WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia embasa embasa secom bahia secom bahia secom bahia


abril 2022
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930






:: abr/2022

DO FUNDO DO BAÚ DE JOSÉ LEITE

1) 62 ANOS DE JOSÉ LEITE EM ILHÉUS.
2) IV ENCONTRO DE CARROS ANTIGOS DE ILHÉUS.
3) A HISTÓRIA DA IMPRENSA BAHIANA NO ANO DE 1953 (7ª PARTE).
4) AS FOTOS DESTAQUES DA SEMANA. :: LEIA MAIS »

Grupo Teatro/Circo Maktub celebra 20 anos com Live Show neste sábado

Responsável por projetos únicos no interior da Bahia e com um modelo de gestão autossustentável, O Grupo Teatro/ Circo Maktub comemora 20 anos neste sábado (30). Às 19h30, no canal do YouTube, será exibida a Live Show Fragmentos da Nossa História – Maktub 20 anos. Em formato Cabaré, serão exibidas imagens dos últimos projetos e trabalhos da trupe ilheense sediada no bairro Nossa Senhora da Vitória. O link para a transmissão é youtube.com/GrupoTeatroCircoMaktub.

A primeira apresentação profissional do grupo foi em 2002, numa festa árabe na extinta Boite Kalúa. Seu primeiro grande êxito, em cartaz há 17 anos, é o Projeto de Encenação Teatral – Ilheenses Amados, aliando história patrimonial, imaterial, turismo, literatura do cacau, contação de história e cultura regional. O Grupo Teatro/Circo Maktub expandiu sua atuação, apresentando-se em espaços culturais de Ilhéus e de outras cidades, eventos, comunidades populares e indígenas. Também já foi convidado para matérias de grandes mídias como Globo Repórter e Revista Bravo! – Edição Especial sobre Jorge Amado.

A segunda vertente investigada pelo grupo é a palhaçaria, iniciada em 2006, com o espetáculo Homens Ajudam Homens?, que estreou em São Paulo, na Pastoral Santa Fé. Em 2011, iniciou o movimento artístico regional da Palhasseata de Ilhéus, primeira passeata de palhaçaria do Sul da Bahia. No ano passado, o evento ganhou sua versão virtual com o Festival da Palhasseata de Ilhéus, com financiamento via edital da Fundação Cultural do Estado da Bahia

Em 2016, ainda residindo em Salvador, o diretor e idealizador do grupo, Fábio Nascimento, começou seus estudos da arte drag. Em 2019, já em Ilhéus, foram iniciadas diversas oficinas e experimentações acerca da linguagem, surgindo dois novos grupos na região, o Drags do Maktub e o Coletivo ArtDrag Sul/BA. Atualmente, o grupo também investiga a cultura do sereismo para futuras produções teatrais.

Atualmente, o Grupo Teatro/ Circo Maktub tem certificado pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia como Ponto de Cultura. Todos os processos de pesquisa foram compartilhados com a comunidade, através de atividades pedagógicas como oficinas e vivências gratuitas certificadas pelo Projeto de Extensão Teatro Popular e Interculturalidade da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). Outras parcerias foram estabelecidas com instituições regionais como: Fé e Alegria do Brasil, Teatro Popular de Ilhéus, Observatório Astronômico da UESC, Foto com Paixão, Espaço Cultural Bataclan, Ocupaê, Circo da Lua (Serra Grande) e Alô Comunidade (Itabuna).

Associação de Surf de Ilhéus recebe Selo GAP de Sustentabilidade por gestão eficiente de resíduos

 

A Associação de Surf de Ilhéus (Asurfi) foi a primeira instituição do município a receber o Selo Gap de Sustentabilidade, certificação criada pelo Grupo de Amigos da Praia para garantir a destinação adequada dos resíduos gerados durante eventos públicos na cidade. O selo foi entregue pelo fundador do GAP, vereador Vinícius Alcântara, ao presidente da associação, André Dórea, no último dia 20 de abril, na sede do GAP, com presenças de gestores e voluntários.

Durante o Circuito Baiano de Surf etapa Ilhéus, realizado de 17 a 20 de março último, na Praia da Renascer, foram coletados 140,72 quilos de resíduos, sendo 45,18 Kg de recicláveis, 73,70 Kg de orgânicos e 21,84 Kg de rejeitos. Desse total, 84% da coleta foi destinada à Cooperativa de Catadores Consciência Limpa (Coolimpa) para reciclagem e 16% dos rejeitos (não recicláveis) para o aterro do Itariri.

Os rejeitos depositados no aterro serão compensados com plantio de 16 árvores, conforme métrica criada pelo engenheiro mecânico, Laurent Denis, voluntário do GAP. A métrica é resultado de análise da quantidade de emissão de carbono para extração, produção e comercialização destes derivados de petróleo de difícil reprocessamento. Cada quilo de rejeito corresponde a uma árvore.

Dados qualitativos

Vinícius Alcântara enfatiza a importância dos dados qualitativos apontados no relatório final da ação conjunta entre o GAP e a Asurf durante o festival. “Através dessa análise, é possível identificar comportamentos que vão gerar resíduos sólidos e assim planejar com mais eficiência onde podemos atuar. Por exemplo, pensar em uma solução para substituir vidro, que tem um valor pequeno aqui em Ilhéus, por alumínio que tem um valor agregado maior, ou como descartar melhor o coco, material predominante na coleta de resíduos orgânicos”, sugere.

Para André Dórea, a parceria foi muito valiosa. “Esperamos poder replicar esse processo em outros eventos de surf e de outros esportes na cidade e também que o Selo Gap de Sustentabilidade se fortaleça”, destaca. O etapa Ilhéus abriu o campeonato baiano de surf e reuniu cerca de 140 atletas, disputando nove categorias.

Nova parceria entre FIEB e Sebrae amplia serviços no interior do estado

Convênio prevê atuação em 10 cidades baianas, com atendimentos nas áreas de acesso a crédito, internacionalização e sustentabilidade.

Um novo convênio firmado entre a Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB) e o Sebrae, nesta quarta-feira (27.04), vai ampliar a oferta de serviços para micro e pequenas empresas do setor industrial no interior do estado. Com a parceria, que tem como objetivo impulsionar a competitividade das empresas, além do apoio no acesso a linhas de crédito e financiamento, serão oferecidas soluções nas áreas de internacionalização e de meio ambiente e responsabilidade social. O novo convênio também prevê a realização de um estudo sobre o setor gráfico.

O projeto Núcleo de Serviços FIEB – Sebrae, que tem valor total da ordem de R$ 2,1 milhões, vai ampliar a atuação do Núcleo de Acesso ao Crédito (NAC), que, além de estar presente em Feira de Santana, Ilhéus, Jequié, Vitória da Conquista, Barreiras e Juazeiro, também vai atender os municípios de Santo Antônio de Jesus, Alagoinhas e Teixeira de Freitas.

Para o presidente da Fieb, Ricardo Alban, a união das instituições é fundamental. “É cada vez mais importante unir esforços dos vários braços do Sistema S para maximizar a sinergia. Essa parceria é um exemplo”, disse.

Já o superintendente do Sebrae, Jorge Khoury, ressaltou a importância da ampliação dos serviços. “Vínhamos desenvolvendo um trabalho em conjunto em sete municípios e agora estaremos em dez cidades. Além de apoiar nas questões de acesso a crédito, vamos agregar noções sobre licenciamento ambiental e perspectivas de internacionalização”, afirmou.

A expectativa é que 600 empresas sejam atendidas ao longo de um ano. Na área de acesso ao crédito serão realizadas ações para aproximar as micro e pequenas empresas de agentes financeiros, atendimentos para orientar sobre as linhas de crédito e serviços financeiros existentes, além de capacitações relacionadas a crédito, finanças e gestão empresarial. :: LEIA MAIS »

DO FUNDO DO BAÚ DE JOSÉ LEITE

1) 62 ANOS DE JOSÉ LEITE EM ILHÉUS.

2) A HISTÓRIA DA IMPRENSA BAHIANA NO ANO DE 1953 (6ª PARTE).

3) AS FOTOS DESTAQUES DA SEMANA. :: LEIA MAIS »

DECOLORES

NOVA ZELÂNDIA – Fiquei encantado com a reportagem da Revista VEJA a respeito desse país com grande liberdade econômica, com pouca burocracia e onde os cidadãos respeitam as leis e se preocupam com o próximo tendo a ser mais honesto e menos corrupto. O resultado é uma sociedade mais rica, mais justa e com serviços públicos de melhor qualidade.

A reportagem focaliza que os benefícios do respeito às leis e do bom uso do dinheiro público estão evidentes em toda parte. As ruas são impecavelmente limpas, os motoristas não buzinam e não se xingam, os hospitais públicos são de boa qualidade e o policiamento feito por guardas desarmados.

Seus colonizadores foram os ingleses e eles levaram consigo a herança calvinista e a ética do trabalho e do respeito entre indivíduos. Se porventura um empresário oferecer suborno a alguém, em pouco tempo ele vai parar em uma delegacia. O país, porém, não se fia na cultura de honestidade e esta constantemente aprimorando as instituições para eliminar o risco de corrupção.

E o nosso Brasil?

No Brasil, política e corrupção acabaram se tornando palavras agregadas. Todos os dias são inúmeras matérias publicadas falando de desvio de verbas, superfaturamento de obras e tantos outros crimes cometidos pelos políticos, que deveriam usar o poder para ajudar a população. Ficamos estarrecidos com os comportamentos dos políticos brasileiros que em sua maioria vivem no mar da corrupção, seja na esfera Federal, Estadual e Municipal.

Os Tribunais “aprovam” as contas dos governantes apesar das denuncias divulgadas nos noticiários televiso. A maioria das Câmaras de Deputados e Vereadores por serem órgãos fiscalizadores e legisladores deveriam dar exemplo e, no entanto suas contas são reprovadas anualmente.  :: LEIA MAIS »

Paulo Schneider é o novo Diretor de Operações da Aviva, detentora de Costa do Sauípe

Paulo Schneider é o novo Diretor de Operações da Aviva. Ele assumiu o cargo nesta quarta-feira, 20 de abril, em substituição a Flávio Monteiro, que deixa a companhia após 5 anos com grandes experiências compartilhadas.

Schneider tem mais de 20 anos de atuação no mercado, possui visão holística de gestão de negócios e tem formação nas áreas de Turismo/Hotelaria, Estratégia Empresarial, Gestão Financeira e Controladoria. Ocupou, até recentemente, o cargo de Diretor de Operações do Blue Tree Hotels e foi vencedor, em 2014, do Prêmio VIHP, que reconhece os melhores profissionais em posição de liderança no mercado hoteleiro nacional.

O novo Diretor responderá por todas as áreas de Operações da Aviva de forma corporativa, incluindo Costa do Sauipe, na Bahia, e Rio Quente e Hot Park, em Goiás.

 

José Mion

COMO Comunicação

@comocomunicacao

+55 71 9 9991.2085

Rua Aracaju, 34, A Casa Coworking

Cep.: 40.140 – 360

Jardim Brasil * Barra * Salvador * Bahia

NOTÍCIA DA AVEP

EQUIPES DOS CAPITÃES RENATINHO DOS LEAIS E ELDON DO OFERTÃO GANHAM NA 5ª RODADA

A Associação dos Veteranos de Esporte Praiano (AVEP), entidade de ‘babas de praia’ quase centenária de Ilhéus, realizou a 5ª rodada da mencionada modalidade esportiva da Temporada 2022, domingo passado (17/04) pela manhã no mesmo local de praxe, ou seja, praia da Av. Soares Lopes no trecho adjacente aos campos de tênis da Associação Ilheense de Beach Tennis (AIBT). Com a bola rolando (Campo Grimaldo) a equipe do Capitão Renatinho dos Leais deu de 6 a 1 na do Capitão Alvinho Beque-de-vigor, com gols de Luís Humberto (2), o próprio Renatinho dos Leais (1), Luciano Santana (1), Pitanga(1) e Alvinho Beque-de-vigor(1 _ contra) para a vencedora; e Zezinho da Baixa Fria fez o gol de consolo da perdedora. No Campo Martial o quadro do Capitão Valdimiro venceu o do Capitão Eldon do Ofertão por 4 a 3, com gols marcados por Alex de Moises (2), Gutemberg Trado(1) e Paulo Cesar(1) para o ganhador e o próprio Eldon do Ofertão (2) e Nilton do BB(1) para o perdedor. No Campo Gilmaldo marcou a peleja Edson Miranda dos Santos com bom desempenho, e no Campo Martial apitou Ronivon Pereira Dias, com atuação média. As avaliações procederam dos participantes da rodada. Ambos são filiados à Associação de Árbitros de Futebol de Campo de Ilhéus (AAFCI). O Diretor de Baba do Dia, ou melhor, da 5ª rodada foi o próprio presidente da AVEP, Djalma Peludo.

Equipes no Campo Grimaldo conforme súmulas:

(Cap. Renatinho dos Leais): Goleiro Rosivaldo, Pedro Chama Gol, Djalma Peludo, Gilson do Taxi e Prof. Jorge Reis; Danilo, Luciano Santana, Luís Humberto e Carlão do Taxi; Renatinho dos Leais e Pitanga. :: LEIA MAIS »

CEPLAC, UMA RELIGIÃO?

Luiz Ferreira da Silva, 85

Pesquisador aposentado e “sócio fundador” do CEPEC, 1963.

Seu Luiz, como assim o chamávamos por ser mais velho, motorista da turma de solos (Pedologia), ao se aposentar – um dos primeiros – fez um gesto simbólico ao beijar o chão, antes de transpor os umbrais da sede da CEPLAC.

Provavelmente, baseou-se no Papa João Paulo II, que tinha o hábito de beijar o chão de um país tão logo pisasse, como uma maneira de expressar seu amor e respeito pelo país e o seu povo.

Esse gesto do modesto servidor expressava sua gratidão àquela Casa que o acolhera e ali se sentira feliz em prestar sus serviços, enviando provavelmente um recado aos que ficaram: – “CEPLAC, Escola, Lar, Provedora”.

É preciso entender como foi edificada essa Instituição para se mensurar o visgo em mão dupla: Instituição versus servidor. O sentimento via dever profissional; o comprometimento com o cacau; o respeito ao homem do campo; a bandeira da excelência.

Brandão, primeiro secretário-geral, implantou um tal de espírito de corpo, incutindo-nos uma filosofia de solidariedade e lealdade ao grupo, colocando a organização na mira do trabalho profícuo. Zé Haroldo, subsequente Diretor-Geral, cravou o decálogo profissional. Paulo Alvim, Diretor científico, trouxe o mote do aperfeiçoamento. E o colega, líder extensionista, Ubaldino Dantas Machado, movimentava sua turma, com a palavra parceiro, hoje em moda.

Vale a pena registrar a importância do Banco do Brasil neste contexto, cujos funcionários cedidos transportaram os princípios éticos e de proficiência profissional da sua organização de origem, tida como de excelência.

Também, de relevância, o produtor de cacau, financiador por muitos anos, através da taxa de retenção, recursos estes gerenciados com probidade, possibilitando o retorno de bens para toda região cacaueira.

Em 2017, mesmo distante, organizei com apoio de outros colegas de Salvador, um Encontro, oportunidade que homenageamos a CEPLAC com um livro. Foi tão profícuo, que repetimos a dose em 2018, com um tributo a José Haroldo, registrado em outro livro.

Muitos se fizeram presentes, deslocando-se de Ilhéus, Itabuna, Maceió, Belém, Brasília, não pelos meus olhos, mas pelo sentimento ceplaqueano, diferentemente, talvez, se fôssemos apenas colegas de uma instituição qualquer.

No ano que vem, 2023, 60 anos da fundação do CEPEC (Centro de Pesquisas do Cacau), oportunidade a um terceiro Encontro. Vale pensar com muito carinho!

Pelo exposto, concluo que a CEPLAC é uma RELIGIÃO; e os que se formaram nela, uma ruma, como diz o bom baiano, de ABENÇOADOS. (Maceió, 19 de abril de 2022)

 

 

 

 

 

 

Empreendedoras baianas aproveitam Expo Favela para ampliar conhecimento e trocar experiência


Jivania e Valcineide na Expo Favela / Foto: Acervo Bracell  

Moradora de uma comunidade quilombola de Alagoinhas, Valcineide Santana foi uma das empreendedoras baianas participantes da Expo Favela, evento que reuniu, em São Paulo, comunidades de todas as partes do Brasil. Durante o encontro, ela pôde apresentar os produtos da Farmácia Verde, projeto desenvolvido no Cangula com o apoio da Bracell Social, para mais de 30 mil pessoas que circularam no Word Trade Center, neste último fim de semana.

“Foi uma experiência inesquecível poder compartilhar conhecimento e aprender com empreendedores de várias partes do Brasil. Sem dúvida, a Expo Favela fez com que tivéssemos muitas ideias para poder desenvolver com a nossa comunidade”, afirmou ela, acrescentando que a Farmácia Verde, criada em 2017, trabalha com produtos fabricados com base natural, como aromatizantes, velas e sabonetes medicinais.

Para isso, a iniciativa contou com o apoio da Bracell para desenvolver uma metodologia participativa, teórica e prática, que envolve a capacitação para estudo e aplicação da fitoterapia, contemplando conhecimentos sobre a interação das plantas com o corpo humano, além de orientações para a comercialização. :: LEIA MAIS »

DO FUNDO DO BAÚ DE JOSÉ LEITE.

1) 62 ANOS DE JOSÉ LEITE EM ILHÉUS.

2) A HISTÓRIA DA IMPRENSA BAHIANA NO ANO DE 1953 (5ª PARTE).

3) AS FOTOS DESTAQUES DA SEMANA. :: LEIA MAIS »

Projetos formados por mulheres baianas participam da Expo Favela 2022

Evento promovida pela Cufa acontecerá, em São Paulo, e contará com representantes da Fábrica de Fardamentos e da Farmácia Verde, ações apoiadas pela Bracell Bahia

Dois projetos sociais apoiados pela Bracell Bahia participarão da edição deste ano da Expo Favela, que será realizada nesta sexta-feira, 15, sábado, 16, e domingo, 17, em São Paulo. São elas: a Fábrica de Fardamentos, cooperativa de mulheres do município de Inhambupe que trabalha com costura industrial em quatro comunidades, e a Farmácia Verde, que é uma iniciativa composta por mulheres quilombolas da comunidade do Cangula, em Alagoinhas.

A Bracell – companhia que faz parte do grupo RGE, que gerencia empresas com operações globais de manufatura baseadas em recursos naturais – também estará presente no evento a convite da Central Única das Favelas (Cufa BA). Durante os três dias, a empresa contribuirá com a participação desses grupos produtivos na Feira Brasil, espaço do evento que funcionará para a comercialização de produtos de empreendedores de comunidades de todo país.

Além disso, os representantes dos projetos baianos ainda poderão acompanhar a programação, trocando conhecimento e experiência com outros empreendedores de outras comunidades.

Para o evento, a Cooperativa de Trabalho das Costureiras de Inhambupe e Região (Coopecir), que conduz a Fábrica de Fardamentos, irá apresentar alguns produtos resultados do trabalho desenvolvido visando à qualificação de mulheres para produção de fardamentos e costura em geral, beneficiando a comunidade local. Criada em 2014, o projeto está localizado nas dependências da Fazenda Salgado, pertencente à Bracell, que disponibiliza toda a infraestrutura necessária, bem como o apoio técnico e administrativo para as cooperadas.

Já o projeto Farmácia Verde, iniciado em 2017, levará ao evento produtos fabricados com base natural, como aromatizantes, velas e sabonetes medicinais e orgânicos. Os produtos são frutos do trabalho feito por mulheres quilombolas da comunidade da Cangula, que recebem apoio para o desenvolvimento de uma metodologia participativa, teórica e prática, que envolve a capacitação dos participantes para estudo e aplicação da fitoterapia, contemplando conhecimentos sobre a interação das plantas com o corpo humano, além de orientações para a comercialização. :: LEIA MAIS »





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia