POR UMA QUESTÃO DE ÉTICA

“O papel de reproduzir investigar e distribuir informação e conhecimentos, cabe aos meios de comunicação definidos como mídia/imprensa. Um texto jornalístico, uma manchete são construções discursivas que extraem de um fato específico o material que será reproduzido, publicado ou projetado para milhões de pessoas”.

Apesar de o jornalismo radiofônico, a imprensa preconizarem a imparcialidade, percebemos claramente a reprodução da “notícia” sob condições e intenções particulares, onde expressam os interesses escusos, maldosos, maliciosos, de forma irônica, debochada, por vezes irresponsáveis, numa visão de mundo dos pseudos radialistas, jornalistas…

Estamos num processo de amadurecimento democrático onde devemos rever princípios na construção de uma sociedade livre, justa, sem descuidarmos dos valores morais, humanos. Vamos crescer, desenvolver, progredir, quando nossa gente entender que não basta só “achar e pensar”, é preciso renovar, inovar sempre, valorizando o bem maior de uma cidade, estado, de um País, o cidadão: pai, filho, irmão, amigo, operário, médico, empresário… o ser humano…

Fazemos política por entendermos que é o bem de transformação de uma sociedade, muito embora nela haja os bem e mau intencionados politicamente. Na Mídia/Imprensa por exemplo isso fica muito mais latente, mais verdadeiro e devemos combater os maus profissionais com veemência, “sem medo e sem bajulações”.

Em 2010, nossos sonhos foram reais, nossos desejos paupáveis, nossas lutas vencidas…, enfim,
que os próximos anos sejam 10, para o PRB, para nossa Ilhéus…

COMISSÃO EXECUTIVA PRB-10, ILHÉUS