WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


novembro 2018
D S T Q Q S S
« out    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  






:: ‘MAÇONARIA’

NOITE DE TALENTOS DE ILHÉUS

local :  área de lazer do Palacete Misael Tavares
Praça Rui Barbosa

Com o objetivo de expor os produtos para comercialização, mostrar suas artes e o TALENTO de cada um dos participantes, a Loja Maçônica e a Legião Feminina Regeneração Sul Bahiana – Ilhéus, promovem neste sábado (27), das 17 às 22 horas, nos salões, pátios e área de lazer do Palacete Misael Tavares, situado na Praça Rui Barbosa, uma NOITE DE TALENTOS.
O evento terá a participação de Lojas Maçônicas, Alas femininas e a comunidade de Ilhéus.

Na programação constam apresentações  musicais, exposição de artesanatos, trabalhos em mosaicos, doces e sucos artesanais, pinturas em tecido e em telas, bordados, trabalhos manuais (bolsas, surpresas, sandálias), dentre outros.

Já para o público infantil os coordenadores do evento vão oferecer diversas atrações, a exemplo de pula-pula, piscinas de bolinhas e inúmeras brincadeiras.

Inscrição – A inscrição é gratuita para expor ou apresentar os trabalhos pode ser feita até esta quinta-feira (25), por meio de telefone (73) 3231-2013, na sede da secretaria da maçonaria, das 9h30min às 11h30min e das 15 às 17 horas. Também não será cobrada nenhuma taxa extra, pois o público terá acesso livre em todas as dependências do evento.

Vamos prestigiar mais este evento da FAMÍLIA MAÇÔNICA DE ILHÉUS

Loja Maçônica Mahachoan sedia reunião do Palomas

O Pacto das Lojas Maçônicas do Sul da Bahia (Palomas) realizou neste domingo (16), na Loja Maçônica Mahachoan, em Camacan, mais um encontro para debater temas de relevância para a Maçonaria e a sociedade em geral. Presentes à reunião 152 pessoas (incluídas 41 esposas de maçons), para ouvir as palestras do advogado Marcos Klever sobre os avanços do Direito das Famílias, e de Enault Freitas da Rocha Filho, que abordou a doação de medula óssea.

De acordo com a palestra dada pelo advogado Marcos Klever, após a Constituição Federal de 1988 e do novo Código Civil que passou a vigorar em janeiro de 2003, a família brasileira passaram por avanços consideráveis. Para ele, a legislação na área dos direitos das famílias avançou significativamente, privilegiando a solidariedade, numa mudança profunda para a vida das pessoas.

No tema Consciência de ser doador de medula óssea, apresentado pelo maçom Enault Freitas da Rocha, ficou evidenciado o desconhecimento da sociedade brasileira e as dificuldades em salvar vidas. Enault, que lidera a ONG Enaultinho Rocha, vem desenvolvendo esforços para conscientizar, organizar e executar campanhas de cadastramento de doadores, disse que a medula óssea serve para a cura da leucemia e mais de 80 doenças do sangue.

O alerta sobre o engajamento de mais doadores tem como motivo a possibilidade de encontrar uma medula óssea compatível, que é de uma para cada 100 mil. Podem se cadastrar qualquer pessoa de 18 a 54 anos e 11 meses de idade e o cadastro pode ser feito na Fundação Hemoba em Itapetinga, Vitória da Conquista, Jequié, Santo Antônio de Jesus, Salvador, Eunápolis, Teixeira de Freitas e Feira de Santana. :: LEIA MAIS »

IRMÃOS OU NÃO?

Muitos pensadores, dentre eles Jacques Derrida, debatem a amizade e a comunidade como ponto central de suas obras. Tal se dá como tentativa de recuperar o político “dentro” e para “a” comunidade, repensando e reconstruindo-o junto com a democracia. Desse modo, a amizade seria deslocada da esfera privada, da intimidade – local para o qual foi banida – que alargou a amizade e a esvaziou do político – para o mundo, o público, a comunidade.  Pode-se de modo geral explicar, por exemplo, a história da fraternidade nos sistemas sociais como uma história atravessada e assinalada a todo o momento por contínuos movimentos paradoxais, de diferenciações crescentes da comunidade e de crescentes tendências de recomposições unitárias. Então, como o lugar da ambivalência por excelência. Representa assim tanto o espaço da solidariedade como aquele da inimizade e da rivalidade.

