WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia teatro itabuna





agosto 2019
D S T Q Q S S
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031








Edital da UFSB para Inscrição Especial em vagas não preenchidas é publicado

O Edital de Inscrição Especial em Componentes Curriculares em vagas não preenchidas na Universidade Federal do Sul da Bahia já foi publicado.Com isso, interessados podem participar da seleção que tem como objetivo o preenchimento das vagas não ocupadas no quadrimestre 2019.3 pelas/os estudantes regularmente matriculadas/os na UFSB. As aulas estão previstas para terem início no dia 16 de setembro.

A/O candidata/o classificada/o deverá, no momento da entrega da documentação pessoal, ter concluído o curso de ensino médio ou equivalente. A/O estudante em Inscrição Especial deverá cumprir as mesmas exigências acadêmicas das/os estudantes regulares e, ao final do quadrimestre, fará jus à declaração comprobatória do componente curricular (CC) cursado, com a respectiva carga horária e nota obtida. Os registros acadêmicos do estudante em Inscrição Especial serão mantidos pela UFSB, inclusive para efeito de aproveitamento curricular em caso de o estudante vir a se tornar discente regular.

A/O candidata/o deverá se cadastrar por meio do endereço eletrônico: http://selecao.ufsb.edu.br/inscricaoespecial/, nos dias 05 e 06 de setembro, indicando indicar até oito CCs de seu interesse, fazendo a escolha do Campus no qual deseja cursá-los, com atenção aos possíveis conflitos de horários.

As vagas disponíveis serão preenchidas pelos candidatos na seguinte ordem de classificação:

  1. professoras/es do Ensino Básico;
  2. pessoas vinculadas a instituições parceiras da Universidade;
  3. participantes de ações afirmativas e programas de integração social da Universidade;
  4. estudantes regulares de Instituições de Ensino Superior;
  5. portadores de diploma de curso superior;
  6. portadores de diploma de ensino médio ou equivalente.

A entrega da documentação será de 09 a 11 de setembro de 2019. Para mais informações, acesse o edital: Edital nº 15/2019 – Inscrição Especial em Componentes Curriculares.

Grupo de Pesquisa da UFSB organiza III Colóquio Internacional em Ilhéus

Entre os dias 24 e 27 de setembro, acontece o IIIColóquio Internacional da Red Latinoamericana de Investigaciones en Prácticas y Medios de la Image. Já realizado nas cidades do Rio de Janeiro e Santiago do Chile, nessa 3ª edição, ele ocorrerá no Teatro Municipal da cidade de Ilhéus, com o tema: Tecnoculturas, Alteridades e Resistências Minoritárias. Organizado pelo Grupo de Pesquisas Avançadas em Materialidades, Ambiências eTecnologias, da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), liderado pelo professor Guilherme Foscolo, o evento propõe pensar as relações entre tecnologia e subjetividades na cultura contemporânea.

Os Colóquios da Red Imagenlat possuem a singularidade de não se constituírem somente como encontros acadêmicos, mas também apresentam uma preocupação com o processo de formação e de envolvimento com as comunidades dentro das quais se inserem – características traduzidas não só pela gratuidade e ampla abertura das mesas e discussões, mas também por meio dos workshops/laboratórios oferecidos e dos diálogos abertos com mestrandos e doutorandos.

“Nesta edição, o colóquio reunirá pesquisadores de instituições Brasileiras, Chilenas, Argentinas, Inglesas e Americanas. Algumas dessas instituições já possuem convênios de pesquisa com a UFSB, e o evento possibilitará não somente o aprofundamento dos laços de ensino e pesquisa (nesses casos), como também a consolidação de novas parcerias, projetos e programas futuros”, afirma Guilherme Foscolo ao explicar o envolvimento da Instituição no evento. Além dele, as professoras da UFSB, Lílian Buonicontro e Cynthia Barra, e o presidente da ONG Thydêwá, Sebastian Gerlic, também estão à frente da organização. :: LEIA MAIS »

DO FUNDO DO BAÚ DE JOSÉ LEITE ESPECIAL.

1) EXPOCRATO 2019.

2) AS FOTOS DESTAQUES DA SEMANA.

1) EXPOCRATO 2019.

Aconteceu como estava previsto, a Excursão de 20 Ilheenses saindo de ILHÉUS para a cidade de JUAZEIRO DO NORTE no dia 18-07-2019. Apresentaremos nesse BAÚ, o que aconteceu no sábado (20-07-2019) pela tarde, quando todos os Ilheenses foram conhecer a EXPOCRATO. :: LEIA MAIS »

Startup baiana lança aplicativo gratuito de viagem

Na hora de organizar uma viagem, existem diversos aplicativos para comprar passagens ou conhecer pontos turísticos, mas a Viva Inovação, startup que esteve incubada no Parque Tecnológico, que é administrado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), resolveu ir além. A empresa deu origem ao Namoa App, que é capaz de gerir uma das maiores preocupações dos viajantes: o custo.
Através do Namoa, o usuário pode fazer roteiros de viagem e, ao mesmo tempo, acompanhar o gasto financeiro. “A plataforma propõe um mecanismo que sugere, de acordo com o perfil do viajante, hotéis, restaurantes, museus e outras opções de passeios que já estão cadastrados. A partir daí, é possível definir a quantidade de dias e o valor a ser gasto diariamente”, explicou o sócio-diretor da Viva, Albert Moreira.
O sistema conta com avaliações que ajudam a gerar informações sobre os melhores lugares e, consequentemente, auxilia no feedback para as empresas. Além disso, a interface interativa permite sugerir novos locais para o turista visitar, além de alterar valores.
De acordo com Albert Moreira, há uma curiosidade a respeito do nome escolhido para o app. “Muitas pessoas me perguntam, pois nunca escutaram a palavra Namoa. Ela pertence à língua tupi, e significa ‘pessoa que vem de fora’, então, por se tratar de uma startup com origem brasileira, nada melhor que relacioná-la com a língua histórica”, pontuou.
Totalmente gratuito para o usuário viajante, o Namoa App, que está disponível em versão beta para Android e IOS, lançou uma ação promocional que vai conceder cadastro grátis para os 100 primeiros estabelecimentos que se inscreverem. A startup, assim como a Viva, também deve ser submetida para o processo de incubação no Parque Tecnológico da Bahia, que, atualmente, abriga 40 empresas. O espaço é administrado pela Secti e integra as investidas do Governo do Estado em estimular o empreendedorismo e a inovação através da ciência e tecnologia. A Viva também é apoiada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb).

Audiência Pública possibilita diálogo sobre Ciência, Tecnologia e Inovação

AVEP EXPORTA CRAQUE PARA ITÁLIA

É tradição nos quase 100 anos de existência da Associação dos Veteranos de Esporte Praiano –AVEP, seus integrantes –no passado e no presente– possuírem uma relação de amor com o esporte bretão.

É o caso de CRISPIM PEREIRA DOS SANTOS ou –em razão da atividade profissional que exercera– simplesmente CRISPIM VIDROS.

Nascido em Belmonte em 1962, chegara à Capitania dos Ilhéus ainda em tenra idade, cidade onde se estabeleceu na área comercial de artefatos de vidros para prédios urbanos e rurais.

Portanto, como um aficionado pelo futebol, de prima não titubeia em separar o domingo para seu ‘baba de praia’ em algum local do extenso e aprazível pedaço praiano de Ilhéus, conciliando assim o prazer de “bater o baba” com os afazeres comerciais. Não tarda então se tornar presidente da Associação Desportiva de Veteranos da Avenida Itabuna –ADVAI, outra entidade que vem contribuindo há bom tempo para a permanência do futebol praiano de Ilhéus.

No ano de 2006 ingressa na AVEP e, logo, logo vem a ser um de seus entusiastas, além de ativo participante da Banda Podre, entidade com objetivo de jogos aleatórios, nascida nas entranhas da referida associação e a ela vinculada.

Por motivo de foro pessoal, CRISPIM VIDROS foi arriar as malas noutro terreiro. E sabe onde? Na península itálica, e fincar residência na famosa Roma dos Césares. Mas quem disse que Crispim no espaço italiano do Velho Mundo deu folga ao futebol? Nada disso. Lá, enfronha-se com futebolistas romanos e, rapidinho já estava o homem –atuando pela Embaixada Brasileira– a participar do Campeonato das Embaixadas. E mais: sagrasse-se campeão em 2018 com direito a levantar taça, receber medalhas e ingerir champanha da melhor qualidade no grande dia da conquista. Vale dizer que o quadro da Embaixada Brasileira além da mencionada competição se envolve com jogos amistosos nos arredores da capital italiana. Um detalhe: Em Roma, o exímio peladeiro ‘ítalo-ilheense-belmontense’ teve de trocar as ‘peladas’ praianas –e descalço (nas “paletas” como se diz) – pelo Futebol Soçaite e Futebol de Salão (o Futsal), modalidades que o obrigou, para a prática, ao uso de chuteiras e tênis.

Terminamos esta nota deixando para os diletos ledores decidirem se o qualificado ‘craque’ ao exportado no ‘título’ é meritório ou se só ‘amante’, na continuidade, bastaria. Para Paulo Gois do Bradesco, seu correspondente brasileiro, o cara jogou e jogou como ‘meia-direita-de-avanço’, mas não entrou em detalhes.

Heckel Januário

(Escrito um tanto assentado nos pitacos do aludido Paulo Gois do Bradesco, beque-de-espera II e atual assessor avepiano para assuntos extracampo.

Nota da Reitoria da UFSB à Comunidade

NOTA DA REITORIA À COMUNIDADE

No último dia 16 de julho, os/as reitores/as das Universidades e Institutos Federais foram comunicados/as sobre o “Programa Institutos e Universidades Empreendedoras e Inovadoras — FUTURE-SE”, apresentado pelo Sr. Secretário do Ensino Superior do Ministério da Educação (MEC), Arnaldo Barbosa de Lima Júnior.

No dia seguinte, 17 de julho, na sede do INEP, em Brasília, houve nova apresentação, amplamente divulgada e transmitida . Em 18 de julho, foi publicizada a notícia da abertura de consulta pública (com prazo até 15 de agosto) sobre a minuta de um Projeto de Lei a ser encaminhada ao Congresso Nacional no dia 28 de agosto.

A partir da divulgação do programa, a Andifes deliberou pela realização de uma série de debates orientados, principalmente, por um questionamento fundamental: como é possível discutir um projeto dessa natureza, que muda de forma tão significativa a estrutura das instituições, num momento de tão profunda crise orçamentária?

Os bloqueios nas despesas discricionárias anunciados no início do mês de maio e outras medidas afetaram de modo abrupto e severo as instituições federais de ensino, ameaçando sua sobrevivência. Contratos assumidos com fornecedores dos mais variados serviços essenciais para a manutenção dessas instituições já estão comprometidos pelo contingenciamento.

Nesse cenário de incertezas, o anúncio do Programa Future-se surpreendeu pela apresentação inespecífica de propostas sem detalhamento sobre as formas de operacionalização. Também causou incômodo o prazo exíguo estabelecido pelo MEC para manifestação das IFES e de toda a sociedade, por meio da consulta pública.

O Programa reedita ações já praticadas pelas IFES a partir da legislação em vigor, o que indica reconhecimento do trabalho dos/as gestores/as das universidades. No entanto, alguns elementos novos não parecem afinados ao Plano Nacional de Educação (PNE) nem ao artigo 207 da Constituição Federal de 1988. E também não apresenta de que modo será cumprida a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e se haverá restituição dos recursos bloqueados.

A proposta de exigência de firmar contrato de gestão abrangente com uma empresa privada sem fins lucrativos, especificamente uma Organização Social (OS), atinge profundamente a autonomia das universidades, com impacto mais imediato na gestão financeira e patrimonial, mas também na autonomia didático-científica. Além disso, não foram devidamente esclarecidos os critérios a sustentar a relação entre a universidade e a OS. O entendimento é de que se trata de uma interferência externa na administração das IFES, tanto do ponto de vista financeiro quanto na gestão de pessoal, já que a OS teria como atribuição gerenciar recursos e contratos.

Não parece que as universidades precisem realmente de uma instituição como essa para auxiliar na gestão, pois as IFES já se orientam por protocolos e processos altamente auditáveis pelos órgãos de controle (TCU, AGU, CGU) e se guiam pela legislação atinente à transparência eaccountability, a exemplo da Lei de Acesso à Informação, Lei 12.527, de 18 de novembro de 2011.

Outra questão preocupante é a proposta de criação de um Fundo de Investimento, o que alerta para o descompromisso crescente com o financiamento público do ensino superior, o que fere o Artigo 55 da LDB (Lei No 9.394, de 20/12/1996). Esses e outros questionamentos estão sinalizados na nota emitida pela Andifes (Carta de Vitória), publicada na última segunda-feira, 29 de julho. O documento foi elaborado no processo de discussão inicial dos/as reitores/as desde o anúncio do Programa.

Até o momento, a Reitoria da UFSB convidou a comunidade acadêmica para participar de reuniões para apresentação do Programa. Nos próximos dias, será constituída uma comissão, com representação das três categorias e dos três campi, para discutirmos todos os aspectos da proposta. Além da socialização com a comunidade interna, estão agendadas audiências públicas nos municípios onde estão instalados nossos campi, nas quais deveremos ampliar o debate, envolvendo a comunidade externa. Também estamos organizando encontros com especialistas para contribuir no processo de análise do Programa.

Em nível nacional, a Andifes comprometeu-se a conduzir as discussões, já que agrega todas as IFES, além de outras instituições que defendem a autonomia das universidades. A Andifes também tem buscado interlocução com os/as parlamentares, pois as discussões sobre as 16 legislações que precisaram ser alteradas para que a proposta do governo possa ser viabilizada acontecerão no Congresso Nacional.

Por isso e pelo teor da proposta, julgamos necessárias as ações acima expostas, dentre outras que certamente adotaremos. Neste momento, entendemos que a comunidade acadêmica precisa se envolver profundamente e se apropriar de todos os itens da proposta, a fim de que tenhamos segurança nas decisões e nos posicionamentos institucionais a serem assumidos, pois a existência e a sobrevivência da universidade como instituição pública, gratuita e de qualidade é que são os pontos principais dessa pauta.

 

A Reitoria

DECOLORES: APROVEITE SUA VIDA E SEU TEMPO

Imagine que você tenha uma conta corrente e cada manhã você acorde com um grande saldo bancário no valor estimado de 86.400,00, mas não é permitido transferir o saldo do dia para o dia seguinte.
Todas as noites o saldo será zerado, mesmo que você não tenha conseguido gastá-lo. Que fará você? Gastará cada centavo, é claro!
Todos nós somos clientes do banco de que estou falando: o tempo. Todas as manhãs são creditados 86.400 segundos para cada um. Todas as noites o saldo é debitado como perda. Não é permitido acumular o saldo. De manhã sua conta é reiniciada. À noite as sobras do dia se evaporam. Não há volta. Você precisa gastar no presente o seu depósito diário.
Invista no que for melhor: na saúde, na felicidade, no sucesso! O relógio está correndo. Faça o melhor para o seu dia-a-dia.
Para você perceber o valor de um ano, pergunte a um estudante que repetiu o ano. Para perceber o valor de um mês, pergunte a uma mãe que teve o bebê prematuramente. Para você perceber o valor de uma semana, pergunte a um editor de jornal. Para perceber o valor de uma hora, pergunte aos amantes que estão esperando para se encontrar. Sobre o valor de um minuto, pergunte a uma pessoa que perdeu o avião. Para saber o valor de um segundo, pergunte a quem conseguiu evitar um acidente. Para perceber o valor de um milésimo de segundo, pergunte a quem ganhou medalha de prata numa olimpíada.
Valorize cada momento! E valorize mais porque você deve dividi-lo com alguém suficientemente especial para gastar seu tempo junto com você.
Lembre-se, o tempo não espera ninguém. Ontem é história. Amanhã é mistério. Hoje é dádiva. Por isso é chamado de presente!!!

Colaboração de Luiz Castro
Bacharel Administração de Empresa

Fios pegando fogo na rua Ernesto Sá centro de Ilhéus

Comerciantes em pânico no centro de Ilhéus com tantos fios pegando fogo na rua Ernesto Sá.

Corpo de bombeiros já foi acionado mas ainda não chegou no local.

Qualidade de vida foi debatida no Programa Diabético Saudável

POR SECOM

Hábitos saudáveis, alimentação adequada e atividade física contribuem para uma vida com mais qualidade e diminuição das chances de pessoas diagnosticadas com diabetes evoluírem a doença. Estes assuntos foram tratados no Programa “Diabético Saudável”, realizado na última sexta-feira (26), na sede da Secretaria de Saúde (Sesau). A atividade é parte de um projeto de mestrado em Ciências da Saúde, da nutricionista Melissa Tavares, que também integra o Centro de Atenção ao Diabético Hipertenso e Idoso de Ilhéus (CADHII).

Os participantes tiveram à disposição exames de sangue, avaliação nutricional com bioimpedância e avaliação dos hábitos alimentares, através de aplicação de questionários. A ação contribuiu não apenas com o trabalho acadêmico, mas serviu de orientação e estímulo ao grupo participante. Uma alimentação com baixo teor de açúcar e ingestão de alimentos não processados diminuem as chances de pessoas com pré-diabetes evoluírem para o tipo II doença, por exemplo.

Na ocasião, a nutricionista agradeceu a parceria celebrada com a Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Prefeitura de Ilhéus, através da Sesau. “Ressaltar ainda o apoio do prefeito Mário Alexandre e do secretário de Saúde, Geraldo Magela. Com isso foi possível desenvolver um estudo sobre a melhor forma de orientar a alimentação dos pacientes diabéticos e buscar a cada dia a melhor assistência”, declarou a Melissa Tavares.

Açúcar – Atualmente, o Brasil consome 50% a mais de açúcar do que o recomendado, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Isso significa que, por dia, cada brasileiro, consome em média 18 colheres de chá do produto, quando o recomendado seria até 12. Isso tem impactado no aumento do diabetes nos últimos anos. Outra doença que tem crescido entre os brasileiros, e que está relacionada com o alto consumo de açúcar é a obesidade.

 

Não se aposente da vida

Por ocasião do Dia dos Avós, comemorado em 26/7, recordei-me de minha saudosa avó Laura. Viveu nesta encarnação 99 anos, lúcida, ativa e juvenil. Veio a falecer — vejam vocês o dinamismo dela — alguns dias depois de voltar da feira, e por causa de um acidente quando retornava para casa. Com sua sabedoria, adquirida nos longos embates da vida, ensinava: “Aos que chegam, na sua existência, ao fundo do poço, só resta levantar a cabeça e começar a subir”. Sábias palavras.

Por sinal, em palestra que proferi sobre o que é ser jovem, veiculada pela Super Rede Boa Vontade de Comunicação (rádio, TV e internet), destaquei esta máxima de Samuel Ullman (1840-1924), a qual muito aprecio: “A juventude não é um tempo de vida, é um estado de espírito”. Por isso, ao ouvir o incentivo que damos ao Jovem de Boa Vontade, o vovô ou a vovó jamais deve sentir-se excluído das nossas atividades. Eu mesmo, com muito gosto, já tenho quase 80 anos. Há décadas venho dizendo: aposentar-se do trabalho não significa aposentar-se da vida. Ela continua sempre. Portanto, é um erro descartar grandes valores porque estão “em idade avançada”. Descobertas importantíssimas foram feitas por homens e mulheres quando ultrapassavam os 60, 70 ou 80 anos. É preciso, pois, aliar ao patrimônio da experiência dos mais velhos a energia dadivosa dos mais moços.

Enquanto houver um sopro de vida, de alguma maneira poderemos ser úteis. Façamos continuamente o Bem.

José de Paiva Netto, jornalista, radialista e escritor.

Ponte Ilhéus: Novos cabos são instalados e Estado prevê inaugurar em fevereiro de 2020

A primeira ponte estaiada da Bahia reúne investimentos de mais de R$95 milhões, vai ligar o centro urbano de Ilhéus, à zona sul da cidade, no trecho da BA-001 entre a Praia do Cristo e o Morro de Pernambuco, passando sobre a Baía do Pontal. No último sábado (27), a OAS colocou o sexto par de cabos. O quinto foi instalado no dia 18, diminuindo intervalo para nove dias. O Governo do Estado prevê entrega para fevereiro de 2020.

As imagens foram registradas pelo vice-prefeito José Nazal, que é membro da comissão que acompanha a obra. Segundo informações concedidas por ele ao Blog Pimenta, o último estai (cabo) deve ser colocado em dezembro, ligando os dois extremos, quando a ponte ganhará a forma definitiva. Ele disse ainda ao blog que no final do ano, ficaria faltando colocar as mãos francesas e o piso.

A ponte vai beneficiar cerca de 511 mil moradores de Ilhéus, Itabuna, Una, Canavieiras, Buerarema, Itacaré e Uruçuca, além de se tornar um novo cartão-postal. A economia da região também terá ganhos com o desenvolvimento do turismo, a atração de novos empreendimentos e o escoamento da produção agrícola, principalmente do cacau.

No último final de semana, o governador esteve em Itabuna para participar das comemorações do aniversário de 109 anos de emancipação. Na coletiva à imprensa, Rui estima inaugurá-la em fevereiro de 2020, já que a construtora assegurou entrega para janeiro. A ponte deve resolver os problemas de trafegabilidade que a cidade enfrenta, principalmente no verão, quando recebe milhares de visitantes.





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia