dengue prefeitura ilheus

Editoria ‘Cultura’

Teodorico Majestade intensifica campanha no Centro de Ilhéus

As campanhas eleitorais chegam à sua reta final e o prefeito Teodorico Majestade entra em cena para influenciar a decisão dos eleitores. Nesta sexta-feira (28), o célebre político da fictícia cidade de Ilha Bela estará no Centro de Ilhéus para cair nos braços do povo. A diferença é que, ao invés de pedir votos, ele pedirá consciência na hora de ir às urnas. Esta será mais uma ação do Teatro Popular de Ilhéus (TPI), que encenará a comédia Teodorico Majestade – as últimas horas de um prefeitoàs 18 horas, em frente à Casa dos Artistas.Depois de percorrer 22 assentamentos sulbaianos e participar do Filte Bahia 2012, será a volta de Teodorico Majestade às ruas de Ilhéus. O espetáculo, que surgiu da necessidade de protesto diante do caos político vivido em Ilhéus em 2006, retorna para provocar o público.

A peça Teodorico Majestade será novamente encenada em 05 de outubro, também às 18 horas, na porta do espaço cultural. A apresentação é gratuita. “Não queremos falar apenas de política ou denunciar a corrupção. Queremos chamar atenção do povo sobre sua responsabilidade em eleger seus representantes”, declarou o diretor do TPI, Romualdo Lisboa.

 

I RODA DE EXPOSIÇÕES (As políticas publicas de cultura e o município de Ilhéus)

O conselho municipal de cultura de Ilhéus estará realizando hoje, quarta feira dia 26/09 no auditório do ILHÉUS HOTEL a partir das 19:00h, a I RODA DE EXPOSIÇÕES (As políticas publicas de cultura e o município de Ilhéus). Na oportunidade o CMC apresentará o quadro de políticas culturais que estão sendo implantadas no município. O evento contara com a presença de todos os candidatos a prefeito da cidade de Ilhéus, conselheiros de cultura, artistas, gestores e produtores culturais do nosso município. Não fique de fora!!!

Maiores informações:

TEL: 73 8831-5619 / 9900-4191

mestreney1@hotmail.com

cmc-ilheus@hotmail.com

Debates sobre o lixo terminam com o compromisso de prefeituráveis

O ciclo de debates Lixo: para Onde vai? Para onde vamos? termina nesta quinta-feira (27), na Casa dos Artistas às 20 horas. Além de estimular a reflexão sobre a relação entre a sociedade e os resíduos sólidos, o projeto também convidou os candidatos à prefeitura para assinar a Carta Compromisso em defesa da coleta seletiva e inclusão dos catatores do aterro do Itariri. Os candidatos Jorge Luiz (PSol) e Carmelita(PT) já formalizaram o acordo e o próximo deverá ser Jabes Ribeiro (PP).

A iniciativa não fica restrita apenas às discussões e também e exibe vídeos para instigar ainda mais o bate-papo. Amanhã, será projetado o documentário Estamira, de Marcos Prado. A entrada é gratuita.

O ciclo de debates é uma promoção da Casa dos Artistas em parceria com o Instituto Nossa Ilhéus. O projeto conta com a mediação do professor da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Leandro Kerber. “Os catadores da Cooperativa de catadores de recicláveis de Ilhéus (COOLIMPA) também têm marcado presença constante, enriquecendo ainda mais as discussões”, informou uma das organizadoras, Potira Castro.

Improviso, Oxente! de hoje aborda democracia participativa

Enilda Mendonça no Improviso, Oxente – foto Felipe de Paula.

O projeto de debates Improviso, Oxente!dá prosseguimento aos debates sobre “A cidade é movida pela cultura”. A temática vem sendo abordada desde julho, fruto da parceria entre o Teatro Popular de Ilhéus (TPI) e Instituto Nossa Ilhéus. Hoje (25) à noite, a Casa dos Artistas de Ilhéus recebe José Nazal para falar sobre “Democracia participativa – espaços de governança”. As discussões são abertas ao público e começam às 19 horas.Na terça-feira passada (18), o Improviso, Oxente! recebeu a professora e sindicalista Enilda Mendonça, que falou sobre “Educação para a sustentabilidade e qualidade de vida”. A convidada declarou que um dos desafios da educação pública não é só a reprovação dos estudantes, mas também a evasão escolar, que seria também um problema social. “O acesso está garantido, mas não a democratização à permanência e ao sucesso do aluno”, disse.

Para a educadora, entre as possibilidades para o investimento em uma educação de qualidade está o estímulo à arte e ao esporte. Enilda Mendonça ainda citou que é necessária uma política de capacitação continuada para os profissionais da educação. “A formação profissional não pode ser individualizada”, salientou.

Todas as ideias e propostas abordadas ao longo desta edição do Improviso, Oxente! serão incluídas em um livro publicado pela Mondrongo, editora do TPI. A obra será entregue ao prefeito eleito como sugestões para seu projeto de governo. “A interação entre público e convidados está rendendo ótimas reflexões, que não podem se perder no tempo”, afirmou o diretor do TPI, Romualdo Lisboa.

Livro sobre rádio é finalista do Prêmio Jabuti

Obra discute os 70 anos do radiojornalismo no Brasil

 O livro 70 anos de Radiojornalismo no Brasil – 1941- 2011 é um dos finalistas do Prêmio Jabuti 2012, na categoria Comunicação. Publicado pela Editora da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e organizado pela professora Sônia Virgínia Moreira, o livro é fruto de um trabalho coletivo do Grupo de Pesquisa Rádio e Mídia Sonora da Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação. Com 22 textos, a obra reflete sobre os 70 anos do radiojornalismo brasileiro, inaugurado com o Repórter Esso.

A professora Sônia explica que o rádio, como é conhecido hoje, teve início no Brasil em 28 de agosto de 1941, data da primeira edição do Repórter Esso, transmitido em ondas médias e curtas pela Rádio Nacional do Rio de Janeiro. Antes, funcionara de modo experimental na Rádio Farroupilha, de Porto Alegre, com a voz que se tornaria a marca principal do programa: a do locutor gaúcho Heron Domingues.

A professora lembra que, das principais contribuições do Repórter Esso, três merecem ser assinaladas: “Introduzir no Brasil o noticiário com linguagem própria para o rádio; instituir, nas emissoras de rádio, horários pré-determinados para os jornais falados e organizar um Manual de Produção, o primeiro destinado à elaboração de noticiário radiofônico no Brasil”.

Os artigos do livro 70 anos de Radiojornalismo no Brasil – 1941- 2011 são apresentados em quatro seções. Na primeira parte, intitulada Jornalismo de Rádio: referencial histórico, cinco autores abordam momentos distintos do jornalismo radiofônico. Luiz Artur Ferraretto traça uma evolução do radiojornalismo a partir do Repórter Esso até o momento de convergência de mídia; Valci Zuculoto analisa o modelo presente na origem das notícias para o rádio; Flávia Bespalhok relata o surgimento e a evolução do jornalismo na Rádio Continental do Rio de Janeiro; Ana Baumworcel resgata período singular da cobertura jornalística no rádio ao recuperar as formas de resistência do discurso sonoro na Rádio Jornal do Brasil AM; Pedro Vaz reconstrói depoimentos e imagens que marcaram o Repórter Esso.

•| MATÉRIA COMPLETA »

CONSELHO MUNICIPAL DE CULTURA DE ILHÉUS

INFORMATIVO

 O CONSELHO MUNICIPAL DE CULTURA DE ILHÉUS, estará realizando na próxima quarta feira dia 26/09 no auditório do ILHÉUS HOTEL a partir das 19:00h, a I RODA DE EXPOSIÇÕES (As políticas publicas de cultura e o município de Ilhéus). Na oportunidade o CMC apresentará o quadro das políticas culturais que estão sendo implantadas no município. O evento contara com a presença de todos os candidatos a prefeito da cidade de Ilhéus, conselheiros de cultura, artistas, gestores e produtores culturais do nosso município.

Não fique de fora desta luta!!!

Maiores informações:

TEL: 73 8831-5619 / 99004191

mestreney1@hotmail.com

cmc-ilheus@hotmail.com

 

Lançamento

Ilheense lança livro sobre Direitos Sociais

O autor Sérgio Rogério traça um interessante paralelo entre Direitos e Serviço Social

 Lançar um novo olhar sobre os direitos sociais propondo o estudo do setor da saúde, a partir de um ponto de vista diferenciado: o atendimento de pessoas com necessidades especiais no SUS – Sistema Único de Saúde. Com esta proposta o Assistente Social Sérgio Rogério de Oliveira Santana escreveu o livro Diretos Conhecê-los para Tê-los, que será lançado em novembro.

 Editado pela BKraws Editores Associados, a obra retrata temas de importante relevância, não só nas áreas de Serviço Social e Direito, como também da história da saúde pública em nosso país. Apesar de todo o arcabouço legal fornecido pela Constituição Federal, os direitos sociais, segundo Sérgio Rogério, ainda não são conhecidos e compreendidos em sua plenitude pelos brasileiros. “Esta constatação não diminui em nada a sua importância para a vida em sociedade, apenas nos mostra o quanto deixamos de exercer nossa cidadania de forma plena. O fato de existirem leis que regulamentam e institucionam os direitos sociais já é um grande passo em qualquer regime de governo, mas não basta.” explica o Assistente Social.

 Segundo ele, o que ocorre é que as mudanças na sociedade, decorrentes do desenvolvimento econômico e social, levaram também à modificação do entendimento do que são direitos e deveres.

Com uma pesquisa bibliográfica detalhada, apresentando a origem, evolução e conquistas dos Direitos Sociais, o autor segue traçando um relato vanguardista da atual situação da saúde, dos deficientes no Brasil, das dificuldades cotidianas dos profissionais do Serviço Social e, principalmente, como o viver em sociedade e as relações interpessoais interferem em todas essas esferas, colaborando sintomaticamente para uma constante mutação.

No livro, o leitor encontrará também os resultados da pesquisa de campo realizada pelo autor junto aos usuários do NAE – Núcleo de Atenção Especializada J. M. M. Neto, em Ilhéus – BA.


*A noite de autógrafos na cidade natal do autor, Ilhéus, acontecerá em novembro.

** O livro estará disponível para compra na Grafite Papel e Arte (Rua Dom Pedro II, 57, Centro) a partir do mês de novembro.

SOBRE O AUTOR

Sérgio Rogério de Oliveira Santana nasceu em 17 de novembro de 1971, em Ilhéus, Bahia. Contestador, sempre lutou por igualdade de direitos e justiça social. Participou ativamente de diversos movimentos sociais, sempre atuando na liderança e coordenação. Aos 21 anos fundou o Projeto Mundo Melhor, uma organização não governamental preocupada em reduzir as desigualdades sociais. Graduou-se em Serviço Social, passando a atuar junto a diversos órgãos governamentais e entidades sociais. Atualmente, ministra cursos e palestras em todo o Brasil e desempenha funções de diretoria em entidades do terceiro setor.

 

Livro ´Corpo e Alma´ revela essência da poesia

Sione Porto

Será lançado nesta sexta-feira (21), às 19 horas, no Hotel Tarik Plaza, o livro Corpo e Alma, da escritora Sione Porto, integrante da Academia de Letras de Itabuna (ALITA). Corpo e Alma contém 60 poemas, e tem capa e ilustrações webdesigner Denise Moura da Silveira Netto, do Rio de Janeiro.

De acordo com Sione Porto,que é delegada de Polícia Civil e faz sua primeira incursão pela literatura, “o livro é fruto de emoção, sentimento, paixão pelas pessoas, uma celebração do amor à vida”, Para ela, “a poesia é o cerne da existência”. Sione também pretende lançar “Corpo e Alma” em Ilhéus e outras cidades baianas.

Acontece hoje roda do Movimento Feminino de Capoeira Entrada x

Por Anna Karenina 4085/BA

 O Movimento Feminino de Capoeira, Levanta a Saia La Vem a Maré, comunica que acontecerá hoje (20/09) uma roda, às 19 horas, na Praça Santa Rita, bairro da Conquista em Ilhéus.

Movimento Feminino de Capoeira

Segundo comunicado da Professora Priscila do grupo Aliança de Ouro, aproximadamente dez grupos com integrantes mulheres estarão presentes hoje no evento, são eles: Tribo Unida, Aliança de Ouro, Bangalô, Negra Raiz, Barro Vermelho, Camarada Camaradinha, Grupo Sem, Nação Zumbi, Mandalecô e Liberdade.

Ela e as demais integrantes do movimento, convidam a todos para prestigiar a manifestação cultural e principalmente as mulheres capoeiristas que quiserem se integrar no movimento, serão todas bem-vindas.

A seguir, haverá reunião para agendamento do próximo encontro feminino na cidade.

Salve!

Teatro Municipal de Ilhéus recebe espetáculo infantil no final de semana

Dias 22 e 23 de setembro, às 18h00, será apresentado no Teatro Municipal de Ilhéus “A formiga a Cigarra e a Abelha”, espetáculo infantil cheio de cor e brilho, que ressalta valores como amizade, caráter e cidadania.

O espetáculo dirigido e produzido por Cristina Barretto, conta a história da formiga que trabalha arduamente, debaixo de um calor arrasador, durante todo o verão, construindo a sua casa e armazenando mantimentos para suportar o inverno, enquanto a cigarra pensa que a formiga é uma tola e ri, dança e brinca durante o verão. Com a chegada do inverno, a formiga fica confortável e bem alimentada, enquanto a cigarra fica sem comida e abrigo.

O quê? Espetáculo “A formiga a Cigarra e a Abelha”

Quando? Dias 22 e 23 de setembro, às 18h00

Onde? Teatro Municipal de Ilhéus

Ingressos: R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia) na Bilheteria do teatro e Dyllamara Confecções Ltda

Improviso, Oxente! discute educação e sustentabilidade

“Educação para a sustentabilidade e qualidade de vida” será o assunto que norteará as discussões do Improviso, Oxente!desta terça-feira (18). A especialista convidada será Enilda Mendonça. O projeto de debates do Teatro Popular de Ilhéus (TPI) conta com a parceria do Instituto Nossa Ilhéus e, desde julho, vem debatendo assuntos ligados ao tema geral: “A cidade é movida pela cultura”. Os debates começam às 19 horas na Casa dos Artistas e são abertos ao público em geral.O Improviso, Oxente! anterior abordou o subtema: “Economia local dinâmica, criativa e sustentável”. O projeto de debates recebeu a gestora de projetos do Sebrae, Claudiana Figueiredo. Ela falou sobre algumas ações desempenhadas pela entidade que representa para fortalecer pela sustentabilidade. “Estimulamos o associativismo e o cooperativismo. Mas, o Sebrae é apenas um dos atores que auxilia os empreendimentos na inovação, tecnologia e gestão”, declarou.

Claudiana Figueiredo também falou sobre como explorar o valor econômico de produtos que exercitam a imaginação e criatividade de quem os cria. “É preciso ter um diferencial, ser um bem intangível, que proporcione novas experiências e vivências ao consumidor”, disse. Ela ainda ressaltou a importância da parceria entre o poder público, a sociedade civil organizada e a iniciativa privada.

Esta edição do Improviso, Oxente!  acaba no final deste mês. tem como tema geral “A cidade é movida pela cultura” termina no final deste mês. As propostas abordadas ao longo do projeto serão incluídas em um livro publicado pela Mondrongo, editora do TPI. A obra será entregue ao prefeito eleito como sugestões para seu projeto de governo.

Programação da Casa

Além do projeto Improviso, Oxente! a Casa dos Artistas de Ilhéus traz mais atrações em sua programação. Nesta quinta-feira (20) às 20 horas, tem o ciclo de debates: “Lixo. Para onde vai, para onde vamos?”. A entrada é franca. Na sexta-feira (21), também às 20 horas, acontece o show de Mateus Luna. E no sábado (22), tem o musical infanto-juvenil “Lendas da Lagoa Encantada”, da Cia. Boi da Cara Preta. A apresentação será às 20 horas. Os ingressos para o show e o espetáculo custam R$ 10 e R$5.

6a Primavera dos Museus em Ilhéus debate Patrimônio Cultural e Memória Social

O Núcleo de Articulação Territorial de Museus da Região Sul da Bahia promove na próxima segunda-feira, às 14h30, no Teatro Municipal de Ilhéus, a Mesa Redonda “Ilhéus: História e Memória”. O evento integra a programação da 6a Primavera dos Museus, ação promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), com apoio da Fundação Cultural de Ilhéus (Fundaci), Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (Irdeb), Memorial Misael Tavares e Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), e terá entrada gratuita para estudantes, pesquisadores, profissionais da área de cultura e turismo e demais interessados.

Sabendo que todas as lembranças relacionadas com a vida material e moral das sociedades, locais e pessoas com as quais trocamos informações e ensinamentos se constituem em uma troca cultural, o Núcleo de Articulação Territorial de Museus da Região Sul da Bahia reunirá na Mesa Redonda o historiador e coordenador do Centro de Documentação e Memória Regional da Uesc André Rosa, o presidente da Fundação Universidade Livre do Mar e da Mata (Maramata), o historiador e fotógrafo José Nazal e o presidente da Organização Gongombira de Cultura e Cidadania e coordenador do Memorial Unzó Tombenci Neto Marinho Rodrigues para, juntos, socializarem e debaterem sobre a história de Ilhéus e a importância da preservação do patrimônio cultural da região, apresentando suas experiências na preservação de documentos históricos, de objetos, de materiais iconográficos e da história material e memória de matriz africana em terras de Jorge Amado. Durante a atividade, também será exibida uma série de vídeos produzidos pela TV Educativa da Bahia sobre o patrimônio e a memória regional.

Segundo Maria Helena Tavares, eleita delegada na Conferência Setorial de Museus de 2011 e articuladora do Núcleo, “o evento tem o objetivo de divulgar a cultura, o patrimônio regional e os espaços museais para ampliar o conhecimento da sociedade e, consequentemente, obter resultados na preservação e valorização do patrimônio de Ilhéus”. Participam também da ação a Associação Filtro dos Sonhos, a Casa de Cultura Jorge Amado, a Fazenda Primavera, a Fazenda Yrerê, o Memorial Unzó Tombenci Neto, o Museu da Piedade, o Museu das Coisas Naturais Barro Preto, o Museu do Cacau, o Museu do Mar e da Capitania, o Memorial Misael Tavares e o Teatro Municipal de Ilhéus, que no período de 24 a 28 de setembro estarão com programação especial para visitação pública.

Maiores informações e agendamento de visitações através do telefone (73) 3634 8986 – ramal 29.

Sione Porto lança livro de poemas Corpo e Alma

Sione  Porto  lança no próximo dia 21 o  livro  de poemas  Corpo e Alma.  Bacharel  em Direito e delegada da  Polícia Civil, Sione é membro da Academia de Letras  de Itabuna (ALITA) e autora de vários textos literários publicados em  jornais e revistas do  Sul da Bahia. Corpo e Alma,  com  120 páginas,  contém 60 poemas,  além  de   ilustrações da webdesigner Denise Moura da Silveira Netto, do  Rio  de  Janeiro,   que também é responsável pela capa do  livro.

“O livro  é  fruto de emoção,  sentimento,  paixão pelas  pessoas,  uma celebração  do  amor à vida”,  afirma Sione, para quem “a poesia  é o  cerne da existência”. “O  ser  humano  está muito atrelado  às questões materiais,  deixando de lado a parte espiritual e valores que dão  sentido à vida. Busco  resgatar  esses valores através da poesia”,  afirma.  Corpo e  Alma  tem  prefácio  de  Marcos Bandeira, presidente da ALITA, que destaca a sensibilidade e o talento literário  da autora: “Sione escreve  com  as  tintas da sensibilidade e da paixão,  seus poemas saltam  das páginas do  livro e tocam  o coração do leitor”,  destaca  Marcos Bandeira.

O lançamento  do  livro  acontece às 19  horas  do dia 21 de setembro, no  Hotel Tarik  Plaza em  Itabuna.

Origem e destino do lixo são discutidos na Casa dos Artistas

O ciclo de debates Lixo: para Onde vai? Para onde vamos? Continua provocando o público da Casa dos Artistas de Ilhéus. Nesta quinta-feira (13), às 20 horas, haverá o segundo encontro da iniciativa, que conta com a parceria do Instituto Nossa Ilhéus. Na ocasião, será exibido o documentário Lixo Extraordinário, seguido de discussão com a plateia. A entrada é franca.

Na última semana, a iniciativa recebeu membros da Cooperlimpa, cooperativa dos catadores do aterro sanitário do Itariri. Eles falaram sobre sua relação de trabalho com o lixo e como estão se qualificando profissionalmente. As atividades foram mediadas pelo professor Leandro Kerber e por Potira Castro.

A partir de amanhã o projeto receberá os candidatos à Prefeitura de Ilhéus, que foram convidados a assinar uma carta-compromisso para continuidade do processo de inclusão sócio-produtiva dos catadores. O primeiro será Jorge Luiz (PSol). No dia 20, será a vez da Professora Carmelita (PT) e no dia 27, Jabes Ribeiro (PP).

 

Conselho Municipal de Cultura de Ilhéus

2012

PROGRAMAÇÃO

 19h00 – Mesa de Abertura

             Gilsonei Rodrigues – Presidente do CMC

             Maurício Corso – Presidente da FUNDACI

             Carmelita Angela – Candidata a Prefeita PT

             Jabes Ribeiro – Candidato a Prefeito PP

             Jorge Luiz – Candidato a Prefeito PSOL

19h05 – Intervenção Artística I

19h10 – Saudação da Mesa

19h20 – O papel do Conselho Municipal de Cultura

             Exposição: Gilsonei Rodrigues – Presidente do CMC

19h35 – A Construção das Políticas Públicas de Cultura à guisa da Primeira Carta Cultural de  Ilhéus

             Exposição: André Luiz – Presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Ilhéus

19h55 – O Sistema Municipal de Cultura

             Exposição: Pawlo Cidade – Especialista em Gestão Cultural e Projetos pela FGV/MinC.

20h30 – Exposição dos Candidatos ( sorteio)

20h35 – Candidato I

20h40 – Candidato II

20h45 – Candidato III

20h51 – Intervenção Artística II

20h55 – Encerramento

Convidando

Improviso, Oxente! discute economia local nesta terça

O Improviso, Oxente!, projeto de debates do Teatro Popular de Ilhéus (TPI), continua abordando assuntos ligados ao tema central: “A Ilhéus que queremos”. Misturando falas de especialistas a improvisações teatrais e musicais, na noite desta terça-feira (11), a iniciativa receberá a gestora de projetos do Sebrae, Claudiana Figueiredo. Ela abordará o subtema: “Economia local dinâmica, criativa e sustentável”. As discussões são abertas ao público e começam a partir das 19 horas.Na última terça-feira (04), o Improviso, Oxente! recebeu três especialistas para falar sobre “Planejamento e desenho urbano (melhor mobilidade, menos tráfego)”. Estiveram presentes o arquiteto urbanista Alan Dick Megi; o professor da UESC, Paulo Meliani e a arquiteta do projeto Cidade Bicicleta da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder), Adriana Pires. As discussões foram mediadas por Morgana Krieger, diretora do Instituto Nossa Ilhéus, entidade parceira desta edição do projeto.

As falas foram abertas pelo professor doutor Paulo Meliani. Ele explicou que a grande questão do trânsito começa no consumo e é preciso desestimular a compra de carros como símbolos de sucesso. O geógrafo falou que é preciso desalienar as pessoas sobre a necessidade do consumo, através de projetos de educação e cultura, estimulando a coletividade do uso do espaço. “Deve-se primeiro pensar nas pessoas antes dos carros”, complementou.

Para o arquiteto urbanista Alan Dick, resolver mesmo quem tem um automóvel depende da circulação do transporte público e investir nisso contempla motoristas e pedestres. “Ilhéus não faz planejamento urbano há, pelo menos, oito anos. São necessários ajustes de leis complementares, que nunca funcionaram adequadamente”, relatou.

A arquiteta da Conder, Adriana Pires, apresentou o projeto Cidade Bicicleta, que prevê a interligação do espaço urbano através de ciclovias. Segundo a especialista, o Brasil é o terceiro maior fabricante de bicicletas do mundo e Curitiba é a cidade com mais ciclovias, tendo 119 quilômetros. No exterior, o uso da bicicleta é mais popular e incentivado pelo governo com a construção de locais apropriados para pedalar. A cidade alemã de Munique possui 1.400 quilômetros de ciclovias, por exemplo. “Ilhéus está dentro da área de interesse do projeto, que é financiado pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do Governo Federal”, adiantou.

Iniciada em julho deste ano, esta edição do Improviso, Oxente!  tem como tema geral “A cidade é movida pela cultura” termina no final deste mês. As propostas abordadas ao longo do projeto serão incluídas em um livro publicado pela Mondrongo, editora do TPI. A obra será entregue ao prefeito eleito como sugestões para seu projeto de governo.

Espetáculo Terço Insano traz Irmã Selma para Ilhéus

Irmã Selma

O ator Octávio Mendes (Terça Insana e A Praça é Nossa (SBT)) se apresenta nos dias 15 às 21 horas e 16 de setembro às 20 horas, no Teatro Municipal de Ilhéus, com o espetáculo Irmã Selma e seu Terço Insano. O show de humor que tem o slogan “O hábito de fazer rir” é um monologo que contém as cenas e personagens que se tornaram consagrados na época em que o ator fez parte do grupo Terça Insana e outros populares criados pelo mesmo, como Irmã Selma, uma freira humorista; a cantora Xanaina, Maria Botânica, uma atriz e cantora, Mônica Goldstein, uma apresentadora de um programa de TV sensacionalista; um Ex Gay, um cara que mudou de vez; entre outros. Os ingressos custam R$40 (inteira); R$ 20 (meia) e estão a venda no Stand do Karioca, Academia Tônus e na bilheteria do teatro. Realização: Faze Produtora e oferecimento da Porto Seguro e Avianca.

O ator – Octavio Mendes é autor e diretor formado pela Escola de Artes Dramáticas e esteve em inúmeras novelas como “Mulheres Apaixonadas”, “Retrato de Mulher”, “Da Cor do Pecado”, “O Direito de Nascer” e séries como “Carga Pesada” e também de diversos programas de TV e comerciais.

Foi indicado ainda ao prêmio Shell como autor pela peça “Sacrilégio”. Tendo elegido a comédia como gênero de sua preferência, Octávio Mendes escreveu e encenou quadros antológicos que fizeram enorme sucesso no “Terça Insana”, espetáculo do qual foi um dos fundadores.

SHUF !!!!!


Esse é o brimo, bode, médico cirurgião geral, Antonio Carlos Sales Rabat o conhecidíssimo NEM.
Ultimamente tá parecendo uma andorinha porque não para de vuar. Desta feita pousou e posou em Recife. Imagine a emoção de Leonardo Boff um dos teólogos mais respeitados do mundo no momento em que autografava o livro pra Nem. Tenho certeza que Boff tremeu e deve ter tido um piripaque.
Nem, simples que só ele, nem thum.
Celebridade é bom porque já está acostumada com o assédio dos fãs …
Shuf !!!!
Bjo, Nem!.


Ah! adorei seu cabelo novo rsrsrsrsrsrs
E na próxima diminua o peso e a quantidade das coisas que você carregar para não comprometer a coluna e não dar trabalho pros ortopedistas.
AFFFF!!!!, até o bolso tá “istufado” rsrsrsrsrs

Plano Municipal de Cultura de Ilhéus

CONSELHO MUNICIPAL DE CULTURA DE ILHÉUS

CONVOCAÇÃO

 

Amigos produtores culturais, artistas, comunidade. Hoje as 16:00h estará na pauta de votação da Câmara de Vereadores o Plano Municipal de Cultura de Ilhéus. A presença de todos é muito importante. Repassem esta convocação. A cultura agradece.

 Gilsonei Rodrigues

presidennte do CMC

Páginas: Anteriores 1 2 3 ... 14 15 16 17 18 19 20 ... 31 32 33 Próximas