Girando




Busca por Data
julho 2017
D S T Q Q S S
« jun    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Editoria ‘MAÇONARIA’

II ENCONTRO ESTADUAL DO RITO BRASILEIRO

A∴ e R∴ L∴ S∴ União do Vale, nº 3.091 Morada de Pedreiros Livres

A Maçonaria contribui para Salgueiro ganhar Universidade Federal

Escrito por: Omar D. Torres

Na sexta-feira, 14 de julho de 2017, o Conselho da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), aprovou, por 37 votos favoráveis e 20 contrários, a extensão dessa Universidade para a cidade de Salgueiro. Essa aprovação foi precedida de ampla discussão entre os conselheiros, eleitos para representarem os colegiados de professores, funcionários, alunos e a comunidade externa.

A iniciativa partiu da Reitoria da Universidade, recebeu apoio do Ministério da Educação e da classe política do estado de Pernambuco, mas encontrou forte resistência entre grande parte do corpo docente e alunos. As objeções foram ancoradas em críticas à falta de estrutura plenamente satisfatórias nos campi já existentes e em razões políticas, inclusive partidárias.

A Loja Maçônica União do Vale, estimulada pelo seu Venerável Edinaldo de B. Torres, que estendeu o convite à comunidade maçônica do Vale do São Francisco, se debruçou sobre a questão, promoveu amplo debate entre os seus Obreiros em reunião ocorrida no dia 13 de julho, e orientou ao Irmão Omar D. Torres, que representa a comunidade externa no Conselho Universitário através desta Loja, para que votasse favorável.

A orientação sustentou-se no entendimento de que os políticos são temporais e passageiros, enquanto a Universidade é uma conquista e um bem perene; de que além da enorme contribuição para a formação intelectual, uma Universidade contribui decisivamente para revigorar a economia local; que são visíveis e importantes os benefícios sociais que a chegada de uma Universidade produzem em uma região; que, por divergências internas, não se deve negar a oportunidade do estudo nem condenar ao atraso milhares de jovens daquela região; que seria injusto não proporcionar às futuras gerações, as mesmas oportunidade de crescimento pessoal oferecidas a atual.

O conselheiro Omar Torres embasou o seu voto favorável, acompanhando a orientação da Loja Maçônica União do Vale, não deixando também de ouvir os anseios da comunidade externa.


http://uniaodovale.org/2017/07/20/a-maconaria-contribui-para-salgueiro-ganhar-universidade-federal/#more-507

ILHÉUS / LOJA MAÇÔNICA ELIAS OCKÉ

União e Caridade empossa diretoria e comemora centenário de filiado

A Loja Maçônica União e Caridade, de Canavieiras, realizou nesta sexta-feira (14) Sessão Magna para empossar os dirigentes para o biênio 2017/18, eleitos em 24 de maio passado. Lázaro Soares Magnavita assumiu o cargo de Venerável Mestre; José Batista Gama Neves, o de 1º Vigilante; e Fernando Guimarães Vieira, o de 2º Vigilante. Eles substituíram Arenilson Mota Nery, Lázaro Magnavita e Carlos Alberto Guimarães Ramos, respectivamente.

Loja União e Caridade empossa diretoria – Foto Divulgação

A posse ocorreu no Templo da Loja Maçônica União e Caridade, com a presença de representantes de Lojas Maçônicas de diversas cidades do Sul da Bahia. Também foram empossados Walmir Andrade do Rosário – Orador, José Hilton Melo Lopes – Secretário, Ariedson Santos – Tesoureiro, e Romário Brito de Vasconcelos – Chanceler. Na próxima quarta-feira (21) serão empossados os oficiais.

Após a solenidade de posse no templo da Loja Maçônica, em evento realizado no Clube Recreativo da Loja União e Caridade a  atual diretoria foi apresentada aos convidados. Entre as personalidades Maçônicas presentes, o Delegado do Distrito 61, que engloba as Lojas Mahachoan, de Camacan e Romã do Progresso, de Buerarema, Ernande Macedo, o atual Venerável Mestre, Khalil Botelho, e comitiva, o 1º Vigilante da Loja Maçônica Vigilância e Resistência, de Ilhéus, Gustavo Boniares, dentre outras.Em seguida, as comemorações em homenagem à posse da diretoria da Loja Maçônica União e Caridade e ao centenário de Jonaval Freire, realizadas no Clube Maçônico, contaram com um coquetel e a animação ficou por conta da Banda Armação. Segundo o Venerável Lázaro Magnavita, os eventos foram uma grande confraternização da família maçônica.

Maçom mais antigo comemora Centenário

Aniversário de 100 anos de Jonaval Freire – Foto Divulgação

Logo após a apresentação da nova diretoria no Clube Social Maçônico, foi comemorado o aniversário de 100 anos do Mestre Maçom Jonaval Freire (Vavá), o maçom mais velho da Bahia em atividade, que atualmente ocupa o cargo de Chanceler.          Jonaval foi iniciado na Maçonaria em 1965, completando, também 52 anos na Ordem.

•| MATÉRIA COMPLETA »

Parabéns!

Lojas Maçônicas de Canavieiras e Camacan instalam novos veneráveis

A loja Maçônica União e Caridade, de Canavieiras, promoveu nesta quarta-feira (5), sessão magna com a presença de maçons de várias cidades da região para realizar a Instalação do novo Venerável Mestre. Eleito recentemente, Lázaro Soares Magnavita – que ocupava o cargo de Primeiro Vigilante – irá presidir a União e Caridade durante o biênio 2017-18.

Instalação do Venerável Mestre de Canavieiras

Instalação do Venerável Mestre de Camacan

Na noite desta quinta-feira (6), foi a vez da Loja Maçônica Mahachoan, oriente de Camacan, de realizar a sessão magna para a Instalação do seu novo Venerável Mestre para o Biênio 2017-18. O escolhido foi o Mestre Maçom Khalil Augusto Botelho Nogueira, Presidente do Conselho Consultivo do Priorado da Ordem da Cavalaria.

As posses da nova diretoria da Loja União e Caridade, de Canavieiras, está agendada para a próxima sexta-feira (14). Além do Venerável Mestre Lázaro Magnavita, a nova diretoria é composta por José Batista Gama – 1º Vigilante, e Fernando Vieira – 2º Vigilante. Na mesma data também será comemorado o aniversário de 100 anos do Mestre Maçom Jonaval Freire, o maçom mais velho da Bahia em atividade, que atualmente ocupa o cargo de Chanceler.

Já na Loja Maçônica Mahachoan, de Camacan, a solenidade de posse (ritual e festiva) está marcada para a noite do próximo sábado (15). Além do Venerável Mestre Augusto Khalil Botelho Nogueira, também tomarão posse o 1º Vigilante Antônio Guedes, e o 2º Vigilante Fred Borges.

Instalação – Ao ser escolhido para presidir uma uma Loja Maçônica o Mestre Maçom que ainda não ocupou o cargo de Venerável Mestre participa do ritual de Instalação, por uma comissão. A Instalação é o assentamento do Mestre Eleito ou do Mestre Escolhido na cadeira de maior destaque: o Trono do Rei Salomão. O ato não se confunde com a posse, que gera efeitos civis, no qual também são empossados os 1º e 2º Vigilantes, além dos oficiais.

LOJA MAÇÔNICA REGENERAÇÃO SUL BAHIANA

POSSE DIRETORIA PARA O BIÊNIO 2017/2019
ANIVERSÁRIO DE 95 ANOS DA LOJA
FOTOS: DENNYS, EVERALDO E MÁRCIA
02 07 2017

Loja Maçônica Segredo, Força e União / Baile da Saudade – Juazeiro Ba

PARA VER AMPLIADAS CLIQUE NAS DUAS SETINHAS.

ILHÉUS / Loja Maçônica Elias Ocké

Loja União e Caridade inicia três novos maçons

Maçons presentes à sessão magna de iniciação – Foto Walmir Rosário

A Loja Maçônica União e Caridade, de Canavieiras, promoveu neste sábado (17), sessão magna para iniciar três novos maçons. A cerimônia contou com a presença do representante do Grão Mestre da Grande Loja Maçônica do Estado da Bahia, Jair Tércio Cunha Costa, o Delegado Distrital Raimundo Antônio Tedesco, do Delegado do Distrito de Camacan e Buerarema, Ernande Macedo, do Venerável Mestre eleito da Loja  Maçônica Mahachoan, de Camacan, e maçons de várias Lojas da região.

Na cerimônia presidida pelo Venerável Mestre da Loja União e Caridade, Arenilson Mota Nery, foram iniciados aprendizes maçons Ériston Jesus do Nascimento, Ramires Antônio Salsiano Cerqueira da Silva e Carlos Alberto Gonçalves. Durante a sessão magna foram recebidas as famílias dos maçons, inclusive as esposas dos iniciados, que receberam buquês de flores, como parte do simbolismo.

Os novos irmãos foram saudados pelos 1º e 2º Vigilantes, Venerável Mestre, Delegado Distrital e pelo Mestre Maçom Bartolomeu Silva, pai biológico de Ramires Salsiano. Este foi um dos momentos de emoção, quando Bartolomeu fez um resumo de cada um dos iniciados,  especialmente quando se referiu ao seu filho, agora considerado Irmão Maçom.

Após a sessão magna, os maçons, suas famílias e convidados se reunirão no clube maçônico para um jantar em comemoração ao ingresso dos novos irmãos à Ordem. O evento foi animado com os shows da dupla Leandro e Técio, seguidos da Banda Maria Bretheira, que apresentaram um vasto repertório musicial, composto de Música Popular Brasileira (MPB) e juninas.

A Loja Maçônica União e Caridade, nº 05, é uma das mais antigas da Bahia e foi fundada em 27 de dezembro de 1890. A Loja União e Caridade tem como Venerável Mestre – Arenilson Mota Nery, 1º Vigilante – Lázaro Magnavita, 2º Vigilante – Carlos Alberto Guimarães, Orador – Euvaldo Sena, Secretário – Fernando Cesar Guimarães, Chanceler – Ariedson Silva Santos, e Tesoureiro – José Batista Gama. O Delegado Distrital é Raimundo Antônio Tedesco.

WR – 19-06-17

MAÇONARIA / QUARTA CARTA ABERTA À NAÇÃO BRASILEIRA

Quarta Carta Aberta que a ARLS 28 de Julho nº 1840 do Or.’. de Itabuna – Bahia/GOB. É a indignação de uma nação que pede socorro e justiça porque é bom e suave que vivamos em união!

PARA LER EM TELA CHEIA CLIQUE NAS DUAS SETINHAS.

ILHÉUS / LOJA MAÇÔNICA ELIAS OCKÉ

ELEIÇÃO DIRETORIA / PODEROSA ASSEMBLEIA ESTADUAL LEGISLATIVA (PAEL)

PARA VER EM TELA CHEIA CLIQUE NAS DUAS SETINHAS.

ELEIÇÃO DIRETORIA / Poderosa Assembleia Estadual Legislativa (PAEL)

Veja como foi clicando no link abaixo

https://goo.gl/photos/fDdiHTUEgUCcsztf9

PAEL – BAHIA

 

FORROZANDO NA VIGILÂNCIA

Mais um Grande evento promovido pela Loja Maçônica Vigilância e Resistência através do Clube da Fraternidade tendo à sua frente a Presidente Neide Silveira atuando juntamente com o Ven.’. José Augusto.
Estiveram presentes além de IIr.’. Da Vigilância e Resistência, IIr.’. das Lojas Elias Ocke, Regeneração Sul Bahiana e Sabedoria Equilíbrio e Poder e convidados de nossa comunidade.

Foi uma grande festa Junina

VIGILÂNCIA / 03 06 2017

 

FORROZANDO ATÉ “UMAS ZORA”

FORRÓ “AMIGOS DOS MAÇONS”

LOJA VIGILÂNCIA E RESISTÊNCIA Nº 70

FRATERNIDADE FEMININA

OR.’. DE ILHÉUS

O PRESENTE DE GREGO

POR LEONARDO GARCIA DINIZ

Há algum tempo atrás, durante uma de nossas sessões, no grau de aprendiz, um de nossos irmãos, ir.’. PROFETA, presenteou a nós e a nossa Loja, A.’.R.’.L.’.S.’. Vigilância e Resistência n° 70 – Ilhéus – BA, com um apagador de velas, presente que entendi inusitado, desprovido de utilidade, que de cá, durante a oficina, exercendo meu papel de chanceler, com os meus canecos, fiquei a me perguntar qual o motivo do nosso irmão dar de presente à Loja um objeto tão desprovido da necessidade de seu uso quanto aquele.

Em toda a minha vida maçônica, de Aprendiz a Mestre, ocupando diversos cargos em Loja, havia eu presenciado ou escutado falar da necessidade do uso de um “apagador de velas”, do seu costume ou, ainda, do seu significado e importância no ele existir e poder estar sendo utilizado na ritualística de nossos trabalhos.

Refleti!,…

Presente de Grego!,…O Venerável Mestre a aceitou!,…Engavetou-a!,…

Vida que segue!

Nunca mais se falou da beleza daquele APAGADOR DE VELAS, prateado, menos ainda da generosidade oculta na doação do ir.’. PROFETA, nem, à guisa de instrução, do porquê da necessidade de sua existência em uma loja maçônica.

•| MATÉRIA COMPLETA »

ILHÉUS / LOJA MAÇÔNICA ELIAS OCKÉ

30 05 2017

SESSÃO FILOSÓFICA

“ESCADA É PARA SUBIR DEGRAU POR DEGRAU”

A DE JACÓ ENTÃO…

CLIMA SUAVE 

HARMONIA

 

ÉTICA E MAÇONARIA

Por Leonardo Garcia Diniz

Ética é palavra derivada do grego ethos, empresta ela à maçonaria o seu melhor e mais profundo significado; o “BOM COSTUME”.

Leonardo Garcia Diniz

Na maçonaria, constituímo-nos, pretendemos ser, homens de bons costumes, homens éticos, possuímos um comportamento reto, linear, que se confia, que não muda estejamos nós onde estivermos; a ética está unida a conduta humana, moral, que está diretamente ligada a aquele cidadão que empresta a si e a sociedade em que vive um estilo ilibado que, bem forjado, trouxe de “casa”, moral nasce no seio familiar.

Ética é um valor de atitude, comportamental, comum de todos, que dimensionou a Maçonaria durante toda a sua existência; somos respeitados mundialmente, por igual sermos, em aspectos éticos.

Não podemos confundir ética com lei, pois que ética é uma aliança com normas de conduta, é coisa que não pode ser confundida com leis, pois que uma regra/norma social pode não estar declarada em lei, mas pode estar eticamente caracterizada como atitude fora da conduta padrão ou moral de determinada sociedade.

Durante séculos teve a maçonaria, em seus calcanhares, como contra, governos ditatoriais e diversas ordens religiosas, fanáticos, que desferiram golpes contra nossa instituição, até hoje somos agredidos por diversas origens.

Um maçom quando se conduz dentro da ética ou contra ela, devemos, a maçonaria deve reagir tanto a favor do ato ético como, por outro lado, quanto contra o ato amoral, ou seja, um ato imoral, precisamos reagir de forma proporcional e com idêntica intensidade; A maçonaria deve estar preparada para se expor tanto quando a ética impera, no seu divulgar e mostrar a sociedade o seu valor, quanto quando ela for atingida, reagindo, assim, para se manter limpa e pura. Se o maçom é limpo e puro nos representa, mas se prova o contrário deve ser extirpado do nosso meio.

•| MATÉRIA COMPLETA »

ILHÉUS / Loja Maçônica Elias Ocké

Fotos: Dennys e Lili

Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 ... 40 41 42 Próximas