A moto utilizada no homicídio e a arma de onde saíram os tiros que mataram o estudante de engenharia foram apreendidas

Foto: Acervo Pessoal

Estudante foi enterrado nesta quarta (11)


Os dois homens responsáveis pela morte do estudante Líbio Chaves Mendonça, de 22 anos, em Guarajuba, foram presos pela polícia no final da tarde desta quarta-feira (11). Um terceiro homem acusado de ter conhecimento do assassinato e de esconder a arma do crime também foi preso.

Segundo informações do delegado Nilton Borba, responsável pelas investigações do caso, eles confessaram o assassinato. “Eles afirmaram que foram à praça de Guarajuba para assaltar, roubar relógios, celular, dinheiro, mas os rapazes teriam reagido e isso teria provocado os disparos”, explicou o delegado.

O autor dos disparos, Danilo Dias Silva, 18 anos, foi localizado em Monte Gordo, na companhia de Diego França Mendes, 18, com quem estava escondida a arma. “Os dois estavam em Monte Gordo procurando as testemunhas do assassinato as ameaçando para que elas não fornecesssem nenhuma informação para a polícia”, afirmou Nilton Borba.

O piloto da moto, Marcos de Jesus Alves, 18 anos, foi localizado pela polícia em Barra do Pojuca. Além dos presos, a moto utilizada no homicídio e a arma de onde saíram os tiros que mataram o estudante de engenharia foram apreendidas.

Os assaltantes foram encaminhados para a 18ª Delegacia Territorial (DT – Camaçari), onde prestam depoimento e devem permanecer custodiados. Na abordagem, dois adolescentes foram apreendidos, mas foram liberados depois de prestarem depoimento.

Investigações

A hipótese de que o jovem teria reagido a um assalto estava descartada porque, segundo a polícia, Líbio teria saído em defesa de um amigo que foi agredido com um soco por um homem que chegou ao local do crime em uma motocicleta.

Quatro tiros foram disparados na direção do estudante, que foi atingido por três tiros na cabeça.

Três suspeitos de terem participado do crime em que o estudante de engenharia foi baleado na cabeça foram presos nesta segunda-feira (9), mas não foram reconhecidos pelas testemunhas.

Segundo o delegado, a participação do trio no crime foi descartada, mas os três permanecem presos, pois foram flagrados com cerca de 2kg de maconha. O trio foi preso em uma diligência da polícia em Itacimirim.

Crime
O estudante de Engenharia Ambiental foi baleado na cabeça no último domingo (8) na Praça de Guarajuba, em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador.

A morte cerebral de Líbio foi confirmada por neurologistas na manhã de ontem após o terceiro exame do protocolo de morte encefálica, aberto por uma equipe de médicos do Hospital Geral do Estado (HGE). Os exames clínicos e complementares foram feitos durante intervalos de tempo variados para identificar se ainda havia respostas aos estímulos cerebrais.

Apesar de familiares terem comunicado a morte do rapaz na noite do domingo, a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) aguardou a conclusão do protocolo de morte encefálica.

A irmã de Líbio, Ana Paula Mendonça, informou que a família desejava cremar o corpo de Líbio, mas a Justiça não permitiu porque, a depender do resultado das investigações, poderá ser necessária a realização de uma exumação. O corpo de Líbio foi sepultado na tarde desta quarta-feira (11) no Cemitério Jardim da Saudade, em Brotas.

Caminhada da Paz
Familiares e amigos do jovem vão realizar uma caminhada pela paz no próximo sábado (14), na avenida de São Rafael, em Salvador. A mobilização, que recebeu o nome de Caminhada da Paz e da Justiça, está prevista para começar às 14h na frente da loja Insinuante do bairro.

O convite para o evento está sendo feito através das redes sociais, como o Facebook, onde a irmã da vítima, Ana Paula, pede que todos participem vestidos de branco.


Da Redação
CORREIO DA BAHIA