WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


outubro 2018
D S T Q Q S S
« set    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  






:: ‘Cultura’

O CAMPEONATO DE SURF BLACK TRUNKS, FOI UM SUCESSO EM ILHÉUS

DE OLHO NESSA ONDA GATINHA?

EH BOM SE SEGURAR… POIS ABAIXO DA SUPERFÍCIE TEM UMA BANCADA DE CORAL AFIADA, O CAMPEONATO DA HISTÓRIA DO SURF BAIANO, O EVENTO ARRECADOU 400 KILOS DE ALIMENTOS, DISTRIBUIU PRANCHAS , TROFÉUS, BRINDES E MUITO SURF.

CONTOU COM VÁRIOS ATLETAS DA BAHIA , JOJÓ, RONALDO FADUL, SEKAO, BARRÃO, ESDRAS, MARROM, CICA HAWAII, ANDERSON SÁ, MARCELINHO ALVES, DALMO MEIRELES, JABES LOCAL,  FREDÃO, MAURICIO WELLYS,  O ENCONTRO DE VÁRIAS GERACÕES, FAMÍLIAS, COM FILHOS E NETOS. CATEGORIAS EM DISPUTA= FEMININO, OPEN, MASTER, GRAN MASTERS, KAHUNA, SUB- 12, LONGBOARDS, E A FAMOSA DINOSSAUROS , SURFISTAS ACIMA DE 55 ANOS DE IDADE.

MATÉRIA POR HERALDO FASKOMY

VÍDEO YOU TUBE

Superintendência Regional do Trabalho inaugura exposição que retrata o drama das vítimas do trabalho infantil

A mostra estará aberta à visitação pública até o dia 09 de novembro.

Salvador, 10/10/2018 – Na manhã desta segunda-feira (08), a Superintendência Regional do Trabalho na Bahia – SRTb/BA inaugurou a exposição Cartas da Exploração Infantil do Artista Plástico Elinaldo Costa. A mostra é composta por telas que chamam atenção para a exploração da mão de obra infanto  juvenil e traduzem situações que muitas vezes acontecem em decorrência dessa prática.

A abertura solene da exposição foi realizada na sede da Superintendência Regional do Trabalho na Bahia, no caminho das árvores, local que abriga a mostra. Com o apoio do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho – SINAIT-DS/BA e do Sindicato dos Auditores Fiscais do Estado da Bahia – Satiteba, o evento contou com a presença de representantes de diversos órgãos e entidades que atuam no mundo do trabalho e na defesa dos direitos das crianças e dos adolescentes.

Durante a sua fala, a superintendente Regional do Trabalho na Bahia, Gerta Schultz, ressaltou que o futuro das crianças e dos adolescentes não devem ser definidos por paradigmas sociais. “Pela emoção, pela arte e pelo olhar humano sobre o assunto é que podemos entender que não pode ser um padrão social que deve determinar o futuro de uma criança”, afirmou a Superintendente.

O Chefe da Inspeção do Trabalho na Bahia, José Honorino, explicou sobre a ideia de utilizar a porta de entrada da Superintendência para expor os temas relacionados ao mundo do trabalho, tendo como tema inaugural o combate ao trabalho infantil. “Essa é a primeira exposição que promovemos nesse espaço que será aproveitado para chamar a atenção dos frequentadores e do público em geral sobre temas relacionados ao trabalho. Com essa exposição queremos que o público reflita sobre as mazelas do trabalho infantil”.

Em seu pronunciamento, o Procurador Chefe do Ministério Público do Trabalho na Bahia, Luís Carneiro Filho disse que as telas motivam a todos na luta contra o trabalho infantil. “Acredito sim, que é possível avançar em relação às políticas públicas, mas essa arte e essa história contada nessas telas nos emociona, nos impulsionam e nos faz acreditar na nossa missão”.

Na ocasião, o Coordenador da atividade de fiscalização de combate ao trabalho infantil da SRTb -BA, Antônio Inocêncio, frisou o papel da sociedade no combate do trabalho infantil. O Presidente do SINAIT-DS/ Bahia, Roberto Miguel Santos, ressaltou que o apoio à exposição sobre o drama do trabalho infantil faz parte do compromisso social da Entidade. A Presidente do SAFITEBA destacou a importância da reflexão sobre o tema que por muitas vezes acaba desencadeando a prática do trabalho escravo.

Por fim, o Artista Plástico, Elinaldo Costa, autor das obras, descreveu as telas expostas e afirmou o compromisso da arte em retratar temas que interessam a toda sociedade “depois de pesquisar sobre o assunto, eu fiquei estarrecido com a vulnerabilidade a que estão expostas as crianças e adolescentes. Como artista, tenho um compromisso com a arte e a arte com a sociedade. Diante disso, me vi na obrigação de retratar o drama vivenciado por essas vítimas”. Explicou o artista. :: LEIA MAIS »

Diversidade de ritmos marcou a reabertura do Projeto Seis e Meia

Por Secom

A reabertura do Projeto Seis e Meia, na noite de quarta-feira (26), no Teatro Municipal de Ilhéus foi marcada pela diversidade de ritmos como rock in roll, rap e canções de trabalhadores da lavoura do cacau, lavadeiras e marisqueiras. Idealizado pela Secretaria da Cultura, a iniciativa tem o objetivo de promover os artistas regionais, além de fomentar o cenário cultural e divulgar os valores dos músicos do município. A primeira apresentação foi do artista Ayam Ubrais Barco, seguida das bandas Intuito Neutro e Mulheres em Domínio Público.

Os projetos contemplados para esta nova formatação do Projeto Seis e Meia serão apresentados quinzenalmente, até 31 de outubro deste ano, sempre às quartas-feiras, pontualmente às 18h30min. A Secretaria da Cultura de Ilhéus selecionou doze, das 22 propostas de espetáculos musicais inscritas no edital, que visam estimular o desenvolvimento da música em diversos gêneros.

As atrações – O artista Ayam Ubrais Barco, do município de Ipiaú, disse que foi incrível participar deste projeto de alta relevância musical, e ainda fazer parte da sua abertura. “Escrevemos e compomos coisas direcionadas à consciência e ao coração das pessoas, para que criem determinadas condições e possam entender o lugar onde elas estão. E assim, entendendo, possam lutar por lugar, e aprofundamentos da democracia”, ressaltou.

A banda Mulheres em Domínio Público mostrou o show “Em cantos da terra de Jorge”. Composta por Cris Passos, Geisa Pena, Ingrid Luise e Tacila Mendes o grupo estava acompanhado de quatro músicos que executou releituras de cantigas populares de domínio público que preserva a melodia, linguagem e temas originais. A banda atua no cenário musical desde 2012.

O grupo Intuito Neutro é formado pelos músicos, vocalistas e beatmakers Sandro Maia e Igor Moutta. Com composições autorais, a dupla tem o rap como bandeira e se dedica a difundir a cultura deste gênero musical no cenário musical ilheense. A direção artística foi de Letto Nicolau e a produção executiva ficou a cargo de Beto Produções.

O secretário da Cultura de Ilhéus, Pawlo Cidade, disse que projetos estruturantes são os que fortalecem a ‘prata da casa’. “São ações como essa que fomentam e fortalecem a produção cultural e musical do município. Especialmente por ver que muitos músicos são destaques hoje na cidade e na região, que surgiram do Seis e Meia, a exemplo de Keketa, Délio Santiago, Letto Nicolau, que inclusive criou a filarmônica São Jorge dos Ilhéus, dentre outros nomes que aos poucos foram entendendo como se estruturar no cenário musical e avançar, e hoje estão no mercado criando ações e potencializando a sua música”.

Ilhéus recebe um dos maiores festivais de dança contemporânea do Brasil

POR SECOM

O Teatro Municipal de Ilhéus sedia o 7º Festival de Dança Itacaré, nesta segunda-feira (10), com apresentações gratuitas dos espetáculos “A Morte do Cisne” (Cia Dita, Fortaleza) e “Mariana, a História que se Perdeu” (A-rrisca Cia da Dança, Ilhéus), às 19 horas e 19h30, respectivamente. Na terça-feira (11), o público será brindado com a montagem “Tamanho Único”, do Balé do Teatro Castro Alves, de Salvador, convidado especial da curadoria do evento.

Na etapa de Ilhéus, o público poderá participar da oficina “Percussão e Movimento Consciente através da Dança”, com Sueli Guerra, dias 10 e 11, das 9 às 11 horas, na sede da A-rrisca Cia. de Dança, localizada no Jardim Pontal. Inscrições e programação completa estão disponíveis no site do festival (festivaldedancaitacare.com.br).

Grupos e artistas de todo o Brasil seguem depois para Itacaré, onde serão realizadas, de quarta-feira a domingo (12 a 16), apresentações, oficinas, instalações, palestras, documentários e intercâmbio de vivências com as comunidades locais, todas gratuitas. A programação acontece no Centro Cultural Porto de Trás e outros locais da cidade.

O Festival de Dança Itacaré é realizado pela Comunidade Tia Marita, com o apoio institucional da Casa Ver Arte e o apoio financeiro do Estado da Bahia, através do Fundo de Cultura, Secretaria de Cultura e Secretaria da Fazenda.

 

HOMENAGEM A MESTRE LUIZ CAPETA MARCA FESTEJOS PELO DIA DO CAPOEIRISTA EM ILHÉUS

A Praça Pedro Mattos, importante palco das manifestações culturais de Ilhéus, recebeu moradores e turistas para as comemorações pelo Dia Nacional do Capoeirista, transcorrido na sexta-feira (3). Realizada com apoio do edital Cultura Livre, da Secretaria Municipal de Cultura, a programação incluiu rodas de dança e apresentações, além de exposição sobre a vida de Luiz Martone (Mestre Luiz Capeta), que este ano completa 55 anos de vida e 50 de capoeira, e homenagens ao Mestre Barreto.

O Secretário de Cultura, Pawlo Cidade, representou o prefeito Mário Alexandre no evento e enfatizou que o edital Cultura Livre é um compromisso da atual gestão para o fomento às diversas manifestações culturais do município. “Os editais foram uma das principais metas do nosso plano de trabalho. A capoeira será contemplada também pelo edital Manoel Barreto, que destaca a trajetória do grande mestre Barreto, um dos pioneiros da capoeira na cidade”, disse o secretário. A capoeira é uma dança de golpes sem luta, e faz parte das maiores expressões culturais afrobrasileiras, com forte expressão na Bahia e em Ilhéus.

Do ilhéus 24 hs

FESTA EM HONRA A NOSSA SENHORA DAS VITÓRIAS

Morador de Una participa do The Voice Brasil

O capixaba hoje morador da cidade de Una, litoral sul da Bahia, foi uma das das vozes a conquistar a última vaga da noite na primeira fase da 7ª temporada do programa The Voice Brasil, da Rede Globo. Edson esbanjou simpatia após o show que deu no palco. No palco, o participante apostou no hit “Se For Para Judiar”, de Gusttavo Lima, e após três jurados virarem para o rapaz, ele acabou escolhendo o time de Ivete Sangalo.
Segundo o próprio Edson, foi o amor que trouxe ele para morar na cidade de Una. Edson, 32 anos, se mudou com a esposa e trabalha como pode, no plantio de pimenta. O cantor falou que reside na zona rural Ele conquistou os jurados também pela sinceridade. Ao ser perguntado o que fazia na cidade Edson foi categórico e disse: “Eu faço nada”. Todos adoraram e o cantor baiano Carlinhos Bronw anda disse “Una-se a mim por favor“. Ivete disse que adorou a honestidade dele. O apresentador do programa, Tiago Laifert, disse que a vida dele agora já mudou. Lulu Santos, disse que ele era o candidato mais franco que tinha aparecido no programa. Ivete finalizou os elogios a Edson dizendo que Deus tem um grande plano para o rapaz. Confira tudo no vídeo acima.
(Atitude em Una)

300 ANOS DA PARÓQUIA

Quando o monarca lusitano ampliou no início do século XVIII a política de povoamento na costa da colônia brasileira –mais como proteção às recém-descobertas minas de ouro no interior–, um dos pontos escolhidos na Capitania de Porto Seguro foi a margem direita –perto da foz– do Rio Jequitinhonha. No comando dos colonizadores e a catequisar os temíveis índios Botocudos, donos naturais do pedaço, aí esteve o padre Joseph Araújo Ferraz, missionário jesuíta. Na pregação da fé cristã, entre 1708 e 1712 o padre funda uma capela sob invocação de Nossa Senhora da Madre de Deus, nascendo ao seu redor o Arraial de São Pedro do Rio Grande. A lenda conta que em torno de 1715 uma leva de colonizadores portugueses trazendo a imagem da Santa do Carmelo aporta no povoado e, como ele crescia rápido, em 11 de abril de 1718 através do Alvará Régio de 11 de abril de 1718, é criada –mudando o título– a Freguesia de Nossa Senhora do Carmo. Em 1764 o povoado alcança a categoria de vila com o nome de Vila de Nossa Senhora do Carmo do Belo Monte.

Entendendo a necessidade, em 1776 os capuchinhos frei Caetano e frei Paulino, no espaço da igrejinha erguem outra de maior estatura e, sob o mesmo orago, classificam-na de Matriz. Com base no livro “Belmonte e sua História” de Afonso Monteiro (de 1918), entre 1895/1896, este templo também é demolido e –arquitetada por Ettori Guerrieri e construída por José Rodolpho, Antônio Alexandrino Siqueira, pedreiros e pelo carpinteiro Antônio Geraldo de Cerqueira, e com a supervisão do especialista-construtor Perminio Santos–, em seu lugar é erigida a atual Igreja Matriz de Nossa Senhora do Carmo. O pároco da época era Alexandre Alves Casaes e a obra –à frente uma comissão formada pelos Coronel Licínio Brasão, Major José Antônio da Silva e o Capitão Vicente Ferreira da Silva– foi custeada pela população. Monteiro acrescenta além disso que a Paróquia Carmelita pertenceu primeiramente ao bispado de São Sebastião do Rio de Janeiro cujo limites iam a até o Puxim em Canavieiras, depois, com a delimitação, ao de São Salvador da Bahia e, em seguida com o desmembramento deste, ao –criado em 1913– de São Jorge dos Ilhéus. Atualmente está vinculada ao de Eunápolis, diocese desde 1996. :: LEIA MAIS »

Mostra de Palhaçaria Feminina Acontece neste sábado em Ilhéus

A palhaçaria feminina sempre existiu e, nos últimos tempos, tem conquistado mais espaço no universo do humor, ainda dominado por homens. Nesse sentido, foi organizada a Clowntildes Varieté, primeira mostra realizada em Ilhéus, composta exclusivamente por mulheres palhaças. A apresentação será às 17 horas deste sábado (07), na Tenda Teatro Popular. A classificação é livre e não será cobrado preço fixo para a entrada, deixando o público à vontade para pagar o quanto quiser.

A Clowntildes Varieté será composta de números elaborados pelas participantes do grupo e dirigidos por Driely Alves, a palhaça Chumaço. “Inspirado no charme dos cabarés franceses e na irreverência do circo brasileiro, o show reúne diversos números de mulheres em busca do próprio ridículo, proporcionando ao público uma tarde de diversão e encantamento”, explica.

A mostra é fruto da oficina ministrada no mês de abril pela palhaça e arte-educadora Driely Alves, gerando o grupo As Madalenas, formado apenas por mulheres. Nos últimos meses, as participantes têm realizado pesquisas acerca da palhaçaria feminina e criado os números que compõem a Clowntildes Varieté, de modo coletivo e colaborativo. :: LEIA MAIS »

SEMANA NACIONAL DE ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL COMEÇA EM ILHÉUS

Começa hoje (7) e vai até o dia (14) de junho a Semana Nacional de Erradicação do Trabalho Infantil em Ilhéus. No dia (12), diversas ações estão programadas para mobilizar os poderes públicos e a sociedade em prol da causa. As ações serão realizadas pela Prefeitura de Ilhéus, por meio da secretaria de Desenvolvimento Social e do Programa de Erradicação ao Trabalho Infantil (PETI).

Iniciando nesta quinta-feira hoje (07), às 14 horas, no auditório do Centro Administrativo da sede da prefeitura, na Conquista, acontecerá uma reunião promovida pelos Procuradores do Trabalho, Ana Carolina e Ilan Fonseca com todos os secretários do município.

Nesta sexta-feira (8), às 11 horas, será realizada uma blitz na porta das escolas municipais Heitor Dias, Instituto Municipal de Ensino Eusínio Lavigne (IME) e Perpétua Marques.  No dia (11) acontecerá uma reunião para sensibilização dos feirantes que trabalham na Central de Abastecimento, no Malhado.

:: LEIA MAIS »

DIVULGADA RELAÇÃO FINAL DOS HABILITADOS PELO EDITAL CULTURA LIVRE, EM ILHÉUS

A Secretaria de Cultura de Ilhéus publicou, no Diário Oficial, o resultado final dos candidatos habilitados do edital Cultura Livre. Do total de 62 trabalhos inscritos, foram aprovados 29 projetos, com destaque para artes visuais e teatro (sete cada), música, (cinco), hip hop (quatro) e literatura (dois). Também foi contemplado um projeto para atuar nas áreas de dança, audiovisual, capoeira e circo.

O secretário de Cultura, Pawlo Cidade, lembra que o edital Cultura Livre “é um projeto inédito de fomento e pautada na política cultural estimulada pelo prefeito Mário Alexandre, especialmente criado para descentralizar e democratizar as ações culturais”. As atividades começam no dia 28 de junho, com previsão de encerramento para o dia 12 de agosto deste ano.

Aprovados – Os projetos aprovados para as artes visuais foram as exposições “Telas meninos grapiúnas”, “Ilhéus minha terra”, “Ilhéus vista do mar na festa de Iemanjá no Ilê Guainia de Oiá, de mãe Laura Sandoyá” e “Os Seres e as Cores do Sul da Bahia”, além das oficinas de bordado com linhas e pedrarias e de stencil em camisas, arte e antirracismo, que valorizam a estética afro brasileiro e grafite nas escolas.

:: LEIA MAIS »

SECRETARIA DA CULTURA DE ILHÉUS INICIA CADASTRO DE GRUPOS DE CAPOEIRA

A Secretaria da Cultura de Ilhéus está realizando o cadastramento de todos os grupos que promovem a capoeira no município depois de ouvir os mestres e contramestres que participaram do encontro ‘Roda de Conversa da Capoeira’. Um dos objetivos é saber quantos grupos existem; quantos estão institucionalizados; e quantos são os fazedores de capoeira. A catalogação dos grupos de capoeira já começou, segue até o dia 6 de maio e será realizado nos locais de atividades dos grupos. O cadastramento será disponibilizado no site www.ilheus.ba.mapas.cultura.gov.br.

Na opinião do secretário da Cultura, Pawlo Cidade, é preciso conhecer as estratégias de sustentabilidade, a diversidade de grupos e estilos, quantidade de membros, sede, projetos, ações culturais e as comunidades onde atuam estes grupos. “Desta maneira podemos criar uma política pública que fortaleça a capoeira local”. Ainda segundo Pawlo Cidade está sendo elaborado o edital Mestre Barreto de estímulo à capoeira que irá homenagear Manoel Barreto de Oliveira, o pioneiro da capoeira na região.

Por sua vez, Abelardo da Silva Santos, chefe do setor de Economia Criativa e Redes Colaborativas, da Secretaria da Cultura, disse que irá visitar cada um dos espaços de treinamento e ensaio dos grupos de capoeira para fazer a catalogação dos grupos. “Vamos conhecer a metodologia de trabalho, os aspectos sociais e econômicos e a forma como eles se relacionam”.

























WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia