Segue relatório referente às principais ocorrências da área desta CIPM.

Homicídio 2011

Para critério de avaliação e quantificação desta variável, conceitua homicídio: como qualquer ação, de forma geral, intencional ou não que resulte em morte.

Entre janeiro e dezembro de 2011 a 69ª CIPM realizou 27 (vinte e sete) apreensões de armas de fogo. Esses números impressionam, visto que mais de 90% dos homicídios são praticados por arma de fogo, levando a aferir que a 69ª CIPM, teria prevenido um grande número de homicídios, sem contar que essas apreensões impediram a prática de diversos outros crimes.

Os homicídios ocorreram com mais freqüência nos meses de janeiro, março e dezembro. O tráfico e uso de drogas foram fatores motivadores a ocorrência de mortes, tanto na disputa por pontos de venda quanto na cobrança de dividas a usuários.

Em março houve a prisão do principal traficante do bairro Nelson Costa, acarretando na disputa do ponto por outros traficantes, gerando homicídios e tentativas de homicídio.

No mês de dezembro teve um aumento considerável em homicídios motivado pela soltura de alguns elementos beneficiados com o indulto natalino. Conforme gráfico 03.

Os bairros Nossa Senhora da Vitória e Ilhéus II são mal assistidos pelo poder público, no qual, falta estrutura urbana. A única presença marcante do estado no bairro é a da Polícia Militar.

Observar gráficos Abaixo:

Gráfico 01:

Veja todos os gráficos e demais informações no A GUILHOTINA