embasa

Editoria ‘Espaço do Leitor’

Alfredo Amorim da Silveira

DO FUNDO DO BAÚ DE JOSÉ LEITE (ESPECIAL)


1) O CARNAVAL DO GRUPO RM (ROLA MURCHA).
2) FOTOS DOS ANTIGOS CARNAVAIS DE ILHÉUS.
3) AS FOTOS DESTAQUES DA SEMANA.

•| MATÉRIA COMPLETA »

Alfredo Amorim da Silveira

CONTRA FOTO 05 12 2016

Carnaval começa no próximo sábado na zona sul de Ilhéus

A festa momesca acontece no bairro Hernani Sá de 06 a 09 de fevereiro a partir das 17h. O circuito Hernani Sá Folia será tomado pelos blocos, mine trios e paredões de som.


Confira a programação:

Sábado (06)
17:00h Bloco as Ferretes
17:30h Bloco Levada do Jegue
19:30h Bloco da Família

Domingo (07)
16:00h – Bloco Feijão Boleiro
17:00h – Bloco Infantil Pirulito
18:00h – Bloco as Xepetes

Segunda (08)
18:00h – Bloco as Luluzetes

Terça (09)
16:00hs – Bloco as Piriguetes
18:00hs – Bloco Dinossauros

MICROCEFADENZIKAGUNHA

Quando criança, ouvia dizer que o inimigo número um do ser humano era o rato.
A história mudou. Nos tempos atuais, o mosquito Aedes Aegypti passa a ocupar o posto. Fico pensando como pode caber tanta doença dentro de um reles, minúsculo, frágil e insignificante inseto. Aliás, fragilidade e insignificância é o que ele deve pensar sobre nós, humanos. Sim, somos mais fracos e mais burros do que o poderoso Aedes. Fracos porque, apesar de nossa capacidade de raciocínio – única entre todos os seres vivos – ainda não conseguimos criar antídoto para as doenças que o bicho carrega. Burros, poque somos irresponsáveis, displicentes e negligentes no trato da prevenção àquele mosquito que vai acabar infectando a nós próprios (clique aqui ).
Agora que pipocou a bomba em diversos países do mundo e a microcefalia entrou no jogo, rapidinho as campanhas governamentais foram retomadas, e cheias de fôlego; o assunto passou a ser tratado como prioritário absoluto, todo dia, o dia todo, nas esferas de governo e nos meios de comunicação, o que confirma nossa velha máxima de só fechar a porta depois de roubado.
Em paralelo, e por ironia do acaso, surge involuntariamente um tipo novo e eficaz de controle da natalidade, por conta da grave doença microcefalia.
Sim, mas… e o povo? Já tomou vergonha? Já resolveu praticar a prevenção ao mosquito?
Quem sabe agora. Mas está difícil. Afinal, o Sr. Aedes mostrou a que veio e vem provando ser bem mais competente.

Nilson Pessoa

Alfredo Amorim da Silveira

PARA VER EM TELA CHEIA CLIQUE NAS DUAS SETINHAS.

BA 262

A Rodovia Estadual BA 262, no trecho que liga Coaraci a Itapitanga. está sem manutenção, a situação é grave, pois alem dos buracos, não existe acostamento, e conta com a presença de vários animais na pista, aumentando o risco de acidentes.

Coaraci _ Itapitanga.

Coaraci _ Itapitanga.

Prefeito, reivindique a melhoria da estrada!.

Luiz Castro em: DECOLORES

NOTICIAS DE ARACAJU – SERGIPE

Desde o mês de dezembro de 2015 resolvi passar as festas de final de ano e carnaval em Aracaju junto com minha família. Afinal  apesar de amar minha cidade, gosto de vez em quando passar uns dias com minha filha. Aracaju é uma bela cidade, cresce cada vez mais, o povo Sergipano tem orgulho de ser Nordestino. Sentimos que a crise financeira e politica aterrizou também aqui, principalmente pelo preço do petróleo que é a maior fonte de renda do Estado e consequentemente de alguns Municípios.

O Estado passa pela pior crise financeira de todos os tempos, não conseguiu sequer pagar o decimo terceiro salário dos servidores, parcelando em seis vezes apartir de fevereiro de 2016. Apesar de aprovar o Plano de Cargos e Salários dos Servidores em setembro do  ano passado, até a presente data não vingou devido a Lei de responsabilidade fiscal. As vantagens dos servidores por tempo de serviço foi as favas, a Camara de Deputados aprovou o projeto do Governo alegando falta de recursos financeiros. O Estado  esta parado, não vemos nemhum investimento, a construção civil esta estagnada.

O comércio esta com um movimento apatico, muita gente nas ruas, shoppings e restaurantes, contudo o consumo é aquem do esperado. Tempos passados se construiu muito na Capital e no interior, com muita pujança e determinação, contudo no momento é tempo de reflexão e conservar o que foi realizado materialmente. Podemos destacar no entanto que a cidade é aprazivel e gostosa de se viver. Aliás tem muitos Ilheenses residindo aqui, vez em quando encontramos com um conterraneo. As praças são bem cuidadas, os jardins são arborizados e todos os dias a Prefeitura rega as plantas e as gramas. Os passeios são por igual, lisos, possibilitando aos transeuntes a fazer sua caminhada sem nenhuma possibilidade de tomar um trompaço e se esborrachar no chão.

Verificamos em diversos lugares como Avenida Beira Rio, 13 de Julho e na Orla Atalaia, onde encontramos diversas opções para degustar uma boa culinária nacional e internacional. A musica nordestina é o que predomina nas passarelas de  alguns restaurantes, com os garçons vestidos a carater. Vez em quando visitamos o Mercado Municipal onde encontramos uma variedade  de opções de comidas tipicas e lembranças da região. O interessante é a limpeza e organização do Mercado, até mesmo os banheiros públicos merecem aplausos.

No comércio podemos encontrar uma variedade de lojas de todos os gêneros e não deixar de visitar a Rua 24 Horas, onde também existe um mercado de artesanato bastante interessante. Para  um passeio ao ar livre optamos pelo Parque do Cajueiro, onde a população desfruta da tranquilidade e segurança para uma boa caminhada e passeio ciclistico. No momento existem somente dois shoppings o Jardins e Rio Mar, os quais dispoem de praças de alimentação e cinemas bastante confortaveis. Atualmente  esta sendo construído mais um shopping  no Bairro industrial. O serviço de transporte urbano é considerado razoavel atende perfeitamente a população.

Não existe ainda projeto para construção de um metrô, contudo dentre em breve o povo Sergipano chegara a esse objetivo. As praias preferidas pelo publico são distantes do centro, porém são bastante movimentadas com varias barracas famosas. Estivemos também no Xingo  na Barragem de São Francisco, é simplesmente imperdivel, vale apena visitar, é outro mundo. Por enquanto é o que temos a informar dizendo que o Estado de Sergipe está em expansão em todos os aspectos, principalmente com a chegada de visitantes e novos moradores oriundos de outros estados.


Colaboração de Luiz Castro
Bacharel Administração de Empresa

DO FUNDO DO BAÚ DE JOSÉ LEITE


1) QUEREMOS QUE ACONTEÇA NO ANO DE 2016 EM ILHÉUS (FINAL).
2) RELEMBRANDO OS CARNAVAIS DE ANTIGAMENTE.
3) AS FOTOS DESTAQUES DA SEMANA.

•| MATÉRIA COMPLETA »

Esse César é o Cão

Por Guilherme Albagli

Homônimas são aquelas palavras que possuem diferentes significados, às vezes até opostos. Vamos a um bom exemplo: “cão”, que tanto pode significar o melhor amigo do homem, ou o rabudo, ou, ainda, uma pessoa retada, capaz de grandes proezas. Pois foi nesse último sentido que puseram o apelido do grande amigo César Benevides, hoje secretário de Serviços Urbanos da PMI. Foi ele quem providenciou, na sua primeira investida no serviço público, o salvamento dos mangues da ribeira do Pontal, antes sistematicamente cortados a facão por gente que não sabia do seu potencial ecológico e estético; foi ele quem trouxe a Ilhéus as espatódias que, depois de uns quarenta anos, foram totalmente erradicadas, não sei porquê. As últimas que vi eram aquelas em frente ao Hospital São José. É ele quem toda vez que vem da sua roça, carinhosamente, traz à Dona Sarah pencas de banana da prata, que ela adora. Pois é para ele que aqui mando esta não muito breve mensagem.

Bené, a linda praça do Pontal merece logo logo uma demão de tinta no piso cimentado, pois o seu piso original, de pedras portuguesas, foi levado para não sei aonde (mas tem gente que sabe). As arecas bambu desta praça, por falta d’água, estão morrendo ou já estão mortas, assim como as cicas em frente à Igreja de São João.  Os canteiros estão cheios de mato e os jardineiros se esquecem haver ali um hidrante que só é usado pelos noieiros para seus banhos meia sola. Um destes arranjou um apartamento sobre os galhos uma árvore, diante da casa da mãe de Celeste, improvisando  o seu piso com pedaços de papelão. Um d eles é violento: o paguei um café na padaria da esquina e este, revoltado por não ter recebido os R$ 2 em dinheiro, jogou o café quente no rosto e pescoço da proprietária Dona Carol. De vez em quando, ao clarear o dia, amarro os galhos das buganvílias nas pérgolas, pois elas estão crescendo para todo lado, menos para cima, onde deveriam ficar.

•| MATÉRIA COMPLETA »

Alfredo Amorim da Silveira

 

buraco turistas alfredinho

Mais um buraco no caminho dos turistas.

 

ILHÉUS UMA CIDADE SEM PLANEJAMENTO

PARA LER EM TELA CHEIA CLIQUE NAS DUAS SETINHAS.

Luiz Castro em: DECOLORES

O PATRIARCA DE JUAZEIRO

II

 Para auxiliá-lo  no  trabalho pastoral, Padre  Cícero resolveu, recrutar mulheres solteiras e viúvas  para a organização   de uma irmandade leiga, formada por beatas, sob sua inteira autoridade. Um fato incomum, acontecido em lº de março de 1889, transformou a rotina do lugarejo  a vida de Padre Cícero para sempre. Naquela data, ao participar de uma comunhão geral, oficiada por ele na capela de Nossa Senhora das Dores, a beata Maria de Araújo ao receber a hóstia consagrada, não pôde degluti-la pois a mesma transformara-se em sangue. O fato repetiu-se outras vezes, e o povo achou que se tratava de um novo derramamento de sangue de Jesus Cristo portanto, era um milagre autêntico. As toalhas com as quais se limpava a boca da beata ficaram manchadas de sangue e passaram a ser alvo da veneração de todos. De início, Padre Cícero tratou o caso com cautela, guardando inclusive sigilo por algum tempo. Os médicos Marcos Madeira e Idelfonso Correia Lima e o farmacêutico Joaquim Secundo Chaves foram convidados para testemunhar as transformações, depois  assinaram atestados afirmando que o fato era inexplicável à luz da ciência. Isto contribuiu para fortalecer no povo, no Padre Cícero e em outros sacerdotes a crença no milagre. O povoado passou a ser alvo de peregrinação: as pessoas queriam ver a beata e adorar os panos tintos de sangue. Houve contestação por parte  do Bispo D. Joaquim José Vieira, o assunto foi analisado pela Santa Sé  e esta confirmou a decisão tomada pelo Bispo, ou seja não houve milagre algum, daí o Padre Cícero sofreu uma suspensão de ordem e ingressou na vida política, atendendo aos insistentes apelos dos amigos. E em 22 de julho de 1911, Padre Cícero foi nomeado Prefeito do recém-criado município. Além de Prefeito, também ocupou a Vice-Presidência do ceará. Sua casa, antes visitada apenas por romeiros, passou a ser procurada também por políticos e autoridades diversas. Era muito grande o volume de correspondências que Padre Cícero recebia e mandava. Não  deixava nenhuma  carta, mesmo pequenos bilhetes, sem resposta, e de tudo guardava cópia.

Padre Cícero é o maior benfeitor de Juazeiro e a figura mais importante de sua história. Foi ele quem trouxe para Juazeiro a Ordem dos Salesianos; doou os terrenos para construção do primeiro campo de futebol e do aeroporto; construiu as cepelas do Socorro, de São Vicente, de São Miguel e a Igreja de Nossa Senhora das Dores; incentivou a fundação do primeiro jornal local ( O Rebate); fundou a Associação dos Empregados do Comércio e o Apostolado da Oração; realizou a primeira exposição da arte Juazeirense no Rio de Janeiro; incentivou e dinamizou o artesanato artístico e utilitário, como fonte de renda; incentivou a instalação  do ramo de ourivesaria; estimulou a expansão da agricultura, introduzindo o plantio de novas culturas; contribuiu para instalação de muitas escolas, inclusive a famosa Escola Normal Rural e o Orfanato Jesus Maria José; socorreu a população durante as secas e epidemias, prestando-lhe toda assistência e, finalmente, projeto Juazeiro no cenário político nacional, transformando o pequeno lugarejo na mais e mais importante cidade do interior cearense. Os bens que recebeu por doação durante sua quase secular existência, foram doados à Igreja, sendo os Salesianos seus maiores herdeiros. Ao morrer, no dia 20 de Julho de 1934, aos 90 anos, seus inimigos gratuitos apregoaram que, morto o ídolo, a cidade que ele fundou e a devoção à sua pessoa acabariam logo. Enganaram-se. A cidade prosperou e a devoção aumentou E Juazeiro é o seu grande e incontestável milagre. Em março de 2004 em eleição promovida pelo Sistema Verdes Mares de Televisão, Padre Cícero foi escolhido O CEARENSE DO SÉCULO.

Pata ler o I clique AQUI.

                                                           Colaboração de Luiz Castro

                                                       Bacharel Administração de Empresa

DO FUNDO DO BAÚ DE JOSÉ LEITE


1) QUEREMOS QUE ACONTEÇA EM ILHÉUS NO ANO DE 2016 (3).
2) O TEMPO PASSA E A VIDA CONTINUA (4).
3) AS FOTOS DESTAQUES DA SEMANA.

•| MATÉRIA COMPLETA »

Rebocadores do Antigo Porto de Ilhéus       

 Saudades – Bons Tempos

Amigos fazendo uma pesquisa tal,  encontrei no R2CPress de 04-Nov-2011, um papo  entre os Ilheenses (Sr.Jose Renato Ribeiro e Sr.João
Otavio)  sobre os nomes dos rebocadores do antigo porto de Ilhéus, no estuário do Rio Cachoeira.
Um ou outro, não lembro, se dava por esquecido destes nomes…vamos tentar ajudar, vale a pena matar saudades dos bons tempo que pulávamos da ponte de cimento e nadava fazendo a volta dos rebocadores ou navios atracados.
Lembro logo do mais famoso: O Gal. Osório – Loydde Brasileiro
                                           O São João – DBrussel
                                           O Romeu Bastos Loydde – (Tudo indica que está aqui em Salvador na
                                                                ativa, logo que tenha tempo foi fotografar.)
                                           O Sampaio Ferraz – que fundou numa tarde de tempestade levando
                                                                 levando alvarengas c/ cacau. Cmte: José Fumaça
                                                                 que morreu no acidente.
                                           Felicidade – D.Brussel
                                           As lanchas Ulla, Sapetinga e Santana
Para completar, lembra dos navios que faziam as linha Ilhéus-Salvador, quando ainda não tinha a SULBA: Eram o Comandante Capela e o Bahia – 02 dias viagem !!!!
 Estas discurssões são valiosas pois bota a Historia ativa.

 Um abraço saudoso a todos os meus amigos de Ilhéus.

    Paulo Miled (miled da Rua Carneiro da Rocha)

    pmiled@yahoo.com

Antonio Pinto Madureira em: ADVOGADOS CRIMINALISTA PRIVILEGIADOS

PARA LER EM TELA CHEIA CLIQUE NAS DUAS SETINHAS.

ILHÉUS TEM ÚNICO QUEBRA-MOLAS “OPCIONAL” DO MUNDO

Inusitado: Quem quiser “com quebra-molas”, passa nas extremidades. Quem quiser “sem quebra-molas”, passa pelo meio. Pode até parecer engraçado, mas não é. Os que passam pelo meio – e são muitos – acabam invadindo a pista contrária, aí o perigo.

O quebra-molas das fotos é apenas mais um dos tantos irregulares (se não todos, quase todos) instalados na Av. N. Sra. Aparecida, popularmente conhecida como Barreira, na zona sul.

Mais uma armadilha para motoristas na Barreira

Mais uma armadilha para motoristas na Barreira

Quebra-molas irregulares ou clandestinos são aqueles construídos fora da lei por moradores das imediações, utilizando material e mão de obra inapropriados, sob vista grossa e permissividade do poder público, que nada faz para remover os trambolhos ou adequá-los a padrões técnicos legais de construção e de sinalização.

Opção 1, com quebra-molas

Opção 1, com quebra-molas

Incidentes com automóveis e acidentes com motociclistas são frequentes nesses quebra-molas, mas passam despercebidos e não entram em nenhuma estatística, por causa de um certo pacto de silêncio, já que as ocorrências se dão geralmente à noite e têm como testemunhas os próprios “construtores” das armadilhas, ou seus parentes, amigos e vizinhos.

Opção 2, sem quebra-molas

Opção 2, sem quebra-molas

Já toquei nesse assunto recentemente, aqui no R2CPRESS, onde mencionei um quebra-molas clandestino “invisível”, não sinalizado e fora de qualquer padrão técnico de engenharia, também localizado na Barreira (clique aqui ).
Insisto que providências imediatas devem ser adotadas pelo poder público, através do setor competente, a fim de evitar mais incidentes e acidentes. Ou vai se esperar até que haja uma morte comprovada?

Nilson Pessoa

Páginas: Anteriores 1 2 3 ... 7 8 9 10 11 12 13 ... 495 496 497 Próximas