WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia embasa


dezembro 2017
D S T Q Q S S
« set   jan »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  






:: 14/dez/2017 . 17:23

ILHÉUS RECEBE CURSO DE CAPACITAÇÃO DE ÁRBITROS E TÉCNICOS DE FUTEBOL

Nessa sexta-feira (15) e sábado (16), Ilhéus recebe o Curso de Capacitação para Técnico e Árbitro de Futebol. A iniciativa faz parte do programa Dimensão Social de Futebol, promovido pela Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), vinculada à Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre).

As aulas são gratuitas e serão ministradas por professores de Educação Física da Sudesb, que irão apresentar conteúdos de atualização de futebol e de arbitragem, aplicados pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e Federação Internacional de Futebol (FIFA).

Amanhã, o professor Hildebrando Patriarca inicia a parte teórica do curso, Colégio Municipal de Ilhéus, às 8h. As aulas práticas começam no sábado, às 9h, no Estádio Mário Pessoa. As inscrições acabam nesta quinta-feira (14).

ILHEENSES SOFREM ACIDENTE NA BR-101 E CRIANÇA DE 12 ANOS MORRE

A FAMÍLIA R2CPRESS SAÚDA COM IMENSO PESAR A FAMÍLIA DE LÚCIO OLIVA.

Um trágico acidente na manhã desta quarta-feira (13), na BR 101, em Teixeira de Freitas tirou a vida de Kauã Silva Bezerra de 12 anos.

Kauã era natural de Ilhéus e viajava com a mãe e o padrasto no veículo Toyota de cor prata, placa policial PPF 8896, quando o motorista perdeu o controle e capotou. Kauã morreu no local, a mãe e o padrasto sofreram ferimentos leves e foram socorridos para o Hospital Municipal de Teixeira de Freitas.

Uma grande comoção tomou conta das redes sociais. Kauã estudava no Colégio São Jorge dos Ilhéus e também já foi aluno do Instituto Nossa Senhora da Piedade. O corpo de Kauã foi removido para o IML de Teixeira de Freitas. A PRF esteve no local e está apurando as causas do acidente.

FONTE: O VERDINHO

O NOME DA NOVA PONTE

Anísio J.S. Cruz

dezembro 2017.

A nova ponte, tão ansiada pelos ilheenses dos dois lados da Baia do Pontal, já evidencia, celeremente, o seu formato, deixando no ar, uma justa expectativa pela sua conclusão. Foram muitos anos de sofrimento com os enormes engarrafamentos, os compromissos atrasados, voos perdidos, e o mais grave, vidas ceifadas pela demora do atendimento das unidades de socorro. Mas lá já estão a maioria dos pilares, e vigas que suportarão o lastro, sendo concretadas num vai-e-vem constante de homens, tratores, caminhões, enormes guindastes, e groas, posicionados para executarem as suas parcelas de trabalhos, de acordo com o projeto, e o cronograma estabelecido.

De longe, observadores atentos, fotografam, e vibram com o desenrolar das obras, ansiosos pelo seu desfecho. Na cabeceira Sul, o drama das demolições de casas, e equipamentos públicos, como o Colégio Padre Palmeira, para darem lugar ao acesso que surgirá, demandando à Ba-001, que a interligará aos bairros situados no seu entorno, como também Olivença, Una, Canavieiras, e também ao aeroporto de Comandatuba.

Os tempos são outros, como também as necessidades que se avizinham com outros equipamentos que estão prometidos, como o Porto Sul (que continuo denominando de porto sujo), a Ferrovia Oeste-Leste, a ZPE, e a nova zona industrial que deverá surgir, no rastro do que está sendo prometido. Tudo leva a crer que uma nova onda desenvolvimentista aqui aportará, após anos de retrocesso, ocasionado pela crise da cacauicultura, e a ação criminosa da disseminação da “vassoura de bruxa”.

Todo esse preâmbulo é para chegar ao bojo de uma discussão que se inicia, qual seja, o nome da nova ponte. Claro. Todas elas possuem nomes, como de resto, viadutos, e grandes equipamentos públicos. O novo hospital, por exemplo, já foi batizado de Hospital da Costa do Cacau, o que considero conveniente, dispensando nomes de políticos, nem sempre merecedores. A ponte, também deverá ter o seu nome aludindo a algum vulto, e sugestões começam a surgir, evidenciando a sensação de pertencimento por parte dos ilheenses, aos quais se destinará, principalmente, o uso quotidiano da mesma. Para que a escolha seja justa, e atenda a sugestão da maioria, sugiro que se faça uma enquete, com critérios de controle bem estabelecidos, e meios para que todos possam se manifestar, democraticamente, antes que venham a batizá-la com nomes inapropriados, e completamente desconectados do contexto Ilhéus-Pontal, como sempre o tratamos ao longo do tempo. Velhos canoeiros, condutores de lanchas e besouros que, por décadas fizeram o trajeto, sob o iminente risco das próprias vidas. Heróis como o Virolli, e Dr. Gallo, que salvaram vidas em acidentes diversos, no passado dessa travessia, que tanto marcaram, principalmente, a vida dos pontalenses históricos. Fica a sugestão.





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia