Girando




Busca por Data
julho 2017
D S T Q Q S S
« jun    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Editoria ‘Economia’

Autoridades destacam a verticalização do cacau como um novo momento econômico para Ilhéus

Sucesso de público e de bons negócios, o 9º Festival Internacional do Chocolate e Cacau – Chocolat Bahia 2017, encerrado neste domingo, em Ilhéus, consolida o evento com um dos mais importantes da Bahia e põe Ilhéus, definitivamente, no roteiro de chocolates de origem do mundo, na avaliação do prefeito Mário Alexandre. Para o vice-governador João Leão, a cidade, muito em breve, será uma respeitada exportadora de chocolates finos. “Esse é o objetivo. É isso que está nascendo, que está começando”, disse, ao visitar, no sábado, ao lado do prefeito, os estandes montados no circuito do Centro de Convenções de Ilhéus.

Festival do Chocolate é sucesso – Secom Clodoaldo Ribeiro

Também presente ao festival, o secretário estadual de Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues, destacou o compromisso de fortalecer a cadeia produtiva da região. “Nós temos que investir em agroindústria, em comercialização, e o festival revela isso”, reconheceu. Para o deputado federal Paulo Magalhães, que visitou o festival no sábado, o festival representa o retrato da prosperidade, de uma região que esteve combalida com uma praga mas que vem vencendo com trabalho e com pesquisa. Outra presença de destaque no evento foi a da deputada estadual Ângela Sousa. A parlamentar definiu o resultado do evento como sendo fruto de um novo tempo vivenciado pela cidade. “Com é bom ver as pessoas acreditando, chocolateiros da região e de fora investindo e o Centro de Convenções lotado”, comemorou.

Formatação – Para além do festival, a oficialização do Projeto Estrada do Cacau e do Chocolate representa uma outra importante conquista para o projeto que reúne gastronomia e história. O Secretário de Turismo do Estado, José Alves destaca que a rodovia Ilhéus-Uruçuca vai ser totalmente ambientada fazendo com que o visitante permaneça mais tempo na cidade. “Porque ele vai começar a conhecer a estrutura dessa estrada, sejam as fazendas, fábricas de chocolate, que já estão implantadas e que vão ser implantadas novas… tem a parte do Rio do Braço, que é um local onde foi filmada a novela Renascer. Então é um cenário vivo que nós estamos formatando como um produto turístico”, assegura.

A previsão é de que a estrada temática – que será a primeira da Bahia – seja implantada até o mês de agosto. “Vamos ter portais de entrada. Todo esse trecho da rodovia vai ser trabalhado na parte de sinalização, serão requalificadas as fazendas para poder oferecer aos turistas uma experiência positiva, desde a produção do cacau à colheita, a otimização da amêndoa até chegar no produto final que é o nosso chocolate de origem”, completa o secretário municipal de Turismo e Esporte, Roberto Lobão.

Prefeito visita festival e destaca importância econômica do evento

A dimensão conquistada tanto em tamanho quanto em importância do Festival Internacional do Chocolate e Cacau foi destacada ontem (20) pelo prefeito Mário Alexandre ao visitar os estandes que integram a 9ª edição da iniciativa. O Festival é considerado o maior evento de chocolate do Brasil, com expectativa de atrair cerca de 60 mil visitantes que poderão se deliciar com as 30 marcas de chocolates de origem produzidos no sul da Bahia e em outros estados da federação, além de reunir 80 expositores que apresentam seus produtos no Centro de Convenções, até o próximo domingo.

Prefeito visitar estandes que integram a 9ª edição da iniciativa Festival Internacional do Chocolate e Cacau – Foto Secom

Acompanhado por outras autoridades, o prefeito de Ilhéus destacou a força do projeto de verticalização do cacau, através da produção de chocolates de origem, e o tamanho que o evento em Ilhéus tem registrado, tornando um dos mais importantes eventos do gênero no Brasil. “Estamos contentes com o sucesso deste evento, sobretudo pelos investimentos e pela geração de novos negócios, que projeta o município como um grande produtor de chocolate do país”, destacou.

•| MATÉRIA COMPLETA »

Fundo de Cultura apoia Festival do Chocolate em Ilhéus

60 mil pessoas são aguardadas no evento que começa nesta quinta-feira (20) e segue até domingo

Chocolat Bahia – Nono Festival Internacional do Cacau e Chocolate acontece de 20 a 23 de julho em Ilhéus_Foto Ana Lee (copy)

A nona edição do Chocolat Bahia – Festival Internacional do Chocolate e Cacau começa nesta quinta-feira (20) no Centro de Convenções de Ilhéus, Sul da Bahia. Com entrada franca, a expectativa de público é de 60 mil pessoas durante os quatro dias de evento, superando os 50 mil registrados no ano passado. No pavilhão de feiras, os visitantes encontrarão estandes de mais de 80 expositores, sendo cerca de 30 marcas de chocolate de origem do Sul da Bahia e Amazônia. O evento também promove cursos de capacitação, debates sobre temas do setor, rodadas de negócios e palestras ministradas por especialistas internacionais.

•| MATÉRIA COMPLETA »

ALBAGLI: ZPE É TÃO IMPORTANTE QUANTO O PORTO SUL

Foi o que afirmou o ex-secretário municipal, Isaac Albagli, em entrevista ao comunicador Vila Nova, nesta sexta-feira, 14, sobre a vinda de empresários chineses a Ilhéus para assinar termo de interesse em investimentos na Zona de Processamento de Exportações (ZPE) de Ilhéus.

Secretário Vivaldo Mendonça, Isaac, Dep. Eduardo Salles e Jairo Vaz da Sudic no evento com os chineses.

O protocolo foi assinado em cerimônia no Teatro Municipal e retoma o interesse comercial pela ZPE de Ilhéus, que começou a ser discutida há trinta anos, no primeiro governo de Jabes Ribeiro com a participação de Albagli, idealizador do projeto.

Na entrevista, Isaac salientou a expertise que os chineses têm no ramo de ZPEs, por ser um dos países que mais exporta no mundo. “São mais de mil zonas especiais desse tipo no território da China, o que demonstra a experiência deles no setor, e nos da uma esperança maior de que esse sonho de 30 anos vire realidade”.

Albagli argumentou ainda que, mesmo sofrendo fortes interferências, sobretudo de políticos de São Paulo, a autorização pra continuidade da ZPE de Ilhéus foi mantida, graças à persistência da representação política local, sobretudo do ex-prefeito Jabes Ribeiro. “É um projeto desacreditado, mas que até mesmo em sua última gestão, Jabes vinha tratando, sem muitos holofotes. Mas que agora mostra o resultado, com o interesse concreto dos empresários chineses, o que vai gerar empregos e movimentar nossa economia”. Albagli concluiu dizendo que o Porto Sul é o equipamento que atrairá os investidores, e a ZPE é quem efetivamente gerará os postos de trabalho.

Empresários da indústria automotiva discutem novos investimentos na Bahia

Criar novas oportunidades de negócios e desenvolver ainda mais a economia do estado, essa é a ideia da primeira edição da Rodada de Negócios da Indústria Automobilística da Bahia. O encontro, realizado nesta sexta-feira (9), reuniu empresários do setor, prestadores de serviços e bancos de desenvolvimento, no Senai-Cimatec, em Salvador. Juntos, em um espaço para trocar experiências e gerar novas parcerias, eles debateram temas como plano de atração de investimentos, oportunidades da cadeia automotiva, linhas de créditos, entre outros assuntos

Foto Alberto Coutinho_GOVBA

Tendo a Ford como empresa âncora do evento, estiveram reunidos fornecedores e empresas que têm potencial para produzir na Bahia. No Complexo Industrial Ford Nordeste, localizado em Camaçari, dos veículos que saem da montadora baiana, 76% do conteúdo é genuinamente baiano. Com a rodada de negócios, esse número pode crescer, com a atração de novos fornecedores para a Bahia.

Para o secretário da Casa Civil, Bruno Dauster, o Governo do Estado tem criado condições para que novas empresas e produções se instalem em solo baiano. ” O Governo tem estimulado novos negócios a partir dos investimentos intensivos que tem feito em infraestrutura, como a modernização da estrutura portuária em Aratu, Salvador e a implantação do Porto-Sul, trabalhando na licitação da Fiol, além de estarmos trabalhando no setor de energia e de abastecimento de água. Isso porque acreditamos que a infraestrutura é condição prévia para a atrair investimentos”, ressaltou o secretário.

•| MATÉRIA COMPLETA »

Bahia lidera geração de empregos formais no Nordeste

Agropecuária e Administração Pública foram os setores que mais contrataram no estado, durante o primeiro quadrimestre de 2017.

A Bahia foi o único estado do Nordeste a apresentar saldo positivo de empregos formais entre janeiro e abril de 2017. A informação é da pesquisa divulgada pelo Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), que aponta que Estado foi o único da região que não apresentou diminuição dos postos de trabalho no primeiro quadrimestre deste ano.

A agropecuária foi o setor que mais admitiu trabalhadores, com criação de 5.059 vagas de emprego. A segunda colocação fica para a Administração Pública, com 2.514 novos postos de trabalho. Em seguida, vem a Indústria de Transformação (+2.199 postos), os Serviços Industriais de Utilidade Pública (+1.554 postos) e o setor de Serviços (+171 postos).

Entre os municípios que mais contribuíram para o resultado positivo na geração de empregos formais na Bahia, estão Luís Eduardo Magalhães, Itamaraju, Dias D´Ávila, Eunápolis, Jequié, Casa Nova, Jacobina e Barreiras. Já Salvador, Lauro de Freitas, Feira de Santana e Porto Seguro apresentaram os maiores saldos negativos no estado.

Agropecuária

O bom desempenho do setor agropecuário baiano já havia sido apontado em pesquisa da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI). De acordo com o estudo, a agropecuária do estado registrou expansão de 30% no valor adicionado no primeiro trimestre de 2017.

A expansão foi resultado do bom desempenho em culturas tradicionais e que tem grande peso na atividade econômica baiana, como o cultivo da soja, que apontou expansão de 50% na produção, assim como nas culturas de milho, com 60%, e feijão, com 70%.

Basf e Kimberly fortalecem geração de empregos no Polo Industrial de Camaçari

A terceira geração da indústria petroquímica que está crescendo no Polo Industrial de Camaçari reforça a permanência das empresas no estado e a atração de outras indústrias. A integração e o adensamento das cadeias produtivas no Polo, idealizados há 35 anos, consolidam-se com a implantação do Polo Acrílico da Basf, que obtém matéria prima da Braskem, fabrica um polímero superabsorvente e fornece para a Kimberly Clark, que produz, na sua unidade de Camaçari, fraldas, absorventes e papel higiênico. Parte da celulose utilizada pela Kimberly também é baiana, produzida pela Fibria e Suzano, no sul do estado. Juntas, Kimberly e Basf são responsáveis por quase dois mil empregos diretos e indiretos na região de Camaçari.

Pólo Acrílico da Basf Foto: Carol Garcia/GOVBA

Não é apenas a dependência da matéria prima que motiva a implantação de novas empresas no Polo. Toda a produção baiana da Kimberly Clark é escoada para o Nordeste por meio de caminhões, e a localização estratégica facilita e reduz os custos. Para o gerente da planta, Marcelo Zenni, a segurança institucional também é fundamental. “Nós começamos há quatro anos, com Jaques Wagner, agora com Rui Costa, e o relacionamento é muito importante e sadio. O Governo do Estado abre as portas, recebe as empresas e tem feito uma parceria muito estratégica, boa para ambos os lados. O principal benefício obtido do Estado foi através do Programa Desenvolve, que nos atraiu e tem nos ajudado a pensar no crescimento nessa região, além da Basf, que é nosso parceiro principal”.

•| MATÉRIA COMPLETA »

Bahia registra crescimento de 70% da indústria de cosméticos em dez anos

Tradicionalmente um segmento competitivo, dinâmico e com pouca depreciação, o mercado da beleza segue como um dos principais pilares da economia baiana. A indústria de cosméticos na Bahia registrou um crescimento expressivo de 70% nos últimos dez anos. Segundo a Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), a expectativa é que até o final de 2017 o setor cresça mais 4%, apesar do momento de instabilidade econômica do país.

Desempenho da Fabrica Boticário na Bahia
Foto: Elói Corrêa/GOVBA

No Nordeste, a Bahia ocupa a primeira posição no setor de cosméticos, onde concentra 43,7% dos estabelecimentos e 47,6% dos empregos da região, segundo dados do Relatório Anual de Informações Sociais do Ministério do Trabalho (Rais). Ainda conforme o Rais, 83 estabelecimentos fabricantes de produtos de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos funcionam em solo baiano e geram 1.435 empregos espalhados em 19 municípios. O emprego formal no setor teve crescimento médio de 10,5% ao ano na Bahia, no período 2007-2015, enquanto que o Brasil cresceu 1,95% e o Nordeste 4,77%.

“A expectativa para o setor é de crescimento de 3 a 4% em 2017. Mas é um setor que já cresceu muito no estado. O percentual de crescimento ainda é modesto, mas o potencial ainda é muito grande. A Bahia no segmento de perfumaria é a número um do Nordeste. A região Nordeste é um mercado muito amplo e pode ser ainda mais explorado com o equilíbrio da economia”, afirma o analista da SEI e mestre em economia, Luiz Mário Vieira.

•| MATÉRIA COMPLETA »

ATUALIZAÇÃO DOS PRECATÓRIOS CONCILIADOS  ELEVA DÍVIDA DE ILHÉUS PARA R$ 131 MILHÕES

O Procurador Geral do Município de Ilhéus, Fabiano Resende, esteve ontem, 16, em Salvador, na sede do Tribunal Regional do Trabalho (TRT-BA 5ª Região), onde foi informado por Francisco Feitosa, membro do Juizado de Conciliação da 2ª Instância, sobre a atualização dos precatórios trabalhistas conciliados em Ilhéus, que alcançou um valor total de R$ 21 milhões, quando antes a informação era de pouco mais de R$ 9 milhões, que equivale a 7,75% da dívida em precatórios. Desta forma, o valor total estimado dos precatórios trabalhistas fica elevado de R$ 118 milhões para R$ 131 milhões.

A informação foi recebida com preocupação pelo Procurador Geral, neste momento em que o Município se prepara para a audiência global com o TRT-BA e os credores, sobre precatórios trabalhistas da Prefeitura, no dia 27 de março, às 10 horas, no Centro de Convenções de Ilhéus, quando se espera grande adesão ao acordo, cujo objetivo é um desfecho favorável às partes.

No entanto, o Procurador Geral do Município, embora entenda que esta nova informação aumente o grau de dificuldade para uma solução, mantém-se otimista quanto aos resultados da audiência global, para todos os envolvidos, reduzindo a dívida trabalhista em até 40%, teto permitido por lei.

Acordo pode reduzir dívida de precatórios trabalhistas, em Ilhéus

O Prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, acompanhado do Procurador Geral do Município, Fabiano Resende, e do secretário de Comunicação Social, Alcides Kruschewsky, esteve reunido na tarde de sexta-feira, 10, em Salvador, com a Presidente do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 5ª Região, Desembargadora Maria Adna Aguiar, na sede do órgão.

Prefeitura busca equacionar com a Justiça precatórios trabalhistas Foto

O encontro foi preparatório para a audiência global que será realizada no próximo dia 27, a partir das 10 horas, no auditório do Centro de Convenções Luís Eduardo Magalhães, localizado na Avenida Soares Lopes, quando Ilhéus será sede oficial do Tribunal Regional do Trabalho 5ª Região. A audiência será presidida pela Exma. Desembargadora que virá acompanhada do Juiz Dr. Júlio Massa e demais assessores, devido à importância e atenção que a questão requer.

Atualmente, são 998 processos de precatórios trabalhistas, todos oriundos de administrações anteriores. A intenção do governo é realizar acordos mais favoráveis ao município, diminuindo significativamente a dívida trabalhista e os encargos financeiros que recaem sobre a mesma e subtraem parte significativa da receita orçamentária de Ilhéus, inviabilizando a gestão.

•| MATÉRIA COMPLETA »

Reunião busca entendimento sobre RPV´s, em Ilhéus

A Prefeitura de Ilhéus, através da Comissão Interdisciplinar de Avaliação e Revisão dos Precatórios e RPV’s Trabalhistas (Ciarp), reuniu-se, terça-feira, 7, no auditório da sede da Prefeitura com servidores, associações e sindicatos de trabalhadores, para discutir o anteprojeto de lei que institui valor máximo para as RPV’s, que são requisições para pagamento de sentenças judiciais transitadas em julgado.

Reunião busca entendimento sobre RPV´s, em Ilhéus – 02 – Foto Clodoaldo Ribeiro

A audiência foi conduzida pelo Procurador Geral e presidente da Comissão, Fabiano Resende, e aberta ao público interessado. Participaram do trabalho, o secretário da Fazenda, Elifaz Anunciação, o presidente da Câmara de Vereadores, Lukas Paiva, os vereadores Jerbson Moraes, Makrisi Angeli, Fabrício Nascimento, Paulo Carqueja, Ivo Evangelista e Gil Gomes, além dos presidentes do Sindicato dos Servidores Públicos de Ilhéus (Sinsep), Joaques Silva, e da Associação dos Professores Profissionais de Ilhéus (APPI), Osman Nogueira Junior, entre outros.

Durante o encontro, o Procurador Geral, Fabiano Resende, apresentou o anteprojeto que, na sua opinião, é considerado o primeiro grande passo para o diálogo e possível acordo. “A discussão girou em torno da discussão, dando um norte a esse trabalho antes de ser enviado para a aprovação na Câmara de Vereadores”, acrescentou.

Representando o Sindicato dos Servidores Públicos de Ilhéus (Sinsep), o presidente, Joaques Silva, avaliou a reunião como “boa por conta da primeira vez que a Prefeitura abre esta negociação com o Sindicato. Não estamos de acordo com alguns artigos propostos neste projeto de lei, mas como ainda podem ser discutidos e melhorados, queremos encontrar um denominador comum, um ponto de equilíbrio entre o interesse do servidor e a capacidade de pagamento do município”.

Atualmente, o município de Ilhéus se encontra como o quarto maior devedor trabalhista do Brasil e ocupa a primeira posição neste ranking, no estado da Bahia. A situação preocupa bastante porque pode comprometer o pagamento da folha salarial dos servidores por conta dos sucessivos sequestros de valores, e inviabilizar investimentos no desenvolvimento social da cidade.

Por conta disso, o município conseguiu, junto a Justiça do Trabalho, marcar para o próximo dia 27, às 10 horas, no Centro de Convenções Luís Eduardo Magalhães, uma audiência global para discutir e negociar acordos mais favoráveis ao município dos precatórios trabalhistas e Requisições de Pequeno Valor (RPV´s).

Ciarp – A Comissão objetiva promover o levantamento dos precatórios e RPV’s, avaliar o processo de constituição, identificar possíveis erros no procedimento de formação e, se for o caso, revisar as requisições para correção de valores dos processos trabalhistas movidos contra a Prefeitura de Ilhéus.

Embasa contrata 150 jovens pelo Programa Primeiro Emprego

O sonho do primeiro emprego virou realidade para 150 jovens oriundos de escolas públicas estaduais. Contratados pela Embasa, por meio do Programa Primeiro Emprego, o grupo vai passar por um treinamento no Senai/Cimatec, onde nesta terça-feira (7), aconteceu a aula inaugural.

BA_PRIMEIRO EMPREGO

Vitória Regina Brandão Santos, 18 anos, que assinou o contrato representando os 150 jovens, não escondeu a felicidade e promete aproveitar a oportunidade.

“Sei que este contrato tem duração de dois anos, mas é minha grande chance e não quero perder. No que depender de mim, vou fazer amizades, me relacionar bem com os colegas e crescer na empresa”, diz a jovem.

Presente no evento, a Secretária do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Olívia Santana, destacou que o programa veio valorizar a escola pública e que se transformou na grande porta de entrada para o jovem conseguir o primeiro emprego.

Olívia contou um pouco de sua história de vida, afirmando que também estudou em colégio público. “Tudo que sou hoje é fruto do meu conhecimento. Quero parabenizar a todos e dizer que este momento aqui é o inicio de um projeto de vida, mas vocês precisam ser determinados para alcançar seus objetivos”, disse, emocianada.

O presidente da Embasa, Rogério Cedraz, destacou a empresa sempre oferece oportunidades para o jovem aprendiz crescer.

“Temos muitos gerentes e chefes de departamentos que começaram como vocês e alcançaram altos cargos. Eu sou um exemplo: comecei na Embasa como estagiário e hoje estou falando como presidente da empresa. Por isso posso afirmar que com esforço pessoal, vocês vão permanecer no mercado de trabalho a partir deste primeiro contato, desta primeira experiência”, destacou Cedraz.

O Programa Primeiro Emprego, lançado pelo Governo do Estado, vai preencher apenas no setor público, 4,5 mil vagas até novembro de 2017 e outras 4,5 mil até novembro de 2018.

Prefeitura de Ilhéus disponibiliza guia na internet para pagamento da TFF

A cada início de ano, empresas, indústrias e prestadores de serviços, devem recolher a Taxa de Fiscalização do Funcionamento (TFF), o conhecido alvará. Para dinamizar a arrecadação da taxa, por parte das pessoas jurídicas e físicas, a Prefeitura de Ilhéus já disponibilizou no portal oficial do município, www.ilheus.ba.gov.br, o download para impressão do Documento de Arrecadação Municipal (DAM). O prazo de vencimento para pagamento da taxa vence no dia 17 de fevereiro.

O gerente de Administração Tributária da Secretaria da Fazenda, Adriano Sales Soares, avisa que o documento para pagamento do alvará de funcionamento pode ser obtido também no setor de Tributos do Município, que funciona no térreo do Palácio Paranaguá, situado na praça J.J. Seabra, centro da cidade. Ele explica que o alvará de funcionamento é a licença que o Poder Público concede para a localização e o funcionamento de estabelecimentos comerciais, industriais e agrícolas, prestadores de serviços, sociedades, instituições e associações de qualquer natureza, vinculadas a pessoas físicas ou jurídicas.

“Vale ressaltar que com a aprovação do Código Tributário Municipal, em dezembro de 2014, cerca de seis mil microempreendedores (MEIs) de Ilhéus ficaram isentos do pagamento do alvará”, lembra Adriano. O gerente de Administração Tributária ressalta que “quem quiser antecipar o pagamento da taxa pode retirar, via internet, a guia de pagamento e comparecer ao setor de tributos a fim de obter o alvará de fiscalização e funcionamento, após sua quitação”. E acrescenta que o pagamento pode ser feito em cota única ou em três parcelas mensais consecutivas.

Rui anuncia tabela de pagamento do funcionalismo público estadual para 2017

Após encerrar 2016 com os salários dos servidores rigorosamente em dia e de seguir horando os pagamentos com os fornecedores, o Governo do Estado acaba de dar mais uma demonstração de compromisso com a manutenção do equilíbrio fiscal e com o funcionalismo público. Na noite desta quarta-feira (11), o governador Rui Costa anunciou – por meio do Twitter (@costa_rui) – a publicação da tabela de pagamento de 2017 dos servidores no Diário Oficial do Estado desta quinta (12).
GOV-BA.

GOV-BA.

Assim como aconteceu no ano passado, os salários serão pagos em lote único, sempre no último dia útil de cada mês, conforme cronograma da Secretaria da Fazenda (Sefaz-BA). Já a segunda parcela do 13º será depositada no dia 20 de dezembro. “Em 2016, pagamos em dia porque cumprimos rigorosamente as determinações para o equilíbrio fiscal. Com muito esforço, faremos o mesmo em 2017”, afirmou Rui.

•| MATÉRIA COMPLETA »

Comece seu 2017 com um impulso da carreira

O ano novo é a ocasião certa para fazer um novo plano para a sua carreira.

Como todo plano que fazemos nos primeiros dias do ano, há o medo de que uma vez feito o plano, nunca somos capazes de realizá-lo.

Mas para este plano, as coisas serão diferentes: é assim que você pode realizá-lo!

A coisa mais importante que você precisa é informação: quais vagas estão disponíveis, onde, quais são as pesquisas mais freqüentes, onde se candidatar para as oportunidades de emprego.

E se você pode encontrar todas estas informações vitais em apenas um lugar? O seu caminho para o sucesso seria muito mais fácil!

Este é o que você pode encontrar em Jobbydoo: um caminho para um impulso na carreira mais fácil!

•| MATÉRIA COMPLETA »

Com prazos prorrogados, profissionais das áreas contábeis devem estar atentos ao Bloco K

Você sabe o que é Bloco K? Fradema comenta sobre a parte integrante da EFD, suas obrigações e prazos

Fonte: Fradema

Parte constituinte da EFD, o Bloco K consiste no livro registro de controle de produção e estoque na versão digital. Apresentando uma fiscalização mais rigorosa, a norma contribui para que a Receita Federal tenha um maior acesso a cada operação exercida, como da projeção do estoque de matéria-prima até o produto acabado, bem como a industrialização realizada, o que dificulta a ação de empresas que tentam burlar o Fisco.

Como o objetivo da RFB é abolir a sonegação, as empresas que são idôneas, porém, não apresentam um controle efetivo da produção e estoque, também poderão ser penalizadas. Diante desta realidade é de extrema necessidade que um melhor planejamento seja realizado por parte da área contábil das indústrias, e os mesmos estejam atentos aos novos prazos, afim de não sofrerem duras autuações no futuro.

Os prazos que variam de acordo com o faturamento anual da empresa, sofreram alterações ao decorrer das publicações que falavam a respeito da norma, com isso, os contadores devem se atualizar. Confira as novas datas:

•| MATÉRIA COMPLETA »

Franceses virão à Bahia para implantação de cooperativa de vinhos na Chapada

Nesta quinta-feira (27), o chefe de gabinete da Secretaria de Desenvolvimento Rural, Jeandro Ribeiro, que integra a comitiva do governador na França, foi até a cidade de Bar de Seine para se encontrar com os representantes da cooperativa vinícola Les Ricey, parceira do Governo da Bahia e de produtores de uva para fabricação de vinhos em Morro do Chapéu, município da Chapada Diamantina. Já está prevista a vinda de uma comitiva de produtores da região de Les Ricey à Bahia, em janeiro de 2017, para iniciar a implantação de uma cooperativa na região, nos moldes da francesa.

DIVULGAÇÃO

DIVULGAÇÃO

“Conhecer o trabalho da Les Ricey foi uma experiência única. Eles mostraram para a comitiva como é possível produzir e agregar valor à produção de forma integrada, respeitando os interesses da cada cooperado”, comentou Jeandro Ribeiro.
Em março deste ano, foi assinado um novo acordo de cooperação técnica com a Les Riceys, com validade de dois anos. O acordo tem o objetivo de apoiar o desenvolvimento de atividades vitivinícolas na região da Chapada, criando relações e trocas técnicas entre os participantes, além de identificar e arregimentar empresas interessadas em realizar investimentos na Bahia, com o suporte institucional e operacional do governo.
“Essa ideia de fazer um termo de cooperação é fantástica para a gente alavancar o processo de desenvolvimento do estado. A visita foi extraordinária para entendermos a possibilidade de fazermos cooperação”, contou Joelson Ferreira, agricultor familiar da Bahia, que também acompanhou a visita.
O Projeto de Avaliação Técnica e Econômica de Videiras Viníferas e de Culturas de Clima Temperado em Morro do Chapéu definiu a implementação de duas Unidades de Observação. Uma tem vinhedos experimentais a fim de avaliar o desempenho agronômico de videiras destinadas à produção de uvas para a elaboração de vinhos finos. A unidade foi instalada em 2011, com a escolha de dez variedades para o experimento das videiras: Pinot Noir, Cabernet Sauvignon, Petit Verdot, Tannat, Malbec, Merlot, Syrah, Sauvignon Blanc, Chardonnay e Muscat Petit Grain. O objetivo foi identificar o comportamento das variedades, as que melhor se adaptam às condições de solo e clima da região e resultam num melhor vinho.
De acordo com o experimento, as parreiras tiveram excelente desenvolvimento vegetativo, com destaque para as variedades Syrah e Sauvignon Blanc. As uvas colhidas no final de 2012 foram levadas para o Laboratório de Enologia da Embrapa Semiárido, onde foram processadas para a obtenção dos primeiros vinhos. O desempenho desse experimento tem chamado a atenção de técnicos e alguns grupos empresariais ligados à vitivinicultura. A outra Unidade de Observação é voltada às culturas de clima temperado como a macieira, pereira, pessegueiro, ameixeira, cerejeira e oliveira.

Sicomércio Ilhéus e SENAC, promovem Palestras GRATUITAS para o mês de novembro/2016!

sicomercio

ERG realiza apresentação na maior conferência da indústria de mineração

O Grupo definiu o curso para o desenvolvimento da BAMIN e discutiu as principais tendências tecnológicas

Rio de Janeiro, Brazil. 24th World Mining Congress. Claudio Menezes, Benedict Sobotka, Alberto Vieira e Erik Gaustad.   Foto: Monique Cabral/Argosfoto

Rio de Janeiro, Brazil. 24th World Mining Congress. Claudio Menezes, Benedict Sobotka, Alberto Vieira e Erik Gaustad. Foto: Monique Cabral/Argosfoto

O Eurasian Resources Group (ERG) – um dos maiores produtores de recursos minerais do mundo, esteve presente no 24º Word Mining Congress (Congresso Mundial de Mineração), no Rio de Janeiro. Benedikt Sobotka, CEO do ERG, foi convidado a participar junto com os executivos das empresas AgloAmerican, Vale e o Grupo Votorantim Metals em um painel para discutir sobre o papel da tecnologia e inovação no Setor de Mineração.

Esse ano, pela primeira vez na história, o Congresso Mundial de Mineração (WMC) foi sediado pelo Brasil tendo o IBRAM, associação de mineração do país, como coordenador do evento. Cerca de 900 executivos que representam as operações em 40 países marcaram presença.

Sobotka disse: “Como um campeão mundial no mercado de minério de ferro, o Brasil define prioridades para o desenvolvimento tecnológico do setor. Através do recente acordo com Google e McKinsey, a República do Cazaquistão, outro dos principais produtores mundiais de matérias primas diversas, tem como objetivo tornar-se pioneira no uso da análise de ‘big data’ para melhorar a eficiência de seu setor de mineração. Sendo um grande produtor e exportador de minério de ferro com operações tanto no Cazaquistão como no Brasil, estamos em uma posição única para compartilhar informações entre mercados e temos muita coisa para discutir com nossos parceiros e amigos durante esta significativa reunião global da indústria. ”

•| MATÉRIA COMPLETA »

Bahia perde meio bilhão de FPE, mas segue mantendo o equilíbrio fiscal  

O Governo do Estado já deixou de receber este ano R$ 509,3 milhões do Fundo de Participação dos Estados (FPE) e tem enfrentado dificuldades também na arrecadação própria, que vem crescendo abaixo da inflação, mas tem preservado o equilíbrio fiscal e mantido os compromissos em dia com servidores e fornecedores, além de ter melhorado o perfil da sua dívida e ampliado o investimento público em infraestrutura e na área social. Os dados foram apresentados nesta quinta-feira (13) pelo secretário da Fazenda, Manoel Vitório, em audiência pública na Assembleia Legislativa.

De acordo com o secretário, o resultado do segundo quadrimestre de 2016 relativo ao FPE aprofunda as perdas com o fundo, que foram de R$ 1,05 bilhão entre 2013 e 2015, e contribui para manter a apreensão quanto ao desempenho das finanças estaduais no curto prazo. “O governador Rui Costa vem alertando para as dificuldades crescentes que decorrem sobretudo das perdas substantivas do Estado com as transferências da União”, observou Vitório. Ele lembrou que a Bahia tem sido uma das principais vozes do movimento de estados de fora do eixo Sul-Sudeste que pleiteiam junto ao governo federal a reparação pelas perdas recorrentes nas transferências obrigatórias como o FPE.

Um exemplo dos reflexos que já se fazem sentir é o fato de que os gastos com pessoal do Executivo estadual se mantiveram, no segundo quadrimestre de 2016, no mesmo status do primeiro quadrimestre: acima do limite prudencial estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal, que é de 46,17% da Receita Corrente Líquida (RCL), mas abaixo do limite máximo, fixado em 48,60%. Em agosto, as despesas com pessoal fecharam em 48,52% da RCL.

De acordo com Manoel Vitório, o Estado ultrapassou o limite prudencial por duas razões: de um lado, as limitações ao crescimento das receitas, e do outro o déficit previdenciário, ou seja, o aporte feito pelo Tesouro Estadual para complementar o pagamento da folha de inativos, que deve ultrapassar os R$ 2 bilhões em 2016 e vem impactando fortemente as despesas de pessoal.

•| MATÉRIA COMPLETA »

Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 ... 20 21 22 Próximas