WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
embasa embasa secom bahia secom bahia secom bahia


dezembro 2010
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  








LOURENCINHO – Esse FOI o cara

Em meio a tantas notícias ruins, confusão e traquinagens na gestão da saúde municipal, as grandes obras públicas inacabadas (Rua Sá Oliveira, a maior e mais extensa rua da cidade), a máquina que opera milagres não conseguindo chegar ao fim em seu trabalho árduo na região da Cidade Nova e adjacências, a falta de luzes e criações natalinas nesse Natal pobre e sem a emoção de anos passados, enfim, no bolo de tantos desencontros, surge mais uma notícia desagradável.
É normal no ser humano, principalmente os do sexo masculino, com a chegada da idade, começar a aparecer alguns contratempos que impedem a consecução de muitas vontades sexuais.

Alguns brocham cedo demais, outros são atacados pela doença da época, a tal de próstata, outros simplesmente perdem o prazer e não ligam mais para um dos maiores prazeres da vida.
Na limpeza dos ossos da feijoada do Boteko do Kibe, realizada nesta manhã, fomos surpreendidos por uma notícia que deixou a todos preocupados.
O cara e meu amigo Lourencinho, minha Véia, para os mais íntimos, não é mais o cara poderoso e viril que a cidade conhecia.
A extensa lista de mulheres que existia no seu celular, por sinal, poucos na cidade tinha este círculo de lebres, encontra-se praticamente vazia, os vários contatos diários não mais funcionam.
O seu apê, que era um matadouro conhecidíssimo, deixou de receber as lebres costumeiras e hoje se encontra vazio e sem vida prazerosa.
A conta da pizzaria, onde se realizava os encontros pré matança das lebres, está reduzida a zero, inclusive o dono do estabelecimento perdeu um costumeiro cliente.
Diariamente, o nosso Zequito, é quem dá os ombros para o choro do ex-grande garanhão.
O desempenho diário de três até quatro vezes ficou reduzido à metade de uma a cada vinte dias, é mole.
Manoel Felipe, seu pai adotivo, está inconsolável, não é para menos.
Os assíduos clientes do Bar do Zequito (Vanildo Varig, Carlos Kenga, Luiz Castro, Borrachinha, Edinho Tecsat, Zé Leite, Seu Roque, Omar Coelba, Luciano Guerra, Navarro, Toninho Feijoada, Gildásio apaga luz, Luiz Lavinsky, estão chorando pelos cantos, pensando que um dia poderão também passar por esse triste problema, lá ele.
Em especial, Félix Paiva, que tem a coragem de entregar o caminhão para as viagens pelo interior e tem muitas histórias pra contar.
O pessoal da Juerana está triste e abatido, pois o homem que deitava e rolava por lá, pouco ou quase nada tem aparecido.
A Central de Abastecimento do Malhado, um dos seus locais prediletos, o ambiente é de tristeza.
Mas nada está totalmente perdido para o meu amigo, eis que pode surgir no fim do túnel alguma novidade azulzinha e que possa recuperar a moral tão abatida de minha Véia.
O que me preocupa é que o nosso Lourencinho extrapole na dosagem e tome mais de uma azulzinha, aí a coisa pode pegar e não querer mais baixar.
Caro Lourencinho! A vida tem essas trairagens. Contente-se em tomar suas cervejas, seus cigarros e curta bastante as lembranças de um tempo que não volta mais.
Mais você continua sendo o CARA, bom amigo, bom papo, desprovido de vaidades e gozador dessa vida que tem que ser vivida a cada dia.
Não esquente a mufa, a vida não é feita só de prazeres sexuais, e suas virtudes são muitas e todos gostam imensamente de você.
Vá devagar com as azulzinhas, consulte seu geriatra e volte a mandar bala, as lebres estão esperando.
Gozação à parte desejo-lhe um Feliz e Santo Natal de Jesus, extensivo a toda família.

5 respostas para “LOURENCINHO – Esse FOI o cara”

  • vieira says:

    Meus Deus, que homem BONITO esse Lourencinho, não conhecia, antigamente poderia-se dizer É UM CARA LINDO.

  • joão Carlos Bispo says:

    Este e o cara,pois o mesmo esta junto a Nos.

  • JAIR BASTOS LEAL says:

    Zé Carlos, em primeiro, lugar parabéns por esta escrita sobre Lourençinho. Tudo que vc escreveu eu ratifico, sou conhecedor profundo também das particularidades de Lourençinho, desde os tempos do Econômico, quando ele foi colega de ALIRIO. Este Lourençinho, homem sem maldade com ninguem, caráter ilibado só merece eleogios, agora, ficar nesta situação que está fica difícil, tem que tem muito cuidado com a azulzinha, tem que ir devagar para na hora não cair duro. Um abraço

  • Isaac Albagli says:

    Zé Carlos,

    Estou levando 20 kg de ostras para Lourencinho. Das boas! Criadas em cativeiro. 1 kg desse molusco equivale a 4 viagras e 2 cialis. É molusco mas o efeito é inverso… devia se chamar durusco!

    Bom Natal para todos.

  • Anísio J.S. Cruz says:

    Puro gogó. “Minha véia” sempre foi uma lenda, e esse negócio de cadernetinha com telefones, é conversa fiada. Na verdade as “meninas”, eram travecos, e ele sempre teve como ídolo, o Ronaldo Nazareno, cuja história, todos conhecemos. Para comprovar, vez por outra aparecia no Bar do Zequito, cheio de escoriações, sem a carteira de cédulas, e sem celular, alegando ter sido roubado nas suas andanças. Assim, meu caro Zé Carlos, pelo visto não haverá azulzinha que resolva o seu problema. Lourencinho “já era”. Feliz Natal para todos.

Deixe seu comentário





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia