WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia sufotur secom bahia secom bahia secom bahia sufotur secom bahia


maio 2013
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  






:: 8/maio/2013 . 23:13

Revolução Através da Educação – 1

por Juventino Ribeiro, contador, Ilhéus-BA

Hoje, ao desentralhar meus alfarrábios, deparei-me com amarelados recortes de jornais, artigos que publiquei nos idos de 90, no Diário da Tarde, de Ilhéus, e em A Tarde, de Salvador. Abordava temas de contabilidade e crônicas sobre assuntos variados.

Em um deles, de outubro de 1993, na semana do professor, discorri sobre os termos “professor e educador”. Dias antes visitara um amigo em Uruçuca e, enquanto aguardávamos para almoçar um frango de quintal com talharim, bebemos algumas cervejas ouvindo seu velho pai a nos contar causos de sua profissão de tropeiro, na época áurea do cacau.

Na viagem de volta a Ilhéus, remoendo o termo tropeiro lembrara-me de umas crônicas de Rubem Alves que havia lido. Uma delas me marcou e me inspirara a escrever algo sobre o assunto. Sempre releio “Sobre Jequitibás e Eucaliptos – Amar”, na qual Rubem faz abordagem sobre profissões “que foram sumindo devagarzinho, como o médico que ia até os doentes mesmo a cavalo, o caixeiro viajante, o boticário, os tropeiros que se sucumbiram com a chegada do automóvel e do asfalto”.

Na sequência, Rubem argui: “Educadores, onde estarão? Em que covas terão se escondido? Professores há aos milhares. Mas professor é profissão, não é algo que se define por dentro, por amor. Educador, ao contrário, não é profissão; é vocação. E toda vocação nasce de um grande amor, de uma grande esperança”. Mais adiante questiona: “E o educador? O que teria acontecido com ele? Existirá ainda o nicho ecológico que torna possível a sua existência?”

Rubem relembra um trecho do livro de Jorge Amado, Gabriela, Cravo e Canela, “quando a filha de um coronel diz à sua mãe que pretendia casar-se com um professor. Ao que a mãe retruca, numa clássica lição de realismo político: E o que é um professor na ordem das coisas? Que tem o ensino a ver com o poder? Como podem as palavras se comparar com as armas? Por acaso a linguagem já destruiu e já construiu mundos?”.

Sempre fui apaixonado pelo tema educação. Em 1986, o saudoso Darcy Ribeiro abonou minha filiação ao PDT – Partido Democrático Trabalhista (meu ex-partido). Aceitei seu convite pelo que preceitua o artigo 1º. do estatuto: “Educação, causa de salvação nacional, prioridade das prioridades: alimentar, acolher e assistir a todas as crianças do País, desde o ventre materno; educá-las e escolarizá-las em tempo integral, sem qualquer tipo de discriminação”.

Este era o sonho de Darcy Ribeiro, de Anísio Teixeira, Paulo Freire e de tantos outros que morreram sem ver realizado o sonho da revolução através da educação. Acredito ser possível comprometer pais, alunos e educadores nesse processo, para que o Brasil não perca o bonde da história e se distancie ainda mais dos seus parceiros do BRICS e dos demais países que assim estão revolucionando seu desenvolvimento.

Revolução Pela Educação – 2

:: LEIA MAIS »

ESTRADA DE FERRO DE ILHÉUS – E SUAS ESTAÇÕES (1950-1964)

TEXTO PARA QUEM GOSTA DE HISTÓRIA E ANEXO ALGUMAS FOTOS ANTIGAS DAS ESTAÇÕES E TRENS.

Imagem inline 2

HISTÓRICO DA LINHA: A linha-tronco Ilhéus-Itabuna foi aberta em 1910 em seu primeiro trecho, por investidores ingleses da The State Of Bahia South Western Railway Company Limited, com a idéia de alcançar Conquista (Vitória da Conquista). O primeiro ramal, o de Água Preta (Uruçuca), que partia da estação de Rio do Braço, foi aberto ao tráfego em 1914 e estendido até Poiri em 1931. Em 1918 um outro ramal tem iniciada a sua construção, estendendo-se até Itajuípe, aonde chegou em 1934. Foram as máximas extensões da ferrovia, que jamais se comunicou com outras do estado da Bahia ou com a Bahia-Minas, apesar de diversos projetos nesse sentido que jamais saíram do papel. Em 1950, os ingleses repassaram a estrada ao Governo, que mudou o nome para E. F. de Ilhéus. A estrada jamais chegou a Conquista, pelo que se diz, pelo fato de os ingleses já estarem satisfeitos com o que arrecadavam somente com a linha já existente. Em 1963, já estava decadentíssima a ferrovia, que em 1965 já não mais funcionava.

A ESTAÇÃO: Na história dos transportes da região cacaueira de Ilhéus, temos de tomar dois marcos principais para traçar sua evolução: o lançamento da ferrovia e a fundação do Instituto de Cacau da Bahia. Até 1910, quando se inaugurou o primeiro trecho da linha de Ilhéus a Itabuna, apenas se usavam canoas e animais. Os rios por demais acidentados e o excesso de chuvas dificultavam o transporte, mas mesmo assim a exportação de cacau era compensadora. 

Com o início do tráfego pela via férrea da Estrada de Ferro de Ilhéus a Conquista, a estação de Ilhéus foi inaugurada nesse ano, passando a servir como o seu ponto inicial e como porto de escoamento de cacau e outras culturas da região. O Instituto do Cacau, por sua vez, foi fundado em 1931. Uma das principais providências tomadas foi a construção de rodovias na região, que convergiam para a rodovia-tronco que, como a ferrovia, ligava Ilhéus a Itabuna. A situação da ferrovia, porém, em 1950, quando foi resgatada dos ingleses para a União, era horrorosa: a descrição dos problemas nos relatórios desse ano, com falta de peças, falta de condições de trabalho e outros era desesperadora, causada pela falta de verbas e prejuízos constantes. O edifício da estação Central (estação de Ilhéus) “está encravado no centro do pátio. 

Não possui plataforma para embarque ou desembarque de passageiros, havendo somente um passeio de cimento, com 5 cm de altura”. Mesmo com a ferrovia em frangalhos, em 1954, a antiga ainda figurava em regime de concorrência caótica ao lado das rodovias. Partindo de Ilhéus, seus ramais atingiam então as bordas da antiga zona do cacau. O trem era um meio de transporte que estava ainda longe de suprir as necessidades de escoamento da produção agrícola. Apesar disso, a região não dispunha de um rendilhado de estradas tão bom, capaz de escoar rapidamente a produção. A deficiência era compensada, em parte, ainda por processos mais primitivos de transporte: a canoa e o animal de carga. A estação foi desativada por volta de 1964, quando se fechou a deficitária ferrovia, agora parte da Rede Ferroviária Federal – RFFSA, criada sete anos antes. A última fotografia de que se tem notícia do pátio da estação, já abandonado, é do ano de 1971 e está mostrada abaixo. Todo o pátio e suas construções parecem não mais existir hoje.

A ESTAÇÃO DE ARITAGUÁ

:: LEIA MAIS »

Comitiva do Mapa e Ceplac visita unidade de produção da Biofábrica

Representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Ceplac e Secretaria de Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária da Bahia (Seagri) visitaram a unidade de produção do Instituto Biofábrica de Cacau (IBC), na tarde de terça-feira, 7. Recepcionada pelo diretor geral do IBC, Henrique Almeida, a comitiva conheceu os avanços tecnológicos implantados na unidade, visando o aumento da produção e a melhoria genética das mudas de cacau e outras espécies.

mapa ceplac biofábrica_

Para o diretor geral da Ceplac, Helinton José Rocha, a Biofábrica tem um papel importante no processo de recuperação da lavoura cacaueira, servindo como referência técnica para os produtores e desempenhando um valioso suporte para a própria Ceplac. “Os avanços implementados pela Biofábrica são simples, replicáveis e de baixo custo. O instituto se firmou como instrumento de melhoria genética e como parceiro da Ceplac e da Universidade Estadual de Santa Cruz na aplicação do conhecimento científico produzido por nossos pesquisadores”, enfatiza.

A superintendente do Mapa na Bahia, Virgínia Hage, também considera a Biofábrica um organismo importante para o fortalecimento do setor agrícola baiano. Na sua avaliação, o suporte à agricultura familiar e o baixo custo das mudas para os produtores de cacau são contribuições fundamentais valiosas para a consolidação do agronegócio regional.

Localizada no distrito de Banco do Pedro, em Ilhéus, a unidade de produção da Biofábrica está equipada para produzir hoje nove milhões de mudas de cacau clonal por ano, sendo um milhão de mudas em sacolas, oriundas de clone certificado pela Ceplac, para atender a agricultura familiar, em convênio com a Coordenação de Ações Regionais (CAR) e três milhões de manivas-semente de mandioca também destinadas à agricultura familiar, com qualidade genética e fitossanitária de variedades certificadas pela Embrapa.

A comitiva percorreu o jardim clonal onde a Biofábrica experimenta o projeto de superadensamento com a meta de implantar 20 mil plantas por hectare, os viveiros de produção de mudas e o laboratório de micropropagação, onde os técnicos do instituto colocam em prática importantes projetos como a produção de mudas de cacau pela embriogênese somática (micropropagadas a partir da flor do cacaueiro).

Câmara Municipal de Ilhéus

ASSESSORIA DE IMPRENSA

 www.camaradeilheus.com.br

28 Ascom/CMI Data: 08/05/2013

 

Câmara Municipal de Ilhéus Fecha Agenda  Para Sessões Especiais do Semestre

Os vereadores da Câmara Municipal de Ilhéus, consolidam a cada sessão nítida demonstração de madureza política, nesta nova legislatura, sob a presidência do vereador Josevaldo Machado(PCdoB), quando de forma ética e democrática, interessam-se pelas questões plurais e, ainda, externam sensibilidades às necessidades das comunidades quais representam. Esta série de sessões especiais, tem o intuito de estimular a participação popular nas discussões e buscas de soluções inerentes aos problemas sofridos pelos integrantes das comunidades do município.  Elencamos abaixo, portanto, com datas  e nomes dos requerentes,  o cronograma das sessões especiais  para os dois últimos meses ( Maio e Junho), do primeiro semestre  ano em curso:

  :: LEIA MAIS »

Governador deve assinar ordem de serviço para nova ponte de Ilhéus dia 6 de junho

O prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, informa que o governador do Estado, Jaques Wagner, marcou, para o próximo dia 6 de junho, a assinatura da ordem de serviço para a construção da nova ponte que fará a ligação entre a zona sul e o centro da cidade. A notícia foi concedida ao prefeito, na tarde desta quarta-feira, 08, por telefone, pelo vice-governador e secretário de Infraestrutura do Estado, pasta responsável pela condução da obra, Otto Alencar.

Em poucos dias após a assinatura do termo, a empresa vencedora da licitação, a Constran S/A Construções e Comércio, começa a preparar os canteiros para o início das obras, previstas para ser concluídas em 24 meses. Conforme já anunciada pelo governador Jaques Wagner, no último dia 24/04, durante o lançamento do edital para a construção do gasoduto Itabuna/Ilhéus, esta será a primeira ponte estaiada da Bahia, modelo que permite conciliar aspectos naturais às necessidades de mobilidade da cidade, promovendo o desenvolvimento sustentável, especialmente da atividade turística.

:: LEIA MAIS »

Seminário de Marketing inicia hoje com autoridades e palestra

Ronald-Z-Carvalho.

Ronald-Z-Carvalho.

Será oficialmente aberto na noite de hoje (09), a partir das 19 horas, o 22º Seminário de Marketing da Bahia, uma realização da ACEI – Associação Comercial e Empresarial de Itabuna em parceria com a MVU Eventos, que acontecerá até o dia 11 de maio no auditório Paulo Souto da UESC, na rodovia Itabuna-Ilhéus.

Com a presença de autoridades, dirigentes de instituições parceiras e empresários, o público poderá conferir após a solenidade, a palestra de abertura “A Era de Obama – Uma Previsão dos Próximos 50 Anos para o mundo” apresentada por Ronald Carvalho, consultor e professor de marketing e planejamento estratégico. Ao final, os presentes estão convidados a participar de um coquetel num Lounge com DJ.

O Seminário tem como objetivo envolver estudantes, profissionais e empresários para uma ampla discussão de temas relacionados ao marketing, comunicação e aos negócios, conforme programação a seguir:

Programação:

  :: LEIA MAIS »

PSICOMUNDO – QUEM É O ATUAL SECRETÁRIO DE OBRAS DO MUNICIPIO DE ILHÉUS?

Para ler em TELA CHEIA clique onde estão as 4 setinhas (Lado direito).

ILHÉUS URGENTE

Prefeito Jabes Ribeiro, sei de sua luta para colocar a nossa cidade no devido lugar, não vai ser facil, do jeito em que voçê encontrou a cidade um verdadeiro caos, tenho certeza com sua competência haverá alguma maneira de resolver as prioridades de Ilhéus, mas o motivo maior deste meu comentário, é para chamar sua atenção a maneira que a empresa responsavel pela obra da coelba em varias vias da cidade, principalmente a av. Itabuna, é uma verdadeira lastima, afinal de contas as criticas vão recair nas costa do Sr. Jabes, portanto Prefeito jogue duro, se possivel multe, ameaçe de parar a obra, do jeito que está é que não pode, Jabes faça uma visita no local, aliás fale com o Isac Albagli este sim poderá tentar eliviar os problemas, é um absurdo pagarmos um imposto altissimo o IPVA e etcs, e temos que passar por verdadeiras valas, montes de barros, e raramente o carro não bate o fundo sujeito a empeno no chassis , já passou da Hora Jabes de tomar as devidas providências, a coelba tem de ser responsabilizada, é de interesse dela em fazer o serviço, todos nós sabemos que temos que sofrer um pouco com os benecios futuro desta obra da COELBA mas tudo tem um limite, tenho a certeza que Jabes saberá resolver este problema que ora aflinge nossa cidade.


Arnaldo Pereira

ILHÉUS / Plenárias definem renovação do Conselho Municipal de Saúde

A comissão nomeada para coordenar o processo de renovação do Conselho Municipal de Saúde de Ilhéus concluiu esta semana a realização das plenárias dos segmentos de usuários, trabalhadores de saúde e prestadores de serviços que elegerão os novos conselheiros para o biênio 2013/2015. A Plenária dos Usuários contou a participação de 34 entidades representativas da sociedade civil organizada, incluindo sindicatos e associações de moradores.

As entidades dos usuários que participarão do Conselho Municipal são o Sindicato dos Funcionários e Servidores Públicos Municipais de Ilhéus (Sinsepi), Appi, Cáritas Diocesana, Ong Saphos, Coeso, Associação de Moradores do Bairro Teotônio Vilela, Apae, Associação dos Diabéticos de Ilhéus, Arcroetil e a Unegro. A plenária que definiu os representantes de trabalhadores na área de saúde, que representam 25% das vagas, ocorreu no último dia 3.

Onze entidades participaram do processo que elegeu o Sintsef, da Associação dos Agentes de Endemias de Ilhéus, da Associação Baiana de Odontologia (ABO) e dos Conselhos de Farmácia e de Psicologia. Já a plenária dos prestadores de serviços elegeu o Sindicato dos Laboratórios (SINDLAB) como seu representante.

Os representantes da 6ª Dires, do Hospital Público e do estabelecimento filantrópico serão indicados pelas respectivas Instituições. O presidente do Conselho Municipal de Saúde, Yolando de Souza, informa que esses resultados apontam uma renovação de 45% na composição das entidades, considerando que significa um novo momento para o Conselho Municipal de Saúde. Segundo ele, a eleição da nova mesa diretora acontecerá na reunião do próximo dia 11 de Junho.


Secretaria de Comunicação Social (Secom)
Ilhéus – 08.05.2013

Estado entrega nesta quinta-feira mais 25 ambulâncias do Samu

Novas ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) serão entregues nesta quinta-feira (9), às 8h30, pelo governador Jaques Wagner, na sede da Secretaria Estadual da Saúde (Sesab), no Centro Administrativo, em Salvador. Serão 25 veículos, que beneficiarão a população de 14 municípios, incluindo a capital baiana.

No estado, o atendimento do Samu já chega a cerca de 11 milhões de pessoas, o que representa 80% dos baianos – em 2007, a cobertura chegava a apenas 38%. O Samu atende pacientes em casa, no local de trabalho, em via pública. Através do telefone 192, o atendimento chega ao usuário onde ele estiver.


Secom – Secretaria de Comunicação Social – Governo da Bahia

Revolução Pela Educação – 2

Juventino Ribeiro, contador, Ilhéus-BA

A memória das gentes e a diversidade de suas línguas formam o patrimônio cultural de uma comunidade e sua preservação depende do poder público e de abnegadas pessoas que para isso até se desfazem de patrimônios pessoais.

Sem a tradição desses legados culturais às futuras gerações há o risco de se diluírem no tempo e de se sucumbirem nos túmulos daqueles que não tiveram a quem transferir tais informações. Se não fosse a frivolidade da maioria dessa geração das redes sociais, a internet até poderia bem cumprir esse papel.

No passado 7 de fevereiro, estava a prosear com o ex-superintendente da Policia Federal, Dr. Rubem Patury, no exato momento em que recebeu um telefonema noticiando o falecimento de sua progenitora, Dona Nair Patury. Era detentora de vasto conhecimento sobre a história de Ilhéus. Descrevia com detalhes os acontecimentos. Conhecia todas as tradicionais famílias e era, também, por elas conhecida. Sempre que a encontrava tinha que dedicar bastante tempo para ouvi-la, pois tínhamos afinidade. Foi grande perda.

Conheço também um senhor de 88 bem vividos anos, irrequieto, comunicativo, participativo e, também, grande conhecedor da história de Ilhéus. Quando disse que estava preparando este escrito, insistiu para que não declinasse seu nome. Sempre que nos vemos, há sempre tempo para um dedinho de prosa com ele, quando me conta os causos da terra de Gabriela.

:: LEIA MAIS »

Alfredo Amorim da Silveira em “10TAQUES”.

Sylvio Alves da Silva

Sylvio Alves da Silva

Nasceu em Ilhéus no dia 26 de maio de 1916, filho de Augusto Juvenal da Silva e Maria Alves da Silva, tinha mais onze irmãos: Mário, Alina, Rosa, Isaura, Álvaro, Uzuleika, Georgina, Urânia, Thilda, Osvaldo e Mariaugusta.

Completou o curso ginasial no Colégio Estadual Carneiro Ribeiro Filho, em Salvador.

Funcionário público do Estado da Bahia, trabalhou na Secretaria da Fazenda, era fiscal de rendas do Estado.

Foi o responsável pelas inscrições do Conjunto Habitacional da URBIS, em Ilhéus, hoje o bairro Hernani Sá. Em 1997, no governo de Jabes Ribeiro, foi dado o seu nome ao eixo principal do bairro Hernani Sá, que passou a chamar-se Sylvio Silva, pela lei 2.620, sancionada em 14 de outubro do mesmo ano.

Foi Presidente do Satélite Esporte Clube, Diretor do Tiro de Guerra 240, em Ilhéus, Presidente da Liga Ilheense de Desportos Terrestres.

Em Salvador, estudou no Centro de Preparação de Oficiais da Reserva (CPOR), sendo graduado como Tenente da Reserva do Exército Brasileiro.

Filiado ao Partido da Aliança Renovadora Nacional (ARENA), foi eleito vereador no período de 1973 a 1976, no governo de Ariston Cardoso da Silva, também foi candidato a Prefeito nas eleições de 1976, em que foi eleito Antônio Olimpio, para o período de 1977 a 1982.

Casou-se em 30 de junho de 1951 com Diva Silva da Silva, com quem teve cinco filhos: Sylvia Maria, Tereza Maria, Diva Maria, Augusta Maria e Mário Antônio.

Faleceu em 21 de janeiro de 1982, seu corpo está sepultado no Cemitério de Nossa Senhora da Vitória.





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia