WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
embasa secom bahia secom bahia secom bahia secom bahia secom bahia


fevereiro 2014
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
232425262728  






:: 2/fev/2014 . 21:10

JOGADORES DO VILELA COMEMORAM TÍTULO INÉDITO COM VEREADOR COSME ARAÚJO

O 02 de fevereiro foi de homenagens a Rainha das águas, Iemanjá, mas também reservou grandes emoções, na grande final em mais uma edição do Copão do Malhado 2014. Capitaneado pelo desportista Cesar Cotia, a festa reuniu times de vários bairros de Ilhéus e dos distritos, e contou ainda com o apoio do vereador e amigo O Defensor Cosme Araujo.

Com boa presença de público em todas as rodadas, a seleção do Vilela ergueu a taça de campeão do Copão do Malhado 2014. No seu discurso, o líder ilheense, Cosme Araújo, parabenizou os atletas, comissão técnica e diretoria do Vilela por mais título inédito, que só aconteceu, graças ao empenho e a garra dos jogadores.

COSME ARAÚJO.

COSME ARAÚJO.

Araújo aproveitou também para elogiar Cesar Cotias e toda equipe pelo sucesso do campeonato e, ao mesmo tempo, defendeu, que em 2014, a parceria com o copão irá continuar e será ainda melhor. Cosme defendeu que o esporte merece ser mais valorizado, e que irá lutar para que o executivo insira na pauta do orçamento desse ano, recursos para manutenção das práticas esportivas da cidade.


Redação: Fábio Roberto – DRT/BA 6355

CARIDADE JÁ ERA. AGORA É IMPACTO SOCIAL.

por Fernando Volpi

Fernando Volpi.

Em meio a tantas denúncias de má aplicação de generosas verbas para as chamadas “organizações não governamentais” com foco na inclusão social passando pela doação disso ou daquilo, cestas básicas e outras não tão básicas,  auxílio sem controle  algum e benesses que beiram o desperdício, além de  formação escolar ou profissional que termina exatamente onde devia começar a sua missão (dar ao assistido condições de se manter com o que aprendeu e não simplesmente torná-lo orgulhoso ou vaidoso com o que faz sem faturar absolutamente coisa alguma e sem nenhuma perspectiva de crescimento),  em meio a tudo isso e muito mais,  vemos surgir uma nova corrente – felizmente e graças a Deus – que nada tem de ONG: são os empreendedores sociais.   Muitas empresas assim identificadas, notadamente no exterior e ainda timidamente no Brasil, já começam a ter mais impacto do que as ONGs e tendem a ganhar mais notoriedade pela eficaz contribuição aos setores da sociedade em que o poder se retirou (ou nunca esteve) ou não conseguiu atuar de modo eficiente enquanto terceirizava para ONGs criadas em cima da hora e no “jeitinho” certo para abocanhar estratosféricas verbas oficiais ou do setor privado desavisado. Para isso, já efervescia até um comércio de CNPJ com mais de três anos de registro, conforme a legislação exige para as dotações fermentadas na ganância e na corrupção.

:: LEIA MAIS »

ILHÉUS / 68ª CIPM

PARA LER EM TELA CHEIA CLIQUE ONDE ESTÃO AS 4 SETINHAS (LADO DIREITO).

O ASSUNTO DE SEMPRE

Não é implicância, nem falta do que fazer.

Reconheço as dificuldades porque passa a prefeitura da nossa sofrida cidade, reconheço que tem servidores preocupados com a situação, pois lá se foi o primeiro ano de mandato, reconheço que é difícil os projetos em pauta, dependentes de vontade política e recursos, enfim, não estou aqui só para cobrar e criticar entendo perfeitamente como é o andar da carruagem.

Mas um assunto que me deixa intrigado é com relação ao LIXO.

Até o momento não temos uma empresa eleita pelo processo licitatório para assumir uma coleta regular de lixo na cidade, apenas caminhões sem nenhuma identificação circulando e sem definição de horários.

Aqui pelos lados da Zona Sul a gente não sabe qual o dia da coleta.

Os moradores colocando o lixo nas portas e o carro não passa, sábado o carro não passou e agora só segunda-feira, não tenho certeza.

Nessa irregularidade somando com a falta de educação e cidadania do nosso povo, provoca o caos, é uma oportunidade dos revoltados jogarem o lixo em todos os lugares e direções. Não tem jeito, é próprio da nossa cultura.

:: LEIA MAIS »

Buracos na rua de acesso ao Bairro Pacheco

Olá Rabat,
Boa tarde!
Venho através de seu site  pedir que publicasse estas fotos da Rua Raymundo Amaral Pacheco, rua principal de acesso ao Bairro Pacheco.
Há tempos moro neste bairro e não vejo qualquer ação da prefeitura de Ilhéus em melhorias nesta Rua e em outras que compõe o bairro. Nosso asfalto já sumiu em vários pontos e em outros muitos buracos onde a chapa de proteção do motor bate quando os carros passam.
Queria pedir a atual gestão na Prefeitura que se mobilizassem/sensibilizassem em fazer uma operação tapa-buraco, roçagem e limpeza de nossas ruas, em especial a Rua Raymundo Amaral Pacheco (também conhecida como Rua Um), rua Prinicipal de acesso ao nosso Bairro.
Mais um IPTU está por vencer, seria interessante uma mobilização de melhoria da nossa rua por parte de prefeitura, isto ajudaria a nos mobilizar e sensibilizar mais uma vez a pagar o tal imposto.
Acesso ao Pacheco.

Acesso ao Pacheco.

Conto com seu apoio nisto publicando este post.
Att,
Regilan Meira

No GOTAS DE PAZ

Amor incondicional

Que bom poder perceber a imensa benção que temos em nossas mãos: A VIDA!
Muitas vezes temos dúvidas ao longo do nosso caminho mas,
através de nossos erros e acertos, aprendemos e crescemos.
Temos oportunidade, o tempo todo, de exercitar nossos dons e,
através deste exercício podemos perceber a diferença,
entre o que é bom ou não para nossas vidas.
Sempre que procuramos fazer ao nosso próximo aquilo,
que gostaríamos que fosse feito para nós,
estamos utilizando nossos dons para o bem.
Aprendi que todos nós temos a nossa luz e a nossa sombra,
e precisamos aprender a conviver bem com as duas.
Sempre que se fala em “sombra”, costumamos imaginar algo ruim ou negativo,
claro que temos ainda muitas imperfeições,
mas sombra é tudo aquilo que ainda não foi “descoberto” em nós,
inclusive “qualidades” ainda não desenvolvidas.
Precisamos aprender a nos “conhecer” melhor,
olhar para dentro de nós,
e ver de que forma nossas atitudes refletem “sentimentos”.
Este é o caminho para nossa “aceitação”, em busca do auto-amor…
Se aprendermos a nos conhecer, nos aceitar e nos amar como somos,
vamos poder aceitar também nosso próximo, sem julgamentos, e
estaremos assim nos abrindo para o amor incondicional e para a serenidade.
Talvez tenhamos grandes dificuldades neste processo mas, com certeza,
seremos felizes por ter encontrado um caminho de esperança e de amor.

GOTAS DE PAZ:

http://www.gotasdepaz.com.br/mensagem/97/amor-incondicional.html?utm_source=Mensagem+02%2F02%2F2014&utm_medium=email&utm_campaign=Mensagem+02%2F02%2F2014

Iemanjá – Lenda, Mito e Sincretismo Religioso

http://bethccruz.blogspot.com/2009/01/iemanj-lenda-mito-e-sincretismo.html

Iemanjá (yemanjá), a Rainha do Mar, mãe de quase todos os orixás, é exaltada por negros e brancos. Iemanjá, possui vários nomes: sereia do mar, princesa do mar, rainha do mar, Inaé, Mucunã, Dandalunda, Janaína, Marabô, Princesa de Aiocá, Sereia, Maria, Dona Iemanjá; dependendo de cada região, mas sua origem vem da África. “A Iemanjá brasileira é resultado da miscigenação de elementos europeus, ameríndios e africanos”.
“Afrodite brasileira”, Iemanjá é a padroeira dos amores e muito solicitada em casos de desafetos, paixões conflituosas, desejos de vinganças, tudo pode ser conseguido caso ela consinta. Iemanjá exerce fascínio nos homens, sua beleza é o esteriótipo da beleza feminina: Longos cabelos negros, feições delicadas, corpo escultural e muito vaidosa.

Têm poderes sobre todos aqueles que entram em seu domínio, o mar. Venerada e respeitada por pescadores e todos aqueles que vivem no mar, pois a vida dessas pessoas estão em suas mãos, segunda a lenda é ela quem decide o destino das pessoas que adentram seu império: enseadas, golfos e baías. Dona de poderes, a tranquilidade do mar ou as tempestades estão sob o seu domínio.

No sincretismo religioso, Iemanja tem identidade correspondente a outros santos, como na igreja católica é Nossa Senhora de Candeias, Nossa Senhora dos Navegantes, Nossa Senhora da Conceição, Nossa Senhora da Piedade e a Virgem Maria.
Em cada lugar do Brasil Iemanjá é festejada, mas as datas diferem de um lugar para outro. No Rio de Janeiro seu culto é festejado no dia 31 de Dezembro, junto a passagem de ano, ondes os devotos oferecem oferendas: Velas, espelhos, pentes, flores, sabonetes e perfumes… na esperança de que ela leve todas as tristezas, problemas e aflições para o fundo do mar e traga dias melhores. Na Bahia sua data é comemorada no dia de Nossa Senhora das Candeias, 2 de fevereiro. Venerada nos Candomblés da Bahia, recebe muitas homenagens e oferendas.

Iemanjá também é conhecida como deusa lunar, rege os ciclos da natureza que estão ligados a água e caracteriza a “Mudança”, na qual toda mulher é submetida devido a influência dos ciclos da lua.

Mãe de quase todos os órixas, é a deusa da compaixão, do perdão e do amor incondicional.

Casada com Oxalá, Iemanjá é o arquétipo da maternidade. Outras vezes Iemanjá continua bela, mas pode apresentar-se como a Iara, metade mulher, metade peixe, as sereias dos candomblés do caboclo.


Nota: Em Cuba, Yemayá também possui as cores azul e branca, é uma rainha do mar negra, assume o nome cristão de La Virgen de la Regla e faz parte da Santeria como santa padroeira dos portos de Havana.

MITOLOGIA

LENDA (Arthur Ramos)





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia