Quantos dizem quando chegam às suas casas, cansados após um dia de muita luta: “estou ficando velho”!

Realmente a juventude é muito importante na vida de cada ser humano, contudo, deixamos de observar o que existe de extrema prioridade para entender o que significa esta “JUVENTUDE”, esquecendo-se da preparação para a adição ulterior das existências humanas, que é sem dúvida a “VELHICE”. Todas as pessoas têm a obrigação de preservar e conservar a vida, não importa a idade.

Quando falamos em velhice muitos ficam desgostosos, achando ser impossível o seu envelhecimento e que a vida para quando paramos! É porque esquecem que a juventude é um estado de espírito.

O importante para o ser humano é cativar um sonho pelo qual possa lutar visualizando caminhos de boas realizações beneficiando a todas as pessoas. O individualismo dificulta a união, o materialismo torna a vida vazia e desconhecimento do amor e da paz deprime! Isolar essas estranhas atitudes, e nunca desanimar da presença de algo que se possa aprender para ensinar aos que não acredita na força do sucesso da vida. Só com pensamento positivo o mundo tem criaturas inteligentes e felizes. Que seja deslumbrado um lugar onde todos possam ir e alguém que ame demonstrando a força da sua generosidade em buscar a felicidade dentro da união firme altaneira e que nunca falte a fé em Deus. Que os jovens e velhos experientes abram o coração, sonhem, desejem a paz, amem, sorriam, e sejam alegres voltando a serem crianças almejando a simplicidade do amor criado por Deus. Nunca vi meios de comunicações de massa informar que as pessoas unidas jamais prosperaram!

As pessoas são tão jovens quanto à sua fé em conseguir manter a coragem vital de forma positiva, e tão velha quanto à sua maneira de manifestar os seus desesperos, diante do mundo confuso e complexo. Elas são tão justas quanto ao meio em que se colocam numa modalidade de respeito aos seus semelhantes, e, tão injustas quando não têm posição de destaque entre seu meio ambiente, causando dúvidas aos outros pela observação que lhe é atribuída pela convivência do dia a dia. E a primeira impressão, ideia em geral que muitos se precipitam em colocar, é que fica.

Mas, quando observamos no nosso mundo moderno um avanço geral até nas qualidades sexuais, invertendo-se tudo, essa troca de modelos e mudança imperiosas e muito divulgadas pelas fontesde noticiários, declinando informações de todas as partes do nosso planeta, encontramos a grande necessidade de educar com brio, com aquele amor próprio de respeito a si mesmo, tendo certeza das consequências em busca do bem ou do mal, e os adultos, têm a responsabilidade de mostrar um caminho e porto seguro para as novas gerações.

Jovens amigos ouçam seus pais, seus amigos sinceros e de bom senso, mesmo aqueles que vocês consideram velhos e ultrapassados, eles têm grandes alertas, por exemplo, evitar que lamentavelmente, cerca de 11.965 milhões em 2010 e 12.000 milhões em 2011 de pessoas que morreram de AIDS no Brasil. Os grupos mais vulneráveis a contrair a doença provocada AIDS/HIV são as mulheres de 13 a 19 anos, jovens gays e travestis. Segundo as Nações Unidas 34 milhões de pessoas no mundo morrem por ano após contrair AIDS/HIV. Nem todos usam camisinha em relações estáveis. Foi determinado no Brasil que hotéis, motéis, pousados e pensões devem manter um elo de comunicação e fornecer orientações e preservativo gratuitamente aos seus hóspedes.

Então, a idade muitas vezes tem limites que quando usados de formar desordenadas trazem deprimentes desconfortos. Um deles é o homem ficar alheio aos seus próprios benefícios de observar o cuidado necessário para sentir-se amparado por sua vontade de dar continuidade da perpetuação dos seres humanos, ou, destruir a sua família com duras e ásperas recordações.

Quando vemos os modelos de educação familiar em alguns locais, surge pela frente um espaço com uma sociedade materialista. Os filhos agarrados aos bolsos dos pais e seguros nas fortes emoções das mães. É um quebra de braço medonho. Com facilidade os filhos adquirem dinheiro dos pais, perdendo ao logo da sua vida de infância e adolescência o valor da liberdade, porque tudo está verdadeiramente fácil. Mas, o barato na maioria das vezes custa caro!

Os que acham isso uma ação de plena normalidade não imaginem, que estamos contra os meios de conforto, o tributo negativo vem depois com as facilidades, e ainda existem por aí muitos jovens relativamente inexperientes passando por experiências maculadas e desastrosas, atribuídas pelas falsas modalidades de exemplos recebidos no convívio familiar. E, educar é melhor do que buscar tratamentos de choques, porque dói muito assistir espetáculos em que os pais transformaram seus em vítimas.

O jovem vai chegar ao seu grau de “experiência”, preferimos assim colocar para não dizer velhice. O homem tem que ser inteligente e sóbrio bem determinado em todos os sentidos de sua vida. Saber o que realmente quer e evitar arrependimentos posteriores, ou seja, procurar errar menos e acertar mais. Entender que muitos dividem de bom grado seus sofrimentos com os outros, todavia, jamais suas riquezas e alegrias.

Entretanto, quando o bem-estar de uma comunidade tende a desabar, o respeito dos homens foge à visão, a embriaguez dos vícios devora a humanidade e a falta de correto comportamento coletivo deixa de existir, só há uma coisa a fazer: ACORDAR OS JOVENS ACONSELHANDO-OS PARA NUNCA DESISTIREM DAS LUTAS DIÁRIAS.  QUE OS VELHOS HOMENS EXPERIENTESPOSSAM MOSTRAR A FORÇA DAS LUTAS TRAVADAS AO LONGO DO TEMPO E HONESTAMENTE  TENHA CONTINUIDADE. SUA MARCHA CRIE NOVOS SISTEMAS DE VIDA, NEM QUE SEJA DE FORMA POUCO DEMORADA, NA CONQUISTA DE UMA NOVA SOCIEDADE MAIS EQUILIBRADA E HUMANA, COM UMA VISÃO NOVA DE IGUALDADE DE VALORES EM TODAS AS FORMAS, SEM RECALQUES NEM PRECONCEITOS.

Eduardo Afonso

Ilhéus – Bahia

73 8844-9147