PSF do Basílio realiza atividade para as crianças do bairro
Saúde de Ilhéus realiza caminhada para comemorar a Semana do Deficiente Físico
Município de Ilhéus sediará a XIII Reunião Conjunta do Conselho Estadual de Educação
Simulado de incêndio atraiu grande público ao IME na última 4ª feira
Organização e parcerias garantiram o sucesso do Simulado de Incêndio

***

PSF do Basílio realiza atividade para as crianças do bairro

Os Postos de Saúde da Família (PSF) I E II do bairro do Basílio realizaram na última quarta-feira (19) diversas atividades em comemoração ao mês da criança. Foi montado ao lado do posto de saúde o “Espaço colorido” que reuniu cerca de 300 crianças do Centro comunitário do Basílio e de outras localidades circunvizinhas. O evento contou com músicas, brincadeiras lúdicas, pintura de rosto, palhaços, lanches e diversas oficinas.

As oficinas foram divididas por faixa etária e temáticas. As oficinas oferecidas foram a de Shantala para mães e crianças (massagem indiana relaxante para o bebê), ministrada pela fisioterapeuta Karla Rocha, Oficina de Contos e Histórias, com a psicóloga Terezinha Zélia, Oficina de Nutrição voltada para a educação alimentar de crianças, com a nutricionista, Marjorie Bittecourt, atividades com a educadora física Ednagila Pinheiro, oficinas sobre saúde bucal, entre outras.

Segundo a enfermeira chefe do PSF Basílio I, Bárbara Christian, “a unidade procura sempre realizar atividades diferenciadas em datas comemorativas como dias dos pais, das mães, natal, entre outras, a fim de aproximar e estreitar a relação entre a comunidade e o posto de saúde” afirma. A atividade também contou com a participação dos funcionários e estagiários do posto de saúde.

Saúde de Ilhéus realiza caminhada para comemorar a Semana do Deficiente Físico

Pacientes e funcionários do Núcleo de Atenção Especializada (NAE) da Secretaria da Saúde de Ilhéus, realizaram na manhã desta quinta-feira (20) uma grande caminhada pelo centro da cidade, para comemorar o Dia do Deficiente Físico. Com o tema “Inclusão é o privilégio de conviver com as diferenças”, a caminhada saiu às 8 horas da manhã da Catedral de São Sebastião e percorreu as ruas do comércio, com muita animação e colorido.

Prosseguindo com as atividades de comemoração do mês do Deficiente Físico, o grupo realizará no dia 24 de outubro, um passeio com uma manhã na Cabana Guarani, no litoral sul de Ilhéus. O objetivo é realizar atividades de relaxamento e interação dos pacientes, promovendo um dia diferenciado.

Segundo Alessandra Pedroso, coordenadora do NAE, essa série de atividades também é um apelo sobre a inclusão social. O objetivo das atividades é promover meios de prevenção e reabilitação à pessoa com deficiência física, visando melhoria da qualidade de vida e integração social. “Precisamos, por exemplo, mobilizar toda a comunidade para que atue como agentes fiscalizadores dos locais da cidade que ainda não possuem acessos adequados aos deficientes”, afirmou Alessandra.

Pacientes do NAE (Núcleo de Atendimento Especializado) juntamente com os pacientes dos CAPS (Centro de Atenção Psicossocial), da APAE (Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais), além dos estudantes do Colégio IME (Instituto Municipal de Ensino), participaram na tarde da última terça feira (18) do projeto Inclusão Cultural, realizado pela Fundação Cultural de Ilhéus. A tarde do projeto Inclusão Cultural marcou também o início das atividades da Semana do Deficiente Físico, para os pacientes do NAE.

O projeto, que existe há dois anos, visa oportunizar crianças e adultos com necessidades especiais, o acesso a atividades culturais de qualidade, proporcionando uma atividade diferenciada para estas pessoas. O evento, que ocorreu no Teatro Municipal de Ilhéus, contou com apresentações de ballet clássico, música e teatro.

Fundado em 2001, o núcleo está localizado na avenida Soares Lopes, 16, e possui uma estrutura completamente adaptada e equipada para a realização de diversos serviços. Hoje, cerca de 1.670 pacientes possuem cadastro fixo no NAE e mensalmente, o núcleo realiza cerca de 300 atendimentos. O órgão é vinculado à Secretaria Municipal de Saúde e faz parte também da Rede Estadual de Reabilitação (Cepred). A equipe interdisciplinar do NAE atende crianças e adultos e é formada por fisioterapeutas, médicos, psicólogos, fonoaudiólogos, assistente social, terapeuta ocupacional, técnicos em enfermagem, técnicos administrativos e auxiliares de serviços gerais.

Pessoas com deficiência física, que possuem paralisia cerebral, sofreram Acidente Vascular Cerebral (AVC) ou acidente com repercussão física são o público-alvo do NAE. Outros dois importantes serviços prestados pelo NAE são o fornecimento de meios auxiliares de locomoção e órteses, além de realizar diagnóstico para conceder o passe livre. O Núcleo de Atenção Especializada funciona das 7 às 17 horas. Maiores informações podem ser obtidas através do telefone (73) 3633-5640.

Município de Ilhéus sediará a XIII Reunião Conjunta do Conselho Estadual de Educação

Será aberta às 19 horas do próximo domingo (23), no Centro de Convenções Luis Eduardo Magalhães, na avenida Soares Lopes, em Ilhéus, a XIII Reunião Conjunta do Conselho Estadual com os Conselhos Municipais de Educação do Estado da Bahia. Paralelamente, também acontecerá o VII Encontro Estadual da União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação (Uncme). Após a noite de abertura, o evento será deslocado para o Teatro Municipal de Ilhéus (TMI), onde serão realizadas as conferências da reunião, marcadas para os dias 24 e 25, sempre das 8 às 18 horas.

“O Plano Nacional de Educação (PNE e os desafios para os estados e municípios na construção e implementação dos Planos Decenais de Educação)” será o tema central das conferências que estarão em destaque nos dias 24 e 25. Além disso, mesas redondas também estarão debatendo diversos temas importantes, como “Responsabilidade dos entes federados na gestão da educação e o papel dos conselhos nos sistemas de ensino”, “Ensino fundamental de nove anos: enfrentando os desafios da transição” e “Os desafios da formação de professores para a Educação Básica”.

A XIII Reunião Conjunta do Conselho Estadual com os Conselhos Municipais de Educação do Estado da Bahia também será marcada pelo painel “Violência na Escola e da Escola – desafios contemporâneos”. Outro assunto que será abordado nos dias 24 e 25, no Teatro Municipal de Ilhéus, será o conjunto de ações necessárias para o fortalecimento dos conselhos municipais de Educação. O tópico envolve a criação e o fortalecimento dos conselhos, a mobilização para elaboração dos planos municipais de educação e a estrutura e o funcionamento dos conselhos municipais de educação. As inscrições podem ser feitas na Internet, por meio do site www.sec.ba.gov.br/cee.

Programa – A XIII Reunião Conjunta do Conselho Estadual com os Conselhos Municipais deverá contar com a presença do secretário de Educação da Bahia, Osvaldo Barreto, além de conselheiros, professores e dirigentes municipais, principais responsáveis pela definição e execução das políticas públicas voltadas para o setor. O evento é realizado em parceria com a União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação (UNCME/BA) e integra programa desenvolvido pelo Conselho Estadual de Educação (CEE), que tem como inspiração o Regime de Colaboração entre os entes federados, previsto na lei 9.394/96 das Diretrizes e Bases da Educação Nacional.

De acordo com a presidente do CEE, Aylana Barbalho, a adesão dos Conselhos Municipais de Educação, a participação dos seus Conselheiros e os resultados das reuniões anteriores constituem um verdadeiro incentivo para a continuidade desse trabalho, que se revelou muito interessante para os municípios. “A troca de experiências e a discussão de temas atuais, além da integração entre os Conselhos, revelaram-se fundamentais para o cumprimento de nossos objetivos”, afirma.

Simulado de incêndio atraiu grande público ao IME na última 4ª feira

Dezenas de pessoas se reuniram na tarde da última quarta-feira (20) próximas ao Instituto Municipal de Ensino (IME) Eusínio Lavigne, centro de Ilhéus, para assistir à realização do simulado de incêndio, com o apoio do governo municipal, poder legislativo, colegiados de Controle Social, forças policiais e instituições afins.

Realizado após a constatação da necessidade da implantação de um plano de prevenção de incêndio e de controle de pânico nas escolas que receberam vistoria da comissão que integra o programa do MP, o simulado teve como principal função a de chamar a atenção da população ilheense sobre a importância de saber como agir em situações emergenciais. “Desta forma, tanto as escolas municipais como as estaduais têm até o fim deste ano para apresentar este plano, assim como uma brigada contra incêndio. Estas medidas visam evitar tragédias e resguardar a vida de alunos e professores”, explicou a promotora de Justiça, Karina Cherubini.

O simulado foi realizado numa das salas do segundo andar da unidade escolar e contou com a participação de alunos das 7ªs G e H. Como previsto no cronograma montado pela comissão organizadora do evento, a ação foi iniciada com a simulação de uma explosão e o acionamento imediato do 5º Grupamento de Bombeiros Militares, que se deslocou até o local com duas viaturas, a Auto Bomba Tanque e Salvamento (ABTS) e a Auto Plataforma Áerea (APA), que foi utilizada no resgate de vítimas pelo lado de fora do prédio, por contar com um suporte de braço mecânico dotado de cesta.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu/192) também foi acionado e disponibilizou 3 ambulâncias. Outra ambulância disponibilizada pela Unimed também deu suporte à operação. Todo o trabalho de triagem e identificação do estado das vítimas foi feito na parte interna do IME e todos os alunos que estavam na escola no momento do simulado, foram rapidamente posicionados para a Rua, localizada em frente à unidade, onde puderam acompanhar os atendimentos. O soldado Barbosa e a Sargento Gildete, ambos do 5º GBM, atuaram como pais de alunos, acentuando ainda mais o tom de realidade da ação. Uma equipe formada por psicólogos e assistentes sociais também esteve presente, garantindo o atendimento aos familiares das vítimas.

Infraestrutura – As Secretarias de Segurança, Transporte e Trânsito e de Turismo garantiram que toda a infraestrutura necessária para a realização do evento estivesse montada, pelo menos, 3 horas antes do início do evento. Na semana passada, a Setrans iniciou a divulgação de um mapa com todas as informações sobre o itinerário provisório dos ônibus do sistema de transporte público e dos veículos, indicando as melhores rotas de deslocamento, recomendações sobre estacionamentos e demais mudanças de tráfego pontuadas para a av. Canavieiras e para ruas adjacentes, visando evitar maiores transtornos aos motoristas que costumam utilizar a via.

Na terça-feira (19) agentes de trânsito iniciaram às 6h o trabalho na área próxima ao simulado, com colocação de sinalizadores de trânsito e orientações a motoristas e pedestres. A interdição contou com apoio das 68ª, 69ª e 70ª Companhias independentes de Polícia Militar (CIPMs), Rondesp e Exército do Brasil. Já a colocação de gradios, toldos e tendas para atendimento às vitimas, e banheiros químicos foi realizada pela Secretaria de Turismo.

A Comissão responsável pelo Simulado de Incêndio é formada por representantes da 8ª Promotoria de Justiça da Bahia, Infraero, Samu/193, 5º GBM, Polícia Militar, Exército do Brasil, conselho municipal de Saúde, secretarias municipais de Saúde, Governo, Educação, Turismo e Segurança, Transporte e Trânsito, Departamento de Polícia Técnica (DPT) da Polícia Civil, Defesa Civil, Guarda Municipal, Coelba e Embasa.

Organização e parcerias garantiram o sucesso do Simulado de Incêndio

Após o Simulado de Incêndio, realizado na tarde da última quarta-feira (19) no Instituto Municipal de Ensino (IME) Eusínio Lavigne, representantes da Comissão responsável pela ação promoveram um encontro no auditório da unidade escolar para fazer uma avaliação preliminar sobre o evento junto com a imprensa e o público em geral. O coordenador do simulado, o superintendente da Infraero em Ilhéus, João Bezerra, avaliou de forma positiva o evento, afirmando que “a organização e o entrosamento da equipe foram fundamentais para garantir que o evento ocorresse dentro do esperado”.

Realizado no segundo andar do prédio, o simulado chamou atenção pela grande quantidade de profissionais envolvidos. Um total de 40 homens do 5º Grupamento de Bombeiros Militares, 50 policiais militares das 68ª, 69º e 70ª das Companhias independentes de Polícia Militar (CIPMs) e Rondesp; três equipes do Samu/192, formadas por médicos, enfermeiros, técnicos e condutores, totalizando 20 profissionais e 8 funcionários da Infraero, sendo 3 para maquiagem, 2 para recolher o material utilizado na maquiagem, 2 no caminhão de Salvatagem e um coordenador.

Também participaram 3 assistentes sociais cedidas pela Secretaria de Saúde, 2 peritos do Departamento de Polícia Técnica (DPT) da Polícia Civil, 10 agentes de trânsito e 4 funcionários do setor de Sinalização da Secretaria de Segurança, Transporte e Trânsito. Além disso, 70 homens da Guarda Municipal – alunos do curso de formação em segurança pública – também participaram do evento.

O simulado de incêndio é uma das atividades proposta pelo programa “O MP e os objetivos do Milênio: Educação e Saúde de qualidade”, executado na cidade pela 8ª Promotoria de Justiça. Para a representante do órgão, a promotora de justiça Karina Cherubini, o evento alcançou o objetivo esperado: “Mostrar que com planejamento e com a execução de uma política de prevenção é possível evitar que tragédias aconteçam”. O programa prevê ainda que, até o fim deste ano as escolas das redes municipal e estadual apresentem um plano de prevenção contra situação de sinistro e de pânico e uma brigada de incêndio, composta por alunos e professores.

Na avaliação do secretário de Segurança, Transporte e Trânsito, Marcelo Barreto, a ação evidenciou a capacidade de organização dos órgãos envolvidos e o “comprometimento em fortalecer a cultura de segurança e de prevenção dentro do município, principalmente dentro do ambiente escolar”. A secretária de Educação, Lidiney Campos, também destacou a necessidade das escolas de estarem preparadas para situações de sinistro e pânico. “Vamos intensificar as ações de prevenção e estimular que as escolas formem suas brigadas de incêndio e criem um plano de evacuação”.

O Tenente Coronel Marivaldo Elias de Sá, do 5º GBM, parabenizou à todos os participantes e lembrou que “o intuito principal das ações de prevenção visa resguardar o nosso maior bem: a vida”. Uma nova reunião para falar sobre os resultados do evento e para a apresentação do relatório será realizada na próxima semana.

A Comissão responsável pelo Simulado de Incêndio é formada por representantes da 8ª Promotoria de Justiça da Bahia, Infraero, Samu/193, 5º GBM, Polícia Militar, Exército do Brasil, conselho municipal de Saúde, secretarias municipais de Saúde, Governo, Educação, Turismo e Segurança, Transporte e Trânsito, Departamento de Polícia Técnica (DPT) da Polícia Civil, Defesa Civil, Guarda Municipal, Coelba e Embasa.