WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia secom bahia embasa secom bahia embasa


junho 2016
D S T Q Q S S
« maio   jul »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  






:: 14/jun/2016 . 21:42

Críse Hídrica: Ilhéus aprova captação de água na barragem do Parque Municipal da Esperança

A autorização ambiental tem caráter provisório e a utilização do sistema ainda depende de outorga de água por parte do Inema, órgão do Governo do Estado.

Represa da reserva da Esperança, em Ilhéus. Foto Divulgação

Represa da reserva da Esperança, em Ilhéus. Foto Divulgação

A Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo (Sema) de Ilhéus e o Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Condema) aprovaram a Autorização Ambiental requerida pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) para implantar uma adutora de captação de agua na represa do Parque Natural Municipal da Boa Esperança, unidade de conservação do Município. A medida, motivada pela atual crise hídrica, contou com anuência prévia do conselho consultivo da unidade de proteção integral, e tem caráter temporário, até que se normalize o regime pluviométrico na região.

Mesmo com a autorização emitida pelo Município, a Embasa ainda depende da Outorga de Água a ser concedida pelo órgão estadual competente, o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), e de uma segunda anuência do conselho consultivo da referida área protegida, que analisará o relatório de pequeno impacto ambiental referente à adução do recurso hídrico superficial armazenado na barragem da esperança.

Responsável pelo serviço de abastecimento d’água no município de Ilhéus, a Embasa está monitorando o revezamento na distribuição de água para as zonas central, norte e oeste da cidade. De acordo com o diretor local da Embasa, José Lavigne, “o sistema de abastecimento de Ilhéus encontra-se com oferta de água reduzida devido à longa estiagem que atinge a região, que causou a diminuição do volume acumulado na barragem do Iguape”.

Nesse sentido, a empresa solicitou ao Município a análise ambiental para a implantação de adutora de água bruta, com extensão de 2.254 metros, com a finalidade de captar, em caráter temporário, até 180 m³/h com operação de 24 horas, nos mananciais da Unidade de Conservação Parque Natural Municipal da Boa Esperança. O investimento no serviço está orçado em mais de 600 mil reais.

Medalhas Olímpicas e Paralímpicas são as mais sustentáveis da história dos Jogos

Projeto, desenvolvido em conjunto pelo Comitê Rio 2016 e a Casa da Moeda do Brasil, traz ainda inovações: medalhas Paralímpicas terão som para facilitar a acessibilidade e garantir  que atletas tenham uma experiência sensorial

Os Jogos Rio 2016 vão passar pela história como os que mais valorizaram o tema da sustentabilidade na produção das medalhas, estojos, diplomas e certificados. Mais de 30% da prata e do bronze utilizados na produção das medalhas de premiação, Olímpica e Paralímpica, são reciclados; o ouro utilizado é inteiramente isento de mercúrio; as fitas das medalhas foram tecidas com 50%, em média, de fios PET reciclados; todos os insumos dos produtos provenientes de madeira (certificados, estojos e diplomas) têm certificação FSC (Forest Stewardship Council®), garantia de que a origem é de áreas com manejo ambiental sustentável e socialmente responsável. Esses são alguns dos requisitos exigidos pelo Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 para a produção de diversos produtos pela Casa da Moeda do Brasil (CMB), fornecedora oficial dos Jogos Rio 2016.

Também houve inovação na medalha Paralímpica. Elas têm, pela primeira, vez um dispositivo interno com esferas de aço que emitirão sons metálicos para permitir aos atletas com deficiência visual identificar as medalhas de ouro, prata ou bronze. A intensidade do som varia conforme o metal utilizado na medalha: a de ouro terá um som mais forte; a de prata, intermediário, e a de bronze um pouco mais fraco. As medalhas ainda terão a inscrição Rio 2016 Paralympic Games, em Braille.

Ao todo, foram produzidas 5.130 medalhas de premiação, sendo 2.488 Olímpicas e 2.642 Paralímpicas. Todo o projeto foi desenvolvido em conjunto pelo Comitê Rio 2016 e pela CMB. Só na estatal, houve a participação de mais de 100 empregados, de várias áreas, entre elas, artística, de sustentabilidade, engenharia e produção.

O lançamento aconteceu nesta terça-feira, dia 14/6, no Parque Olímpico, na Barra da Tijuca, RJ, e contou com a presença do presidente do Comitê Rio 2016, Carlos Nuzman, da presidente interina da CMB, Lara Caracciolo Amorelli, entre outras autoridades.

“As medalhas são um dos mais importantes símbolos dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos. Apresentá-las ao Brasil e ao mundo será um momento único na história do esporte brasileiro”, celebra Carlos Arthur Nuzman, presidente do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. “A parceria com a Casa da Moeda é fundamental para essa realização”, completou.

“Honra maior não poderíamos ter do que participar da maior festa esportiva mundial. Por esse motivo buscamos produzir peças de rara beleza artística, que significam o ponto alto da carreira de um atleta, que tanto se dedica para chegar ao pódio. Quando isso acontece, nada mais justo que a medalha que simboliza essa conquista seja algo especial, digna deste momento único do esporte. Foi nesse sentido que os profissionais da Casa da Moeda tanto se empenharam para fazer dessas medalhas peças únicas, dignas da ocasião. Cada vez que um atleta subir ao pódio para receber uma medalha, lá estará retratado o resultado do trabalho da Casa da Moeda”, destacou Lara Amorelli, presidente interina da Casa da Moeda.

 

ImagemImagem Ampliada

Medalhas Olímpicas

Formato abaulado das Medalhas de Premiação

:: LEIA MAIS »

Improviso, Oxente! aborda os temas Redes Sociais e Juventude Politizada

Projeto do Teatro Popular de Ilhéus reúne debates e apresentações de artistas regionais

O Teatro Popular de Ilhéus apresenta mais uma edição do Improviso, Oxente!, evento que reúne debates e apresentações de artistas regionais. Os encontros desta edição abordam os temas “Redes Sociais” e “Juventude Politizada” e acontecem na Tenda Teatro Popular de Ilhéus, na quarta (15) e quinta (16), a partir das 19h. O Teatro Popular de Ilhéus é uma das 15 instituições apoiadas pelo programa Ações Continuadas a Instituições Culturais, iniciativa da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) através do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA). O evento é gratuito e possui classificação indicativa livre.
O processo de construção para a jovem democracia brasileira e a Conjuntura de Ilhéus são os principais assuntos a serem discutidos, nos dias 15 e 16, respectivamente. Para levantar os debates, foram convidados o professor Josué Cândido (UESC), Michel Mendonça (especialista em Direito Constitucional), Gabriel Moreira (historiador), Gabriel Siqueira (Instituto Nossa Ilhéus), Guilhardes de Jesus (diretor do Departamento de Ciências Jurídicas da UESC), Makrisi Angeli (líder comunitário) e Shi Mário (ativista social).

Fundo de Cultura do Estado da Bahia (FCBA) – Criado em 2005 para incentivar e estimular as produções artístico-culturais baianas, o Fundo de Cultura é gerido pelas Secretarias da Cultura e da Fazenda. O mecanismo custeia, total ou parcialmente, projetos estritamente culturais de iniciativa de pessoas físicas ou jurídicas de direito público ou privado. Os projetos financiados pelo Fundo de Cultura são, preferencialmente, aqueles que apesar da importância do seu significado, sejam de baixo apelo mercadológico, o que dificulta a obtenção de patrocínio junto à iniciativa privada. O FCBA está estruturado em 4 (quatro) linhas de apoio, modelo de referência para outros estados da federação: Ações Continuadas de Instituições Culturais sem fins lucrativos; Eventos Culturais Calendarizados; Mobilidade Artística e Cultural e Editais Setoriais. Para mais informações, acesse: www.cultura.ba.gov.br

Serviço

Improviso, Oxente!- Rede Social e Juventude Politizada
Quando: 15 e 16 de junho, às 19h
Onde: Teatro Popular de Ilhéus
Gratuito

Ilheense vence Campeonato Mundial de Jiu Jitsu

Com apenas 10 anos de idade, estudante coleciona títulos em competições pelo Brasil

Ramases subiu ao lugar mais alto do pódio mais uma vez. Foto divulgação

Ramases subiu ao lugar mais alto do pódio mais uma vez. Foto divulgação

O estudante Ilheense Rameses Cáridas mais uma vez representa bem a sua cidade natal. O atleta de 10 anos, que luta desde os quatro anos de idade, colocou mais uma medalha na coleção. A sua conquista mais recente foi o primeiro lugar na categoria infantil Pena B no Mundial de Jiu Jitsu, disputado em Feira de Santana, no último domingo, dia 12. A competição foi organizada pela Federação Internacional de Jiu-Jitsu Desportivo.

Cáridas treina três vezes por semana e coleciona vitórias. Estudante de escola pública e morador do bairro Conquista, em Ilhéus, tem, entre as conquistas mais recentes o vice-campeonato Brasileiro do Sudeste, competição realizada em abril deste ano, em Cariacica, no Espírito Santo.

Títulos – Dentre os títulos conquistados estão o de vice-campeão norte-nordeste de jiu jitsu 2015, tetracampeão da Federação Baiana de Judô- 2010/11/12/13 (festival da criança), bicampeão 2013/2014, do Itabuna Open de Jiu jitsu, campeão 2013 do XXV Campeonato Nacional de Judô Sesc Bahia, campeão 2012/14 da Copa Pálace de Judô, campeão 2013 do Festival Salesiano Dom Bosco, campeão 2010 do Festival Sul Baiano de Judô, campeão 2012 da Copa Itacaré de Judô, vice-campeão brasileiro do sudeste em 2016, vice-campeão baiano de jiujtsu pela segunda etapa em Salvador, entre outros.

No GOTAS DE PAZ

Não tenha medo

Naotenhamedo

GP

O medo incrustado na mente é agente paralisador de atividades e causador de descontrole geral. Há medo de tudo. De viver, de acontecer algo ruim, do mundo acabar, de perder o emprego, de ficar doente, de não poder realizar isto ou aquilo. Combata-o, logo que se manifestar. Não permita que, antes de fazer algo já se considere um derrotado. Não! Você vai lutar e vencer. Você tem força. Deus está dentro de você, dizendo: avante! Eu estou consigo. Tenha fé. Tudo sairá bem. Combater o medo é mostrar qualidades.





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia