WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia secom bahia embasa secom bahia embasa


Janeiro 2013
D S T Q Q S S
« dez   fev »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  






:: 26/jan/2013 . 20:08

Alfredinho

contra foto gaguinho 26 01 2013_ n

DEMARCAÇÃO: UMA BOMBA RELÓGIO QUANDO EXPLODIR O EFEITO SERÁ DEVASTADOR – PARTE II.

por Edgard Siqueira

Na semana passada comecei o texto salientando que certas coisas só acontecem Ilhéus, e, em função de uma noticia efusivamente divulgada esta semana na imprensa local me obriga a reiterar os meus comentários. “O Secretário de Agricultura do Estado apresentou algumas alternativas de GERAR EMPREGO NO CAMPO, e entregou ao Prefeito e ao Secretário Municipal 18 projetos executivos prontos para serem executados e que podem ser objetos de emenda Parlamentar”. Haja projetos, desta vez veio em cacho, veio num catálogo. Todos conhecem o ditado popular que envolve a galinha, neste caso, os projetos estão mais longe, ainda não viraram ovos, nem descolaram do ovário. Depende de conchavos políticos a serem costurados através de emendas parlamentares. Na realidade já estão semeando para as eleições de 2014.

Mas vamos fazer de conta que os projetos serão implementados. A pergunta que não quer calar. Aonde? Na região norte do Município está sendo instalado o Complexo do Porto Sul. Na região oeste prevalece as Fazendas de Cacau onde está proibido de mexer na Mata Atlântica, com seus proprietários quase todos negativados e sem condições de créditos para novos projetos. Restou à região sul, esta merece um paragrafo exclusivo.

A área total do Município de Ilhéus é de 171.200 hectares. Toda região sul compreende ¼ do seu território, ou seja, um pouco mais de 40.000 hectares. Esta região seria a mais adequada para execução de novos projetos agrícolas, além da sua vocação consolidada pela AGRICULTURA FAMILIAR, abrange uma região costeira e com muitas clareiras na Mata Atlântica aptas a novos projetos. Mas como? Se a famigerada autarquia FUNAI com o apoio de importantes ilheenses o reconheceu como terras tradicionalmente ocupadas por “Índios” autoproclamados tupinambás. O Secretário de Agricultura do Estado mostrou o portfólio para as pessoas erradas. Ele tem que mostrar para a FUNAI, é eles que terão as terras para os projetos. É só uma questão de tempo.

:: LEIA MAIS »

Hans Schaeppi em: H O T E L A R I A E T U R I S M O

por Hans  Schaeppi

 TURISMO

       Apesar da crise que se abate sobre Ilhéus, dificultando pagamentos do funcionalismo e prejudicando o dever de casa, acreditamos que o novo gestor municipal, Jabes Ribeiro, pode empreender muitas ações em prol do turismo de Ilhéus, com as verbas federais. Estão garantidas, segundo o secretário estadual do Turismo, Domingos Leonelli, verbas para a formação de mão de obra especializada para a Hotelaria, Restaurantes, etc; a construção do Pavilhão de Feiras e Exposições também está garantida, necessitando uma força dos políticos federais para ampliar a verba para sua construção. A verba destinada ao Turismo Náutico, que o governo estadual pensa em gastar apenas na Baía de Todos os Santos, também pode ter uma parte destinada a Ilhéus, que possui o maior litoral baiano. O asfaltamento do acesso à Lagoa Encantada já foi encaminhado ao Vice-Governador Otto Alencar e já deve estar no Derba, necessitando empurrões do prefeito e dos deputados estaduais. Obras para o Porto de Ilhéus, já foram anunciadas, como a dragagem emergencial e a retro-área. E há muito mais, pelos ministérios e pelas secretarias estaduais, que pode ajudar nosso Turismo. É só mexer! E Jabes sabe…

MORRO DE PERNAMBUCO

       Lembramo-nos do que aconteceu há algumas décadas, quando um consórcio Capixaba/Paulista desejou lotear o Morro de Pernambuco e nós denunciamos o fato ao Ministério da Marinha fizemos campanha contra, no jornal A Tarde, onde escrevíamos, na época. Considerávamos o fato, um absurdo. Não demorou, que o Ministério encaminhasse uma Portaria onde esclarecia que, “150 metros de raio, em torno do Farol, nenhuma intervenção era permitida”. O grupo desistiu do loteamento e o nosso Morro foi salvo. Agora, quando lemos que o Ministério Público pediu a intervenção imediata no Morro, só nos resta aplaudir a medida. A recomendação é expressa: sustando de imediato todos os procedimentos administrativos em tramitação que importem em intervenção física naquele local, a exemplo de loteamento ou alvará de construção conflitante com o Decreto de Tombamento. A Promotora Regional de Meio-Ambiente recomenda ainda o embargo de qualquer construção, terraplenagem e desmatamento, mesmo em corte seletivo. O prefeito Jabes Ribeiro apóia a iniciativa, mesmo porque, foi ele que 1997 decretou o tombamento do Morro, como Sítio Histórico e Paisagístico.

TRANSPARÊNCIA

:: LEIA MAIS »

Agrissênior Notícias – Nº 412 – 29 de janeiro de 2013

Para ler em TELA CHEIA clique onde estão as 4 setinhas (lado direito)

IGREJAS/CAPELAS DE ILHÉUS – I

igreja nossa senhora da vitória mascarenhas

Igreja de Nossa Senhora da Vitória, que de acordo com informações contidas no livro Crônica da Capitania de São Jorge dos Ilhéus, de João da Silva Campos, foi construída em 1560. A foto a seguir é minha é foi tirada do sexto andar do anexo de secretarias da Prefeitura de Ilhéus.
Do nosso amigo José Nazal que é profundo conhecedor da nossa história, recebi a informação que a seguir transcrevo: A Igreja de Senhora é de 1556, no ano da criação da Freguesia da Invenção de Santa Cruz (atual Paróquia de São Jorge). Em 1537 começou a fundação da Vila de São Jorge dos Ilhéus.


Carlos da Silva Mascarenhas
carlos.consultic@gmail.com





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia