desembahia
secom educacao
embasa

Editoria ‘Espaço do Leitor’

Luiz Castro em: DECOLORES

O PATRIARCA DE JUAZEIRO

   I

Padre Cícero Romão Batista nasceu em Crato (Ceara) no dia 24 de marco de 1844. Aos seis anos de idade, começou a estudar. Um fato importante marcou a sua infância: o voto de castidade, feito aos 12 anos, influenciado pela leitura da vida de São Francisco de Sales. Em 1865, quando Cícero Romão Batista precisou ingressar no Seminário da Prainha em Fortaleza, só o fez graças à ajuda de seu padrinho de crisma, o Coronel Antonio Luiz Alves Pequeno. Padre Cícero foi ordenado e após sua ordenação retornou ao Crato. Em 1871 Padre Cícero visitou pela primeira vez o povoado de Juazeiro (então pertencente a Crato), e aí celebrou a tradicional Missa do Galo. O Padre visitante de 28 anos de idade, estatura baixa, pele branca, cabelos louros, olhos azuis penetrantes e voz modulado causou boa impressão aos habitantes do lugar. E a recíproca foi verdadeira. Por isso, decorridos alguns meses, exatamente em abril de 1872, lá estava de volta, com bagagem e família, para fixar residência definitiva em Juazeiro. Muitos livros afirmam que Padre Cícero resolveu fixar morada em Juazeiro devido a um sonho (ou visão) que teve, segundo o qual certa vez, ao anoitecer de um dia exaustivo, após ter passado horas a fio no confessionário do arraial, ele procurou descansar no quarto contíguo à sala de aulas da escolinha, onde improvisaram seu alojamento, quando caiu no sono e na visão que mudaria seu destino se revelou. Ele viu, conforme relatou aos amigos íntimos, Jesus Cristo e os doze apóstolos sentados à mesa, numa disposição que lembra a Última Ceia, de Leonardo da Vinci. De repente, adentra ao local uma multidão de pessoas carregando seus parcos pertences em pequenas trouxas, a exemplo dos retirantes nordestinos. Cristo, virando-se para os famintos, falou de sua decepção com a humanidade, mas disse estar disposto ainda a fazer um  último sacrifício para salvar  o mundo. Porém, se os homens não se arrependessem depressa, Ele acabaria com tudo de uma vez. Naquele momento Ele apontou para os pobres e, voltando-se inesperadamente ordenou: E você Padre Cícero, tome conta deles!  Uma vez instalado no lugarejo, formado por um pequeno aglomerado de casas de taipa e uma capelinha erigida pelo primeiro capelão Padre Pedro Ribeiro de Carvalho, em honra de Nossa Senhora das Dores Padroeira do lugar, ele tratou inicialmente de melhorar o aspecto da capelinha, adquirindo várias imagens com as esmolas dadas pelos fiéis. Depois, tocado pelo ardente desejo de conquistar o povo que lhe fora confiado por Deus, desenvolveu intenso trabalho pastoral com pregação, conselhos e visitas domiciliares, como nunca se tinha visto na Região. Dessa maneira, rapidamente ganhou a simpatia dos habitantes, passando a exercer grande liderança na comunidade.

Paralelamente, agindo com muita austeridade, cuidou de moralizar os costumes da população, acabando pessoalmente com os excessos de bebedeira e prostituição. Restaurada a harmonia, o povoado experimentou, então, os primeiros passos de crescimento, atraindo gente da vizinhança, curiosa  para conhecer o novo Capelão.

Continua na próxima edição.

 —

Colaboração de Luiz Castro

Bacharel  Administração de Empresa

NATAL NA PRAÇA: NOTA DE GRATIDÃO

A Paróquia São João Batista agradece à Diocese de Ilhéus, à todos os patrocinadores, colaboradores, parceiros, à imprensa e à comunidade pelo sucesso da nona edição do “Natal na Praça”, realizado no Pontal, em Ilhéus. De acordo com a comissão organizadora, o evento atraiu um público total de 15 mil pessoas nas seis noites da programação até a última sexta-feira (18), além de 201 atendimentos gratuitos em ações de saúde realizados por meio da parceria com a Secretaria de Saúde do Município.

“O Natal na Praça teve sua principal finalidade evangelizadora cumprida que é anunciar o verdadeiro sentido do Natal: Jesus Cristo, além de reunir as famílias, oferecendo momentos de integração, serviços gratuitos e entretenimento para a comunidade”, destacou o Pároco Joelson Dias.

A iniciativa, que trouxe o maior Presépio público de Ilhéus, integrou Celebrações Eucarísticas também presididas por Dom Mauro, Missas com Benção dos alimentos, das crianças e de Ação de Graças, abertura do Ano da Misericórdia, apresentação da Benção do Papa Francisco pelo centenário da Paróquia, além de diversas apresentações culturais, com teatro, música e dança.

Em nome da Paróquia São João Batista o Pe. Joelson Dias agradece aos patrocinadores como a Pastoral do Dízimo e a Prefeitura Municipal de Ilhéus, às colaborações da Pizzaria Pinochio e Pão de Açúcar Delicatessen, à parceria da Secretaria de Saúde do Município, ao apoio da Secretaria de Cultura do Município, à 69ª Companhia Independente de Polícia Militar da Zona Sul de Ilhéus, Setrans e à Guarda Municipal pela segurança do evento.

Os agradecimentos também se estendem às Pastorais, grupos e artistas que colocaram seus dons à serviço gratuito para a comunidade, assim como à imprensa comprometida com a informação social e de qualidade, que ajudou na divulgação do evento, como o Blog Agravo, Gabriela FM no Programa Café Cultural com Renatinho Bad Boy e apoio de Néo Bastos, à Tv Santa Cruz, Diário de Ilhéus, R2CPRESS, O Tabuleiro, Rádio Conquista Fm, Rádio Santa Cruz com o apoio do Radialista Ciro Zatelle, Blog do Gusmão e Blog o Sarrafo.

“O anjo disse-lhes: Não temais, eis que vos anuncio uma boa nova que será alegria para todo o povo:  hoje vos nasceu na Cidade de Davi um Salvador, que é o Cristo Senhor”. (Lucas 2:10-11).

VEREADORES DE ILHÉUS

No próximo ano teremos eleições municipais. Além do Prefeito e do seu Vice, vamos também eleger 19(dezenove) vereadores.

Hoje, deixando de levar em consideração aqueles que estão de licença, está assim formada a nossa Câmara de Vereadores:

NOME PARTIDO VOTOS Idade Profissão
Aldemir Santos Almeida PSB 1.660 60 Médico
Alysson Ramos Mendonça PT 1.854 52 Advogado
Alzimário Belmonte Vieira PP 1.856 53 Professor
Cosme Araujo Santos PDT 1.301 62 Advogado
Fabio Ferreira Menezes PSC 2.271 37 Secretário/Datilógrafo
Gildeon Farias dos Santos PT 2.097 49 Agente Administrativo
Gilmar Chaves Sodré PMN 2.039 50 Empresário
Ivo Evangelista PRB 1.222 50 Comerciante
James Costa PMN 1.359 47 Outras
Jamil Ocké PP 1.127 52 Professor
José Raimundo Lima Bomfim PMDB 1.230 52 Outras
Josevaldo Viana Machado PCdoB 1.126 48 Dentista
Lukas Pinheiro Paiva PMN 1.612 35 Comerciante
Nerival Nascimento Reis PCdoB 1.078 51 Outras
Rafael Benevides PP 1.216 38 Outras
Roland Lavigne Nascimento PPS 1.383 53 Médico
Roque Eduardo de Matos PSC 1.168 56 Servidor Público Federal
Tarcisio Santos Paixão PSD 1.200 42 Vereador
Valmir Freitas do Nascimento PT 1.996 52 Vereador
M  É  D  I  A  S 1.515,5 49,4

 A análise do quadro acima, nos mostra que:

1 – Temos em Ilhéus dezenove vereadores e todos são do sexo masculino;

2 – O mais velho tem 62 anos, o mais novo tem 35 anos, e a idade média dos nossos vereadores é de 49,4 anos;

3 – Temos 3 Vereadores que foram eleitos pelo PP, 3 pelo PMN, 3 pelo PT, 2 pelo PCdoB, 2 pelo PSC, 1 pelo PSB,  1 pelo PDT, 1 pelo PRB, 1 pelo PSD, 1 pelo PMDB e 1 pelo PSC;

4 – O Vereador mais votado obteve 2.271 votos, o menos votado obteve 1078 votos e a média de votos dos vereadores eleitos foi de 1.515,5 votos;

5 – Quanto às suas proffissões, 2 Vereadores são médicos, 2 são advogados, 2 são professores, 2 são comerciantes, 2 se declararam como vereadores, 1 é secretário/datilógrafo, 1 é agente administrativo, 1 é empresário, 1 é dentista, 1 é servidor público federal e 4 declararam exercer outras profissões sem que especificassem quais.

E por fim, duas constatações: nenhum vereador é economista, e nenhum tem mais de 65 anos. Acredito que na próxima legislatura talvez fosse interessante elegermos um candidato que apresentasse estas duas características. Pensem nisto. (rs.)

Carlos da Silva Mascarenhas (Caíto)

Economista, 68 anos

DO FUNDO DO BAÚ DE JOSÉ LEITE (ESPECIAL).


1) A RECONCILIAÇÃO DA IGREJA COM O PADRE CÍCERO.
2) AUTORIDADES RELIGIOSAS E CIVÍS QUE MERECEM AGRADECIMENTO PELA RECONCILIAÇÃO.
3) PALAVRAS QUE SÃO MARCANTES.
4) AS FOTOS DESTAQUES DA SEMANA.
•| MATÉRIA COMPLETA »

CAOS

By Paulo (PC).

By Paulo (PC).

Não passa nem pra lá nem pra cá.
Ônibus quebrado na entrada do terminal bagunça o começo da sexta.
Ainda está assim.

7h45 / Ônibus acaba de ser removido. Alívio…

CONVITE / Lançamento

Livro G K

Livro G K

PRAIAS & PLACAS

A alta temporada está aí. Junto, a leva de turistas de passagem por Ilhéus e veranistas que por aqui ficam durante a estação.
No trânsito, os longos engarrafamentos-de-uma-ponte-só e algumas colisões aqui e acolá, piorando ainda mais o fluxo dos milhares de veículos.
Nas praias do norte e do sul, aumentarão as ocorrências de afogamentos – alguns fatais – seguindo a teoria da probabilidade: quanto mais banhistas, mais chance. E não é só isso. Vem muita gente que não está acostumada com o mar e/ou não sabe nadar e/ou ingere bebida alcoólica em excesso e dá no que dá. Mas o pior é que, independente desses fatores, ainda há, por parte de muitos visitantes, o desconhecimento das correntes e dos “buracos” traiçoeiros das nossas praias. Aí vem a pergunta: por que não sinalizar?
Nas praias urbanas de Recife, sobretudo a de Boa Viagem, o perigo está nos tubarões. O que mais chama a atenção é a quantidade de placas de advertência indicando a presença do predador por ali.
Exemplo ilustrativo

Exemplo ilustrativo

Em Ilhéus, não vejo placas ao longo das praias advertindo sobre o perigo das correntezas, das depressões na areia, ou recomendando cautela no afastamento durante o banho.  

Óbvio que o efetivo dos heroicos salva-vidas não é suficiente para dar conta de cada metro de praia. Placas de advertência fincadas em trechos desprovidos de postos salva-vidas seriam muito bem vindas e poderiam evitar o pior.
Fica a sugestão, que seria útil não só durante o verão, mas por todo o ano. Uma medida de baixo custo para os cofres do Município e que, além de demonstrar zelo à vida humana, certamente evitaria algumas tragédias.
Nilson Pessoa

Luiz Castro em: DECOLORES

FAZENDA DA ESPERANÇA EM ILHÉUS

“Um sonho de Deus, em seu coração!”

Como nasceu? Animados pelo carisma do Movimento Focolares, Frei Hans e Nelson Resendo espalharam pelo mundo um projeto  social que revolucionou o tratamento de jovens dependentes de drogas. Nascida em 1983, a Fazenda da Esperança, cujo projeto tem sua proposta pedagógica adotada entre os jovens, tornando o lugar uma escola de relacionamento, cujo intento não é apenas tirar o jovem da droga, mas transformá-lo em um homem novo. Com hábitos novos.

Hoje finalmente  esta sendo instalada pelo bispo Dom Mauro Montanholi a fundação da sede da Fazenda da Esperança, que esta localizada no Distrito do Couto em Ilhéus. Vários Dirigentes da Fazenda chegaram de São Paulo para finalmente dar inicio as atividades da Fazenda da Esperança. Lógico que no momento só contamos com o local e necessário se faz que seja obedecida os requisitos administrativos, espirituais e assistência social. É importante a colaboração de pessoas abnegadas com sentimentos cristãos, bem como o Poder Publico através da Secretaria de Bem Estar Social e da Saúde.

A Família da Esperança é uma Associação Internacional de Fiéis, aprovada pelo Pontifício Conselho para os Leigos da Igreja Católica, no dia 24 de maio de 2011, no Vaticano, em Roma. Seus membros são responsáveis pelos trabalhos desenvolvidos junto aos jovens recuperantes de drogas, álcool e outras dependências.

Nascida em berço católico e inspirada pelos carismas da unidade, do Movimento dos Focolares, e da pobreza, dos Franciscanos, a Família da Esperança acolhe recuperantes e voluntários, independentemente de suas convicções religiosas e de seu estado de vida (solteiro, casado, viúvo, sacerdote, diocesano e ou religioso), que desejam viver o amor recíproco.

Tudo se desenvolveu guiado pela inspiração divina e com a certeza de que a recuperação é uma conseqüência da vivência da Palavra de Deus.

A Família da Esperança, em todos esses anos de trabalho, ajudou milhares de jovens no mundo inteiro a se libertarem da dependência. Descobriu que seu carisma é a Esperança, a qual motiva os recuperantes a se transformarem em “homens novos” e “mulheres novas” e, portanto, a assumirem a missão de “levar a Esperança, Jesus Cristo, ao maior número de jovens do mundo inteiro”, segundo o papa emérito Bento XVI.

Louvemos ao Senhor por esta Graça Alcançada em prol dos mais necessitados.

Melhores Informações na Cúria Diocesana (Bispado) com Padre Laudelino.

Colaboração de Luiz Castro

Colaborador

Sobre o falecimento de Sibel

O craque dos times por onde passou já está montando uma escolinha de futebol lá no Céu.
O corpo de FAUSTINO BORGES PINTO SANTOS (SIBEL) está sendo velado na Rua Castro Alves 240 Pontal (onde morava) e O féretro sairá às nove horas para o

Cemitério São João Batista (Nelson Costa / Barreira)

Esporte Clube Pontal – Ilhéus-Bahia
1º Campeão Interclube em 1976
Federação Bahiana de Futebol
Em pé: Waldeck, Beto Capeta, Guio, Bira Madureira, +Ivo Badaró, Franco rocha
Agachado: Waldeck Naia, Alfredo, China, Sibel e Mau (Foto: BLOG TOQUE ESPORTIVO).

Beijo grande para todos da família e fiquem com DEUS (Sempre!).

DO FUNDO DO BAÚ DE JOSÉ LEITE


1) DA SÉRIE EU ESTAVA ASSIM, FIQUEI ASSIM! (6).
2) UM BOM DIA E BOAS FESTAS PARA OS AMIGOS (5).
3) AS FOTOS DESTAQUES DA SEMANA.

•| MATÉRIA COMPLETA »

JABES / TERCEIRO ANO

Faltam pouco mais de 20 dias para que o Prefeito Jabes Ribeiro complete o terceiro ano do seu mandato. Erros, poucos; acertos, muitos. Uma busca incansável pela estabilidade econômico-financeira e uma luta desesperada para cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal, especialmente no que se refere ao limite de despesas com pessoal, marcaram estes três anos de governo.

No plano das realizações o nosso gestor-mor, apesar das grandes dificuldades financeiras, termina o ano com saldo positivo, pois fez muito considerando os exíguos recursos de que o município dispunha e dispõe.

É bom vermos comandando os destinos de Ilhéus um Prefeito amadurecido, previdente, contemporizador e negociador; endurecendo quando se faz necessário, mas sabendo ser terno quando este é o melhor caminho para quebrar arestas, possibilitando assim ambiente propício para que Ilhéus se desenvolva com justiça social.

Agora chega de mi-mi-mi e vamos aos finalmentes.

Elogiei, e muito, e depois de fazer isto, sinto-me no direito de poder dar alguns conselhos e sugestões, e coloco-as sem seguida.

O governo municipal conta com pelo menos três secretarias cujos gestores parecem não ser uma indicação/imposição da base de apoio do nosso Prefeito; por outro lado, estas secretarias são talvez as de pior avaliação no governo.

Dito isto, vamos agora à justificativa econômico-financeira da nossa sugestão.

Um Secretário custa por ano aos cofres municipais, só em salários, em torno de R$ 143.000,00. Estes três Secretários custam pois a bagatela de R$ 429.000,00 por ano.

Se o nosso Prefeito exonerasse estes três Secretários, colocando em seus lugares funcionários de carreira que tenham estabilidade econômica, mataria vários coelhos com uma só cajadada, ou seja, economizaria um expressivo valor e com absoluta certeza melhoraria e muito a qualidade dos serviços nestas secretarias, e, vale ressaltar, conseguiria tudo isto sem nenhum desgaste político.

Pense nisto Prefeito e tenho certeza que o Senhor sabe a que secretarias nos referimos.

Clóvis Assis de Mattos

Seu eleitor

CONFRADES PROMOVEM NESTE SÁBADO A 1 ª LAVAGEM DO BECO D’O BERIMBAU

Se perpetuar com um evento permanente do calendário turístico-etílico de Canavieiras é a proposta da Confraria D’O Berimbau, que promove neste sábado (12), a partir da 9h51min, a 1ª Lavagem do Beco D’O Berimbau. O acontecimento vai reunir da mais fina flor da boemia de Canavieiras e região, numa festa de camisa para seletos participantes.

Beco do Bebimbau em festa da Galeota de Ouro

Beco do Bebimbau em festa da Galeota de Ouro

Projetado para proporcionar um dia inteiro de alegria e descontração, a 1ª Lavagem do Beco de O Berimbau oferece como atrações música ao vivo, balcão com bebidas quentes (cachaças pura e com folhas e raízes, batidas  e outras especialidades), cerveja bem gelada e um nutritivo churrasquinho de gato.

Segundo um dos membros da Confraria de O Berimbau e organizador do evento, Zé do Gás, a Lavagem será um dia de completo lazer para o boêmio e seus convidados (inclusive a família) se confraternizarem à beira do balcão do botequim mais conceituado de Canavieiras. Por ser uma festa de camisa, o evento conta com toda a segurança livre de penetras e outros convidados indesejáveis.

A 1ª Lavagem do Beco de O Berimbau terá como palco o famoso Beco do Berimbau, também apelidada de rua Dr. João de Sá Rodrigues, no conceituadíssimo trecho compreendido entre a esquina de Tião da Kombi até a rua Dr. José Marcelino. O local sempre foi um endereço bastante conhecido por sediar o famoso botequim de Neném de Argemiro, posteriormente transformado na Confraria de O Berimbau.

A Confraria D’O Berimbau é um estabelecimento sui generis que opera no ramo etílico com leve ampliação para eventual alimentação do seus Membros. De acordo com o Estatuto aprovado e em vigor, a Confraria D’O Berimbau funciona aos sábados, a partir das 9h51min até o último cliente.

Uma das barcas

A Confraria D’O Berimbau é o único estabelecimento etílico que mantém uma distinta clientela, selecionada entre os boêmios canavieirense e eventuais visitantes, de forma integrada. Entre os “Confrades” – a distinta freguesia – destacam-se intelectuais, profissionais liberais, funcionários públicos e privados de todas as classes econômicas, representando uma clientela heterogênea.

E é justamente essa plêiade boêmia a responsável pelo sucesso da Confraria, uma entidade etílico-cultural-recreativa, mantida durante muitos anos pelo boêmio e trompetista Neném de Argemiro (que também atendia pelo nome de Eliezer Rodrigues), o seu fundador, até o seu falecimento. Agora, com a reabertura D’O Berimbau por José Gama (Zé do Gás), a entidade ganha novo fôlego e propõe o seu resgate histórico e cultural.

A 1ª Lavagem do Beco D’O Berimbau é um evento que já “nasce” com a certeza do mais absoluto sucesso, haja vista a experiência dos Membros da Confraria D’O Berimbau em eventos afins. Isto porque a Confraria D’O Berimbau possui um DNA festeiro, produzindo eventos de sucesso garantido, a exemplo do Troféu Galeota de Ouro, nascido e criado em O Berimbau e que permaneceu por anos seguidos no Calendário Turistico-Etílico-Cultural de Canavieiras.

WR (10-12-15)

Heckel Januário em: OUTROS ESDRÚXULOS FATOS

De prima a opinião deste cidadão escrevinhador é deixar claro que quem tiver culpa no cartório pague com juros e correção monetária. Digo respeito à crise política envolvendo a “operação Lava Jato” e os poderes Executivo e Legislativo e geradora de outra mais grave e de reflexo direto na sociedade, a econômica-social.

Também a de não aceitar goela abaixo a abertura do impeachment pelo presidente da Câmara dos Deputados contra a Presidente da República ter sido um ato republicano e democrático, ao contrário vi-o como uma vingança planejada.  Ou será que os anunciados votos petistas pela admissibilidade do processo de sua cassação não o fez soltar o explosivo que engavetado estava por mais de sessenta dias?

A precária situação econômica do país, o “civilizado” diálogo entre esses “harmônicos” poderes, o acirramento político e os penosos resultados vividos pelos cá de fora das quatro linhas, têm-me reforçado a convicção de que o sistema político brasileiro está falido. E não é que meio ao burburinho, assim como um fato novo, surge –não entrando o mérito da questão– o Tribunal de Conta da União –TCU! E o mais complicado é que esse tribunal não é tribunal mas tem força de tribunal, haja vista a estória deste impedimento presidencial haver iniciado em suas entranhas com a “descoberta” das famosas ‘pedaladas fiscais’.   Coisas deste Brasil varonil!

•| MATÉRIA COMPLETA »

C O N V I T E

IOS

IOS

SINDTAXI / Edital de Convocação de Assembléia Geral Extraordinária

IOS

IOS

TODO DIA FALTA LUZ: INCOMPETÊNCIA OU DESCASO?

Não sei, talvez as duas coisas. Para completar, acrescente um pouco de má gestão, uma pitada de insensatez e finalize com um molho azedo de desrespeito ao consumidor, aí você terá a salada mais indigesta que pode existir.

O bairro Hernani Sá, em Ilhéus, tem sofrido há várias semanas com frequentes e quase diárias interrupções no fornecimento de energia. Não importa o horário: manhã, tarde, noite ou madrugada. Às vezes, as interrupções acontecem mais de uma vez no mesmo dia, como nesta segunda feira, 07/12 (de manhã e à noite) e são precedidas de oscilações acentuadas, alto risco de avarias em aparelhos eletrodomésticos, eletroportáteis e eletrônicos.
O irritante é o fato da concessionária multinacional – que tem um pezinho lá na Espanha – sequer emitir uma nota de esclarecimento aos clientes, nenhuma satisfação ou compromisso de solucionar o problema. Até parece que a energia elétrica é fornecida de graça e de favor.
Será que está faltando manutenção preventiva? Será que na Espanha o consumidor também é tratado dessa forma? Será que amanhã vai faltar luz novamente?
Enfim, muitas perguntas sem respostas.
 
Nilson Pessoa

Luiz Castro em: DECOLORES

O sentir na pele

A noite estava tétrica, não só a noite em si, mas o mundo em sua volta parecia desabar, seus conceitos de viver estavam também desabando. Viria o dia, mesmo se fosse belíssimo a sua jornada seria por demais funesta. Para ele era como se caminhasse para o precipício. Quem diria, hein? Senhor Ernesto brasileiro, classe média, defensor afoito dos direitos humanos, dos deveres dos cidadãos, falava, debatia o quanto nós brasileiros somos privilegiados, temos tudo de graça. Sim, Deus era brasileiro, torcedor incondicional da seleção!

Ah! Mas este personagem era um brasileiro comum, como eu, talvez você, para a infelicidade dele, apareceu uma enfermidade e estava lhe massacrando o corpo e a mente, era um câncer que teria de ser extirpado, se fosse acudido a tempo a cura seria sem por cento, mas se demorasse mais um pouco nem precisaria mexer com mais nada!…

Senhor Ernesto apela para o sistema de saúde, para operar, veio a resposta bombástica: no momento não há vaga, teria que ficar na fila, na frente dele, quantos sem doenças tão graves, quantos bem mais importantes do que ele, quantos fulanos de tais…

Não deu outra, ele apela para seu médico:

— Doutor quanto vai custar minha operação?

— Mais ou menos dez mil reais!

— Mas doutor… quanto mesmo!? (fazia a pergunta torcendo para que tenha entendido errado)

— Por baixo, dez mil reais!!!

— Mas doutor, então eu vou ter que esperar, não vou poder ser operado.

— Se esperar nem vai ser preciso operar mais (no pensamento do médico: São Pedro estaria lhe esperando)

Senhor Ernesto sai do consultório cabisbaixo, não era mais aquele homem imponente defensor principalmente dos políticos do nosso país. De repente vê na rua uma passeata, era os protestos, muitas faixas, numa delas estava escrito: mais verbas principalmente para a saúde, nossa saúde está doente.

— Vou participar aqui é meu lugar e ele entra na passeata.

Colaboração de Luiz Castro

Bacharel Administração de Empresa

Páginas: Anteriores 1 2 3 ... 7 8 9 10 11 12 13 ... 493 494 495 Próximas