WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia sufotur secom bahia secom bahia secom bahia sufotur secom bahia


maio 2024
D S T Q Q S S
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  






:: maio/2024

DO FUNDO DO BAÚ DE JOSÉ LEITE.

1) 64 ANOS DE JOSÉ LEITE EM ILHÉUS.
2) COMEMORAÇÃO DOS 50 ANOS DA ÓTICAS CRUZEIRO.
3) HOMENAGEM AO CORONEL GENTIL PIRES.
4) AS FOTOS DESTAQUES DA SEMANA. :: LEIA MAIS »

LEILÃO DO CASARÃO DA CONSELHEIRO DANTAS É IMPUGNADO PELO COLETIVO PRESERVA ILHEUS

 A Comissão Permanente de Licitação da Secretaria de Patrimônio da União (SPU) aceitou as razões da Impugnação ao leilão do casarão histórico localizado na Rua Conselheiro Dantas, que ocorreria na data de , 21 de maio, às 10 horas, e adiou o certame, que foi remarcado para o próximo dia 19 de junho. A ação de Impugnaçâo foi feita pelo Coletivo Preserva Ilhéus.
Os autores da ação, subscrita por advogados, arquitetos voluntários e representante de organização da sociedade civil, observaram que o Edital do Leilão não prescrevia o fato do imóvel ser protegido pela Lei municipal n° 2.312, de 1° de agosto de 1989, que cria e delimita o Centro Histórico da cidade de Ilhéus. ‘’Portanto, é um bem que goza de proteção em âmbito municipal e deste modo merece a proteção e o zelo por parte do poder público’’, afirma a advogada Marta Serafim.
Como resultado da impugnação, o Edital passará a ter um anexo onde será informado aos interessados de que o imóvel é protegido pela Lei municipal que criou o Centro Histórico de Ilhéus e, portanto, não poderá ter sua arquitetura modificada em virtude de reforma total ou parcial que deve ainda ter a anuência do Conselho Municipal de Cultura. Para Marta Serafim, advogada voluntária do Preserva Ilhéus, “ a decisão da Comissão foi acertada e orientada pela transparência, ess

O CLIMA MUDOU? O HOMEM, DEGRADANDO A NATUREZA, NÃO CRIOU UM OUTRO AMBIENTE MODIFICADO, ALTERANDO O EFEITO DO TEMPO?

Luiz Ferreira da Silva
Pesquisador aposentado da CEPLAC,
ex-Diretor do CEPEC e Escritor.
e
Hermes Almeida
Pesquisador aposentado da CEPLAC e
Professor da Universidade Estadual da Paraíba.

Vamos pegar o exemplo da capital paulista. São 6,2 milhões de veículos mandando para o ar que respiramos, toneladas de gases emanados dos canos de descargas dos veículos impulsionados por energia fóssil, a do petróleo.
O álcool, um amenizador, entra em pouca percentagem. Mas não contribui tanto, inclusive polui com a queima das palhas da cana, além de emitir gases.
Essa mão humana no contexto, não só prejudica a nossa saúde, como altera o nosso céu. Não sei se ao ponto de mudar o clima, mas certamente de bagunçar as correntes de ar, provocar os famosos “abafamentos” e provavelmente alterar as concentrações das quedas pluviométricas.
Fiquemos por aqui, hoje, só nesse parâmetro da ação maléfica do bicho-homem. Deixemos o desmatamento, o esgotamento sanitário, os gases industriais, as áreas antropizadas, a eutrofização das águas, a degradação dos solos para uma outra apreciação.
Veja e se “assunte” que são agressões a uma ambiência, outrora, pura, em todos os seus parâmetros, resultando um desequilíbrio dos ciclos da natureza.
Isso é uma verdade aos olhos de todos. Nada de ser cientista para enxergar.
Os eventos extremos do Tempo são, a priori, variações naturais. As ações antrópicas degradam o meio ambiente, cujos efeitos que antes eram “normais” passam a ser extremos. As chuvas, por exemplo, resultam de nuvens convectivas, especialmente, às cumulonimbus (Cb), porque elas se formam devido as diferenças nas correntes convectivas térmicas. Esse tipo de precipitação ocorre, com maior frequência no verão ou em dias típicos de verão, em outra estação do ano.
Áreas antropizadas, pois, favorecem não somente a formação desse tipo de nuvens, mas ampliam os seus efeitos em razão do aumento no escoamento superficial.
As cidades, em especial, as regiões metropolitanas, como a referida, SP,
com grandes áreas antropizadas oportunizam, em geral, condições para formar Cbs, cuja espessura vertical pode alcançar 16 km e milhões de toneladas água, que precipitam com elevadas intensidades, com descargas elétricas e trovões, podendo ocorrer ventos fortes e granizo.
Recortes geográficos modificados resultam, na sua maioria, no balanço de energia à superfície maiores e, portanto, elevam-se as temperaturas do ar. :: LEIA MAIS »

Dia do Café pelas páginas dos livros: Celebração da bebida que move o Brasil

Obra “Café com Deus pai” segue superando recordes; o livro é considerado o mais vendido e mais lido do país em 2024.

Brasil, maio de 2024: Em 24 de maio, celebra-se o Dia Nacional do Café, uma data que homenageia uma das bebidas mais populares e consumidas do país.

O café, além de ser um importante motor da economia brasileira, desempenha um papel central na vida cultural e social do Brasil, onde é apreciado em reuniões familiares, encontros de negócios e momentos de reflexão pessoal.

O Brasil é o maior produtor e exportador de café do mundo, responsável por cerca de um terço da produção global. A importância do café na economia brasileira é indiscutível, gerando empregos, renda e fomentando o desenvolvimento de diversas regiões, especialmente nas áreas rurais. Além disso, o café é uma paixão nacional, com milhões de brasileiros começando seu dia com uma xícara dessa bebida energizante.

“Café com Deus pai”: Um Sucesso de Vendas

Em meio a essa celebração do café, destaca-se o sucesso literário “Café com Deus Pai”, um livro que tem conquistado o coração dos leitores brasileiros. Com mais de 2,2 milhões de cópias vendidas, este livro se tornou o mais vendido e mais lido do país.

“Café com Deus Pai” é mais do que um simples livro de reflexões; é um convite para que os leitores iniciem seu dia com uma mensagem de fé e esperança. O autor, com uma linguagem acessível e inspiradora, oferece uma leitura diária que combina perfeitamente com o ritual matinal do café. Cada página proporciona momentos de conexão espiritual, tornando-se um verdadeiro companheiro para muitos brasileiros em suas rotinas diárias.

A popularidade de “Café com Deus Pai” pode ser atribuída à sua capacidade de conectar a simplicidade do ato de tomar café com a profundidade das reflexões que a obra proporciona. O livro transforma momentos cotidianos em oportunidades de crescimento pessoal e espiritual, algo que ressoa profundamente com os leitores.

“No Dia do Café, celebrar essa bebida é também celebrar as conexões e experiências. Seja no campo econômico, social ou pessoal, o café continua a ser uma presença marcante na vida dos brasileiros. E livros como “Café com Deus Pai” ampliam essa experiência, adicionando uma camada de espiritualidade e reflexão aos momentos únicos proporcionados por uma boa xícara de café”, afirma Junior Rostirola, autor do livro.

 

Site Oficial: https://store.cafecomdeuspai.com/

Instagram Oficial: @cafecomdeuspai

 

Sobre o Livro

Através de devocionais diários, o leitor é convidado para um encontro com Deus que, além de ensinar um novo modo de apreciar uma xícara de café, mostrará como a vida também pode ser saboreada.

Sobre o autor:

Junior Rostirola é pastor sênior da Igreja Reviver e lidera uma comunidade cristã socialmente relevante com extensões no Brasil e Haiti. Bacharel em Teologia e pós-graduado em Teologia Bíblica, Junior é autor do best-seller Café com Deus Pai, o livro que ganhou o coração dos leitores e que propõe uma jornada diária fascinante, indicado pela Revista Veja e Publishnews como o livro mais vendido do Brasil no ano de 2023 e 2024.

Mais proteção para nossa biodiversidade

Indústria mostra como a Lei de Biodiversidade trouxe regras claras para a exploração comercial de ativos de origem genética e de conhecimentos tradicionais brasileiros

O Brasil abriga mais de 20% do total de espécies do mundo. De acordo com o Ministério do Meio Ambiente e Mudança de Clima, são mais de 116 mil espécies animais e mais de 46 mil espécies vegetais conhecidas no País, espalhadas pelos seis biomas terrestres e três grandes ecossistemas marinhos. A riqueza natural brasileira é lembrada no dia 22 de maio, em que se comemora o Dia da Biodiversidade.

Fonte de recursos para o País, em especial para a indústria, a biodiversidade acabou sendo alvo de leis e regulamentações. Uma delas é a Lei nº 13.123, de 20 de maio de 2015, mais conhecida como a Lei da Biodiversidade, que veio para regulamentar o uso comercial do nosso patrimônio genético.

A legislação trouxe para o setor produtivo uma série de obrigações. As empresas que fazem uso comercial de elementos da fauna e flora brasileiras ou de conhecimentos tradicionais, passaram a ser obrigadas a realizar o cadastro de seus produtos acabados no Sistema Nacional de Gestão do Patrimônio Genético e do Conhecimento Tradicional Associado (SisGen). O SisGen é o sistema eletrônico que auxilia o Conselho de Gestão do Patrimônio Genético (CGen) na gestão destes dados.

Na prática, se estabelece que todo produto deve ser registrado no sistema, antes de iniciar processo de comercialização e prevê notificação e multa, em caso de descumprimento. A depender do porte da empresa e da exploração comercial que será feita desse produto, a lei prevê repartir o benefício com comunidade ou órgão vinculado àquele patrimônio. :: LEIA MAIS »

DO FUNDO DO BAÚ DE JOSÉ LEITE ESPECIAL.

1) 64 ANOS DE JOSÉ LEITE EM ILHÉUS.
2) INAUGURAÇÃO DA ÓTICAS CRUZEIRO HÁ 50 ANOS ATRÁS.
3) AS FOTOS DESTAQUES DA SEMANA. :: LEIA MAIS »

Primeiros Grupos de Pesquisa da Arte Drag Comemoram cinco anos neste sábado em Ilhéus

Mais de quatro horas de fervo, maquiagem, salto e close. É o que promete a mistura de festa e espetáculo para celebrar os cinco anos de atividades e pioneirismo do Grupo Drags do Maktub e do Coletivo ArteDrag Sul/BA. O show comemorativo será neste sábado (18), às 20h30, na sede do Maktub, em Ilhéus. A classificação indicativa é 18 anos e as entradas são limitadas.
O Grupo Drags do Maktub e Coletivo ArteDrag Sul/BA foram os primeiros a desenvolverem pesquisas contínuas e vivências sobre história e elementos performáticos do universo drag na região. O cabaré deste sábado será marcado por performances inéditas, homenagens às primeiras apresentações dos grupos e dinâmicas com o público. A pista de dança ficará sob o comando da drag Sindel Blade.
Os cinco anos de trajetória do grupo e do coletivo são marcados por atividades contínuas e intensas. Realizaram três edições da Oficina de Vivência Drag, que contemplou mais de 30 pessoas de diversas identidades de gênero, mostras cênicas, shows em espaços diversos, eventos acadêmicos e artísticos, ações sociais, incluindo participações nas Paradas do Orgulho LGBTQIA+ de Ilhéus e Itabuna.
Ainda durante os tempos de Pandemia de COVID-19, em 2021, o Grupo Drags do Maktub foi contemplado via edital da lei Aldir Blanc, através da Secretaria do Estado da Bahia, com o Projeto Processos Drags no Interior. Na ocasião, quando cada drag se aprofundou em sua persona para performar os elementos que as compõe.
Para o diretor artístico Fábio Nascimento, esses cinco anos de existência e resistência do grupo e do coletivo permitiu a arte drag local transitasse por diversos espaços sociais. “Nosso trabalho ajuda a desmitificar preconceitos e romper barreias em nossa região”, declarou o artista que dá vida à drag Mademoiselle Brigitte Gioconda Close.
Quem tiver interesse em participar do cabaré de aniversário do Grupo Drags do Maktub e do Coletivo ArteDrag Sul/BA deve fazer sua reserva pelo PIX (73) 98819-7363. A entrada será na modalidade pague quanto quiser, com valor mínimo de R$13. Serão vendidos salgados e cada pessoa leva sua bebida. A sede do Maktub fica na Rua da Matriz, bairro Nossa Senhora da Vitória, ao lado da segunda loja da Casa da Farinha, em frente ao Acarajé da Cabana do Ribeiro.

PORTO ALEGRE ALERTA MACEIÓ, O PARAISO DAS ÁGUAS

Maceió é marcada pela presença de diversos rios, lagoas e lagos que contribuem para a paisagem natural da região. Neste contexto hidrográfico, sobressai o Rio Mundaú que desagua na lagoa do mesmo nome, formando paisagens cênicas ecológicas. A foto mostra a cidade ao fundo vendo o mar abraçar a lagoa, sentindo a necessidade de se “enturmar” com vista à própria sobrevivência.

Trata-se, pois, de uma Cidade privilegiada por sua hidrografia, cujos “nichos” contribuem para a sua beleza natural, além de desempenharem um papel importante na preservação do meio ambiente e no fornecimento de espaços de lazer para os habitantes e visitantes da região.

Três cenários ambientas se destacam no seu entorno:

  1. A mata atlântica erguida sobre os solos de tabuleiros que distava a uns 3 km em linha reta da planície de inundação construída pelo mar;
  2. O mar com seus arrecifes formando praias calmas e caracterizado pela cor de suas águas; e
  3. O complexo lagunar, interagido nesse contexto ambiental, de ictiologia rica, sobressaindo o famoso sururu, molusco bivalve, alimento e provedor de rendas dos pobres da sua margem.

*. Pois bem, o que o Homem vem fazendo nesses últimos 50 anos? A expansão urbana destruiu a mata no primeiro patamar e, mais ao fundo, a cana-de-açúcar destruiu grande parte, não respeitando as áreas ribeirinhas e nem a topografia declivosa. Espécies de plantas e de animais extintos, num atentado à mãe Natureza.

*. Por outro lado, falta de esgoto sanitário e a ação do Homem sem educação ambiental, descartando o lixo onde bem lhe aprouver, têm maculado a natureza marinha, poluindo as praias, antes encantadoras. E não esquecer a especulação imobiliária. Um exemplo, a bela praia da Ponta Verde. A ganância imobiliária tomou parte da praia, reduzindo a pista de rolamento com a edificação de prédios a uma distância mínima do mar.  Essa primeira faixa urbana começaria mais adiante, na atual segunda quadra. Assim, a planície arenosa seria alargada e o mar continuaria seu trabalho constante de levar e trazer, de subir e descer, num processo normal ecológico. Ao invés da atual avenida litorânea, estreita e já com tráfego complicado, seria bem espaçosa, com duas pistas de cada lado e um canteiro central arborizado com espécies das restingas. Uma beleza cênica sem igual.

Como o mar resgata tudo aquilo que lhe pertence, não por mandado judicial, mas por decisão da Mãe Natureza, de vez em quando avança e o Homem tenta conter sua força erosiva com imensos blocos de cimentos. Até quando e a que custo?

*. E nesta inconsequência ecossistêmica, as lagoas não escaparam. Uma das paisagens mais bonitas do Nordeste é o complexo lagunar de Alagoas, sobretudo da Capital, Maceió, de influência marinha, não só pela beleza cênica, como pela riqueza e diversidade biológica. Os problemas das lagoas se resumem no assoreamento e na descarga de dejetos (urbanos e industriais), que são efeitos, cujas causas são o desmatamento dos divisores de água contíguos ao espelho d’água, a eliminação da vegetação ciliar e das vertentes dos grandes rios, acarretando modificações no perfil de equilíbrio do manancial hídrico, com diversas consequências ambientais (físicas e biológicas) e poluição advinda do lixo, dos esgotos e dos resíduos industriais.

Então, prezado leitor, Maceió se assenta ao nível do mar conectado com as lagoas, onde desenvolveram os bairros de elevado grau social, econômico e cultural – Pajuçara, Ponta Verde, Jatiúca, Mangabeiras – em terrenos antigos das restingas, com lençol freático a poucos metros da superfície.

Essa configuração “eco-geográfica”, a torna vulnerável às alterações do complexo hidrológico, discriminado anteriormente, que, à medida que o Homem agride à Natureza, pode provocar uma catástrofe, pois ela não perdoa àqueles que não respeitam as suas leis.

E, como sabemos, o” bicho-homem” é o único animal capaz de destruir a sua própria espécie, mercê da ganância imediatista e da sua insensibilidade aos apelos da Mãe Natureza. :: LEIA MAIS »

Por que Santa Catarina tem o mercado imobiliário mais aquecido do país?

Com 4 cidades entre as 5 com o metro quadrado mais valorizado do país, inclusive, desbancando Rio de Janeiro e São Paulo, o estado se tornou referência em valorização imobiliária e tem atraído investidores nacionais e internacionais. Segundo o especialista em mercado imobiliário, Bruno Cassola, o destaque catarinense ocorre por conta do “efeito Balneário Camboriú” que elevou também o valor do metro quadrado das cidades ao seu redor, exemplo das vizinhas Itapema e Itajaí que já figuram entre as maiores valorizações do mercado nacional.

——————–

FOTOS PARA DOWNLOAD: https://drive.google.com/drive/folders/1YVYE5jjmp1bjYlddU1maCbBpgBXL2Fy0?usp=drive_link

——————–

Santa Catarina tem se destacado no mercado imobiliário e se tornado cada vez mais atrativa para investimentos com cidades, especialmente no litoral norte catarinense, que superam de forma significativa a média nacional. O estado possui uma economia diversificada e em constante crescimento, impulsionada por setores como turismo, tecnologia e indústria. Além disso, suas belas praias, paisagens naturais deslumbrantes e qualidade de vida, com altos índices de desenvolvimento humano, também atraem tanto turistas como novos moradores em busca de um estilo de vida mais tranquilo e próximo à natureza.  Atualmente, o estado tem 4 das 5 cidades com o metro quadrado mais valorizado do país, de acordo com o levantamento da FipeZap, inclusive, desbancando Rio de Janeiro e São Paulo. Segundo o especialista em mercado imobiliário, Bruno Cassola, o destaque catarinense ocorre por conta do “efeito Balneário Camboriú”, se referindo à cidade que recebeu destaque nacional em valorização desde 2022, e que elevou também o valor do metro quadrado das cidades ao seu redor, exemplo das vizinhas Itapema e Itajaí que passaram a aparecer no ranking após Balneário Camboriú assumir o topo.

“Balneário Camboriú tem uma valorização fora da curva por conta de diversos fatores, entre eles excelente segurança e qualidade de vida, inclusive, com Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) de 0,845, bem acima da média nacional que é 0,699, assim como a escassez de terrenos frente-mar que fez com que os empreendimentos se tornassem cobiçados, elevando os valores. Para se ter uma ideia, o metro quadrado avaliado pela FipeZap é uma média geral da cidade inteira e está em R$ 12.993, mas apartamentos em empreendimentos recém-lançados na orla da praia, região de maior valor, chegam a ter o metro quadrado em mais de R$ 70 mil. Como a cidade está em constante evolução em termos de infraestrutura, atrativos e equipamentos turísticos inovadores, além da sua vocação para o lazer e localização privilegiada, a tendência é que a valorização seja ainda mais agressiva nos próximos anos com imóveis que já ultrapassam os R$ 20 milhões na planta, e isso impacta também nos imóveis já entregues”, avalia Cassola.

Com a ascensão de Balneário Camboriú, muitos investidores despertaram o interesse também por cidades vizinhas, como é o caso de Itajaí e Itapema que já estão entre as cinco mais valorizadas do país.

“Um ponto em comum nessas cidades é a infraestrutura e o desenvolvimento urbano bem planejados que oferecem excelente qualidade de vida, serviços públicos eficientes e boas oportunidades de negócios. Além disso, o estado tem recebido investimentos significativos, com destaque para projetos de mobilidade urbana e melhorias na malha viária, o que valoriza ainda mais o mercado imobiliário”, comenta Cassola.

Confira o ranking das 5 cidades com o metro quadrado mais valorizado do país

Balneário Camboriú: R$ 12.993
Itapema R$ 12.806
Vitória, ES: R$ 11.206
Florianópolis: R$ 11.144
Itajaí: R$ 10.984

UFSB inaugura novo Núcleo Pedagógico em Teixeira de Freitas com a presença do presidente, ministros e governador

Nessa sexta-feira, 10 de maio, aconteceu a inauguração do Núcleo Pedagógico do campus Paulo Freire da Universidade Federal do Sul da Bahia. O Núcleo Pedagógico é uma obra que beneficiará 4.000 alunos, sediando 12 cursos de graduação e 04 cursos de pós-graduação, em uma área de mais de 9 mil metros quadrados.

Para a inauguração, foi realizada uma visita ao novo núcleo para o descerramento da placa com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, juntamente com a primeira dama, Janja Lula da Silva; dos Ministros da Educação, Camilo Santana, da Saúde, Nísia Trindade, e da Casa Civil, Rui Costa; do Governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues; da Reitora da UFSB, Joana Angélica Guimarães, e do Vice-reitor, Francisco Mesquita; de representantes discente, técnico e docente da instituição; e de demais autoridades.

Concomitante à inauguração do núcleo, ocorreu também a inauguração do Hospital Estadual Costa das Baleias. A cerimônia de ambas aconteceu no novo hospital. Em seu discurso, a Reitora Joana Angélica Guimarães disse os números que representam a UFSB até o momento: 6 mil alunos distribuídos nos 3 campi, 47 cursos de graduação e 10 de pós-graduação a nível de mestrado e doutorado. A Reitora também pontuou o sistema de cotas da instituição, que atende a um percentual de 75% das vagas para alunos de escola pública, além de ser a primeira universidade a ter cotas para pessoas trans e a primeira a ter cota para pessoas do sistema prisional, contando com 33 alunos que assistem suas aulas de dentro dos presídios, dando a essas pessoas a oportunidade de mudança em suas trajetórias de vida a partir da educação. :: LEIA MAIS »

SENAI BAHIA TEM MAIS DE 1.000 BOLSAS GRATUITAS EM CURSOS TÉCNICOS

Processo Seletivo 2024.2 oferece um total de 7.350 vagas para cursos presenciais e semipresenciais em 12 cidades baianas.

O SENAI Bahia está com inscrições abertas para cursos técnicos em 12 cidades. No total, o processo seletivo 2024.2 oferece 7.350 vagas, sendo 1.070 bolsas gratuitas. Das bolsas oferecidas, 605 são para cursos presenciais e 465 para cursos semipresenciais.

As bolsas de estudo são destinadas a estudantes que tenham obtido pontuação média igual ou superior a 500 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) nos anos de 2016, 2017, 2018, 2019, 2020, 2021, 2022 ou 2023 que declararem baixa renda e atenderem a outros requisitos previstos no edital do processo seletivo.

As inscrições são gratuitas e devem ser feitas pela internet, desta segunda-feira, 13 de maio, até o dia 03 de julho de 2024, no endereço www.tecnicosenai.com.br, ou presencialmente nas centrais de atendimento ao candidato das unidades do SENAI BAHIA. :: LEIA MAIS »

NOTÍCIAS DA AVEP


7ª RODADA COM VITÓRIA DA EQUIPE DO CAP. ELDON DO OFERTÃO
Domingo, dia 5 pela manhã a Associação dos Veteranos de Esporte Praiano-AVEP, entidade de baba de praia quase centenária de Ilhéus, cumpriu sua 7ª rodada –do Calendário 2024– referente a mencionada modalidade esportiva, realizando –em razão da ausência de associados– somente uma partida. No jogo a equipe do Capitão Alex de Moises levou uma sacola de gols, ou seja, 5 a 0 para a do Capitão Eldon do Ofertão. Os gols foram marcado por, Rogerio(3), Crispa da Galera do Fla(1) e Valdimiro(1). Ronivon apitou o baba sem nenhum comentário agravante feito pelo analista de arbitragem sobre o árbitro. Como sempre acontece, a rodada foi realizada na praia da Avenida Soares Lopes, local adjacente aos campos de tênis da Associação Ilheense de Beach Tennis – AIBT. Levaram Cartão Amarelo os ‘disciplinados’ Agnaldo, Isaque e Luís Humberto. A rodada foi coordenada, como Diretor do Dia pelo presidente da Avep, Djalma Peludo.
COMENTÁRIOS
Para o analista de baba e beque-de-espera III avepiano Paulo Gois do Bradesco no baba da 7ª rodada a equipe do Capitão Eldon do Ofertão foi superior de montão a do Capitão Alex de Moises. Segundo o analista o time comandado pelo Cap. Eldon do Ofertão “…teve 20 minutos de jogo avassalador fazendo logo 4 gols, sendo o primeiro aos 36 segundos de jogo por intermédio de Crispa da Galera do Fla, ele que vinha parado há quase seis meses…”; assim mesmo, prossegue o analista “… :: LEIA MAIS »





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia