WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom ponte ilheus embasa secom bahia





julho 2020
D S T Q Q S S
« jun    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  








Comitê Emergencial de Crise da UFSB divulga primeiro boletim sobre Coronavírus

A Universidade Federal do Sul da Bahia publicou o primeiro boletim do “Observatório da Epidemia do Novo Coronavírus no Sul da Bahia”, informe elaborado pelo Comitê Emergencial de Crise da instituição sobre os casos de COVID-19 na região de abrangência da UFSB. A iniciativa tem por objetivo analisar a evolução da pandemia na região, em especial nas cidades dos três campi e naquelas com escolas integrantes da Rede Anísio Teixeira de Colégios Universitários (CUNI): Coaraci, Ibicaraí, Ilhéus, Itabuna, Porto Seguro, Santa Cruz, Cabrália, Teixeira de Freitas e Itamaraju, Eunápolis e Posto da Mata.

O primeiro número do boletim analisa os dados do período de 25/02 (data da confirmação do primeiro caso de COVID-19 no Brasil, em São Paulo) até a última sexta-feira (27/03). Além, o periódico mapeia as iniciativas de combate ao coronavírus na universidade e traz, de forma objetiva, dicas de prevenção. A coleta das informações é realizada pelo próprio comitê junto às secretarias de saúde das cidades e os dados são analisados por uma equipe técnica reunida a convite dos integrantes do comitê. O boletim terá periodicidade semanal, analisando os casos do período de sete dias anterior à data de publicação.

 

Link para o Boletim: https://www.ufsb.edu.br/images/Noticias/Observat%C3%B3rio_COVID-19_Boletim_01.pdf
Link para a página com informações institucionais da UFSB sobre o enfrentamento da pandemia: https://ufsb.edu.br/?view=article&id=2237:orientacoes-a-comunidade-academica-e-medidas-adotadas-para-prevenir-o-contagio-pelo-covid-19&catid=2

 


Heleno Rocha Nazário
Jornalista – Mestre em Comunicação Social (PPGCOM/PUCRS)

MAPEAMENTO DE SINTOMÁTICOS APRESENTA PRIMEIRO BOLETIM PARA ILHÉUS

Foi divulgado nesta terça-feira, dia 31, o primeiro boletim com dados coletados a partir de uma ferramenta on-line que tem o objetivo de mapear sintomáticos em Ilhéus. A ferramenta pretende indicar possíveis casos de infecção pelo novo coronavírus (Covid-19) no município, inclusive, através de um mapa interativo (veja aqui). O projeto independente foi idealizado pelo comunicólogo Lucas Vitorino (@lucasvitorino73) e o social media Jhonnis Melgaço (@jhonnismel). Clique aqui para acessar.

Os dados apresentados correspondem a informações de 29 pessoas que preencheram voluntariamente um formulário entre os dias 30 e 31 de março. Dos participantes, 19 afirmaram que são do sexo feminino e 10 do sexo masculino, entre as idades de 17 e 44 anos. Desses, 4 participantes (1 do sexo masculino e 3 do sexo feminino) disseram que aguardam o resultado de teste para Covid-19.

Sobre sintomas, afirmaram sentir: tosse (19 pessoas); febre (12 pessoas); coriza (8 pessoas); dor de garganta (12 pessoas); dor de cabeça (16 pessoas); dor no corpo (13 pessoas); tontura (7 pessoas); dor no peito (13 pessoas); dificuldade de respirar (13 pessoas), diarréia (1 pessoa); colite (1 pessoa) e calafrios (1 pessoa).
As localidades onde afirmaram residir esses sintomáticos são: Pontal (3 pessoas); Nossa Senhora da Vitória (3 pessoas); Hernani Sá (2 pessoas); Nelson Costa (4 pessoas); Iguape (1 pessoa); Salobrinho (1 pessoa); Teotônio Vilela (2 pessoas); Banco da Vitória (3 pessoas); Alto da Conquista (3 pessoas); Tapera (1 pessoa); Malhado (1 pessoa); Basílio (1 pessoa); Condomínio Sol e Mar I (1 pessoa); Centro (2 pessoas) e Barra do Itaípe (1 pessoa), com uma média de 2km de distância entre os sintomáticos, se consideradas linhas retas.
Os participantes também afirmaram que: apresentam sintomas há 1 semana (18 pessoas), há 2 semanas (10 pessoas) e de 3 a 4 semanas (2 pessoas). Ainda, 8 participantes afirmaram que pessoas próximas começaram a sentir alguns dos sintomas descritos, enquanto 17 negaram o fato e 5 afirmaram não ter conhecimento sobre essa questão.
Quando questionados sobre isolamento, os participantes responderam: que estão (19 pessoas) e não estão (11 pessoas). Sobre a procura a uma unidade de saúde, 8 pessoas responderam que já procuraram e 22 pessoas que não.

Os idealizadores do projeto reforçam que estes dados não correspondem a casos confirmados de Covid-19, apenas de pessoas que apresentam sintomas semelhantes. Os sintomáticos devem seguir, exclusivamente, as orientações das autoridades de saúde.

COVID-19: FERRAMENTA PARA MAPEAR SINTOMÁTICOS É LANÇADA EM ILHÉUS

O comunicólogo Lucas Vitorino e o social media Jhonnis Melgaço, disponibilizaram nessa segunda-feira, 30, uma ferramenta que pretende mapear possíveis casos de infectados pelo novo coronavírus (Covid-19) em Ilhéus.

A ideia é que pessoas que apresentam, por exemplo, sintomas como febre, coriza e dificuldade para respirar, preencham um formulário on-line, indicando também outras informações como idade, sexo e localidade de residência em Ilhéus. Não é necessário fornecer nome, endereço completo ou número de telefone.

A iniciativa não possui vínculo com secretarias de saúde, e, segundo os idealizadores, deve servir apenas para dimensionar um possível problema na cidade, disponibilizando também dados mais detalhados à população, através de boletins distribuídos à imprensa  periodicamente, à medida que os dados forem coletados.

Para acessar o formulário clique aqui: https://forms.gle/Pr3xqtJo3RteXSTP7

Pesquisador baiano faz mapeamento sobre estrutura urbana para pessoas com deficiência

A ideia é que o trabalho sirva para tomadas de decisões no setor público e privado, a fim de melhorar a experiência urbana da população
“Ao melhorarmos a estrutura urbana para pessoas com mobilidade reduzida, não estamos beneficiando somente este público, mas sim toda a população”. É assim que o pesquisador baiano Macello Medeiros, da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), caracteriza a importância de um trabalho que desenvolve nos últimos anos através de uma parceria entre o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia (CREA) e a Universidade onde atua. O pesquisador se dedicou a criar uma base de dados que reúne informações sobre acessibilidade em diversos equipamentos urbanos da capital baiana, o que pode auxiliar na tomada de decisões de empresas e na criação de políticas públicas.
Macello defende que ao dar visibilidade aos problemas enfrentados por pessoas com necessidades especiais e ao apontar as melhorias que podem ser feitas para promover a qualidade de vida, toda a população é beneficiada. “A requalificação de uma calçada, melhores sinalizações, passarelas adaptadas para cadeirantes, tudo isso favorece a população inteira, pois dentro da parcela de pessoas com mobilidade reduzida existem gestantes, obesos, idosos, mães com filhos pequenos, e todos eles são contemplados com a melhoria”, ressaltou.
Além disso, ele destaca que a acessibilidade ainda é um assunto que precisa ser defendido. “Pouco se fala sobre esse assunto por se tratar de uma parcela da população que é menor e transita de forma invisível, mas quando você permite a livre circulação, é gerada uma melhoria na relação da população com a cidade, que passa a ocupar cada vez mais praças, praias, parques, etc.”.
A inspiração para desenvolver o projeto surgiu da demanda de ações realizadas pelo grupo de trabalho de acessibilidade, mobilidade e cidadania do CREA, que conta com entidades representantes dos direitos das pessoas com mobilidade reduzida. Ao longo do período em que atuou no Conselho, Macello participou de diversas reuniões, palestras, seminários e eventos em geral que abordavam o assunto. A partir dali, surgiu o interesse para gerar dados sobre diversos equipamentos públicos, como praças, pontos de ônibus, dentre outros, para identificar como eles estão adaptados às pessoas com necessidades especiais. “A estrutura do banco de dados é dividida entre os seguintes pontos: crítico, aceitável e favorável, que é definido de acordo com o grau de adaptação para pessoas com deficiência (PCD)”, explicou. Seu trabalho chegou a ser publicado em um livro internacional chamado Brazilian Mobility, que pode ser adquirido através do portal da Amazon e no site da editora Routledge.
O projeto está concluindo a finalização da primeira versão de plataforma e recentemente foi contemplado no Edital Centelha Bahia, da Fundação de Amparo à Pesquisa da Bahia (Fapesb), vinculada à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), que vai conceder R$ 1,5 milhão em recursos para que 27 pesquisadores, no total, possam desenvolver seus projetos inovadores. “O recurso deste edital vai possibilitar que a plataforma funcione e que possa agregar novos equipamentos, como pontos de ônibus, passarelas, semáforos, faixa de pedestres, e, posteriormente, pretendemos expandir também para a análise das calçadas”, disse.

:: LEIA MAIS »

DO FUNDO DO BAÚ DE JOSÉ LEITE.

1) 60 ANOS DE JOSÉ LEITE EM ILHÉUS.

2) VIAGEM PARA JUAZEIRO DO NORTE

3) AS FOTOS DESTAQUES DA SEMANA.

:: LEIA MAIS »

NOTÍCIAS DA AVEP – CORONAVIRUS

A diretoria da Associação dos Veteranos de Esporte Praiano – AVEP, entidade de “babas de praia” quase centenária de Ilhéus, à frente seu presidente Djalma Pinto (conhecido como Djalma Peludo), em consonância com o “esforço de guerra” empreendido pela Organização Mundial da Saúde (OMS), pelo Ministério da Saúde, pelo Estado da Bahia e pelo município de Ilhéus em combater o avanço do COVID-19 (o CORONAVÍRUS), resolveu suspender as atividades da aludida modalidade esportiva até segunda ordem.

Vale salientar que cada rodada de “babas de praia” (preestabelecida em calendário anual) costuma reunir –entre partícipes associados, árbitros, convidados, pessoal de apoio na organização de uniformes, campo, café da manhã, de barracas entre outros afazeres– cerca de 70 pessoas, sem dizer dos espectadores.

A aquiescência sensata, responsável e consciente da maioria dos associados foi basilar –apesar do questionamento de alguns “mais novos” veteranos e de alguns do time dos “fominhas de baba” – na atitude suspensiva adotada pela direção avepiana, sobretudo em razão do significativo número de integrantes com idade (justificando o nome ‘veteranos’ na Associação) dentro do ‘grupo de risco’ para o COVID-19, embora desportistas com histórico de atletas praticantes de futebol.

Ademais, acrescente-se que desfazer agrupamento de humanos no métier do futebol por causa da pandemia –situação detectado para o COVID-19 pela comunidade cientifica da área médica do Planeta Terra– foi uma decisão unanime das autoridades deste esporte no mundo.

Integrantes do NOTÍCIAS DA AVEP:

Heckel Januário –associado e o do texto

Marconi Almeida –Diretor de Divulgação e fotógrafo oficial da AVEP

Prof. Jorge Reis –Secretário e fotógrafo de momentos etílicos da AVEP

Em tempo: Importante ressaltar que nas discussões sobre paralisar ou não paralisar os ‘babas’, os questionadores se mostraram dúbios nos argumentos: se por um lado desejavam a continuidade, por outro demostravam estar com os ‘deles no ponto’, porque, como já dizia o ditado, ‘quem tem … , tem medo’. No fim, mesmo que tardia, a consciência do perigo viral e o ‘velho medão’ falaram mais alto.

Segundo caso de covid-19 confirmado em Ilhéus é importado de outro Estado

No final da tarde desta quinta-feira (26) a Secretaria de Saúde de Ilhéus (Sesau) informou o segundo caso confirmado de coronavirus, importado de outro Estado. De acordo com o setor da Vigilância Epidemiológica do município, o paciente, do sexo masculino, participou de uma atividade profissional de treinamento fora da Bahia em que estiveram reunidas várias pessoas, voltou infectado e procurou o serviço de saúde para fazer a testagem.

“A empresa comunicou ao funcionário que pessoas que participaram do treinamento testaram positivo para o Covid-19. Com sintomas como tosse e dor de garganta, apenas, pelo histórico de contato e sintomas, foi realizada a testagem, que deu positivo”, explicou uma servidora da Sesau. O órgão destaca que esse caso é de um paciente infectado em outro Estado, com transmissão comunitária comprovada, sendo, dessa forma, um caso importado.

O paciente encontra-se em isolamento social. O prefeito Mário Alexandre ressalta a importância da população respeitar a quarentena para evitar mais casos de coronavirus na cidade. No entanto, não há motivo para pânico.

Boletim Covid-19 – Hoje Ilhéus possui dois casos confirmados de coronavirus. O acompanhamento de confirmações, casos descartados, suspeitos, números de atendimento e números de trotes, é feito pela Central Covid-19 da Sesau no atendimento à população. O órgão informa que o boletim diário emitido Central Covid-19, não possui dados cumulativos, uma vez que os resultados não chegam no mesmo dia. A Vigilância Epidemiológica explica que tem pessoas que ligam para tirar dúvidas, fazer denúncias e esses atendimentos precisam ser computados, mesmo que não se enquadrem em nenhuma das categorias de casos confirmados, descartados, suspeitos ou trotes.

 

Confira o boletim da Central Covid-19 da Sesau desta quinta-feira (26):

 

Casos confirmados: 02

Descartados: 36

Suspeitos: 41

Atendimento: 107

Trotes: 04

Prefeitura informa sobre funcionamento de serviços essenciais em Ilhéus

As medidas preventivas adotadas pela Prefeitura de Ilhéus para conter o avanço do novo coronavírus (Covid-19) no município abordam, entre outros pontos, a suspensão do funcionamento de estabelecimentos comerciais, a fim de evitar aglomerações, diminuir o contato social e a propagação do vírus. A determinação não suspende, porém, o funcionamento de estabelecimentos que prestam serviços básicos e essenciais. Os locais precisam atender às recomendações de higienização preconizadas pelo Ministério da Saúde e pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), em cumprimento à Legislação Estadual nº 13.706/2017, que determina a disponibilização de dispensadores de álcool em gel.

Os responsáveis dos estabelecimentos devem monitorar a entrada e a quantidade de pessoas, apresentando estratégias para evitar aglomeração, como sinalização interna para controlar o atendimento. Recomenda-se distância no mínimo de dois metros entre uma pessoa e outra, evitando beijos, abraços e toque de mãos. As pessoas que aguardarem do lado de fora também não poderão ficar aglomeradas.

As casas lotéricas, por exemplo, poderão funcionar durante a quarentena, de segunda a sexta das 8h às 15h e sábado das 8h às 12h, garantindo o atendimento de serviços sociais como o Programa Bolsa Família, aposentadorias de idosos e pagamento de salários de servidores que possuem conta-salário. A Caixa Econômica Federal também funcionará excepcionalmente, apenas para atender serviços essenciais, não disponíveis nas lotéricas, como seguro desemprego, aposentadoria do INSS a idosos e saque do FGTS.

Quais locais mantêm o funcionamento?

De acordo com o decreto municipal nº 020 de 22 de março de 2020, farmácias; lojas de alimentos (supermercados, açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros, quitandas e centros de abastecimento); lojas de venda de alimentação e remédios para animais; distribuidores de gás; água mineral; padarias; e postos de combustível continuam funcionando com o atendimento ao público de forma presencial. Os restaurantes devem apenas manter o serviço de entrega – delivery.

A deliberação adotada pelo Município se deu em razão da projeção realizada pelo Ministério da Saúde da curva de infecção pela Covid-19 no Brasil para os próximos dias.

UFSB tem novo curso de mestrado em Saúde, Ambiente e Diversidade aprovado pela Capes

A proposta de um novo curso de pós-graduação stricto sensu, nível mestrado, foi aprovada pela Comissão de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) na última semana. Com isso, a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) deverá oferecer o mestrado acadêmico em Saúde, Ambiente e Biodiversidade (PPGSAB) no Campus Paulo Freire, em Teixeira de Freitas. O resultado foi divulgado após a 192ª reunião do Conselho Técnico-Científico da Educação Superior (CTC-ES) da Capes, na última sexta-feira (13).

Conforme o coordenador da proposta aprovada, professor Sebastião Rodrigo Ferreira, o curso contará com 15 docentes vinculados ao programa. Ele avalia que o mestrado vai propiciar a continuidade de formação de diversos profissionais de Ciências Biológicas e Saúde, sanando uma carência de oferta de pós-graduações nessas áreas na região. A oferta será de 20 vagas por seleção. Ainda não há previsão do primeiro edital de seleção de alunos.

Duas linhas de pesquisa serão desenvolvidas no novo mestrado:

  •  
  • Biodiversidade e Sociedade: Compreender a importância e relação da biodiversidade com a saúde e qualidade de vida da população urbana e tradicional. Para isso, o conhecimento da biodiversidade, o levantamento de informações e a sua estreita correlação com a população pode ser essencial no entendimento do processo saúde-doença e soluções para muitas enfermidades. A biodiversidade de parasitos, de vetores, e mesmo de organismos relacionados a subsistência são importantes nesse processo, assim como a forma com que a sociedade se organiza e lida com as relações ecológicas. Também, compreender a importância da preservação e o uso de recursos não-madeireiros da flora através do estudo da biodiversidade por meio do isolamento e caracterização de compostos bioativos de espécies da Mata Atlântica no Sul da Bahia, e a análise das atividades de tais compostos com potencial aplicação à saúde humana e animal. Valorização dos recursos naturais por meio da identificação do potencial químico e farmacológico de plantas regionais contribuindo com o desenvolvimento científico e tecnológico.

 

  • Saúde e Ambiente: Compreender a complexidade dos problemas de saúde relacionados aos aspectos ambientais e da saúde humana em um perspectiva e visão interdisciplinar. Análise da perspectiva crítica dos problemas ambientais e sociais que se manifestam, assim como seus efeitos e impactos sociais, culturais, econômicos e ambientais. Atuação na caracterização e distribuição geográfica de doenças, ou problemas de saúde, relacionados à alterações ambientais ligada a biodiversidade, ou a perda da biodiversidade. Estudo de vetores e outros organismos biológicos que tenha relação com a saúde humana e animal, através de suas alterações fisiológicas, bioquímica e/ou molecular, etológica e estudos biogeográficos. Desenvolvimento de modelos de simulação de eventos relacionados aos problemas ambientais, de saúde e sociais que se manifestam em decorrência da reação saúde e meio ambiente.

Com a recente aprovação, restam ainda trâmites a cumprir, informa o professor Rodrigo, motivo pelo qual ainda não se tem previsão de data para o edital de seleção dos primeiros alunos e do início das aulas do PPGSAB.

 


Heleno Rocha Nazário
Jornalista – Mestre em Comunicação Social (PPGCOM/PUCRS)

PSICOMUNDO <> HÁ NECESSIDADE E CONFIANÇA NA DIREÇÃO DA VIDA <>

O mundo dos mistérios resolveu apresentar estranhos acontecimentos e vive trágica pandemia dos invisíveis vírus. Surge como num vendaval cheio de contradições e poucos sabem os caminhos a seguir e as medidas a tomar para sair desse cruel pesadelo! Vem produzindo extensão de tristeza a todo o continente, quiçá a todo o globo terrestre. E, não adianta desespero quando existe uma necessidade do uso de muita paciência e confiança em Deus. Tem que existir muita calma na vida humana em momentos de crises sejam quais forem. Afinal, tudo passa e Deus está no comando de todo Universo.

Trata-se da necessidade de todos nós usarmos esses momentos e parar para usar a inteligência a fim de entender que ninguém vale nada sozinho. E, assim quando imaginamos a existência de muitos seres humanos carentes, suas preocupações nos destroços que esses momentos trouxeram para os seus lares, desesperanças aliadas aos desempregos, a fome que indica destruição social e humana, a fragilidade da saúde e os poucos meios financeiros, são fundamentais as criações de projetos, visando assumir os gastos. As pessoas precisam se tornar um só corpo, um só coração, num só pensamento em solidariedade e respeito recíprocos. É uma grande oportunidade que é oferecida aos homens na busca da paz e união para igualdade social sem conchavos de politicagens.

Quando existir na vida momentos de agonias e tristezas, devemos dizer com fé: sou feliz, tudo passará! Quando aparecer instantes bons ou ruins, nas vitórias ou nas derrotas, emoções surgirão querendo dominar tudo que planejamos, temos que lembrar sempre de não cair em lamentos, pois tudo passa menos a fé em Deus! Quando estamos assaltados de enormes ansiedades, buscando objetivos os quais residem dentro de nós, é necessário usarmos a humildade, a paciência e a cautela. Jamais usar precipitações em nossas atitudes que só vão piorar o que queríamos que melhorasse! Quando queremos distribuir o nosso sorriso, podemos ser considerados pessoas saudáveis, e tem que ser adicionado por nosso diálogo transmitindo a nossa paz. A melhor canção da existência humana é a suavidade da sonoridade do amor!

A melodia extraída da partitura da alma humana, se executada com profunda sinceridade, nos tornarão eternos amantes da amizade, e onde permanece o amor real, sem jogo de interesses, não nascerá nunca à desconfiança destruidora da tranquilidade interior do ser humano! Surgirá a compreensão aliando-se à bondade que é o fruto evidente do entendimento e do encontro da razão. Quando a calma fugir das rédeas da serenidade, um bom remédio é manter as nossas emoções em vigilância, sob nosso controle, sair da fantasia da ilusão da mágoa e da raiva, pois todos já vivemos as ingratas sensações de pânicos que criamos por não saber utilizar a paz que está dentro de nós!

Quando tivermos as condições de perceber que o mais importante é valorizar os ditames, dando tempo ao tempo, significando a grande sabedoria a qual resolve os nossos problemas, muitas vezes aparentes, e jamais pensar que são sintomas de passividade. É necessário para florir nossos corações de lindas recordações, usar o exercício da prática da verdadeira felicidade comum a todos. Nasce aí, a alegria e o contentamento frutos das caminhadas triunfantes ao longo da nossa existência.

Precisamos semear no mundo coisas boas, que tragam lembranças de momentos inesquecíveis. Vivendo sempre em harmonia com nossa consciência, haveremos de encontrar no cansaço da luta, um travesseiro onde podemos depositar todos os anseios da vontade de acordar no outro dia, visualizando outro amanhã importante e promissor. Seguir com fé, criando uma diretriz, sempre construindo um parâmetro firme, pois necessitamos de uma linha imaginária, que nos mostre as estradas certas, indicando locais eternos e seguros, pois a vida continua e tudo passará.

O mundo precisa de realizações humanas que tenham na esperança a fonte habitual da prosperidade para todos indistintamente. Podemos criar em nossa vida um livro, sim, escrevendo o nosso livro, e cada página uma epopeia de longo fôlego sobre assuntos heroicos que travamos para sobreviver, sentindo que viver será um encontro decisivo para as grandes lutas e desafios com heroísmos. Assim, marcamos a passagem da vida para a imortalidade!

Eduardo Afonso – (73) 8844-9147 – Ilhéus-Bahia

A Solidariedade não pode parar

Saiba como ajudar as famílias afetadas pelo novo coronavírus junto com a LBV

 

O novo coronavírus (Covid-19) já afetou milhares de famílias no mundo todo desde o fim do ano passado. No Brasil, essa realidade, infelizmente, não pôde ser diferente. Mas a Solidariedade sem fronteiras possibilita que muitas pessoas enfrentem esse desafio em melhores condições. Por isso, a Legião da Boa Vontade (LBV) convida todos a participarem de sua maior ação solidária neste momento: não deixar que milhares de famílias que estão em situação de insegurança alimentar passem fome. Para isso, solicita ainda que seus doadores continuem colaborando com o trabalho da Instituição.

 

Nos locais onde as atividades foram temporariamente suspensas, a LBV proverá os atendidos em risco alimentar com itens de primeira necessidade, a exemplo de cestas de alimentos não perecíveis e kits de limpeza, além de fornecer orientações e informações para que não fiquem desamparados.

 

Assim, serão entregues a eles cestas com os seguintes itens: arroz, feijão, óleo de soja, açúcar, macarrão, farinha de mandioca, fubá, extrato de tomate e sal, bem como itens de limpeza, tais como sabão, água sanitária, desinfetante, detergente e limpador multiuso.

 

Neste momento, sua Boa Vontade é o caminho para que mais pessoas se previnam desse vírus e tenham condições de o enfrentarem com força e saúde. Você ajuda, a LBV faz! Acesse lbv.org e faça a sua doação!

 

Em Itabuna, as doações podem ser entregues no Centro Comunitário de Assistência Social da LBV, localizado na Rua Gileno Amado, 135 – bairro Caixa D’Água. Para outras informações, ligue: 73 3212-6242.

 

Ou diretamente nos endereços da LBV (consulte: www.lbv.org/enderecos).

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Coronavírus – covid 19

A TEL informa aos seus colaboradores e a sociedade de Itabuna que a Exma. Sra. Dra. Desem. Carmem Lucia Santos Pinheiro deferiu o pedido para reabertura da filial Itabuna nesta data conforme processo 800685980.2020.8.05.0000.

Reafirma também o compromisso com a sociedade de Itabuna no sentido de manter sua estrutura e processos totalmente adaptados às exigências das normas de segurança e saúde preconizadas pela OMS – Organização Mundial da Saúde e entidades brasileiras, permanecendo aberta ao diálogo constante com as autoridades competentes no sentido de proteger os seus colaboradores e contribuir para conter a propagação da pandemia do coronavírus.

É importante destacar a dedicação incansável do nosso time para ajudar o país a superar este momento difícil, que exige de todos nós solidariedade, equilíbrio e união. A eles, nossa gratidão e admiração. A Tel e o país agradecem.

TEL CENTRO DE CONTATOS LTDA

ASSESSORIA DE IMPRENSA





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia