Os funcionários e servidores da Prefeitura Municipal lotados no Hospital de Base Luis Eduardo Magalhães (HBLEM) e na Fundação Marimbeta estão revoltados com o não pagamento dos salários relativos ao mês de novembro, que deveria ser pago no quinto dia útil deste mês. Além disso, o 13º Salário, que segundo a legislação tem data limite vencendo hoje, 20 de dezembro, não foi pago a nenhum servidor da Prefeitura.

A categoria decide amanhã, em assembléia, às 6:30h, em frente ao HBLEM pela paralisação das atividades do hospital.

“Os servidores não suportam mais tanta insegurança e instabilidade financeira por causa dos desmandos da administração municipal que tem causado essa crise na Prefeitura. Nós não podemos pagar a conta pela falta de competência do gestor municipal”, salienta Karla Lúcia, presidenta do Sindserv.