O espaço de Caim: a expressão bíblica “irmãos inimigos” pode ser entendida tanto no sentido que se é inimigo não obstante seja irmão, quanto de que se é inimigo justamente por serem irmãos.

É possível questionar sobre a importância e até mesmo sobre a necessidade de falar em fraternidade. Mais, a capacidade de relacionar fraternidade à teoria e a prática da política também se perdeu. Na verdade, estudar as relações entre fraternidade e política nunca foi considerado um tema atrativo. A liberdade e a igualdade aparecem com frequência nos debates, mas a fraternidade sempre esquecida. Tal qual se revela entre os grupos que se formam dentro das lojas.

A desconstrução da amizade e a busca de uma nova política da amizade que vá além da fraternidade, ou seja, além da compreensão comum de democracia, revela o perigo que nós homens justos e perfeitos, estamos a correr, o Brasil vem se acabando a cada instante, inúmeros furtos, improbidades, desvios em grandes empresas Publicas, corrupção solta, órgão fiscalizador ameaçado para não desvendar mais os esquemas  malignos de perjúrio. Onde esta o respeito, a fraternidade, foi se esconder das ofensas dos homens do Poder Político?

É nesse ponto, que Derrida usa Carl Schmitt, para ressaltar que a oposição, ou seja, a inimizade faz e delimita o político. Não é da amizade que ele nasce e sim da existência do inimigo. Por isso, se quiser fazer derivar uma política da amizade, mais do que da guerra, se teria ainda que entender a respeito do que quer dizer “amigo”. Ora, a significação do “amigo” não se determina senão na distinção oposicional “amigo-inimigo”.

Nada disso se torna interessante para a nossa ordem, esses atritos e pensamentos tão retrógrados. Onde esta o sentimento de irmandade e união? O que queremos para o futuro do Brasil? Lembrando que tudo começou quando se falava em independência, nossos irmãos estavam num só pensamento, vamos à luta!


Fonte: Carl Schmitt-  jurista, filósofo político e professor universitário alemão. É considerado um dos mais significativos e controversos especialistas em direito constitucional e internacional da Alemanha do século XX.

           Jacques Derrida- filósofo franco-magrebino, que iniciou durante os anos 1960 a Desconstrução em filosofia.

           Antonio José S Ferreira – Tesoureiro da Loja Regeneração Sul Bahiana 994

GOEB / Congregação Estadual

Momentos excepcionais onde revemos grandes irmãos ! E conhecemos outros !!
Encontro Congregacional do GOEB.
Veneráveis da Capital e Interior.
Aplausos para os acertos e consertar os equívocos por ventura existentes.

Inhambupe (BA) / LOJA FÊNIX CAVALEIROS DO PÓRTICO

A ARLS FÊNIX CAVALEIROS DO PÓRTICO, oriente de Inhambupe (BA), promoveu no dia 23/08/2017 a palestra MAÇONARIA, RELIGIÃO E FAMÍLIA , proferida pelo Pod. Ir. Edmilson Pereira dos Santos, Secretário de Educação e Cultura do GOEB.

Ir. Edmilson Pereira dos Santos, Secretário de Educação e Cultura do GOEB.

O evento contou com a participação do Pod. Ir. Luiz Tosta, Secretário de Finanças do GOEB, o Ven. Ir. Wanderley Rocha, Coordenador da 3ª Região do GOEB, o Ven. Ir. Antonio Lima, da 25 de Dezembro de Alagoinhas, o Ten. Rafael Lino, representando a 4ª Companhia da Polícia Militar de Inhambupe, contando ainda com a presença de Maçons de  Alagoinhas,  Catu, Feira de Santana e Salvador, além da sociedade civil desta cidade.
Após a cerimônia foi servido um coctail aos presentes.

A UTOPIA CANAVIEIRENSE

por Walmir Rosário*

Walmir Rosário

Segundo os historiadores, há utopias sonhadas e utopias tentadas. Umas assumem o papel político enquanto outras o religioso. Algumas são apenas sonhos de filósofos, que jamais saem dos livros. Já a Maçonaria abrange as duas, pois é uma utopia filosófica e uma tentativa de implantá-la na prática. Por isso, tem envolvimentos com a política e ainda é confundida com a religião.

A utopia prega um modo de vida universal – como na Maçonaria – com a finalidade de redimir o homem pecador e formar uma verdadeira fraternidade, em que o profano possa conviver com o religioso. Para isso, são escolhidos no meio social indivíduos de elite moral, no sentido de prepará-los para servir de alicerce para essa sociedade, seja nos aspectos espirituais ou interesses mundanos. Mas como é possível fazer isso numa sociedade múltipla, diversa? Veremos com a história de nossa cidade:

Para Canavieiras convergiram todos os povos, diferentes etnias. Cada um em busca de novas oportunidades. A data mais precisa desta invasão é o ano da era vulgar de 1882, quando foi noticiada mundo afora a descoberta de diamantes no Córrego do Salobro, terras da Vila Imperial de Canavieiras.

Brasileiros e estrangeiros de várias nacionalidades aqui aportaram em navios e canoas – até mesmo em lombo de burros. Entre os nativos, a grande maioria da Chapada Diamantina, com a única preocupação de “bamburrar”, ficar rico e poderoso faiscando os famosos diamantes das fraldas da Serra da Onça.

:: LEIA MAIS »

VITÓRIA DA CONQUISTA / Complexo Maçônico comemora Dia do Maçom

O Complexo Maçônico de Vitória da Conquista realizou no último domingo, dia 20 de agosto, uma confraternização entre os membros das 3 Lojas que compõem o Corpo: Filadélfia, Pensadores Livres e Acadêmica Guardiões da Alpha Crucis, afim de comemorar o Dia do Maçom.

Maçonaria Conquistense

As atividades foram realizadas no sítio Vitória e contaram com a presença das cunhadas e sobrinhos.

Informes da ONG ENAULTINHO ROCHA

Neste sábado, 19, a ONG ENAULTINHO ROCHA entrou em ação. 
Desta feita foi na cidade de Itapetinga, mais precisamente no HEMOBA de lá.
Mobilização no sentido de cadastrar potenciais doadores. A resposta foi positiva e o presidente da entidade, Enault Freitas, ficou bastante entusiasmado com a receptividade e acolhida. 

Mais uma grande passo para enriquecimento do banco de dados.

VEJA COMO FOI.

BAHIA / PODEROSA ASSEMBLEIA ESTADUAL LEGISLATIVA (PAEL) Sessão Ordinária

PARA VER EM TELA CHEIA CLIQUE NAS DUAS SETINHAS.

ILHÉUS / DIA DO MAÇOM (COMEMORAÇÃO ANTECIPADA)

DIA DO MAÇOM

O dia do maçom no Brasil é comemorado dia 20 de agosto. Muitos mistérios envolvem os maçons e os rituais maçônicos. Mas, esta data foi escolhida para celebrar o importante papel que esta “sociedade secreta” teve para um dos momentos históricos mais importantes do país: a independência do Brasil. No dia 20 de Agosto de 1822 aconteceu uma sessão histórica entre as Lojas de Maçonaria “Comércio e Artes” e “União e Tranqüilidade”, na cidade do Rio de Janeiro. Na ocasião, o Irmão Gonçalves Ledo teria feito um discurso emocionante e inspirador, pedindo a Independência do Brasil ainda naquele ano.

A idéia de Gonçalves foi aprovada por todos os irmãos naquela reunião e registrada na ata do Calendário Maçônico no 20º dia, do 6º mês do ano da Verdadeira Luz de 5.822. Esta data, convertida para o calendário gregoriano (o que é usado na maioria dos países ocidentais), seria equivalente ao dia 20 de Agosto de 1822.

Teria sido por impulso da sociedade maçônica que o Príncipe Regente Dom Pedro I teria proclamado a Independência do Brasil no dia 7 de Setembro de 1822 (menos de um mês depois da grande reunião no Rio de Janeiro).

A data oficial foi oficializada no artigo 179 da Constituição do Grande Oriente do Brasil, tornando o dia 20 de Agosto o Dia do Maçom Brasileiro.

Ao contrário dos que pensam e não sabem e nem se informam sobre a maçonaria, inventam coisas absurdas, que é demoníaca, e ainda defendem que tem ligação direta com o Demônio, além de utilizar outros tipos de adjetivos. Nós somos homens Livres e de bons costumes, que não combina nada com coisas voltada á improbidade.

Vimos anteriormente à ação da Maçonaria e dos maçons na história. Vimos também variadas concepções de Maçonaria, todas dentro do princípio de que ela é uma Instituição que contribui de fato para o aperfeiçoamento do homem. Vimos os matizes estratégicos utilizados pela Ordem para cumprir o seu papel em determinadas latitudes, alguns carregados das cores vivas da ideologia libertadora.

Segundo o Dicionário da Maçonaria, de Joaquim Gervásio de Figueiredo, no verbete Franco-maçonaria, “foi fundada em 24 de junho de 1717, em Londres”. O termo maçom, segundo o mesmo Dicionário, provém do inglês mason e do francês maçon, que quer dizer ‘pedreiro’, e do alemão metz, ‘cortador de pedra’. A origem da maçonaria está ligada às lendas de Ísis e Osíris, no Egito; ao culto a Mitra, vindo até a Ordem dos Templários e a Fraternidade Rosa Cruz.

Fonte: Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra e

              Calendarr Brasil

Loja Maçônica União e Caridade  completa 126 anos de instalada

Loja União e Caridade, Canavieiras

A Loja Maçônica União e Caridade, nº 05, em Canavieiras, uma das mais antigas da Bahia, comemora nesta quinta-feira (17), 126 anos de instalação (funcionamento pleno). Ela foi fundada em 27 de dezembro de 1890, e se tornou a primeira Loja Maçônica da República do Brasil e a terceira da Bahia. Sua Carta Constitutiva – Patente – foi assinada pelo Grão Mestre do Grande Oriente do Brasil, Marechal Manuel Deodoro da Fonseca, o proclamador da República.

Durante todos esses mais de 100 anos de fundada, a Loja União e Caridade funcionou regularmente e só paralisou suas atividades durante a Segunda Guerra Mundial. Inicialmente filiada ao Grande Oriente do Brasil, a Loja União e Caridade passou a integrar os quadros da Grande Loja Maçônica do Estado da Bahia (GLEB) em 24 de junho de 1954 e onde permanece até hoje.

A primeira Diretoria da Loja União e Caridade era integrada pelos maçons Armando Gentil (Venerável Mestre), Francesco Tedesco (1º Vigilante), Antônio Teixeira Lôbo (2º Vigilante), Bernadino d’Oliveira Pinto (Orador), Augusto Luiz de Carvalho (Secretário), Samuel Benjamim (Chanceler) e Domingos Marques dos Reis (Tesoureiro).

Segundo o Venerável Mestre da Loja Maçônica União e Caridade, Lázaro Soares Magnavita, a instituição sempre esteve presente nas lutas em defesa da região e de Canavieiras e é considerada um órgão de vanguarda. “A história de Canavieiras e da União e Caridade se confundem, pois foram as mesmas pessoas que participaram da elevação da vila de Canavieiras à cidade e à fundação da Loja”, informa Lázaro.

Diretoria da Loja União e Caridade, Canavieiras – Fotos Divulgação

Atualmente a diretoria da Loja União e Caridade é composta por Lázaro Soares Magnavita – Venerável Mestre; José Batista Gama Neves – 1º Vigilante; Fernando Guimarães Vieira –  2º Vigilante; Walmir Andrade do Rosário – Orador; José Hilton Melo Lopes – Secretário; Ariedson Santos – Tesoureiro; Romário Brito de Vasconcelos – Chanceler. O Delegado Distrital é Raimundo Antônio Tedesco.























WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia