Sou um freqüentador assíduo de caminhada na Avenida Lomanto Junior, faço parte de um numeroso grupo que pratica este exercício neste lindo local do Pontal, desfrutando da beleza da sua baía.
Só quem faz o percurso pode sentir o quanto faz bem à saúde e estar pertinho do encontro das águas dos rios com o mar e que forma esta linda Baía do Pontal.
Mas nem tudo são flores. Estamos tristes com o que está acontecendo rotineiramente nos passeios e encosta dessa avenida.
A quantidade de lixo doméstico, entulho de construção (vaso sanitário, azulejo, vidro), geladeira, colchão, armários usados e restos de mariscos, garrafas de bebidas e outros objetos dos bares e restaurantes estão dando um toque criminoso de imundície à nossa avenida.
Pelo que tenho visto e acompanhado não podemos em hipótese alguma colocar apenas a culpa na prefeitura, pois esta ação danosa parte de alguns moradores e comerciantes do local.
O que cabe ao poder público fazer?

Enviar fiscais devidamente credenciados, localizar os inúmeros pontos de sujeira, visitar os bares e restaurantes, colocar placas proibindo jogar lixo em toda a área da avenida, definir com ampla divulgação o horário do recolhimento do LIXO DOMÉSTICO, pois entulho e roçagem de quintal não é obrigação da prefeitura, exercer intensa fiscalização para coibir este crime que estão cometendo todos os dias com a nossa orla.
A ação maldosa dessas pessoas causa-nos nojo e revolta, não sabemos o que passa pela cabeça de um ser pensante para praticar tamanho absurdo, vemos nesses momentos que a nossa cultura é mesquinha, atrasada, violenta e voltada para o mal.
Esta falta de educação, de princípios e valores infelizmente está espalhada por toda a nossa cidade.
A população tem que entender de uma vez por todas que o DEVER da prefeitura é recolher o lixo doméstico, limpar as ruas, praças e logradouros públicos. Entulho de construção, roçagem de quintal/jardim e móveis velhos é OBRIGAÇÃO de quem gerou este lixo contratar um veículo de frete que irá colocá-lo no devido lugar, ou seja, no lixão que é lugar de lixo.
Mas colocar na cabeça dessas pessoas este simples ensinamento é difícil, pois são mentes doentias, sem princípios, sem sentido do que seja cidadania, gostam mesmo de sacanear e ver o circo pegar fogo, acham que o poder público é responsável por tudo, quem pensa desse jeito merece pena.
Todos os cidadãos devem procurar exercer a sua cidadania, seguindo a regra básica dos seus direitos, deveres e obrigações.
Finalizando, o setor competente da prefeitura deve se estruturar adequadamente e mostrar uma presença mais constante em toda a cidade, principalmente com fiscalização e um trabalho de conscientização visando amenizar esta triste situação.
Na verdade ninguém gosta de lixo, até os maus educados que praticam esta ação de sujar um local tão lindo e prazeroso como a Baía do Pontal.
ZÉCARLOS JUNIOR