secom bahia primeiro emprego prefeitura ilheus
Girando




Busca por Data
maio 2017
D S T Q Q S S
« abr    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Editoria ‘Cultura’

“OS FUZIS DA SENHORA CARRAR” ESTREIA NO SÁBADO, DIA 27

Os fuzis da senhora Carrar – Foto Lucas Vitorino – Divulgacao

Estreia no próximo sábado, dia 27, às 20h, na Tenda (espaço cultural localizado na Avenida Soares Lopes), “Os fuzis da senhora Carrar”, espetáculo do grupo Teatro Popular de Ilhéus (TPI), com classificação indicativa de 12 anos.

Da obra do alemão Bertolt Brecht, o espetáculo conta a história de Teresa Carrar (personagem interpretada pela atriz Tânia Barbosa), uma mãe que tenta manter a integridade dos filhos em meio à guerra civil espanhola.

Os ingressos para a estreia podem ser adquiridos, em horário comercial, na Papirus Livraria (Shopping It’art) e na bilheteria da Tenda, a partir das 19h do sábado.

O texto, escrito em 1937, durante o conflito, provoca o público a pensar sobre a estupidez das guerras, a desumanização e impotência a que são submetidas as sociedades. Este é o primeiro espetáculo da ‘Trilogia da Guerra’, projeto cênico do TPI, que apresentará ainda mais dois espetáculos nos próximos meses.

Os fuzis da senhora Carrar tem música ao vivo e utiliza recursos audiovisuais, tornando o espetáculo ainda mais atrativo. A montagem contou com o financiamento do próprio público, a partir da campanha on-line “sua contribuição vale um espetáculo”, desenvolvida pelo TPI e com a mobilização de artistas de diversas regiões do Brasil.

Uma das contrapartidas da campanha foi a doação de ingressos para estudantes da rede pública de ensino de Ilhéus, que através de um trabalho de mediação, também foram convidados pelo grupo ilheense a desenvolverem atividades sobre o contexto da história apresentada no espetáculo. O material desenvolvido pelos estudantes terá publicação on-line.

Tenda

A Tenda é administrada pelo Teatro Popular de Ilhéus, uma das instituições apoiadas pelo programa Ações Continuadas a Instituições Culturais, iniciativa da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) através do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA).

Oficinas de Teatro Lambe-Lambe no Auditório da Funceb

Denise Di Santos e Ismine Lima, as criadoras do gênero cênico, ministram aulas a partir do dia 31. Inscrições para interessados a partir de 14 anos: R$25

LAMBE LAMBE

No próximo dia 31 de maio, quarta-feira, começam a oficina de Teatro Lambe-Lambe, com Denise Di Santos e Ismine Lima. A aulas acontecerão até o dia 4 de agosto, sempre as segundas e quartas-feiras, das 14h às 17h, no Auditório do Liceu na Fundação Cultural do Estado da Bahia. Podem se inscrever os interessados a partir de 14 anos e a inscrição tem o valor de R$ 25 (vinte e cinco reais).

Criado por Denise Di Santos e Ismine Lima no final da década de 80, o Teatro Lambe-Lambe, também conhecido como Teatro de Miniaturas, é inspirado nas antigas caixas de fotografia lambe-lambe e é uma forma de teatro de animação que vem tomando proporções significativas ao longo dos anos e levando arte para todos os cantos, largos, ruas e praças.

•| MATÉRIA COMPLETA »

Público do Teatro Municipal de Ilhéus já ultrapassou 10 mil pessoas este ano

Grande público / by secom

Durantes os cinco primeiros meses deste ano, o público das atividades culturais promovidas no Teatro Municipal de Ilhéus já ultrapassou a marca de 10 mil pessoas. Até o último domingo, dia 21 de maio, o público nas apresentações com plateia chegou a 5.674 pessoas e, nas exposições e eventos realizados no foyer e na Galeria do Teatro, o comparecimento foi de cinco mil pessoas.

Os números foram confirmados pela diretora da casa de espetáculos, Jennifer Horrana. Ela afirma que a temporada neste período, nos cinco primeiros meses da gestão municipal, foi marcada por grandes desafios. “Nossa missão principal é resgatar a dimensão simbólica da Cultura nos corações dos ilheenses, e reaproximar as políticas públicas ao cotidiano da população”, declara.

•| MATÉRIA COMPLETA »

Oito grupos de dança se apresentam nesta quarta no ‘Maio, mês da dança’

O Teatro Municipal de Ilhéus será palco de mais uma rodada de apresentações da temporada do projeto ‘Maio, mês da dança’. Mais uma vez, os grupos de dança afro Dilazenze, as academias A-rrisca, Dinâmica e Movimento, Núcleo de Dança, Stúdio E, Cia. de Dança Sôanne Marry, Estação de Dança e o ballet Conexão vão mostrar ao público, formado principalmente por pais e parentes de alunas das academias, a performance com muita cor, brilho e movimento. A apresentação está marcada para esta quarta-feira (24), a partir das 20 horas. A produção é da Câmara Setorial de Dança e o apoio da Prefeitura de Ilhéus.

Maio mês da dança – fotos SECOM

O ‘Maio, mês da dança’ é considerado uma troca de experiências das academias e companhias de dança, além de oportunidade para o público conhecer as atividades diárias de cada grupo. Um dos objetivos é difundir a dança em suas diversas formas e estilo, com a participação de vários grupos artísticos. Cada academia tem um tempo de 15 minutos para fazer a performance corporal. O ingresso custa R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). As atividades do projeto serão encerradas no dia 31 deste mês.

De acordo com o produtor cultural e titular da Câmara Setorial de Dança de Ilhéus, Djalma Fernandes, uma das propostas do projeto “Maio, mês da dança” é buscar a excelência nesta forma de arte e valorizar o profissional da dança, primando pela ética. Por sua vez, Pawlo Cidade, gestor cultural, lembrou que “é preciso ampliar os espaços e valorizar o profissional da dança através de vitrines como este projeto”.

Eleição das Câmaras Setoriais da Cultura de Ilhéus será online

Imagem internet

De 17 a 24 de maio próximos, o Conselho Municipal de Cultura de Ilhéus vai eleger as suas Câmara Setoriais. O voto será online e poderá ser feito no endereço eletrônico www.conselhodeculturadeilheus.blogspot.com. Poderão votar agentes culturais com atuação no município. “Os mais votados serão titulares e, os segundos colocados de cada Câmara, serão os suplentes”, explica o gestor de cultura, Pawlo Cidade.

Ilhéus possui dez câmaras da sociedade civil ligadas às artes: teatro, música, dança, literatura, audiovisual, artes visuais, cultura indígena, cultura afro, cultura popular e patrimônio cultural. Para ter direito a voto os candidatos devem residir em Ilhéus, serem reconhecidos pelos pares, ter três anos de atividades na área e concorrer a apenas uma Câmara.

“No entanto, os eleitores podem votar em até três câmaras, caso sejam da área”, afirma Pawlo. Por exemplo: uma pessoa ligada ao teatro e à literatura pode votar nestas duas câmaras.

“O conselho de Cultura é uma representação do governo com funções propositivas, normativas, consultivas e fiscalizadoras. A sociedade civil exerce papel estratégico na organização da Cultura. Afinal é a sociedade a mais interessada nas políticas públicas de Cultura”, finaliza Pawlo Cidade.

INSTITUTO GEOGRÁFICO E HISTÓRICO DA BAHIA

01

02

03

04

Parabéns, PODEROSO IR.’. !!!!

Prezado 
ANTONIO TADEU BAHIA 
 
É com satisfação que comunicamos a aprovação de V.Sa como associado do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia. 
posse acontecerá nesta terça (16 de maio), às 18h – durante as comemorações pelos 123 anos de fundação do IGHB.
Nossos parabéns e uma boa noite.
 
segue convite dos 123 anos

TB

 

IPAC solicita informação técnica à Codesal sobre paralisação da remoção de escombros de imóveis na Soledade

O Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (IPAC) solicitou hoje (12) à CODESAL/Prefeitura Municipal de Salvador, através do ofício nº 286/2017, que seja produzido laudo técnico indicando quais os próximos procedimentos serão adotados pela municipalidade, para que o órgão Estadual se posicione com relação à paralisação da remoção de escombros em imóveis n.º 144 e 146, na Ladeira da Soledade.

“Durante a quarta-feira (10) e quinta-feira (11) passados, o corpo técnico do IPAC acompanhou os serviços juntamente com o corpo técnico da Prefeitura Municipal de salvador. Os serviços foram iniciados após nota técnica do órgão estadual de patrimônio, indicando pela remoção de escombros e manutenção da fachada frontal. A prefeitura paralisou os serviços ontem à tarde (11) e, na manhã de hoje (12), o IPAC está notificando através do ofício 286/2017 para que seja produzido laudo técnico desta Prefeitura Municipal indicando quais os próximos procedimentos a serem adotados para que o órgão de preservação do patrimônio da Bahia produza parecer técnico específico”, afirma o diretor geral do IPAC, João Carlos de Oliveira.

TPI ANUNCIA NOVO ESPETÁCULO E LANÇA CAMPANHA NA INTERNET

O Teatro Popular de Ilhéus (TPI) anunciou para o próximo dia 27 de maio, às 20h, a estreia de seu novo espetáculo: “Os fuzis da senhora Carrar”, da obra do alemão Bertolt Brecht e com direção de Romualdo Lisboa.  A estreia será na Tenda, espaço cultural administrado pelo grupo ilheense e localizado na Avenida Soares Lopes.

“Os fuzis da senhora Carrar” é o primeiro espetáculo da ‘Trilogia da Guerra’, que será apresentada pelo grupo neste ano, ainda com os espetáculos “A mãe coragem e seus filhos” e “A Santa Joana dos matadouros”, todos da obra de Brecht.  O elenco de “Os fuzis da senhora Carrar” contará com: Tânia Barbosa, Pablo Lisboa, Ely Izidro, Takaro Vítor, Márcia Mascarenhas, Cândida Souza e Cabeça Izidoro (também diretor musical). Os ingressos, limitados, já estão sendo vendidos na bilheteria da Tenda e na Papirus Livraria.

Sinopse

Durante a Guerra Civil Espanhola (1936 – 1939), na província de Andaluzia, Teresa Carrar tenta manter seus filhos protegidos do conflito. Mas a guerra não poupa ninguém, principalmente os pobres. Escrita em 1937, “Os fuzis da senhora Carrar” provoca o público a pensar sobre a estupidez das guerras, a desumanização e impotência a que são submetidas as sociedades. Seja em nome de Deus ou do capital, toda guerra provoca dor e o distanciamento da humanidade em busca de igualdade e justiça. A classificação indicativa do espetáculo é de 12 anos.

Campanha

Com o slogan “sua contribuição vale um espetáculo”, o grupo lançou nas redes sociais uma campanha com o objetivo de arrecadar fundos para o processo de montagem do novo espetáculo. O objetivo é que o próprio público e comunidade artística contribua na aquisição de elementos cenográficos e de figurino.  Os vídeos da campanha contam com participações do ator Amauri Oliveira, Carlos Carvalho (CPT-Recife), “Zebrinha” (Bando de Teatro Olodum), Ana Cristina Evangelista (Grupo Zebriskie) e outros importantes nomes do cenário artístico nacional.

link para um dos vídeoshttps://youtu.be/0SFsGhFbwBk

Os colaboradores da campanha receberão um ingresso exclusivo para a pré-estreia de “Os fuzis da senhora Carrar”, no dia 26 de maio, às 20h, também na Tenda. Quem não puder comparecer ao evento poderá solicitar a doação do ingresso para um estudante da rede pública de ensino. O TPI, através da execução de uma série de atividades sociais, mantém parceria com diversas instituições em Ilhéus.  As contribuições são feitas exclusivamente através de depósito identificado na conta do TPI. Em Ilhéus, ainda há a opção do ingresso ser entregue no domicilio do contribuinte, mediante contato prévio por telefone.

Instituto Iris convida jovens negros de Ilhéus para lançamento do Projeto Ori

O Instituto de Responsabilidade e Investimento Social (Iris) lançará amanhã, 4, o Projeto Ori, que oferece curso gratuito de Gestão Cultural, em Ilhéus. Voltado para jovens negros e pardos, de 19 a 30 anos, que tenham ideias de como impactar positivamente as suas comunidades, o evento acontece no Teatro Popular de Ilhéus, às 18h30min.

Além da formalidade de abertura do curso, haverá palestra do coordenador pedagógico do projeto, Hélio Santos, e apresentações de representativos convidados da comunidade cultural negra do município, que irão compor as atividades inaugurais do curso. Em Ilhéus, as aulas ocorrem na Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) a partir da próxima segunda-feira, 8. Com duração de 6 meses, o curso acontece de segunda a quinta-feira, das 18 às 22 horas, com carga de 300 horas. O aluno tem direito a certificado ao final, após a apresentação de trabalho para a banca examinadora.

Segundo a superintendente do Instituto, Lila Lopes, “esse é um momento de apresentação do projeto e de inserção deste nas comunidades atendidas. Temos grande satisfação de celebrarmos esse momento junto aos parceiros, representantes de instituições, professores, e jovens interessados pelo projeto”. Vale lembrar que as inscrições para o curso gratuito de Gestão Cultural seguem até o dia 5 de maio, e devem ser feitas através do site www.institutoiris.org.br.

•| MATÉRIA COMPLETA »

I Mostra de Cinema da UESC começa terça-feira

A I Mostra de Cinema da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) promovida pelo Departamento de Letras e Artes (DLA), será realizada a partir de terça-feira (9) com á encerramento na quinta-feira (11). O evento, para o qual estão sendo convidadas a comunidade acadêmica e a sociedade interessada, reúne cineastas produtores culturais, professores, pesquisadores e alunos para refletir sobre os rumos do cinema contemporâneo que está sendo produzido na Bahia, nos dias atuais.

Dentre as reflexões propostas estão as limitações à produção cinematográfica na Bahia e as alternativas à circulação em um mercado dominado pelo produto estrangeiro, bem como, em tempos de crise, como realizar filmes ante a precariedade das políticas públicas e a fragilidade da atuação da ANCINE, para dinamizar a cadeia produtiva da indústria cinematográfica nas etapas de produção, infraestrutura, distribuição e exibição de filmes no Brasil?

Também, questões sobre o cenário atual da indústria de entretenimento audiovisual em que a Netflix se converte, de ofertadora de streaming, em produtora de conteúdo no Brasil. Essas e muitas outras questões vão orientar as reflexões, debates e atividades que fazem parte da I Mostra de Cinema da UESC.

•| MATÉRIA COMPLETA »

Marcha pela Ciência acontece em 21 cidades brasileiras

Movimento ocorre em mais de 500 cidades de todo o mundo com o objetivo de destacar a importância de atividade e da pesquisa científica para a vida das pessoas

No próximo dia 22 de Abril, Dia da Terra, cientistas de todo o mundo marcharão em mais de 500 cidades ao redor do planeta para chamar atenção para o importante serviço que a comunidade científica presta à sociedade e pedir que os políticos parem de propor projetos que não sejam baseados em evidências. Lançada nos Estados Unidos em reação à tentativa de Donald Trump de desmontar organizações científicas do governo e passar decretos que vão contra evidências científicas, a Marcha pela Ciência logo ganhou adeptos por todo o mundo.

No Brasil, onde a ciência está em risco por conta dos cortes indiscriminados nos orçamentos do governo, estão confirmadas manifestações em 20 cidades. Já têm site e/ou convocação nas redes sociais os eventos em Belém, Belo Horizonte, Diamantina, Natal, Pato Branco, Petrópolis, Petrolina, Porto Alegre, Manaus, Rio de Janeiro, São Paulo, São Carlos, Recife, Boa Vista, Goiânia, Brasília, Alto Araguaia, Itajubá, Ilhéus, Salvador e Curitiba.

“Temos carência de políticas públicas e investimentos que favoreçam a pesquisa científica. Os estudos da comunidade científica trazem inúmeros benefícios à sociedade, da saúde pública à economia, passando pelo meio ambiente e novas tecnologias sustentáveis, destaca Felipe Simões, aluno de graduação em Biologia pela Universidade de São Paulo e um dos organizadores do evento na capital paulista.

•| MATÉRIA COMPLETA »

Festival Literário democratiza arte e poesia em Ilhéus

De 26 a 28 de abril, acontece o II Festival Literário de Ilhéus (Flios 2017), um evento repleto de atrações culturais para todas as idades. Com o tema Caligrafia Sul-baiana, o festival ocupará o Teatro Municipal e a Academia de Letras de Ilhéus com toda a pluralidade artística da nossa região. A programação do festival inclui shows musicais, debates, lançamentos de livros, oficinas culturais, entrega de prêmio literário e, o que é melhor, entrada franca!

1ª Edição – Oficina de Poesia Visual com Rava Midlej – Foto by Ana Lee

Segundo o professor André Rosa, idealizador do festival, “desde a primeira edição do Flios, tem-se como objetivo fomentar a leitura, cuidar para que as próximas gerações estejam repletas de leitores, escritores, compositores e atores sociais prontos para transformar o mundo em um lugar melhor”. Ainda segundo André, o Flios 2017 vem ainda para democratizar espaços de diálogo através das suas atividades, “temos as mesas literárias para debatermos assuntos importantes entre nós, temos saraus lítero-musicais que se enraízam no diálogo entre música e poesia, enfim, basta disposição para acompanhar a nossa programação e dialogar com quem ou com o que quiser, isso é fantástico”, afirmou o professor.

•| MATÉRIA COMPLETA »

2ª edição do Festival Literário de Ilhéus acontece em abril

Nos dias 26, 27 e 28 de abril acontece a segunda edição do Festival Literário de Ilhéus (Flios).As atividades serão realizadas na Academia de Letras (Rua Antônio Lavigne de Lemos – Centro) e no Teatro Municipal (TMI). O projeto é uma realização Academia de Letras de Ilhéus com o apoio cultural da Prefeitura Municipal, por intermédio da Secretaria de Cultura; TV Santa Cruz, Criadouro Produção Cultural, Livraria Papirus, Fundação Cultural do Estado da Bahia, Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Governo do Estado da Bahia.

No ano passado o festival teve como tema o “Fazer Literário e a Diversidade Cultural”.Neste ano o ponto norteador será a “Caligrafia Sul-baiana”. Segundo a organização o evento terá um formato parecido com o da primeira edição, com uma programação diversificada composta por Mesas Literárias, Oficinas Culturais, Feira de Livros, Exposições, Prêmio Literário e Saraus litero-musicais e ainda contará com algumas novidades como: Circuito das Letras, uma visitação guiada pelos pontos culturais mais importantes do centro histórico de Ilhéus, e Mostra Estudantil de Contos, exposição de contos produzidos por estudantes da rede municipal no TMI.

O gestor cultural do município de Ilhéus, Pawlo Cidade, salienta que “a realização do festival vai permitir o fortalecimento de politicas públicas para o setor da literatura e o fomento à valorização do escritor regional já que é o foco do festival”. Toda programação do evento será gratuita e aberta ao público em geral, para mais informações a respeito das atividades que acontecerão durante o evento acesse o site: http://www.flios.com.br/p/programacao.html.

Governo terá um olhar de contribuição e valorização da cultura, diz secretário durante aniversário do TPI

Ao participar das comemorações alusivas aos quatro anos de atividades do Teatro Popular de Ilhéus no espaço da Tenda Popular, localizada na avenida Soares Lopes, o secretário municipal de Relações Institucionais, Alisson Mendonça, assegurou que nos próximos quatro anos a atual gestão terá um olhar de contribuição, incentivo e de valorização da arte tanto na sede quanto no interior do município. Alisson representou o prefeito Mário Alexandre nas festividades e participou do diálogo sobre o tema “A economia criativa como propulsora do desenvolvimento social e econômico”, apresentado pelo diretor da Secretaria Estadual de Cultura, Alexandre Simões.

Secretário Alisson Mendonça representou o município nas comemorações – Divulgação

O secretário destacou que para além do apoio institucional aos grupos culturais de Ilhéus, o prefeito Mário Alexandre vai trabalhar pela revitalização dos espaços públicos nos mais diversos pontos da cidade, para que a produção da arte e da cultura funciona de forma mais democrática e participativa. “Só o Teatro Municipal de Ilhéus não dá para abrigar e acolher todas as manifestações culturais. É preciso ampliar”, afirmou. Alisson Mendonça também reafirmou o compromisso do governo municipal de ser aberto às sugestões e de querer debater os assuntos com os protagonistas da cultura local.

Encontro agendado

A economia criativa foi o foco das discussões no projeto Improviso, Oxente!, realizado pelo grupo teatral há vários anos. O evento aconteceu no último sábado (08), às 19h. Além do diálogo, atores do Teatro Popular de Ilhéus realizaram intervenções com músicas que integram a trilha sonora de seus espetáculos teatrais.

Um encontro do prefeito com os dirigentes do TPI está sendo agendado para discutir detalhes do projeto “Parque Cultural Aldeia das Artes”, espaço multilinguagem com foco no desenvolvimento das novas tecnologias e economia criativa, idealizado pelo Teatro Popular de Ilhéus, com auxílio do arquiteto e urbanista alemão, Carl Van Hauenschild.

A Tenda do TPI é administrada pelo pelo grupo que é uma das instituições apoiadas pelo programa Ações Continuadas a Instituições Culturais, iniciativa da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) através do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA).

Secretaria de Cultura do Estado da Bahia tem novo chefe de gabinete

Romulo Cravo assume com a missão de dar prosseguimento a projetos importantes do novo biênio

Posse Chefe de Gabinete_ft_LucasRosario

O secretário de Cultura, Jorge Portugal, assinou na manhã desta segunda-feira (10) a nomeação do novo chefe de gabinete da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, Rômulo Cravo.

O secretário abriu a cerimônia fazendo um balanço dos pouco mais de dois anos à frente da pasta e brincando com os funcionários presentes, “Pelo sorriso dos olhares esta é uma celebração da volta de um filho pródigo”, e acrescentou, “Todas as pessoas vem para somar, dar sua contribuição”, se referindo à equipe que deixou a SecultBA e fazendo um agradecimento especial ao ex-chefe de gabinete, Cláudio Mello.

Romulo Cravo abriu o discurso agradecendo o convite, “Fiquei surpreso e feliz por Jorge Portugal ter lembrado do meu nome”. Depois fez uma rápida apresentação recordando as passagens que teve pela Secretaria,  primeiro com o ex-secretário Márcio Meirelles quando fez parte da equipe de planejamento e participou do processo de institucionalização da Cultura com a criação de instrumentos formais permanentes, a exemplo do projeto Ouro Negro, da mudança da Lei da Cultura, da reformulação do Conselho de Cultura. Depois veio a gestão do ex-secretário Albino Rubim quando foi chefe de gabinete e acompanhou de perto o início das obras de reforma do MAM e da Concha Acústica, “Agora é uma nova fase, um novo desafio, estarei alinhado com o Secretário, assim como a OSBA tem um regente, Portugal é o maestro e eu tocarei conforme a música”, finalizou.

Perfil

Romulo de Souza Cravo, 63 anos, casado, possui graduação em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal da Bahia (1978), pós-graduação em Administração de Empresas Públicas pela Fundação Getúlio Vargas (1984), mestre em Planejamento Energético pela Universidade Federal da Bahia (1988) e especialização em Gerência da Qualidade Total pela Escola de Administração da UFBA (1996). Com vasta experiência na administração pública e passagem pela Sedur, Funceb, SecultBa e Sesab.

DEBATE SOBRE ECONOMIA CRIATIVA REÚNE AUTORIDADES EM ILHÉUS, NO SÁBADO

No mês em que o Teatro Popular de Ilhéus (TPI) comemora quatro anos de atividades na Tenda (localizada na Avenida Soares Lopes), a economia criativa é o foco das discussões no projeto Improviso, Oxente!, que acontece no próximo sábado, dia 8, às 19h.

Divulgação

O TPI apresentará em seu palco um diálogo sobre o tema: “A economia criativa como propulsora do desenvolvimento social e econômico”. O Improviso, Oxente! é gratuito e aberto ao público em geral. Especialmente nesse sábado, durante o evento, atores do Teatro Popular de Ilhéus realizarão intervenções com músicas que integram a trilha sonora de seus espetáculos teatrais.

Para participar do bate-papo foram convidados: Claudiana Figueiredo (Coordenadora Regional do SEBRAE); Mário Alexandre (Prefeito de Ilhéus); Vivaldo Mendonça (Secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado da Bahia); Bebeto Galvão (Deputado Federal), Alexandre Simões (Superintendente de Promoção Cultural da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia).

Durante esta edição do Improviso, Oxente! também serão apresentados números dos quatro anos de funcionamento da Tenda e detalhes do projeto Parque Cultural Aldeia das Artes, espaço multilinguagem com foco no desenvolvimento das novas tecnologias e economia criativa, idealizado pelo Teatro Popular de Ilhéus, com auxílio do arquiteto e urbanista alemão, Carl Van Hauenschild.

A Tenda é administrada pelo Teatro Popular de Ilhéus, uma das instituições apoiadas pelo programa Ações Continuadas a Instituições Culturais, iniciativa da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) através do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA). A programação completa do espaço cultural pode ser conferida através da página www.teatropopulardeilheus.com.br/programação e pelo aplicativo Tenda Teatro Popular de Ilhéus, disponível para download gratuito no Google Play Store.

Juiz do Tribunal Maçônico convida Família Maçônica para lançamento do seu livro

O Juiz do Tribunal Maçônico, Tadeu Bahia convida a Família Maçônica para o lançamento do seu livro “Gregório de Matos e Voltaire o Barroco e o Iluminismo na Bahia”, que acontecerá no dia 05 de abril de 2017, das 17 às 20h, no Instituto Geográfico e Histórico da Bahia, localizado na Av. Joana Angélica, nº43,  bairro de Nazaré, em Salvador- Ba.

TADEU BAHIA

De acordo com o autor, a obra retrata o surgimento de novos escritores, poetas, compositores, cineastas e artistas plásticos, alguns desconhecidos e outros considerados suspeitos, no panorama da Revolução de 1964 na Bahia, reciclando velhos autores como Gregório de Matos e Guerra, Voltaire, Nietzsche, Fernando Pessoa e outros, que tornaram seus escritos, poemas e textos filosóficos atuais.

Além de histórias sobre Glauber Rocha, Alexandre Robatto Filho, Derval Gramacho, ALMAndrade, Paulo Garcez de Sena, Nailson Chaves, José Alcides Pinto, Antônio José Moura, Carlos Lacerda, Fernando Lona, João Carlos Teixeira Gomes, Waldir Serrão Damário Cruz, Jair Gramacho, Ivan Dórea Soares, Gilfrancisco Santos, Clóvis Amorim, Guache Marques, Claudionora Rocha, Mabel Velloso, Walmir Rocha Palma, Jorge Portugal, Jorge Douglas, Antônio Short, Carlos Pitta, Fernando Antônio Pinto da Silva, Sônia Robatto entre outros, que vivenciaram o Regime Militar de 1964 e conseguiram superá-lo com as suas artes.

Governo do Estado assina contrato para publicização da Osba

Reafirmando o compromisso com o setor cultural, o governador Rui Costa assinou, nesta terça-feira (4), o contrato de publicização da Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba), que passa a adotar um modelo de gestão mais moderno, com espaço para a participação da iniciativa privada. A solenidade, no palco da sala principal do Teatro Castro Alves (TCA), em Salvador, incluiu apresentação da orquestra, regida pelo maestro Carlos Prazeres e com participação de Luiz Caldas.

By Carlos Prates GOVBA

Com a mudança, a Osba fará parte do Programa Estadual de Organizações Sociais. Desta forma, continuará sendo mantida pelo Estado, porém administrada por uma Organização Social (OS) sem fins lucrativos. Isto lhe permite expandir o corpo de músicos e gerir a instituição com mais agilidade, além de possibilitar a captação de recursos de forma mais abrangente e proveitosa.
“A medida vai dar vida longa à orquestra com um novo modelo de gestão, com funcionamento mais ágil. Nossa maior e mais importante orquestra entra em outro patamar na história da cultura da Bahia, pois ela impulsiona outros setores culturais junto com ela”, afirmou Rui.
Na ocasião, o secretário de Cultura, Jorge Portugal, destacou que “a publicização da Osba foi uma decisão do Estado da Bahia porque essa era a direção lógica dos corpos estáveis de quase todos os teatros do Brasil. Na verdade foi uma forma também do governo propiciar a Orquestra Sinfônica da Bahia a alçar novos voos e conseguir a garantia da sua sustentabilidade. Decisão, portanto, em consonância com as outras orquestras sinfônicas do país e do mundo”.
Ao adotar o novo modelo de gestão, a Osba se junta a outras importantes companhias do país, como a Orquestra Sinfônica de São Paulo e a Orquestra Filarmônica de Minas Gerais. Ambas foram transformadas em Organizações Sociais, garantindo, assim, novas formas de captação de recursos para investir na manutenção e no crescimento estrutural e artístico.
Escalada de sucesso
Criada em 30 de setembro de 1982, a Osba é uma companhia estadual que integra os corpos artísticos do TCA. Durante sua trajetória, a orquestra esteve sob a regência de conceituados maestros, como Christopher Warren-Green, John Neschling, Isaac Karabtchevsky, Alex Klein, Olivier Cuendet e Ricardo Castro. A partir de 2011, o maestro Carlos Prazeres assumiu o posto de regente titular e curador artístico da Osba.
No currículo da orquestra constam concertos nos quais acompanhou grandes nomes da música clássica, como Luciano Pavarotti, Montserrat Caballé e Milla Edelman. Destaca-se ainda as apresentações ao lado do Ballet Kirov, Ballet Bolshoi (Rússia) e Ballet da Cidade de Nova York, além da participação na montagem de várias óperas.
Gestão atual
Sob a curadoria artística de Carlos Prazeres, a Orquestra Sinfônica da Bahia vem redefinindo seu papel na sociedade, buscando criar concertos e programas que tragam um novo olhar do público baiano para a música erudita.
As primeiras ações dele tiveram o objetivo de inserir a Osba no contexto cultural da sociedade baiana, criando vínculos entre a orquestra e a cultura do estado. Para tanto, idealizou uma programação anual, dividida em séries de concertos. Desse modo, surgiram as séries Jorge Amado, Carybé, Manuel Inácio da Costa e Glauber Rocha.
Vale destacar ainda o Sarau OsbanoMAM, que une música e poesia no Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM); o Baileconcerto, proposta que leva a orquestra a vivenciar a tradição dos antigos carnavais; o Selfconcerto, que dá destaque a composições de membros e colaboradores da OSBA; e o Cine Concerto, um dos maiores sucessos empreendidos pela Osba, que leva o público a acompanhar a trilha sonora de clássicos do cinema.
Programa Estadual de Organizações Sociais
Instituído pelo Governo do Estado, o Programa Estadual de Organizações Sociais tem por objetivo fomentar a publicização, isto é, a absorção da gestão de atividades ou serviços públicos por entidades sem fins lucrativos selecionadas e qualificadas para exercerem a função de OS.
As Organizações Sociais são importantes aliadas dos dirigentes públicos para o exercício da gestão na busca por melhores serviços públicos nas áreas de ensino, pesquisa cientifica, desenvolvimento tecnológico e institucional, proteção e preservação do meio ambiente, saúde, trabalho, ação social, cultura, desporto e agropecuária.
Com a publicização, efetivada mediante celebração de contrato de gestão, o Estado passa de executor ou prestador direto dos serviços para regulador, provedor ou promotor dos serviços. Como provedor, o Estado continua a subsidiá-los, buscando, ao mesmo tempo, o controle social direto e a participação da sociedade.

TADEU BAHIA / LANÇAMENTO DE LIVRO

PARA LER EM TELA CHEIA CLIQUE NAS DUAS SETINHAS.

Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 ... 44 45 46 Próximas