WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia secom bahia embasa secom bahia embasa


Janeiro 2013
D S T Q Q S S
« dez   fev »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  






:: 29/jan/2013 . 22:00

“Minha Casa, Minha Vida” já tem coleta de lixo e transporte regulares

Os moradores do projeto “Minha Casa, Minha Vida” tiveram atendidas, a partir desta terça-feira, dia 29, suas reivindicações de contar com serviços regulares de coleta de lixo e de transporte público. A Secretaria de Desenvolvimento Urbano, que já havia adotado a solução provisória de estender ao local a linha de ônibus do Banco da Vitória, estabeleceu uma linha exclusiva para fazer o trajeto, com previsão de passar pelo conjunto habitacional a cada 40 minutos.

Segundo Isaac Albagli, titular da pasta, o trajeto inicia no Centro e passa pelo bairro da Conquista, antes de se dirigir aos Condomínios do “Minha Casa, Minha Vida”, localizado no km 5 da rodovia BR-415 (Ilhéus-Itabuna). Já a coleta de lixo ocorrerá sempre à noite o que significa dizer, como lembra o secretário que os moradores devem depositem o lixo apenas a partir das 18 horas.

Os três condomínios (Morada das Brisas, Morada das Águas I e II, Moradas do Porto) somam um total de 1.276 unidades domiciliares, o que representará uma população de aproximadamente cinco mil pessoas, quando todos os apartamentos estiverem ocupados.


AI/PMI

Nossa Senhora de Lourdes

Para ler em TELA CHEIA clique onde estão as 4 setinhas (lado direito)

Gente nossa brilhando …

Capa_Parlamento Mutilado_30-11-12.indd

Capa do livro Parlamento Mutilado  lançado no dia 6 de dezembro de 2012, na Câmara dos Deputados, em Sessão Especial.

Os autores, Débora Bithiah de Azevedo e Márcio Nuno Rabat são Consultores Legislativos
Foi em homenagem aos deputados federais   cassados pela ditadura de 1964.
O livro mostra uma parte interessante da história do país de 1963 a 1979 e as disputas políticas que então aconteciam na Câmara.

O livro está na biblioteca digital da Câmara dos Deputados e pode ser lido no seguinte endereço:

http://bd.camara.leg.br/bd/bitstream/handle/bdcamara/1157 /parlamento_mutilado_bithiah%26rabat.pdf?sequence=1

Alfredo Amorim da Silveira em: “10TAQUES”.

Faculdade de Direito de Ilhéus

Faculdade de Direito de Ilhéus

O funcionamento da Faculdade de Direito de Ilhéus foi autorizado pelo Decreto Federal nº 48.240 de 19 de maio de 1960. No mesmo ano o Prefeito Henrique Weyll Cardoso e Silva assinou a Lei Municipal nº 728, considerando de utilidade pública a sociedade de cultura mantenedora da faculdade. No dia 1º de abril de 1961 o Governador do Estado sancionou a lei nº 1.399 também considerando a faculdade de utilidade pública. A Faculdade de Direito começou a funcionar no prédio onde hoje se encontra a Fundação Cultural de Ilhéus.

O núcleo formado para a fundação da Faculdade foi composto por Amilton Ignácio de Castro, Francolino Neto, Henrique W. Cardoso e Silva, José Cândido de Carvalho Filho, Alves de Macedo e Soane Nazaré.

Para dar andamento ao processo foi criada a Sociedade Sul Baiana de Cultura, presidida pelo Bispo Diocesano Dom Frei Caetano Antônio Lima dos Santos.

O primeiro vestibular foi realizado no dia 2 de março de 1961, sendo instalada oficialmente a Faculdade no auditório do Edifício Bancrelar (no terceiro andar do edifício onde hoje se encontra a loja Ricardo Eletro), a reunião foi presidida pelo Governador Juraci Magalhães.

A aula inaugural foi proferida pelo Professor Soane Nazaré com a presença do Governador da Bahia, Juracy Magalhães.

A congregação da Faculdade era integrada pelos professores Soane Nazaré de Andrade (Diretor), Waldeto Santos, Wilde Lima, Francolino Neto, Wilson Rosa, D. Caetano Antônio Lima dos Santos, Rui Cajueiro, Ramagem Badaró, Joel Brandão, Altamirando Marques, Henrique Cardoso, José Cândido de Carvalho Filho, Carlos Meireles, Jorge Fialho, Sady Covolan, Lafaiete Veloso, Alberto Galvão, Isaias Fraga, Paulo Cardoso Pinto, Osvaldo Nunes Sento Sé, Amilton Ignácio de Castro, Walter Pires, Nelson de Assis, Halil Medauar e Antônio Cruz.

:: LEIA MAIS »

IGREJAS/CAPELAS DE ILHÉUS – III

Fotos by Carlos Mascarenhas.

Fotos by Carlos Mascarenhas.

A Igreja Matriz de São Jorge é uma construção do final do século XVII, segundo o IPAC. É uma Igreja de relevante interesse histórico e arquitetônico, com nave, capela-mor, corredor e lateral, sacristia e torre, do lado esquerdo.
A fachada tem dois corpos, sendo o principal, emoldurado por cunhais e cornija, e vazado por bela portada, ladeada por duas portas, no térreo, e duas janelas ao nível do coro. A torre possui terminação piramidal e coruchéus nos cantos e arco pleno.
Os cunhais, as cornijas e as cercaduras de portas, as janelas e as seteiras são em cantaria. No interior possui arco cruzeiro, nichos e bacia de púlpito também em arenito. O forro dos cantos é redondo, na nave, e em abóbada abatida, na capela-mor. O altar-mor, neoclássico, está incompleto. Entre as imagens da igreja, destacam-se as de São Jorge, um crucifixo, Nossa Senhora do Rosário e São Pedro. Na sacristia e no corredor lateral, utilizado como Museu de Arte Sacra, existem algumas peças de mobiliário; merece destaque a cabeça de santa, São Miguel, Nossa Senhora das Neves (séc. XVI), Santo Antonio, Santo Inácio e São Caetano (séc. XVII), e alfaias de prata.
Dados tipológicos: Igreja de construção apurada, originária do final do séc. XVII. São típicas deste período as cercaduras com ressaltos nos cantos e a torre piramidal, utilizada pela primeira vez no Convento de Cairu (1660). Cercaduras semelhantes são encontradas em Sta. Tereza, Casa de Oração dos Jesuítas, solares Berquó e Sete Mortes, em Salvador, e na Igreja de São Brás, em Santo Amaro. Outra disposição arcaica está nos dois nichos laterais ao arco cruzeiro, observado também, no Colégio de Olinda, e igrejas de Ajuda e Belém, em Cachoeira. Este elemento e o apuro da construção sugerem a intervenção de algum arquiteto jesuíta.
Histórico arquitetônico, segundo o IPAC (1988, p. 224): Após a chegada dos primeiros portugueses e a fundação da vila de São Jorge, Francisco Romero fixou a povoação no morro de São Sebastião. Em 1556 foi criada a Freguesia de São Jorge por Dom Pero Fernandes Sardinha e uma primeira igreja teve sua construção iniciada pelos primeiros moradores da capitania, mas só foi concluída em 1572. A matriz de São Jorge foi construída após o convento de Cairu, que data de 1660.
No início do século XX, para alargamento de uma rua, foi demolida a sacristia direita da igreja. Seu partido primitivo era, portanto, a planta em “T”, característica do mesmo século.
A Igreja Matriz de São Jorge pode ser considerada o mais importante monumento histórico localizado na sede do município. O Museu de Arte Sacra, localizado ao lado da igreja, possui peças belíssimas, antigas e raras.
TEXTO DA PROFA. Maria Luiza Heine publicado em: http://ilheuscomamor.wordpress.com/

Carlos da Silva Mascarenhas
carlos.consultic@gmail.com

Prefeitura de Ilhéus começa a pagar folha salarial de janeiro

O secretário de Administração da Prefeitura de Ilhéus, Ricardo Machado, confirmou a autorização de pagamento dos salários referentes ao mês de janeiro dos servidores efetivos de todas as secretarias municipais, nesta quarta-feira, dia 30, à exceção daqueles lotados nas secretarias de Educação e Saúde. No caso dos servidores da Educação, foi autorizado, também para esta quarta-feira, o pagamento de um terço de férias dos professores e dos salários até o valor de R$ 2.065,00.

O secretário esclareceu que no caso dos servidores da Secretaria de Saúde houve um problema contábil que deverá ser solucionado ainda nesta quarta-feira, sendo que, tão logo isto aconteça, a autorização de pagamento será transmitida à instituição bancária. Com relação ao pagamento dos salários do mês de dezembro dos trabalhadores em educação que recebem até R$ 916,00, cujos recursos foram liberados através do juiz de direito substituto da 2ª Vara de Feitos de Relação de Consumo Civil e Comercial da Comarca de Ilhéus, Eduardo Gil Guerreiro, Ricardo Machado informou que o pagamento ainda não foi feito porque a administração anterior não havia realizado, em dezembro, o empenho da folha salarial, o que deve ser corrigido também nesta quarta-feira.

Ele ressaltou o empenho do prefeito Jabes Ribeiro, e de toda sua equipe, no sentido de cumprir a proposta feita durante reunião com representantes dos sindicatos dos servidores municipais, na última sexta-feira, no sentido de antecipar o pagamento da folha de pessoal do mês de janeiro, e formar três comissões (educação, saúde e demais servidores) que devem apresentar propostas, no prazo estimado em 30 dias, para regularização do pagamento do salário atrasado deixado pela gestão passada. As três comissões contarão também com representações da Câmara de Vereadores de Ilhéus.


AI/PMI

Prefeitura de Itabuna

CAPA R2CPRESS
Matrículas na Rede de Ensino de Itabuna terminam quinta-feira
Prefeitura busca apoio da Sesab para reabrir rede básica de saúde
Prorrogadas inscrições para estágio em central de transplantes

:: LEIA MAIS »

ILHÉUS / Sedur notifica Embasa por falta de saneamento básico no Teotônio Vilela

Após vistoria na Rua Padre João Borges, no bairro Teotônio Vilela, na manhã desta terça-feira, 29, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano notificou a Empresa Baiana de Águas e Saneamentos (Embasa), por identificar a falta de esgotamento sanitário no logradouro. Segundo o secretário Isaac Albagli, os moradores fizeram ligações irregulares na rede de escoamento da água pluvial para descartar os dejetos de suas residências. Por não suportar o volume dos dejetos, a rede pluvial estoura , deixando a rua esburacada e com mau cheiro. Neste caso, explica o secretário, só é possível a realização de qualquer ação de infraestrutura na via após a execução da rede de esgotamento sanitário pela Embasa.

Outro problema provocado pela falta do serviço está sendo a evasão do Colégio Estadual Fábio Araripe Goulart. Segundo o diretor da unidade, Paulo Roberto Pires, houve também redução do número de matriculas este ano porque, segundo ele, “o esgoto corre a céu aberto aqui na rua, além do mau cheiro, causa problemas à saúde”.

Sucessão de nove erros provocou a tragédia em boate no RS

A adoção de medidas simples teria evitado a morte dos jovens

Como em qualquer tragédia de grandes proporções, o incêndio na boate Kiss, que matou 231 pessoas em Santa Maria, Rio Grande do Sul, foi causado por erros sucessivos. Do instante em que o efeito pirotécnico utilizado pela banda Gurizada Fandangueira foi aceso, até o momento em que os seguranças impediram a saída dos jovens em fuga, uma série de detalhes contribuiu para que o número de vítimas fosse ainda maior. Os pontos que serão investigados pela  Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros revelam os erros que causaram a tragédia.

No caminho que levou tantos jovens à morte, não há dúvidas de que o primeiro erro ocorreu no palco. Os relatos apenas divergem se seriam provenientes de um sinalizador segurado por um integrante ou do lançador de faíscas a partir de plataformas fixadas no chão, conhecidas como Sputnik (aqui são os vulcões de São João).

Em contato com a espuma que servia de revestimento acústico para o teto, as fagulhas se transformaram rapidamente em chamas e uma espessa fumaça escura. Professor do gerenciamento de risco da Coppe-UFRJ, Moacir Duarte disse que a espuma utilizada não era a mais adequada. “Existem revestimentos com proteção que impedem a propagação rápida das chamas”. O segundo erro.
Com o fogo incontrolável, a única coisa a fazer era fugir. O problema é que, na Kiss, não havia saídas de emergência. O terceiro erro. Um coronel do Corpo de Bombeiros chegou a afirmar que as dimensões da porta principal eram suficientes. Mas a norma da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) diz que locais de reunião de público como boates devem ter duas saídas.

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR


Banheiros 

:: LEIA MAIS »

Cancelamento do carnaval do bairro Hernani Sá

ESTAMOS BUSCANDO EVITAR TUDO QUE JULGA FONTE DE ERRO OU DE DANO. (CAUTELA, PRECAUÇÃO).

CANCELAMENTO CARNAVAL HERNANI SÁ
POR MOTIVOS DE SEGURANÇA E PRESERVAÇÃO DO BAIRRO HERNANI SÁ

Prazo para renovação de alvará de casas comerciais encerra 31 de janeiro

A Prefeitura Municipal de Ilhéus alerta para o encerramento do prazo de renovação da Taxa de Licença e Funcionamento dos estabelecimentos comerciais e industriais instalados na cidade, no próximo dia 31 de janeiro. O documento de arrecadação (DAM) referente à taxa está disponível no site institucional da prefeitura – www.ilheus.ba.gov.br – e também no setor de Tributos, localizado no Palácio Paranaguá, sede do Executivo, no centro da cidade.

O atendimento ao público no setor de Tributos funciona de segunda a sexta-feira, das 8h30min às 12 horas e das 13h30min às 18 horas, com intervalo para o almoço. Os usuários podem pagar o DAM em estabelecimentos bancários e casas lotéricas.

ILHÉUS / População aprova blitz de combate a poluição sonora

Os ilheenses acolheram com alívio a iniciativa da Prefeitura Municipal de combate à poluição sonora. A blitz realizada conjuntamente entre as secretarias de Meio Ambiente e Urbanismo (Semau) e de Desenvolvimento Urbano (Sedur), com o apoio da Guarda Municipal e da Companhia de Policiamento Ambiental (Cipa), já notificou, com advertência, diversos motoristas, pegos em flagrante, com o volume excessivo do som do carro.

Jailson Conceição dos Santos, 59 anos, morador do Alto de São Sebastião, afirmou que o barulho emitido por carros de som na Praia do Cristo consegue se propagar até sua residência. Ele conta que é preciso fechar portas e janelas para conseguir assistir televisão e, desse modo, sente muito calor. “A ação é muito boa. Espero que siga dessa forma”, disse.

A disputa pelo som com mais potência, os chamados “paredões”, é outra atitude irresponsável lembrada por Moema Cacimiro, 52 anos. “Se todo mundo quer ouvir sua música na festa, o princípio que vale é o da educação, é preciso equilíbrio”, declara. Já Anne Margareth, mãe de uma criança com apenas dois anos, sofre com o barulho provocado pela vizinhança. “Diversas vezes já é mais de meia noite e o som ainda não cessou, interrompendo o sono da minha filha e de toda família”, comenta.

Saúde Pública

:: LEIA MAIS »





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia