Não são boas as notícias vindas do lado do loteamento Nossa Senhora das Graças. A última: pelo menos dez médicos cancelaram contrato com o Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães (Hblem). Seis deles são cirurgiões.

A alegação dos profissionais é de que faltam condições de trabalho. Pelas contas de profissionais da unidade médico-hospitalar, 15 pacientes morrem a cada semana no hospital por falta de equipamentos e estrutura, hoje totalmente sucateada.

Um dos maiores batalhadores por uma solução para o caos no Hospital de Base, o médico Cristiano Conrado também faz parte da lista apresentada ao Pimenta.

No Pimenta na Muqueca