Editoria ‘Cultura’

PARABÉNS AO GRUPO DILAZENZE!!!

Parabéns ao Grupo de Preservação da Cultura Negra Dilazenzepelos seus 28 anos de existência, muitas lutas, alegrias, memórias, resistência cultural. Hoje o Grupo de Preservação da Cultura Negra Dilazenze esta completando 28 anos de existência. 28 anos de luta e resistência cultural, uma trajetória de combate ao racismo e a todas as formas de preconceito. Peço a Zambi e aos inquises que nos ilumine cada vez mais e nos dê força e união pra que possamos conduzir esta instituição ao caminho certo, na busca por um mundo melhor, mais humano e igualitário

São tantas as pessoas nesta caminhada e histórica que seria covardia citar nomes então, sintam-se abraçados e parabenizados, todos que passaram pelo Dila, aos que estão caminhando conosco que se doaram e se doam com dedicação, amor carinho, seriedade, trabalho e o principal respeito pelo Dilazenze. Há nossa matriarca e fortaleza mãe Ilza Mukalê, nossa eterna reverencia, a todos os presidentes que por aqui passaram, diretores, coreógrafos, bailarinos, percussionistas, vocalistas, meus Parabéns e as crianças do Batukerê desejo um futuro melhor, aos colaboradores e a comunidade meus sinceros agradecimentos!!!

Muito axé a toda família Dilazenze!

MESTRE NEY

 

Numa cidade da africa
tinha um babalaó
Dilazenze Malungo
força pra yaó
DILAZENZEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE!

 

ILHÉUS / ACADEMIA DE LETRAS REABRIRÁ SEUS TRABALHOS EM GRANDE ESTILO

ALI

ALI

A Academia de Letras de Ilhéus reabrirá os trabalhos acadêmicos no próximo dia 14 de março com a presença de membros da Academia de Letras de Brasília e com uma brilhante palestra da professora doutora Margarida Fahel que falará sobre o saudoso Adonias Filho que completará 99 anos de nascimento em 2014. Na oportunidade,o presidente Josevandro Nascimento saudará o empresário Roque Lemos pela grandiosa recuperação do espaço acadêmico.
A CICON Construtora está realizando reparos, pintura, troca de portas, recuperação do telhado, piso e substituição gesso do primeiro piso. O empresário Roque Lemos, ao lado de parceiros da construção civil, sensibilizado com nosso pedido, abraçou a reforma deste importante espaço de escuta da comunidade e de fomento da literatura baiana e nacional. As cadeiras também serão recuperadas com apoio do Colégio São Jorge dos Ilhéus. “Para nós é motivo de muita alegria ter a Academia bonita e agradável para todos que nos visitam, sobretudo, àqueles de outros estados e países,” salientou o presidente.
A programação terá início às 17 horas, na Praça Castro Alves, com a colocação de uma corbélia no busto do poeta e recital poético sobre sua obra. O recital será aberto à estudantes dos ensinos fundamentais II, Ensino Médio e Ensino Superior. Para participar, os estudantes deverão se inscrever pelo e-mail:academiadeletrasdeilheus@gmail.com ou pelo telefone: 73.3231.1612, a partir do dia 01 de março.
O quê? Abertura dos trabalhos acadêmicos da Academia de Letras de Ilhéus
Quando? Dia 14 de março (sexta-feira) de 2014
Que horas? A partir das 17h00
Onde? Às 17h00, na Praça Castro Alves e a partir das 18h30, na sede da Academia na Rua Antonio Lavigne de Lemos, 39, Centro, Ilhéus, Bahia.
Maiores informações: academiadeletrasdeilheus@gmail.com, ou pelo telefone: 73.3231.1612.

Lendas da Lagoa Encantada lançado em livro nesta sexta

Convite .

Convite .

O musical infanto-juvenil Lendas da Lagoa Encantada ganha versão em livro, que será lançada nesta sexta-feira (21), na Tenda Teatro Popular de Ilhéus (TPI). A partir das 19 horas, o autor Romualdo Lisboa baterá um papo descontraído com a plateia sobre o processo criativo do espetáculo e da obra literária. Em seguida, às 20 horas, o público poderá conferir a montagem no palco.

Inspirado na obra de Sosígenes Costa, Lendas da Lagoa Encantada mostra como personagens míticos se unem aos seres humanos para enfrentarem o bicho mondrongo, que ameaça o meio ambiente e as tradições populares. O livro traz ilustrações do artista plástico pernambucano, José de Moura, e é publicado pela Mondrongo, editora do Teatro Popular de Ilhéus.

•| MATÉRIA COMPLETA »

PONTAL – “ENTRE O PASSADO E O PRESENTE”

DIA 25 DE FEVEREIRO – NOITE DE AUTÓGRAFO

LANÇAMENTO DO LIVRO

PONTAL – “ENTRE O PASSADO E O PRESENTE”

Prezados amigos

É com a grata satisfação que comunicamos o lançamento do nosso terceiro livro, agora intitulado “Pontal – Entre o Passado e o Presente”.

Toda cidade, todo bairro, tem sua história. Tudo na vida se transforma e, por isso, o Pontal não poderia ser diferente.

No livro, os leitores, verão como surgiu, como se transformou, quem participou dessa história do passado e o do presente, e quem poderá participar dele no futuro.

É este Pontal, que os leitores verão no decorrer das páginas escritas para aqueles que como nós, queremos um bairro mais humano.

É um livro rico em história, fatos e fotos e dentre elas, mais de 400 fotos atuais e coloridas, e mais 120 fotos antigas em preto & branco. Que por certo servirá de base para estudantes em todos os níveis e inclusive servir de base para diversos temas em monografias para universitários.  Com um texto de fácil leitura e de vocabulário simples, narrado de forma que, o leitor embarque numa viagem e viva um passado com cheiro do presente.

O lançamento será no dia 25 de fevereiro de 2014, às 19:00 horas, no Salão Paroquial da Igreja São João Batista no Pontal.

Sua presença é a razão de tudo.

PS.: O livro estará à venda a partir do dia 27 na livraria Papyrus, no Calçadão da Dom Pedro II – Centro, pelo preço de R$ 40,00.

No bairro do Pontal, o livro estará à venda na Padaria Pão do Rei, na Rua 13 de Maio, com a esquina da Rua Hermínio Ramos.

Também disponibilizaremos via Correios, para os que moram em outras cidades, com postagem por conta do adquirente.

Para contatos e solicitações, ligar para os seguintes telefones:

(73) 3231-5192 (fixo) (73) 8811-3358 (OI) (73) 9109-0397 (TIM)

(73) 8815-9449 (OI) ou (73) 9131-0798 (TIM)

Ou ainda pelo E-mail:

jrezendemendonca@gmail.com

De quarta a domingo tem atrações diferentes na Tenda

             A Tenda Teatro Popular de Ilhéus oferece programação de quarta-feira a domingo com modalidades artísticas variadas. Às 19 horas do dia 12, exibições de curtas-metragens no Cineclube Équio Reis. Grupos e escolas de dança de Ilhéus e Itabuna se apresentam na noite do dia 13. A animação do musical infanto-juvenil Auto do Boi da Cara Preta alegra o dia 14. E no sábado (15), uma seleção musical de primeira qualidade com o show Eloah Monteiro Canta Samba. Para o domingo (16), números circenses tradicionais com os artistas do Circo Show Brasil.

            O Cineclube Équio Reis desta quarta-feira apresenta uma série de vídeos nacionais e internacionais, indicada para todos os públicos. A exibição é gratuita e acontece em frente ao espaço cultural, onde a plateia pode se acomodar em cadeiras e divertir-se com as diferentes linguagens.

            A Quinta da Dança surpreende o público a cada semana, com estilos de dança de várias culturas e épocas. No último dia 06, houve apresentação da Dança do Ventre de Rafaella Canabrava, dança de salão com o Grupo de Dança Disk Emoções, de Aldenor Garcia, e a dança contemporânea com parte das coreografias do espetáculo Casa de Farinha, da Cia de Dança Sôanne Marry. A sessão começa a partir das 20 horas.

•| MATÉRIA COMPLETA »

Tenda Teatro Popular de Ilhéus traz Rap no sábado e Circo no domingo

A programação da Tenda Teatro Popular de Ilhéus (TPI) deste final de semana oferece atrações que vão agradar todos os públicos. No Sábado Sim Verão do dia 08, o Rap marca presença com o DJ Jef Rodriguez e MC’s convidados, dividindo palco com a banda Complexo Sonoro a partir das 19h30min. E no domingo (09), os artistas do Circo Show Brasil apresentam números tradicionais do universo circense em sessões às 17 e 20 horas.
O Sábado Sim Verão, parceria entre o Teatro Popular de Ilhéus e o Coletivo Chocolate Groove, segue como vitrine para vários estilos da música independente regional. Além do tradicional rock e o rap desta semana, em fevereiro ainda tem shows de samba rock e pop. Para o dia 22, estão marcadas apresentações das bandas Pastilhas Coloridas e Drink de Mandrak. As entradas custam R$ 20 e R$10.
Toda família poderá se divertir com a tradicional arte circense itinerante do Circo Show Brasil. Trapezistas, equilibristas, acrobatas, contorcionistas, atirador de facas, números de mágica e a irreverência dos palhaços Shampoo e Radiola fazem parte das atrações. O Circo Show Brasil é proprietário da estrutura alugada pelo Teatro Popular de Ilhéus, desde abril do ano passado. Os ingressos custam R$ 10 e R$ 5.

Iemanjá – Lenda, Mito e Sincretismo Religioso

http://bethccruz.blogspot.com/2009/01/iemanj-lenda-mito-e-sincretismo.html

Iemanjá (yemanjá), a Rainha do Mar, mãe de quase todos os orixás, é exaltada por negros e brancos. Iemanjá, possui vários nomes: sereia do mar, princesa do mar, rainha do mar, Inaé, Mucunã, Dandalunda, Janaína, Marabô, Princesa de Aiocá, Sereia, Maria, Dona Iemanjá; dependendo de cada região, mas sua origem vem da África. “A Iemanjá brasileira é resultado da miscigenação de elementos europeus, ameríndios e africanos”.
“Afrodite brasileira”, Iemanjá é a padroeira dos amores e muito solicitada em casos de desafetos, paixões conflituosas, desejos de vinganças, tudo pode ser conseguido caso ela consinta. Iemanjá exerce fascínio nos homens, sua beleza é o esteriótipo da beleza feminina: Longos cabelos negros, feições delicadas, corpo escultural e muito vaidosa.

Têm poderes sobre todos aqueles que entram em seu domínio, o mar. Venerada e respeitada por pescadores e todos aqueles que vivem no mar, pois a vida dessas pessoas estão em suas mãos, segunda a lenda é ela quem decide o destino das pessoas que adentram seu império: enseadas, golfos e baías. Dona de poderes, a tranquilidade do mar ou as tempestades estão sob o seu domínio.

No sincretismo religioso, Iemanja tem identidade correspondente a outros santos, como na igreja católica é Nossa Senhora de Candeias, Nossa Senhora dos Navegantes, Nossa Senhora da Conceição, Nossa Senhora da Piedade e a Virgem Maria.
Em cada lugar do Brasil Iemanjá é festejada, mas as datas diferem de um lugar para outro. No Rio de Janeiro seu culto é festejado no dia 31 de Dezembro, junto a passagem de ano, ondes os devotos oferecem oferendas: Velas, espelhos, pentes, flores, sabonetes e perfumes… na esperança de que ela leve todas as tristezas, problemas e aflições para o fundo do mar e traga dias melhores. Na Bahia sua data é comemorada no dia de Nossa Senhora das Candeias, 2 de fevereiro. Venerada nos Candomblés da Bahia, recebe muitas homenagens e oferendas.

Iemanjá também é conhecida como deusa lunar, rege os ciclos da natureza que estão ligados a água e caracteriza a “Mudança”, na qual toda mulher é submetida devido a influência dos ciclos da lua.

Mãe de quase todos os órixas, é a deusa da compaixão, do perdão e do amor incondicional.

Casada com Oxalá, Iemanjá é o arquétipo da maternidade. Outras vezes Iemanjá continua bela, mas pode apresentar-se como a Iara, metade mulher, metade peixe, as sereias dos candomblés do caboclo.


Nota: Em Cuba, Yemayá também possui as cores azul e branca, é uma rainha do mar negra, assume o nome cristão de La Virgen de la Regla e faz parte da Santeria como santa padroeira dos portos de Havana.

MITOLOGIA

LENDA (Arthur Ramos)

Final de janeiro na Tenda TPI traz surpresas para o público

A última semana de janeiro na Tenda Teatro Popular de Ilhéus (TPI) mantém a estrutura de atrações do mês, mas com novidades. A Quarta do Cinema do dia 29 segue com filmes de Chaplin sonorizados ao vivo, às 19 horas. Já a Quinta da Dança do dia 30 promove um encontro de grupos e academias de Ilhéus e Itabuna. E, na Sexta do Teatro do dia 31, a magia do musical infanto-juvenil em Lendas da Lagoa Encantada. As apresentações de dança e teatro começam às 20 horas.

            Para a Quarta do Cinema, o projeto Cine Incidental relembra como os filmes mudos eram sonorizados nos primórdios do cinema. Os músicos Elielton Cabeça e Pablo Lisboa revezam-se entre instrumentos tradicionais e alternativos para abrilhantar obras de Charles Chaplin com efeitos e trilha sonora original. A apresentação acontece em frente à Tenda TPI, dura 30 minutos e é gratuita.

            A Quinta da Dança reúne diferentes modalidades de expressão artística corporal. Nesta semana, estão confirmados o Balé Afro Dilazenze, a dança do ventre de Rafaella Canabrava, Balé Allegro da Acadêmia Raiz, IK Dance de Bianca Lavigne, Cia. de Dança Sôanne Marry e Grupo de Dança do Disk Emoções, de Aldenor Garcia. As apresentações são livres para todos os públicos.

            Personagens míticos ajudam os seres humanos a se livrarem da ameaça do bicho mondrongo, no musical da Cia. Boi da Cara Preta. Em Lendas da Lagoa Encantada o público é convidado a embarcar no universo mítico inspirado nas histórias fantásticas do povoado ilheense que dá nome à montagem. O texto é de Romualdo Lisboa, direção musical de Elielton Cabeça e direção geral de Tânia Barbosa.

            As entradas para os espetáculos e shows da Tenda custam R$ 20 e R$ 10 para estudantes, idosos e titulares do Cartão TPI. Quem desejar se tornar sócio da Tenda Teatro Popular de Ilhéus, basta preencher uma ficha com dados pessoais e pagar R$ 25 para ter direito à meia-entrada, além de descontos em cursos e oficinas durante um ano.

O Escritor Baiano Cyro de Mattos Lança “Um Grapiúna em Frankfurt”

20131212082928960_0001O escritor Cyro de Mattos está lançando o livro “Um Grapiúna em Frankfurt e outras crônicas” (Dobra Literatura).  A obra conta com 50 crônicas, algumas inéditas e outras publicadas semanalmente no “Diário da Bahia”, do sul da B ahia. Este é o quarto livro de crônicas do escritor, que possui obras em diversos gêneros. O livro tem capa do desenhista baiano Sante Scaldaferri e prefácio do poeta paulista Álvaro Alves de Faria.

Segundo Alves de Faria,  “o poeta deixou que passasse à sua frente esse tempo que ainda vive no que guarda da sua criação da Beleza, buscando lá atrás as cenas que ainda existem, porque fazem a história de cada dia. Por isso tudo, este livro é obra rara no vale de lágrimas destes tempos brasileiros que só invertem os valores e isso inclui também a literatura, que deveria ser a identidade de um povo”.

Cyro de Mattos tem 75 anos de idade e estreou na literatura ainda em 1966. Para este ano de 2014, tem previsto os lançamentos de livros infantis, um romance juvenil e um romance para adultos. A Editora da Universidade da Bahia deve ainda publicar a segunda edição do “Cancioneiro do Cacau”, livro que rendeu prêmios literários ao escritor inclusive no exterior.

Livro “Em tempos de e-mail, cartas para Irene” será lançado neste sábado em Ilhéus

LivroO escritor Rodrigo Dias lança neste sábado, dia 25, às 19 horas, no Centro de Treinamento de Líderes (CTL) de Ilhéus, o seu terceiro livro, “Em tempos de e-mail, cartas para Irene”. uma obra aguardada com grande expectativa pela imprensa regional. O livro, que já foi lançado em Ubatã, reúne uma coletânea de cartas enviadas pelo autor para amigos e familiares ao longo de três anos.

De acordo com o escritor, o enredo conta com uma personagem principal chamada Irene, que recebe as cartas de um vendedor de flores, que no passado havia sido carteiro. De forma nostálgica, o vendedor de flores relembra o tempo em as pessoas utilizavam, com grande freqüência, as cartas para se comunicar.

A metáfora utilizada pelo autor, por meio da escolha de vendedor de flores como personagem, é que como se existe tempo para plantar, colher e florir, a amizade também precisa de tais procedimentos para se sustentar. As cartas seriam, na ótica do enredo, o nutriente para sustentar as amizades mesmo a longas distâncias. Durante a cerimônia de lançamento de “Irene” haverá leitura dramática de alguns trechos da obra.

Rodrigo Dias conta que demorou aproximadamente três anos para concluir o livro. “Fizemos pesquisa em campo, conversei com pessoas que se relacionam por meio de cartas, com pais e filhos que estão distantes, que moram em outros estados, países e que se comunicavam apenas por cartas. Além disso, conversamos também com jovens que fazem uso constante das novas tecnologias da área de comunicação. A motivação para escrever Irene veio do nosso convívio familiar. Meus avós, por exemplo, viviam distantes um do outro no início do relacionamento e se comunicavam apenas por meio de cartas, as famosas cartas de amor. Além disso, a própria música brasileira já deu destaque às cartas enquanto poesia do cotidiano”, explicou o escritor.

Novas atrações nesta semana na Tenda TPI

De quarta-feira a sábado, o público pode conferir diferentes atrações na Tenda Teatro Popular de Ilhéus (TPI). Amanhã (22), naQuarta do Cinema, tem Cine Incidental a partir das 19 horas, em frente ao espaço cultural. A Quinta da Dança traz Casa de Farinha, às 20 horas. Na Sexta do Teatro, a sátira em cordel Teodorico Majestade, as últimas horas de um prefeito, no mesmo horário. No sábado (25) às 16 horas, música e histórias infantis no projeto Conto e Cantigas e, às 20 horas, o Sábado Sim Verão traz shows de Dr. Imbira e Mendigos Blues.

            O Cine Incidental combina cinema e música. Assim como nos primórdios do cinema, os músicos Elielton Cabeça e Pablo Lisboa são os responsáveis pelos efeitos e trilha sonora do filme Dia de Pagamento, de Charles Chaplin. A obra do mestre do humor ganha ainda mais vida através dos sons produzidos ao vivo, com instrumentos tradicionais e alternativos. A apresentação dura 30 minutos, é gratuita e livre para todos os públicos.

•| MATÉRIA COMPLETA »

Tenda TPI segue com programação diversa

A Tenda Teatro Popular de Ilhéus (TPI) continua oferecendo ao público uma programação diversificada ao longo da semana. Às 19 horas desta quarta-feira (15) tem Cine Incidental, em frente ao espaço cultural montado na Avenida Soares Lopes. O espetáculo Casa de Farinha estará em cartaz na Quinta da Dança e a ópera afro-rock 1789, na Sexta do Teatro. No Sábado Sim Verão do dia 18, shows das bandas Exterminator e Kerberus. As atrações começam às 20 horas, com entradas a R$ 20 e R$ 10 para estudantes, idosos e sócios do Cartão TPI, programa de fidelidade da Tenda.
No Cine Incidental, que integra a Quarta do Cinema , os músicos Elielton Cabeça e Pablo Lisboa executam ao vivo efeitos e trilha sonora de filmes mudos de Charles Chaplin. Amanhã, será projetado o curta-metragem Dia de Pagamento, que mostra as confusões do Carlitos ao se dividir entre a vida de pedreiro e seu casamento. A apresentação será gratuita.
Em Casa de Farinha, a Cia. de Dança Sôanne Marry e o Ballet Folclórico IFBA campus Ilhéus mostram o lado alegre dos escravos, apesar das amarguras do cativeiro. Com dança, música, teatro e poesia, são traduzidos sentimentos e sensações. A montagem é inspirada nos livros Farinha, Madeiras e Cabotagem: a capitania de Ilhéus no antigo sistema colonial, do historiador Marcelo Henrique Dias, e Tambores de Angola, de Robson Pinheiro. A direção é de Sôanne Marry.
A ópera afro-rock do Teatro Popular de Ilhéus 1789 é baseada no fato histórico que aconteceu em Ilhéus, no final do século XVIII. Entre 1789 e 1791, os escravos do Engenho de Santana paralisaram suas atividades e redigiram uma carta reivindicando melhores condições de trabalho. Escrito e dirigido por Romualdo Lisboa, o espetáculo dá saltos no tempo e espaço, combinando teatro, música, dança e audiovisual.
O Sábado Sim Verão é fruto da parceria entre o Teatro Popular de Ilhéus e o Coletivo Chocolate Groove. A cada semana, duas bandas independentes da região se revezam no palco, trazendo diferentes gêneros musicais. Os próximos shows são de Dr.Imbira e Mendigos Blues, no dia 25. A classificação indicativa é 14 anos.
E quem estiver interessado nos cursos e oficinas, as inscrições para as turmas do primeiro semestre ainda estão abertas. Há vagas para aulas de bateria e percussão, dança aérea e acrobacia em tecido, violão e guitarra e capoeira. Mais informações pelo telefone (73) 4102-0580 ou no blog teatropopulardeilheus.blogspot.com.br.

EXPOSIÇÃO / GALERIA 195

GALERIA 195 Guilherme Albagli (2)

ACADEMIA DE LETRAS DE ILHÉUS APRESENTA A EXPOSIÇÃO AUTORES DO SUL DA BAHIA SOB ARTE E PAPEL

Janete Lainha, Pawlo Cidade, Luh Oliveira, Heitor Brasileiro, Gustavo Felicíssimo, Geraldo Lavigne, Arléo Barbosa são alguns dos escritores com livros na exposição “Autores do Sul da Bahia, sob arte e papel” que a Academia de Letras de Ilhéus promove até o dia 31 deste mês, em sua sede própria, na Rua Antonio Lavigne de Lemos, 39, centro.
ILHÉUS

ILHÉUS

Acompanha a exposição o trabalho do artista visual Joferson Ferreira que ambienta o espaço com seus animalês da Mata Atlântica, bem como produtos da história do Município de Ilhéus, também à venda.
A exposição está aberta ao público, das 10:00 às 21:00 horas. Para o leitor e estudante de História, Marcolino Reis, “esta é uma ótima oportunidade para que turistas e nativos conheçam de perto os autores que escrevem sobre nosso Município.” Já o editor e poeta da Mondrongo Editora, Gustavo Felicíssimo, diz que a exposição poderá trazer visibilidade a autores até o momento desconhecidos do grande público. De parabéns a Academia de Letras de Ilhéus pela iniciativa.”
A exposição “Autores do Sul da Bahia, sob arte e papel” é uma idealização da Comunidade Tia Marita, em parceria com a Academia de Letras de Ilhéus. Os livros podem ser adquiridos a preços populares que variam entre R$ 2,00 e R$ 30,00.

Tenda TPI tem atrações de quarta-feira a sábado

Até o final do mês, a Tenda Teatro Popular de Ilhéus (TPI) oferece ao público atrações diferentes de quarta-feira a sábado. Amanhã (08) na Quarta do Cinema, tem apresentação do Cine Incidental a partir das 19 horas. A Quinta da Dança traz o espetáculo Casa de Farinha, da Cia de Dança Sôanne Marry, às 20 horas. Na Sexta do Teatro, a alegria do musical infanto-juvenil Auto do Boi da Cara Preta, também às 20 horas. E as bandas Bad Maria e Ayam Ubráis Barco e a Banda do Mar estarão no Sábado Sim Verão, pontualmente às 20 horas.
No Cine Incidental, os músicos Elielton Cabeça e Pablo Lisboa executam ao vivo efeitos e trilha sonora de filmes mudos de Charles Chaplin. A apresentação será gratuita e livre para públicos de todas as idades. Nesta quarta-feira, será projetado Dia de Pagamento, curta-metragem de 28 minutos sobre as confusões do imortal Carlitos ao se dividir entre a vida de pedreiro e seu casamento.
A animação e colorido da cultura popular nordestina são a essência do Auto do Boi da Cara Preta. Com um verdadeiro bumba meu boi, o musical infanto-juvenil da Cia. Boi da Cara Preta conta como surgiu a canção de ninar mais entoada pelas mães do Brasil. No enredo, o vaqueiro Mateus supera vários desafios para agradar sua mulher Catarina, que está grávida e desejando a língua do boi do temido coronel Firmino. O texto é de Romualdo Lisboa e a direção é de Tânia Barbosa.
Em Casa de Farinha, o público poderá ver as dores e alegrias dos escravos traduzidas em dança, teatro, poesia e música. A montagem da Cia. de Dança Sôanne Marry e do Ballet Folclórico IFBA campus Ilhéus é inspirado nos livros Farinha, Madeiras e Cabotagem: a capitania de Ilhéus no antigo sistema colonial, do historiador Marcelo Henrique Dias, e Tambores de Angola, de Robson Pinheiro. A direção é de Sôanne Marry.
O Sábado Sim Verão é fruto da parceria entre o Teatro Popular de Ilhéus e o Coletivo Chocolate Groove. Cada semana, duas bandas independentes da região sobem ao palco, brindando o público com diferentes gêneros musicais. Os próximos shows são de Exterminator e Kerberus, no dia 18, e Dr.Imbira e Mendigos Blues, no dia 25. A classificação indicativa é 14 anos.
As entradas para os espetáculos e shows da Tenda custam R$ 20 e R$ 10 para estudantes, idosos e titulares do Cartão TPI. Quem desejar se tornar sócio da Tenda Teatro Popular de Ilhéus, basta preencher uma ficha com dados pessoais e pagar R$ 25 para ter direito à meia-entrada, além de descontos em cursos e oficinas durante um ano. Para as crianças, há o Clubinho Conto e Cantigas, que dá acesso às atividades exclusivas de musicaliação, contação de histórias e incentivo à leitura ao preço de R$ 15.

Espetáculo CASA DE FARINHA

CASA DE FARINHA

Foto: Julay Photodsigner.

Fotos: Julay Photodsigner.

A Cia. de Dança Sôanne Marry realiza temporada nos dias 09, 16 e 23 de janeiro o espetáculo intitulado “Casa de Farinha”, tendo como base a obra do escritor regional Marcelo Henrique Dias Farinha, Madeiras e Cabotagem: a capitania de Ilhéus no antigo sistema colonial e o livro Tambores de Angola de Robson Pinheiro.

“Casa de Farinha” um lugar dos antigos engenhos que fabrica, lapida e recria a mandioca quebra o polvilho, esfarinha a raiz, afina a farinha, amassa a massa, enrosca as mãos, nomeia o encontro, tocam os corpos, nasce o amor”…

As Canções, a dança, retratam o dia a dia doloroso e alegre das vidas dos escravos nas casas de farinha. No entanto, quase sem querer, eles expõem a ferida de forma desviada, através da poesia sonora dos corpos dançantes.

Difícil explicar somente com palavras o que significa poesia, corpo, música, dança, todos juntos em cena. Aquele que quiser experimentar tem somente que comparecer. Não precisa trazer muita coisa, porque farinha é substância que dá pra fazer milagres.

O espetáculo terá a participação especial do Ballet Folclórico IFBA Campus Ilhéus, o qual também tem a direção da coreógrafa Sôanne Marry.

           Tenda Teatro Popular de Ilhéus nos dias 09, 16 e 23 de janeiro ás 20:00h – ingresso R$ 10,00.

 

CASA DE FARINHA

 IMG_3779 - Cópia - Cópia - CópiaA Cia. de Dança Sôanne Marry estreia nos dias 20, 21 e 22 de dezembro o espetáculo intitulado “Casa de Farinha”, tendo como base a obra do escritor regional Marcelo Henrique Dias Farinha, Madeiras e Cabotagem: a capitania de Ilhéus no antigo sistema colonial.

“Casa de Farinha” um lugar dos antigos engenhos que fabrica, lapida e recria a mandioca quebra o polvilho, esfarinha a raiz, afina a farinha, amassa a massa, enrosca as mãos, nomeia o encontro, tocam os corpos, nasce o amor”…

As Canções, a dança, retratam o dia a dia doloroso e alegre das vidas dos escravos nas casas de farinha. No entanto, quase sem querer, eles expõem a ferida de forma desviada, através da poesia sonora dos corpos dançantes.

Difícil explicar somente com palavras o que significa poesia, corpo, música, dança, todos juntos em cena. Aquele que quiser experimentar tem somente que comparecer. Não precisa trazer muita coisa, porque farinha é substância que dá pra fazer milagres.

O espetáculo será realizado juntamente com o Ballet Folclórico IFBA Campus Ilhéus, o qual também tem a direção da coreógrafa Sôanne Marry.

Páginas: Anteriores 1 2 3 ... 14 15 16 17 18 19 20 ... 49 50 51 Próximas