WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia secom bahia embasa secom bahia embasa


novembro 2010
D S T Q Q S S
« out   dez »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  








ILHÉUS – POPULAÇÃO 2010 E O CACAU

Com o site indicado pelo amigo Mascarenhas, fiz questão de observar toda Região Cacaueira e pude notar que todas elas ficaram abaixo da população de 2000. O que me leva a crer que talvez o fato mais interessante aí, seja a migração da população rural para outras cidades do Extremo Sul da Bahia, ou outros estados à procura de emprego em razão da grave doença da vassoura de bruxa em nossos cacauais.

Da Região do Cacau, só Itabuna cresceu em torno de 6.000 habitantes, que é muito pouco num período de 10 anos. É bom lembrar, que Itabuna já não tinha tanta área de cacau em 1989, pois foi desmembrado da sua área o distrito de Jussari, que concentrava 70% deste cultivo.

Percebi também, que as cidades que cresceram em números de habitantes estão no Extremo Sul, como as cidades de Porto Seguro, Prado, Alcobaça, Teixeira de Freitas, Eunápolis, etc., que não são por excelência produtores de cacau. Itamarajú que também está no Extremo Sul perdeu população e lá concentrava uma boa área de cacau, no distrito de São Paulinho, Guarany e vale do Jucuruçú.

Parece-me, que um dos parâmetros é este, ou seja, cacau X trabalhador rural.

Também é bom lembrar, que Ilhéus era o maior produtor de cacau do Brasil e tinha população rural bastante significativa, com isso a queda da população foi mais expressiva. No caso de Itabuna, é que ela deve ter absorvido pequena parte desta população do meio rural da nossa região por ser uma cidade centralizada na região do cacau, e mesmo assim foi muito pouco pelo que foi constatado pelo censo 2010. Mesmo com o crescimento de Ilhéus no setor turístico nos últimos anos, esta mão de obra rural não pode ser absorvida devido à falta de treinamento deste pessoal.

Acho que é por aí, no mais as pessoas que ficaram sem serem entrevistas pelo censo, não deverá atingir o patamar que se espera de pelos menos 200.000 habitantes.

Rezende

9 respostas para “ILHÉUS – POPULAÇÃO 2010 E O CACAU”

  • O PESSOAL AVUOU NA VASSOURA says:

    Esse pessoal que sumiu avuou na vassoura da bruxa!
    Podem ficar ‘tranquilis’ (rs)
    O Porto, a Ferrovia tão vindo aí.
    Aí….Haja gente!!!
    Fuiiii sem vasoura.

  • Luiz Ferreira says:

    Meu caro Rezende,
    Você deve estar com a razão, graças ao seu alto conhecimento da região e capacidade para as ilações. Enquanto isso onde está a UESC, seus sociólogoa, historiadores e antropólogos? No nosso tempo de uma CEPLAC proficiente a Divisão de Sócio=Economia já teria realizado estudos concernentes, com certeza.
    Parabenizo-o, pois.

  • Carlos Mascarenhas says:

    Rezende e Rabat:

    De acordo com informação que pode ser encontrada no site do IBGE, a partir de hoje, as prefeituras terão 20 dias para apresentar suas avaliações sobre os números divulgados e, no dia 29 de novembro, o IBGE divulgará os resultados das populações dos municípios.
    Ou seja, se a Prefeitura acredita que os dados apresentados não são reais, está na hora de entrar em contato com o IBGE.

    Carlos Mascarenhas

  • Paulo says:

    Ilhéus ganhou população em 1990 com a vassoura de bruxa e manteve praticamente a mesma população no ano de 2000….e nos últimos 10 anos vem perdendo acentuada população…temos hoje uma baixa natalidade, a renda média do trabalhador na nossa cidade é de um salário mínimo, o jovem quando se forma não tem perspectiva de aumento de renda e acaba emigrando para outros centros mais dinâmicos com empregos que oferecem bons salários… Atualmente Ilhéus, manda trabalhador para São Paulo, Rio de Janeiro, Macaé, Vitória, Belo Horizonte, Salvador, Barreira, Porto Seguro, Teixeira de Freitas, Eunapólis, Itabuna, Vitória da Conquista, Aracaju e outras cidades do Brasil,,,no Exterior os ilheense vão para diversos países da Europa….Geralmente essas pessoas sai com ensino médio e muitos com nivel superior…Enquanto não tiver politicas publicas para desenvolvimento de setor turistico, agricultura, industrial e comercio forte.. o povo da minha cidade vai continuar abandonando a Princesinha do Sul….O povo de Ilhéus precisa de governantes comprometidos com a nossa sociedade,,,

    • José Rezende Mendonça says:

      Prezado Paulo

      A vassoura de bruxa foi identificada em uma única fazenda no municipio de Uruçuca (1989) e posteriormente em Camacan de 1990, portanto não poderia influenciar nos censos ano de 1990 e ano 2000, quando ela se alastrou em definitivo em toda região, levando os trabalhadores aos poucos tomarem outros destinos, daí vindo refletir só agora no censo de 2010.

      Ao meu ver a baixa natalidade e a renda média do trabalhor não seria suficiente para diminuir a população de Ilhéus e nem tão pouco estes trabalhadores rurais que deixaram o campo teriam condições de nas grandes cidades ter uma renda melhor, já que os mesmos, coitados, em sua maioria não têm uma especialidade, que não seja voltada para a a cultura do cacau.

      Mas, de qualquer modo, a questão foi levantada e cabe aos especialistas nas áreas de sociologia, economia, etc.,pesquisarem melhor o assunto. Pois leventei apenas um dos parâmetros e o amigo mais um, que merece estudos mais detalhados.

      Rezende.

  • Eduardo Pereira says:

    Rezende,o problema dos limites de Ilhéus que estão em estudo também não estaria influenciando no censo?

    • José Rezende Mendonça says:

      Prezado Eduardo Pereira

      Os problemas limítrofes do município de Ilhéus datam de muitos anos, principalmente com os municípios de Itabuna, Buerarema, Itajuípe e Una.
      Quando em 1976 a 1980 realizamos o cadastramento de imóveis rurais e conseqüentemente a base cartográfica de 22 municípios da região cacaueira, já tínhamos constatado isto, onde estes limites são traçados por linhas imaginárias, que deixam dúvidas de seus verdadeiros limites no campo entre um município e outro.

      Portanto, os censos de 1980, 1990, e 2000, já foram realizados com estes problemas e mesmo assim Ilhéus viu crescer sua população, o que não aconteceu agora em 2010.

      Agora é necessário que o Poder Municipal, diante deste fato da perda de habitantes na zona rural em função da doença vassoura de bruxa, continue firme como vem até agora, na busca pela solução mais rápida possível, para que o limite com Itabuna principalmente, volte a prevalecer o que era no inicio dos anos 80, que era aproximadamente um (01) km à frente do empreendimento o Atacadão no sentido para Itabuna. Pois, o mesmo foi recuado por volta de 1986, para o local onde hoje está localizado o empreendimento acima citado.

      Com este recuo não oficializado pelo IBGE, faz com que Ilhéus venha perdendo boa parte da população do bairro da Califórnia (Itabuna) e adjacências, além de toda área rural transversal entre o Rio Cachoeira e o povoado de Mutuns (Itabuna). População esta, que hoje é contabilizada para Itabuna, quando pelo Memorial Descritivo e o Decreto de Emancipação pertencem a Ilhéus.

      Outra coisa que não sei, é se o IBGE/Ilhéus está levando em conta à localização da sede da propriedade agrícola, pois onde esta estiver localizada o imóvel é declarado pertencente ao município A ou B, mesmo que 99% da poligonal da propriedade estejam no município vizinho, e isto faz uma boa diferença, levando-se em conta que Ilhéus tem uma área expressiva com todos os seus limites municipais.

      Também, não devemos colocar a culpa só no IBGE, pois como se sabe, uma pequeníssima parte da população que não foram entrevistadas se dá pelo fato de não quererem atender os recenseadores por diversos motivos, além dos mais abastados que não se interessam pelo censo, por acharem que isto não influencia em nada nas suas vidas, e ou por questões políticas. Sem esquecer aqueles que não foram encontrados em casa por várias visitas.

      Rezende

  • Paulo says:

    Rezende é bom saber também que a crise crise econômica no Brasil em meados da décadas oitenta influenciou as cidades da região cacaueira. Ilhéus e Itabuna foram as principais cidades a receber esses imigrantes. e a vassoura foi um golpe a mais,,,,na crise da região sul da Bahia.

    Em relação aos limites concordo com você…O IBGE deve sempre usar a base cartográfica dos municípios para fazer seus levantamentos de campo…se tem população sendo contado em munícipios vizinhos…o município deveria entrar no ministério público contra o IBGE…O governo municipal de Ilhéus precisa cobrar provídências urgente…
    Amigo Rezende….o nosso munícípio precisa de pessoa como você….

  • ademilson says:

    ilheus e uma cidade linda e maravilhgosa

Deixe seu comentário





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia