiar as famílias atingidas pelas enchentes neste momento difícil”, pontuou o superintendente do SESI, Armando Neto, na cerimônia de entrega das doações, realizada na Unidade Integrada Robson Braga de Andrade, na região sul do Estado. A entrega oficial também foi realizada no município de Itapetinga, na região sudoeste. O ministro da Cidadania, João Roma, esteve presente nas duas cerimônias.

A mobilização realizada pela FIEB terá, ainda, uma terceira etapa, com a entrega de mais 12 mil cestas básicas para as vítimas dos estragos provocados pela chuva. Este material será entregue ao Governo do Estado através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), em ação conjunta com o secretário Nelson Leal. Esta nova entrega será possível graças à adesão de novas empresas à mobilização. No total, 53 empresas e instituições participaram da

mobilização e doaram recursos para compra de itens de primeira necessidade (veja lista abaixo).

Na primeira fase da mobilização, em dezembro, a FIEB entregou 4.853 cestas básicas ao Governo do Estado. Além disso, em Ilhéus, a Escola SESI Adonias Filho acolheu cerca de 150 pessoas da comunidade ribeirinha de Vila Cachoeira, bastante atingida pela cheia do rio. A unidade do SESI na região adquiriu e doou mais de 3,2 mil unidades de água mineral de 1,5 l, 318 cestas básicas e outros itens como cobertores, toalhas de banho, lençóis e fraldas descartáveis. O material foi distribuído para os municípios de Ilhéus, Itabuna, Itajuípe, Coaraci, Ubaíra e Itape.

Já na região sudoeste do estado o SESI doou mais de 5,9 mil unidades de água mineral de 1,5 l, 212 cestas básicas, 545 cobertores, além de itens como kit higiene (creme dental, escova de dente, sabonete e desodorante) e toalhas de banho. O material foi distribuído nas cidades de Vitória da Conquista, Jequié, Itapetinga, Itambé e Itororó.

Empresas e instituições que contribuíram para a compra de cestas básicas:

Agro indústrias do Vale do São Francisco – Agrovale

Amorim Barreto Engenharia

Artemp Engenha

Associação das Federações das Indústrias dos Estados da Amazônia Legal – Ação Pró-Amazônia

Associação Nordeste Forte

Astrid Akrabia

Basf

Birman e Birman Consultoria em Tecnologia da Informação

Biscoitos no Estado da Bahia

Bracell Bahia Specialty Cellulose

Calçados Pegada Nordeste

Calçados Ramarim

CAS Têxtil

Centro das Indústrias do Estado de Santa Catarina

Centro das Indústrias do Estado do Espírito Santo

Centro das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul

Centro Industrial do Rio de Janeiro (CIRJ)

CMP de Farias

Companhia de Ferro Ligas da Bahia – Ferbasa

Cromex

Dax Oil Refino

Durit Brasil

Engepack Embalagens São Paulo

Eucafi Engenharia e Consultoria

Federação das Indústrias do Estado Goiás

Forever Oceans Brasil

Gráfica Trio

IBA – Industria Brasileira de Árvores

Instituto Vipal

Largo/ Vanádio de Maracás

Mineração do Oeste

Novabrink Indústria de Plásticos ltda

Paper Excellence

Pedreiras Parafuso Limitada

Penha Papeis e Embalagens

Proquigel Química

Sindicato da Indústria de Extração de Óleos Vegetais e Animais e de Produção de Cacau e Balas no Estado da Bahia

Sindicato da Indústria de Fiação e Tecelagem no Estado da Bahia

Sindicato da Indústria de Mineração de Calcário, Cal e Gesso no Estado da Bahia

Sindicato da Indústria de produtos de cimento no estado da Bahia

Sindicato da Indústria do Mobiliário do Estado da Bahia

Sindicato da Indústria do Mobiliário do Estado da Bahia

Sindicato da Indústria do Mobiliário do estado da Bahia

Sindicato da Indústria do Mobiliário do Estado da Bahia

Sindicato da Indústria do Vestuário e Artefatos de Joalheria e Bijuteria do Estado da Bahia

Sindicato das Indústrias de Café do Estado da Bahia

Sindicato das Indústrias do Trigo, Milho, Mandioca, Massas Alimentícias e de

Sindicato Indústria de Carnes e Derivados do Estado da Bahia

TCENDO.SP Ensino e Desenvolvimento

Tecon salvador

Valgroup Brasil Participações

Varner Indústria Comércio e Serviços Vidal Garcia Engenharia





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia