Fiquei esmiuçando os sites de mensagens e não encontrei nada que parecesse com a figuraça que aprendemos a gostar: Baianinho. A idéia era, através da mensagem, passar um bálsamo no coração dele que deve estar dilacerado. Sei como é esse momento. Aliás, como sei. A mamãe está para ele assim como a gringa da rua da linha está para mim.
Agora, meu lindo baianinho, tem uma alternativa que é infalível e você deve exercitar porque é batata:
Procure ver a sua mamãe no dia a dia. Numa música, numa paisagem, num conselho que você “repassa”, numa comida gostosa, num chá, num filme, numa ajuda, num estender de mão porque assim, meu amigo querido, sua mamãe estará cada dia mais viva e participando da sua rotina.
Acredite: Isso funciona mesmo…
Esse momento é só seu. É você e você. Depois as coisas vão amenizando naturalmente. Tem um CARA lá em cima que fica assuntando aqui pra baixo e numa olhada dessas pra Lá dê uma piscada de olho, um sorriso, enfim, abra uma sintonia porque o TAL além de saber das coisas tem uma maneira legal de cuidar do seu povo aqui “dibaixo”.
Se você quer saber o caminho pra chegar Nele não precisa dobrar os joelhos nem fazer aquelas encenações que muitos acham que funcionam. Use apenas duas letras que você vai pular de alegria:

FÉ.

Um bjão procê e quando essa nuvem escura dissipar a gente se encontra no café da nossa sempre presente amiga Conceição.

Fique com DEUS (Sempre!).

Rabat & Banda.