prefeitura ilheus

Editoria ‘Espaço do Leitor’

USO DO CELULAR

Desnecessário tecer maiores comentários sobre o uso do celular. O aparelhinho está espalhado pelos quatro cantos do mundo e não tem mais jeito, não tem mais retorno.

A cada dia as empresas criam novos modelos, com mais aplicativos e a turma não deixa passar barato, compra tudo, custe o que custar, pois o mais importante é estar antenado, na frente.

Claro que ninguém vive mais sem celular, pessoas com mais de um aparelho e/ou com números de todas as operadoras, fazer o que?

Mas o que está me chamando a atenção é como esses aparelhos estão sendo usados por funcionários de empresas, senão vejamos:

Nas farmácias o balconista lhe atende e lê a receita com o celular no ouvido (e conseguir lê uma receita médica não é fácil); nas clínicas e hospitais mesmo procedimento; nas lojas,  boutiques, materiais de construção, os produtos são mostrados e discutidos os preços, o comerciário com o celular colado no ouvido; o cobrador de ônibus, naquele balança mas não cai e passando o troco, não larga o  celular; nos mercados o celular fica em local estratégico, o caixa registra as mercadorias e ao mesmo tempo olha para o celular; o taxista atende dirigindo e confirma onde está e manda o próximo passageiro aguardar; os agentes de trânsito não largam o celular, pois este serve para conversar e aplicar multas; já foi pego motorista de ônibus conversando no celular; o motoboy não fica atrás; o motorista do veículo coletor de lixo acha que tem tempo bastante para conversar; os médicos já entraram na roda, atende o paciente e suspende a consulta para atender o celular, às vezes é um amigo com um assunto sem nenhuma importância; os vigilantes bancários não ficam atrás; os funcionários públicos aderiram à nova moda; pedreiros, carpinteiros, serventes podem estar em qualquer lugar da construção, até na laje, mas não largam o celular; enfim, todo mundo tem celular e atende a qualquer hora e em qualquer lugar, pouco se importando se tem na frente um cliente.

•| MATÉRIA COMPLETA »

PSICOMUNDO – PAZ PELA COMPREENSÃO – 79ª PARTE

O mundo e as suas intensas modificações não está deixando muitas pessoas viverem e falarem em afetividade, coisas que traduzem os bons efeitos da sensibilidade e da espontaneidade humana. Quantos dizem quando chegam às suas casas, cansados após um dia de muita luta: “estou ficando velho”! Os idosos no Brasil estão sendo tratados de maneira desordenada em relação aos seus maiores desejos de vida com saúde, bom transporte e uma alimentação salutar.

O Brasil tem coisas que não podemos chamar de caminhos de paz para a vida quando falamos em velhice. São atribuições deixadas de lado porque a sociedade não retém os seus direitos inteligentes de cobrar e observar para saber que os nossos governantes têm a obrigação de preservar e conservar a vida, não importa a idade. Preparar as conquistas dos seus ideais com motivos que obriguem às nossas autoridades para comportamento digno, a fim de que possam verificar muitas das suas irresponsáveis atitudes de Estado de Governo, e que estão visíveis no cotidiano da adição ulterior das existências humanas, que é sem dúvida a velhice desamparada em nosso País.

Não há necessidade de momentos de confusões contra os homens públicos, pois jamais deixarão de usar seus atos e desacatos de façanhas desonestas. Basta o exercício das escolhas dentro daquilo que chamamos de exercício de cidadania, votar certo e mudar tudo isso que atrapalha o bem-estar social. Na vida, quem não se arrisca não encontra jamais a vitoria. E pensando bem, a coragem de arriscar é uma marca valorosa das pessoas vencedoras.

Afinal, porque andar de cabeça murcha, como se fosse objeto de insignificante qualidade? É necessário usar a força da criatividade em favor da felicidade que sempre foi e será um dom que Deus oferecido todos os dias. Decisões bem planejadas devem ser tomadas, existindo a coragem de assumir possíveis riscos. Não pensar em culpas ou culpados em pleno século XXI, pois nada reflete que traga a felicidade que cada um almeja para si próprio.

•| MATÉRIA COMPLETA »

DO FUNDO DO BAÚ DE JOSÉ LEITE


1) NOTICIAS INTERNACIONAIS DO BAÚ.
2) POPOFF, AMIGOS A GENTE NUNCA ESQUECE (FINAL).
3) AS FOTOS DESTAQUES DA SEMANA.

•| MATÉRIA COMPLETA »

Boca de lobo

Oi, Roberto Rabat.

Na minha rua tem uma boca de lobo toda quebreada. Estou vendo a hora de um carro ou uma pessoa cair nela. A rua é Dom Valfredo Tepe, no Centro. Dá pra vc enviar isso pra o R2CPress?

Há uns dois meses atrás tinha dois buracos na entrada da rua, junto á praça Castro Alves, Ninguém se sensibilizou e eu, juntamente com algumas pessoas, contatamos um pedreiro pra tapar os buracos. Afinal uma criaça caiu no referido buraco e se arranhou toda (por sorte foi só isso), um adolescente teve uma torção no pé e ficou alguns dias de botinha ortopédica além de um morador que quebrou um amortecedor no tal buraco. Para que isso não aconteça de novo, peço que divulge no R2CPress pra ver se alguém toma uma providência. Ou será que eu vou ter que encomendar a boca de lobo e ratear com os moradores.

01

01

02

02

Abraço,

Edu Neto

Heckel Januário em: UMAS E OUTRAS INUSITADAS DA CIDADE (XVIII)

(NOTAS DE BELMONTE – ‘BEBEL’ PARA OS MAIS CHEGADOS)

Neste Umas e Outra vamos continuar com a Lira Popular e a 15 de Setembro, as filarmônicas de Bebel, tipo de entidade musical presente na evolução da maioria das cidades sul-baianas.  A fundação em 1934 da Sociedade Filarmônica 1º de Janeiro de Itapebi, então pertencente à Bebel, antecedendo 24 anos sua emancipação política (1958), pode ser citada como exemplo desta participação.

Voltando às ditas, na década de 1930 havia uma carência de dobrados e Antônio Adueno da Silva era o regente da 15 de Setembro.  Entretanto a Lyra Bonfim (antecessora da Popular, como mencionamos no ‘Umas’ anterior) conseguira o chamado “Escovado”, considerado um tanto extraordinário, e tratara a portas fechada de ensaia-lo, objetivando apresenta-lo como surpresa na festa de Nossa Senhora do Carmo, padroeira da cidade, uma das ocasiões em que aconteciam –muito  prestigiadas pela população–  as retretas. Acontece que Adueno, um mestre em tirar músicas de ouvido, investira em surrupiar a novidade musical. Capitada na espreita e de oitiva no local dos ensaios da rival, ele pôs sua banda, a 15 de Setembro, em condições de interpreta-la. No dia, a Lyra muito ansiosa em expor a obra prima adquirida, quando a 15 de Setembro, executou –conseguindo  com os organizadores a primazia da apresentação–, o inédito dobrado. Logo descoberto a afanação formou-se um quiproquó dos diabos entre os dirigentes e adeptos das duas bandas. Como a animosidade persistira, e a cada dia aumentava, para evitar piores consequências, autoridades da cidade conseguiram a transferência do maestro Adueno para Porto Seguro e lá ficar regendo a Lyra dos Artistas, atual 2 de Julho, sanando assim uma situação já incontrolável.

Como registramos no Umas XXVII, a Lyra Popular comemorou seu centenário no ano passado, este ano, será a vez da 15 de Setembro completar 120 anos de existência, fundada que foi em 15/9/1895 pela determinação de um grupo de coronéis do cacau liderado por Pedro Ventura de Amorim, aliás, agremiação  com a  origem do nome facilmente percebível.  Pois bem. Em 1948 mais uma vez os festejos da referida santa deram lugar a mais uma dessas ocorrências singulares.  A Lyra Popular (agora, sucessora da Bomfim) e a 15 de Setembro interpretando um número diversificado de óperas, operetas, valsas, marchas e outros estilos musicais, como o clássico ‘O Guarany’ de Carlos Gomes e uma seleção de Beethoven, se envolveriam por mais de 20 horas sem parar em um disputadíssimo embate filarmônico. De acordo registros, só com a mediação de D. Eduardo, bispo da diocese de Ilhéus, que envolvendo presidentes e regentes das duas agremiações e invocando o nome das famílias belmontenses, conseguira por consenso, o encerramento.  No final das contas, meio a discussões e até brigas dos torcedores, o empate ficou registrado como a melhor solução; e o acontecimento marcado como o ‘Grande Duelo’.

Heckel Januário

COISAS QUE A CIDADE DEVE SABER

CAPAPor volta das 07h30min, de hoje, 08/04/2015, um ônibus prefixo 904, placa HKE-0083, da Empresa de Transportes Coletivos São Miguel, o qual trafegava pela Praça Cairú, ao tentar ultrapassar outro ônibus que vinha no mesmo sentido para o centro da cidade, o seu motorista teve que parar inesperadamente, e por instante bateu contra um poste.

Após o incidente o motorista do ônibus permaneceu completamente desacordado na cadeira da direção do veículo. Ônibus lotado, e graças a Deus os passageiros nada sofreram e foram saindo tranquilamente de dentro do veículo e tomando os seus destinos pelas ruas da nossa cidade.

Muitas pessoas que se encontravam dentro do ônibus, ao saírem ficaram desapontadas quanto à situação em que permaneceu o condutor do veículo, e imaginavam se esses profissionais passavam por revistas de tratamentos médicos a fim de que estivessem em pleno estado de saúde físico e mental para a condução de muitas vidas humanas.

Cabe às nossas autoridades de fiscalização do trânsito tomar conhecimento desse fato e procurar verificar as situações de saúde de todos os motoristas que transportam vidas humanas em nossa cidade, e coibir situações em que alguns profissionais que conduzem transporte de massa, tenham maior atenção salutar nas condições físicas dessas atividades quer que requeiram segurança absoluta.

Eduardo Afonso

ILHÉUS / Transporte Público.

Rabat,

Bom dia!!!

O que mais estamos vendo noticiado em nosso município são ônibus com para-brisa trincado, quebrados, lotados, com portas caindo, com elevadores quebrados.

Segundo o Decreto 048/2014, são atribuições da Seção de Transportes Públicos da Superintendência de Transporte e Trânsito de Ilhéus.

Art 6º – São atribuições da Seção de Transportes Públicos:

I – Acompanhar e avaliar os dados do sistema de transportes urbanos, objetivando o aperfeiçoamento do modelo físico operacional;

II – Avaliar as probabilidades e a natureza dos impactos decorrentes das alternativas definidas para o sistema de transporte;

III – Monitorar o desempenho dos projetos implantados;

IV – Administrar os serviços de transportes coletivos urbanos prestados por concessionários e/ou entidades conveniados;

V – Disciplinar e fiscalizar o transporte individual de passageiros mediante aluguel;

VI – Estabelecer penalidades ao sistema de transportes urbanos no caso de infrações a legislação vigente, sugerindo inclusive a cassação de concessões/permissões/autorizações;

PARAGRAFO ÚNICO: Detalhar operacionalmente o sistema de transporte público de passageiros no Município, fixando itinerários, freqüência, lotação, equipamentos, turnos de trabalho; integração, locais e tempos de parada e critérios para atendimentos especiais;

VII – Estabelecer os esquemas operacionais para o serviço de táxi, definindo custos, equipamentos e locais de estacionamento;

VIII – Controlar a seleção de triagem das solicitações e reclamações verificando procedência, confiabilidade e encaminhamento as unidades competentes;

IX – Elaborar respostas às solicitações dos usuários, de entidades e outros órgãos;

X – Prestar atendimento às comunidades, diligenciando e intermediando ações, estudos e projetos, entre seus representantes e a Secretaria;

XI – Promover a divulgação e orientação técnica aos usuários das intervenções

e mudanças de tráfego e de transporte;

XII – Promover a elaboração e divulgação de projetos informativos sobre o sistema de transporte e suas campanhas educativas; Supervisionar e controlar

os transportes públicos;

XIII – Estabelecer e fiscalizar itinerários e pontos de ônibus urbanos, intermunicipais e interestaduais dentro da área do Município;

XIV – Manter a qualidade da prestação do serviço de transporte público;

XV – Fiscalizar segundo os parâmetros definidos, a operação e a exploração do

transporte público de passageiros por ônibus, por táxi e por transportes especiais, promovendo as correções, aplicando as penalidades regulamentares

nas infrações;

XVI – Formular planos e programas de treinamento dos agentes operadores do

sistema de trânsito;

XVII – Elaborar relatórios periódicos tendo por finalidade gerenciar e fiscalizar o transporte coletivo e outros meios de transporte público e particular, observada a legislação pertinente. Para tal tem as seguintes atribuições:

Segue mais um caso da “série” o transporte público de Ilhéus.

Ônibus quebrado, às 12.15h, na ladeira próximo ao Viaduto Catalão.

01

01

02

02

03

03

04

04

Abraço,
……………

O FAXINAÇO

Não se fala em outra coisa na cidade, que não seja o faxinaço que a prefeitura vai promover em todos os cantos da nossa bela e sofrida Ilhéus.

Hoje em um programa de grande audiência, o vice alcaide concedeu uma extensa entrevista, quando elencou a programação do faxinaço que a prefeitura pretende colocar em prática.

Se o poder público estivesse ao longo desses mais de dois anos realizando os serviços básicos, com certeza a tarefa não receberia este nome de operação faxinaço.

O que foi que aconteceu? a cidade foi recebida pelo novo prefeito em estado de abandono, pouco foi feito para amenizar o caos, ficou mais uma vez abandonada, lixo e bagunça pra todos os lados e só agora se resolve adotar uma nova postura, quando os problemas, notadamente o LIXO e seus LIXÕES, estão enraizados e alguns já fazendo parte do dia a dia do cidadão

O cidadão consciente, aquele que entende um pouco o que é cidadania, sabe que a maioria do nosso povo é desprovido de educação, não sabe fazer a sua parte como morador e joga no time do quanto pior, melhor.

Alguns tratam mal a cidade como vingança política contra o alcaide, não sabendo que essa atitude de falta de respeito e educação, só contribui para afundar mais ainda a situação precária em que vivemos.

•| MATÉRIA COMPLETA »

AEDES, O LIXÃO DO CAIC É TODO SEU!

Prevenção contra epidemia de dengue é obrigação de todos. Os cuidados a se tomar já estão pra lá de difundidos; não segui-los deixou de ser falta de conhecimento e passou a ser – isso sim – a mais burra e irresponsável negligência.
Não adianta os moradores de centenas de casas dum bairro fazerem o “dever de casa”, mas uma única residência não cuidar da prevenção. Vai tudo por água abaixo. Cada um tem que fazer a sua parte.
Nas áreas públicas, e diante da irresponsabilidade do povo, cabe à Prefeitura Municipal agir, através do controle, prevenção e eliminação de focos do mosquito. Sim, a Prefeitura também tem que fazer a sua parte, mais do que propaganda.
O lixão de CAIC – potencial foco do mosquito no bairro Hernani Sá – continua lá, cada vez pior, e absolutamente nada foi feito até hoje pelo poder público municipal para eliminá-lo.
É assim que se combate a dengue?

NILSON PESSOA DENGUE

Campanha

Lixão do CAIC...

Lixão do CAIC…

...  porta de entrada para DENGUE

… porta de entrada para DENGUE


Nilson Pessoa.

PONCIO PILATOS E A CRUCIFICAÇÃO DE JESUS: UMA NOVA VISÃO

Para os cristãos, o romano Poncio Pilatos, governador civil e comandante das tropas romanas estacionadas na Judeia ao tempo da crucificação de Jesus é, sem dúvida, o grande algoz do Mestre Salvador, pois foi aquele que decretou-lhe a morte e executou a sentença.

A visão acima não está incorreta, já que a História a confirma. Entretanto, se prestarmos mais atenção aos acontecimentos que antecederam à execução de Jesus, poderemos perceber de forma muito mais rica e humana a atuação de Pilatos neste episódio. Vejamos.

Após ser traído por Judas, Jesus foi preso e conduzido, à presença do principais sacerdotes judeus e, em seguida ao Governador da Judeia, ou seja, a Poncio Pilatos. Este, no entanto, não tendo encontrado nenhum motivo para submetê-lo às duríssimas penas do Direito daquela época, o remeteu de volta aos príncipes Judeus, na pessoa de Herodes (Lucas, 23:07), de forma a tirar a si próprio e ao Governo Romano daquilo que entendia ser uma disputa entre Judeus relacionada às suas questões religiosas e políticas, já que os judeus não separavam política de religião. Assim, Pilatos tentou abster-se de condenar alguém que tinha por inocente, pois se assim não fosse teria sentenciado Jesus naquela primeira ocasião (Lucas, 23:04).

Ao retornar para as autoridades judaicas, Jesus é levado à presença de Herodes, por quem é interrogado e onde é novamente espancado, saindo de lá para ser levado de volta a Pilatos, sob acusação de dizer-se rei dos Judeus e, portanto, um perigo fatal para a ordem e a dominação exercida pelo Império Romano.

Diz-nos a bíblia, no entanto, que a esposa de Pilatos tivera um sonho com Jesus e, a partir de tal fato, suplicou com toda a veemência para que seu marido nada de mal fizesse àquele Jesus (Mateus, 27:19).

•| MATÉRIA COMPLETA »

Luiz Castro em: DECOLORES

Significado de Saudade

O que é Saudade: Saudade é um sentimento causado pela distância ou ausência de algo ou alguém. Tem origem no latim, com o significado de solidão.

É uma palavra que não tem tradução literal em muitas línguas. Saudade é uma das palavras mais utilizadas nas poesias de amor, nas músicas românticas da língua portuguesa. Saudade significa a memória de algo que aconteceu e intensa vontade de reviver certos momentos.

Saudade, segundo a lenda surgiu no período dos descobrimentos e definia a solidão que os portugueses vindos para o Brasil tinham da sua terra e dos seus familiares. Eram atacados por uma melancolia por se sentirem tão só e distantes dos seus.

O termo saudade gerou muitos derivados, como saudosismo, e aquele que sente saudades de algo ou alguma coisa, é o saudosista. O termo saudoso é muito utilizado quando nos referimos a alguém que veio a falecer, e que nos traz grandes lembranças.

Podemos sentir saudades, de um amigo que partiu, de uma comida que há muito não saboreamos, de uma cidade que conhecemos e que gostaríamos de voltar, de um período muito feliz de nossas vidas, saudades dos filhos quando crianças, saudades dos pais que já partiram, saudade da casa onde nascemos vivemos por muito tempo etc.

Existe uma expressão que diz “matar a saudade.” Ela significa que no momento em que o indivíduo vê o objeto do seu sofrimento, torna-se alegre e feliz, portanto está matando aquela saudade.

As vazes fico a pensar até mesmo com saudade do tempo de minha infância na Rua Fonte da Cruz, quando brincávamos de pega ladrão, gude, pião, bola (baba). A turma era imensa, lembro-me de quase todos: Duda, Ulisses, Paulinho, Roberto, Rogerio, Roberto Midley, Lua, Laercio, Luizinho Gordurinha, Geraldo, Nelmo, Carlinhos, Bita, Calunga, China, Paizinho, entre outros…

A Rua Fonte da Cruz até hoje é alegre, os vizinhos são formidáveis, varias gerações se passaram, mas a tradição permanece em colocar as cadeiras nos passeios para bater papo a partir do por do sol.

Sentimos saudades dos saudosos vizinhos que se foram e que muito contribuíram pelo engrandecimento da nossa rua.

Luiz Castro

Bacharel Administração de Empresa

 

ILHÉUS / Perigo! Praia do São Domingos

Semana passada, fui com o único objetivo de fotografar o estrago que o mar está fazendo na praia de São Domingo…na realidade, isso vem acontecendo em todo o litoral norte, já se aproximando da Ponta da Tulha.
Alguns pensavam que era fruto da maré alta, mais esse avanço é constante e o material retirado não é mais devolvido.
Além do que é visível, as telas usadas para a contenção, estão espalhadas pelo local pondo em risco a saúde e a segurança quem sabe a vida dos frequentadores.
Pontas de ferro das telas é facilmente encontrada saindo da areia….o mar, já avançou tanto, que resta apenas um metro para alcançar o asfalto na altura do trevo, pois mais a frente, a estrada ainda existe e por pouco tempo.
Outro fato que chamou a atenção são as lampadas de iluminação no local, e não são poucas, ficam acessas durante dia e noite.


Não sei a quem atribuir a responsabilidade, mais a quem interessar possa, tomar as providencias necessárias, ou fazer chegar ao conhecimento dos que podem resolver os problemas para no minimo, garantir a segurança dos banhistas.

Paulo Emilio
Vila Juerana

Alfredo Amorim da Silveira

PARA LER EM TELA CHEIA CLIQUE NAS DUAS SETINHAS

UM SONHO GOSTOSO

A Sapetinga, meus vizinhos, o deslumbrante pôr do sol.

Depois de um sonho agitado, esta noite, até que enfim, tive um sonho gostoso, maravilhoso. Coisa de sábado de aleluia.

Estou completando 44 anos de morador da deliciosa Sapetinga.

Lembro-me perfeitamente daquele domingo, quando os associados da Cooperativa Pinheiros de Ilhéus, foram convidados para receber as chaves de suas casas próprias, um sonho acalentado por todos que investiram no projeto.

Domingo de alegria, de graças a Deus pelo objetivo alcançado.

No início tudo foi difícil, recebemos as casas com apenas energia elétrica, água nem pensar (carro pipa), calçamento nem pensar (barro e lama), telefone nem pensar, luz nos postes nem pensar, transporte coletivo nem pensar, tudo que precisávamos tínhamos que ir ao centro do Pontal ou ao centro da cidade.

Mas o sonho estava concretizado, a casa era minha e de mais ninguém.

Vamos adiante. Um belo dia a firma que construiu as casas procurou a direção da cooperativa e propôs fazer o calçamento de todo o conjunto e incorporar as despesas na prestação de cada mutuário.

•| MATÉRIA COMPLETA »

Dengue

Prefeitura intensifica combate a dengue no bairro Hernani Sá.
O carro fumacê só é indicado em localidades onde existe alto índice de infestação do Aedes aegypti, equivalente a 5%, e transmissão da dengue com casos notificados, de acordo com as normas do Ministério da Saúde.
A melhor forma de se evitar a dengue é combater os focos de acúmulo de água, locais propícios para a criação do mosquito transmissor da doença. Para isso, é importante não acumular água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas d´água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, entre outros.
O controle do Aedes Aegypti só é possível com a participação de todos, cada um fazendo a sua parte para evitar a proliferação do mosquito.
ATENÇÃO MORADORES DO BAIRRO HERNANI SÁ.

A PÓS-MODERNIDADE COMO IDEOLOGIA DO NEOLIBERALISMO E DA GLOBALIZAÇÃO

PARA LER EM TELA CHEIA CLIQUE NAS DUAS SETINHAS.


Fernando Alcoforado

Alugando

Esse imóvel comercial está disponível para locação

01

01

02

02

03

03

04

04

05

05

Características do imóvel:

Localização: Av Lotus, n° 139-B, área central do Nelson Costa.
Dimensão:
Aproximadamente 90 mts de área construída.
Referências:
Funcionamento de comércio farmacêutico por 25 anos.
Concessionária de motos HONDA até o próximo dia 20-03.
CONTATO:
EVERALDO:  73 9108 6570
joseeveraldosouza@gmail.com

Páginas: Anteriores 1 2 3 ... 7 8 9 10 11 12 13 ... 475 476 477 Próximas