Girando




Busca por Data
abril 2017
D S T Q Q S S
« mar    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

Editoria ‘Cultura’

Artista ilheense expõe obra em Nova Iorque

Quadro do artista ilheense Gildásio Rodrigues. Reprodução.

Quadro do artista ilheense Gildásio Rodrigues. Reprodução.

Gildásio Rodrigues participa de exposição no consulado brasileiro em Nova Iorque e conta com apoio da Secretaria de Cultura de Ilhéus

Com apoio da Secretariade Cultura de Ilhéus (Secult), o ilheense Gildásio Rodrigues Santos expõe seu quadro “Kawê – A Face da Floresta” no Brazilian and International Contemporary Art, realizado no Consulado do Brasil em Nova Iorque, Estados Unidos. A exposição coletiva teve início no último dia 20 e vai até a próxima sexta-feira, 29.

O evento é uma oportunidade para o ilheense expor a sua obra em âmbito internacional e trata-se de ações voltadas à promoção e consolidação de seu trabalho em outros mercados. Para o secretário de Cultura de Ilhéus, Paulo Atto, “a contribuição do município para a participação do artista Gildasio Rodrigues nesta exposição é o reconhecimento da importância da produção artística ilheense”, afirma.

Secretaria de Comunicação Social – Secom.

Palestra sobre prestação de contas de projetos culturais será veiculada para 32 cidades da Bahia

No próximo dia 28, o público poderá participar da palestra presencial, no IAT, em Salvador, ou assistir via videoconferência em cidades localizadas em diferentes territórios de identidade da Bahia.

A Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), por meio da Superintendência de Promoção Cultural (Suprocult), promove no próximo dia 28 a Orientação para a Execução de Projetos e Apresentação de Prestações de Contas. A palestra, que será gratuita, tem por objetivo proporcionar a um número cada vez maior de proponentes a oportunidade de conhecer e esclarecer dúvidas sobre os vários aspectos da execução dos projetos apoiados via Fundo de Cultura e do Fazcultura, em especial a  prestação de contas. Nesta edição da orientação, o público poderá participar presencialmente, no Auditório do Instituto Anísio Teixeira – IAT, em Salvador, das 14h às 17h, e também poderá assisti-la em 32 cidades da Bahia via videoconferência, no mesmo horário. O encontro terá como ministrante o diretor de Acompanhamento e Controles da Suprocult da SecultBA, Manoel Pinto.

As orientações destinam-se aos proponentes de projetos culturais apoiados via Fundo de Cultura e Fazcultura – em execução, a serem iniciados, bem como futuros proponentes -, além de eventuais participantes da execução e da elaboração da prestação de contas dos projetos.

Há 10 anos responsável pelas análises das prestações de contas dos projetos apoiados pela SecultBA, Manoel Pinto esclarecerá dúvidas sobre os procedimentos de prestação de contas, com base na legislação vigente. Ele ressalta que, após cinco anos desde a primeira palestra, houve significativas mudanças no trabalho dos proponentes quanto à apresentação das prestações de contas, agora feitas de forma mais satisfatória e dentro dos critérios e das normas de execução do Fazcultura e do Fundo de Cultura. “Há muitos proponentes que ainda não tiveram acesso a essas orientações. Destacamos que as palestras podem se revelar de grande importância para a correta condução dos projetos, melhorando, assim, as prestações de contas e, consequentemente, a dinamização do nosso trabalho”, explica o diretor.

Videoconferência

•| MATÉRIA COMPLETA »

Homenagens marcaram a abertura do Centenário de Adonias Filho em Itajuípe

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR

Fernando Oliveira, Marcelino Galo e Zé Neto,Prefeita Gilka Badaró, Zulú Araújo, Joanna Angélica, Isaias Carvalho, Vitor Veiga e Baísa Nora.

Fernando Oliveira, Marcelino Galo e Zé Neto,Prefeita Gilka Badaró, Zulú Araújo, Joanna Angélica, Isaias Carvalho, Vitor Veiga e Baísa Nora.

A vida e a obra do escritor itajuipense, Adonias Aguiar Filho foi apresentada na noite desta quarta-feira, 20, em Itajuípe, e marcou oficialmente o início das comemorações do centenário do filho mais ilustre da cidade. Até o dia 27 de novembro, data do nascimento do escritor, diversas atividades literárias serão realizadas no município e na região, com o objetivo de incentivar a disseminação da obra.

Uma Mesa de Debate, composta por escritores e professores da Academia de Letras de Itabuna – Alita foi coordenada pela professora e gestora do Memorial do escritor, Silmara Oliveira, que também é acadêmica da Alita, e exibiu alguns trechos de algumas obras do escritor, que relatam o modo de vida da sociedade em uma época marcada por lutas de terra no auge do cacau. Os personagens são de ascendência africana e indígena, refletindo o ambiente multicultural da região, palco de suas ficções.

De acordo com Silmara, o contexto cultural apresentado no evento marca a importância de ampliação do nome Adonias Filho para a sociedade regional, fomentando o interesse das pessoas para o aprofundamento da vida e obra de Adonias Filho. “Ao fazer 100 anos, o evento traz a carga da memória da fundação das Terras de Cacau, e o Memorial faz parte desse propósito de preservação e disseminação da obra”, avaliou.

•| MATÉRIA COMPLETA »

SEGUNDO DIA DO “MÊS DA DANÇA” É NESTA QUINTA-FEIRA

Nesta quinta-feira (21), às 19h, academias e grupos de dança de Ilhéus voltam a se apresentar na Tenda Teatro Popular de Ilhéus, no projeto “Maio Mês da Dança”.
A Cia. de Dança Sôanne Marry, Ballet Afro Dilazenze, Academia Núcleo da Dança, Arrisca Cia. de Dança, Academia Dinâmica e Movimento são presenças confirmadas, além da ACEAI (Associação
Centro Educacional de Ação Integrada), como convidada.
Os ingressos custam R$ 12 (inteira) e R$ 6 (meia), com venda no local. Confira um pouco das apresentações do primeiro dia do “Maio Mês da Dança” neste link: https://youtu.be/cBfDqZ77I0E. As próximas edições do evento acontecerão nos dias 28 (quintas) e 31 (domingo) deste mês, às 19h.
Tenda – A Tenda TPI foi inaugurada há dois anos e é administrada pelo Teatro Popular de Ilhéus, que loca a estrutura do Circo Show Brasil. As atividades são mantidas através do Programa de Apoio a Instituições Culturais de Ações Continuadas do Fundo de Cultura da Bahia.

ACONTECE EM ILHÉUS A I FEIRA DE LIVROS ARTESANAIS

CASA ABERTA 1 (1) (1)

Oficinas gratuitas de capacitação multicultural são oferecidas pela Secretaria de Cultura de Ilhéus

Nessa primeira etapa, são três as oficinas disponíveis Designer do Cidadão – Integração da Comunidade na Prática de Design, Economia Criativa e de Encadernação Manual

A partir desta terça-feira, 19, até o dia 25, a Secretaria de Cultura de Ilhéus (Secult), promove oficinas de capacitação multicultural, com o objetivo de capacitar, fomentar e dar visibilidade à economia criativa, além de impulsionar o empreendedorismo e o associativismo no município. As oficinas serão gratuitas e as inscrições poderão ser feitas na sede da Secult, localizada à Rua Jorge Amado, Centro, das 8h30min às 12h e das 14h às 18h. Serão ofertados, nesta primeira etapa, três oficinas: Designer do Cidadão – Integração da Comunidade na Prática de Design, Economia Criativa e de Encadernação Manual.

A oficina de Designer Cidadão – Integração da Comunidade na Prática de Design acontecerá de 19 a 22, das 18h às 21h, no auditório Sosígenes Costa, anexo a Casa Jorge Amado, e tem como objetivo trabalhar a construção de material de divulgação e aprimorar o conhecimento básico em comunicação social. Será ministrada pelo designer gráfico e produtor cultural Adson Medeiros, graduado em Publicidade e Propaganda pela Faculdade Hélio Rocha (FHR), com mais de dez anos de experiência em comunicação visual para projetos sociais e culturais.

•| MATÉRIA COMPLETA »

Neste sábado, Circo da Lua apresenta “Hoje Tem Circo” na Tenda Teatro Popular de Ilhéus

circoA Companhia Circo da Lua apresenta neste sábado, dia 16, o espetáculo “Hoje tem Circo”, na Tenda Teatro Popular de Ilhéus, localizada na Avenida Soares Lopes, próximo ao colégio Sâo Jorge. A apresentação acontecerá às 19h.

Os ingressos custam R$ 16 (inteira) e R$ 8 (meia), com venda na bilheteria da Tenda. A Tenda reserva, gratuitamente, 20 lugares para estudantes da rede pública de ensino (mediante comprovação). Além disso, assinantes do Cartão TPI possuem direito a meia entrada.

“Hoje tem Circo” é um espetáculo indicado para todas as idades, e conta com números circenses, palhaços e música ao vivo. Numa parceria com o Teatro Popular de Ilhéus, a Companhia realizará apresentações inéditas na Tenda, sempre no terceiro sábado de cada mês.

Composta por artistas brasileiros e argentinos, a Companhia Circo da Lua possui uma estrutura de circo em Serra Grande, onde também se apresenta e desenvolve projetos socioculturais.

Estão abertas as inscrições para a oficina “Vivência Teatral”, com a atriz Tânia Barbosa, integrante do Teatro Popular de Ilhéus (TPI).

As atividades serão realizadas às terças-feiras ou sábados, no período da tarde (16h às 18h), durante três meses, na Tenda TPI, localizada na Avenida Soares Lopes, próximo ao colégio São Jorge, em Ilhéus. O início da oficina será a partir da segunda quinzena deste mês de maio.

A pessoa interessada em participar deve ter a idade mínima de 12 anos. Não é necessário que se tenha algum tipo de experiência com teatro, ou expectativa de se tornar um profissional na área.

De acordo com Tânia, as atividades que serão desenvolvidas na oficina ajudam a pessoa ter um maior domínio sobre o corpo e a mente, além de serem práticas prazerosas e que promovem a interação social.

A inscrição para a oficina pode ser feita na própria Tenda (seg. à sex., a partir das 9h) e na internet, através do link:https://goo.gl/ycuynb. Será cobrada uma mensalidade de R$ 80 por participante. Quem optar pelo pagamento trimestral (à vista, crédito ou débito) ganhará o desconto de 25% no valor total. Já a aula avulsa custará R$ 15.

Além de atriz com mais de 30 anos de palco, Tânia Barbosa é graduada em filosofia pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), pesquisadora na área de cultura popular, diretora e roteirista de espetáculos e coordenadora de teatro na Tenda Teatro Popular de Ilhéus.

Muito bom !!!!!

Paulinho Souza 01Paulinho Souza 02Paulinho Souza 03

FILME COM MAIS DE 50 PRÊMIOS SERÁ EXIBIDO, DE GRAÇA, NA TENDA DO TEATRO POPULAR DE ILHÉUS

Às 18h desta quarta-feira, dia 6, a Tenda do Teatro Popular de Ilhéus, através do projeto Cineclube Équio Reis vai exibir, de graça, o filme “Recife Frio”, do diretor e roteirista, Kleber Mendonça Filho.  A Tenda fica localizada na Avenida Soares Lopes, próximo ao colégio São Jorge.

“Recife Frio” é um ‘falso documentário’ (classificação livre) sobre mudança climática na tropical capital pernambucana que, inexplicavelmente, passa a ser fria. Isso gera alterações no comportamento da população e em toda uma cultura que sempre viveu em clima quente.

O curta-metragem possui 24 minutos de duração e conquistou mais de 50 prêmios no Brasil e no exterior, dentre eles, o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, na categoria “Melhor Curta-Metragem de Ficção”, em 2011.

Cineclube – Neste mês de maio, o Cineclube Équio Reis terá mais três edições. Serão elas: no dia 13, na Associação Centro Educacional de Ação Integrada (ACEAI), às 18h; dia 20, na praça do Condomínio Morada do Porto, às 19h; dia 27, na Escola Rotary Renato Leite da Silveira, também às 19h. Todas as exibições são abertas ao público em geral e gratuitas.

Oficina de instrumentos para capoeira acontece neste sábado na Tenda TPI

Mestre Virgílio e a Associação de Capoeira Angola Mucumbo ministram, neste sábado (02), oficina de confecção de instrumentos utilizados nas rodas de capoeira. A iniciativa é gratuita e aberta ao público em geral e ensinará os participantes a fazer berimbaus e caxixis.  As atividades serão realizadas na Tenda Teatro Popular de Ilhéus (TPI), espaço montado na Avenida Soares Lopes, das 8 às 14 horas.

Com mais de 70 anos de experiência, Mestre Virgílio é um dos principais guardiões e transmissores da ancestralidade da matriz africana da região. A oficina será uma oportunidade ímpar de troca de vivências e saberes. Na ocasião, também será realizada ma grande mesa com frutas como confraternização entre participantes e oficineiros. Por isso, os organizadores sugerem que os interessados colaborem com o momento de integração, levando uma fruta.

Ele, através da Associação Angola Mucumbo, ministra aulas de capoeira às segundas-feiras, na Tenda TPI, a partir das 18 horas, com mensalidade ao preço de R$ 35. O espaço cultural também oferece curso de bateria com Sabará e também estão abertas inscrições para aulas de teatro com Tânia Barbosa e Zumba Fitness com Márcio Oggo. Mais informações pelo telefone (73) 4102-0580, em horário comercial.

Pela quarta vez, Itacaré sedia festival de dança contemporânea

O Festival de Dança  Itacaré – ano IV acontecerá  entre os dias 27 e 31 de maio de 2015, no município de Itacaré-BA,  e consiste na implementação e desenvolvimento de um panorama voltado para a dança contemporânea, valorizando os grupos de dança do interior da Bahia, contribuindo com a formação e profissinalização, além do intercâmbio de conhecimentos ligados a dança. A qualidade dos conhecimentos a serem  apresentados e discutidos no litoral  sul da Bahia sobre a Dança é de grande importância para a pulverização, fomento e a formação de platéia nesta área. Visto que toda a programação é gratuita.

ITACARÉ_DANÇA

ITACARÉ_DANÇA


Mês de maio, a cidade de Itacaré  e a dança –  espetáculos, intervenções urbanas, instalação, encontros e discussões com várias vertentes, em vários cantos da cidade:  no bairro do Porto de Trás, no  bairro do Angelim, no condomínio da Concha do Mar,  no campo da Passagem,  na Praça São Miguel e na Passarela da Villa,  o festival apresentará vários modos de se pensar o corpo e a  composição da dança.

Este ano, os trabalhos foram analisados por uma organização de dança da cidade de Itacaré – um colegiado local de pessoas atuantes, que ao longo das edições do festival vem investindo, se aprimorando e trabalhando para a formação do pensamento crítico. Todo o diálogo foi pautado em analisar o que existe de dança e o que se faz no local, para assim trazer trabalhos de fora para dialogar com o que já existe. Uma ação desafiadora! A organização é composta por Arionilson Xixito, Miquiba  Cruz, Valmilson Pericles  Nascimento e  Ms. Verusya  Correia.

Teremos uma programação com 08 (oito) espetáculos: serão 06 espetáculos da Bahia, das cidades de Salvador, Valença, Juazeiro e Camaçari, e dois do Paraná , da cidade de Curitiba.

Além das apresentações artísticas, o festival oferece duas oficinas:  Experimentos com VIDEOdança e CINEdança, ministrada por Ludmila Pimentel de Salvador/BA; e O MOVIMENTO NO/DO CORPO, ministrada por  Marcelo Sena de Recife/PE. As inscrições estarão abertas até o dia 15 de maio no site do festival. O evento também contará com uma instalação de dança, com intervenções urbanas, o lançamento do livro Dança com a Crítica, além  dos Encontros EM Conjunto que envolvem bate-papos com profissionais atuantes no universo da dança.

O Festival de Dança Itacaré – ano IV é uma  realização da CASA VER ARTE, com apoio financeiro do Fundo de Cultura do Estado da Bahia, através da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia.

 

Acese o site: http://www.festivaldedancaitacare.com.br/br/

VELHOS TEMPOS DE INFÂNCIA

O engenheiro-agrônomo Luiz Ferreira de Silva, ex- Diretor do CEPEC, além de pesquisador e especialista em Solos Tropicais, é escritor e acaba de lançar a sua 13ª obra, “Velhos Tempos de Infância”, onde retrata, de forma singular, a sua infância em Coruripe.

Muito mais do que um livro de memórias, seu relato é um regresso à infância de milhões de brasileiros, sem videogames, tablets, smartphones, WhatsApp…

Imperdível.

Você pode adquirir o seu exemplar entrando em contato direto com o escritor, através do e-mail luizferreira1937@gmail.com. O preço é de apenas R$ 30.00, já incluindo a postagem do correio – o livro será entregue na sua casa.

Toda a renda obtida será destinada à instituição de caridade Crianças da Casa Celina/Claudio.

Luiz Ferreira

Luiz Ferreira

Diocese de Salvador fará parceria com IPAC

A Arquidiocese de Salvador e Primaz do Brasil, a mais antiga e mais importante representação da Igreja Católica no país, iniciará ainda este ano (2015) uma parceria com o Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC), autarquia da Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA). A ideia surgiu a partir do encontro realizado ontem (31) do diretor geral do IPAC, arquiteto João Carlos, com o arcebispo primaz, Dom Murilo Krieger. Presentes ainda o chefe de gabinete do IPAC, o advogado Ivan Souza Teixeira, e assessores estaduais.

DomMurilo.DiretorIPACJoãoCarlos

DomMurilo.DiretorIPACJoãoCarlos

“A riqueza cultural da Bahia é imensa, não somente do patrimônio arquitetônico-religioso, como das celebrações e manifestações populares; por isso, precisamos unir esforços para a sua conservação e proteção”, disse Dom Murilo. Presente na história brasileira, desde a chegada dos colonizadores portugueses, no século XVI, a Igreja Católica e as suas irmandades religiosas, também herdaram imóveis, monumentos e grandes áreas nas malhas urbanas das cidades baianas.

AÇÕES – Publicações sobre bens culturais protegidos pela União ou Estado, orientações técnicas, obras de restauração, formação e educação patrimonial são algumas das ações que podem integrar um convênio entre o IPAC e a Arquidiocese, que poderá ser assinado ainda neste primeiro semestre. A próxima etapa incluirá reunião entre a equipe técnica do IPAC e integrantes da diocese.

•| MATÉRIA COMPLETA »

Páginas: Anteriores 1 2 3 ... 14 15 16 17 18 19 20 ... 62 63 64 Próximas