WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
embasa secom bahia embasa


dezembro 2012
D S T Q Q S S
« nov   jan »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  








DEMARCAÇÃO: UMA TEIMOSIA QUE PODE NOS LEVAR AO INDESEJÁVEL.

Por Edgard Siqueira

Esta semana tomamos conhecimento do encontro que acontecerá no auditório da CEPLAC, com a participação da Comissão da Frente Parlamentar da Agropecuária, tendo como tema para o debate a postulada Demarcação Tupinambá de Olivença.

Mais uma vez venho expressar a minha discordância na crença teimosa da estratégia de que “A solução do nosso problema depende de uma decisão política”. E este encontro para ainda “debater” a Demarcação, não passa de mais um palanque armado para dar visibilidade a quem se regozija. Um momento Edgard! Será que você não está sendo injusto? Não é melhor este encontro do que não está fazendo nada? Na realidade não estou sendo injusto, estou sendo realista e este encontro para nós vai representar exatamente isso, nada. Já justifico.

Fiquei pensando numa maneira fácil de me fazer entender. Vamos fazer de conta que o nosso problema é uma doença e receitaram como tratamento “Uma solução política” que será representado neste caso pelo remédio água com açúcar. Desta maneira tentaremos lembrar ao longo destes quase quatro anos de tratamento quantas vezes já tomamos o remédio água com açúcar sem apresentar a mínima melhora para a nossa doença chamada de Processo de Demarcação.

Vamos tentar refrescar a memoria com uma retrospectiva dos encontros com autoridades politicas durante este tratamento. Certamente algumas doses serão esquecidas.

Tomamos água com açúcar uma meia dúzia de vezes em Audiências Públicas na Câmara de Vereadores de Ilhéus.

Tomamos água com açúcar na Assembleia Legislativa do Estado onde lotamos o plenário.

Tomamos água com açúcar 04 vezes com o Governador Jaques Vagner. Uma vez debaixo de chuva na inauguração da reforma da ponte. 02 vezes no Centro de Convenção e uma vez em Itacaré. Em todas Ele afirmou que a água com açúcar iria resolver o nosso problema.

Tomamos agua com açúcar com a Deputada Ângela a ponto de quase contrairmos diabetes.

Tomamos água com açúcar com o ex-deputado federal Raimundo Veloso foram tantas vezes que também corremos o risco de contrairmos diabetes.

Tomamos água com açúcar varias vezes com o deputado Federal Geraldo Simões.

Tomamos água com açúcar com outros Deputados Federais em varias ocasiões.

Tomamos água com açúcar 02 vezes com o ex. Presidente Lula, que nos garantiu que o remédio iria funcionar.

Tomamos água com açúcar no auditório da Justiça Federal com a Comissão dos Direitos Humanos (sic).

Tomamos água com açúcar com o Ouvidor Agrário em Brasília. Este contaminou de cara o remédio ao afirmar que as invasões eram legitimas.

Tomamos água com açúcar algumas vezes com o Ministro da Justiça ou seus representantes. Na última vez a água veio contaminada com propostas fantasiosas impossíveis de serem consumadas.

Por último deixamos de proposito para relembrar uma ocasião especial em que tomamos água com açúcar. Foi numa audiência publica em Brasília na Comissão de Agricultura e Pecuária, na época Presidida pelo Deputado Federal Paulo Souto. Audiência bastante concorrida, com a presença de vários Deputados Federais e o Presidente da FUNAI.

Na ocasião vários Deputados usaram a palavra, com destaque para o Deputado Valdir Collatto que não teve piedade do Presidente da FUNAI ao relatar os abusos cometidos pelo órgão que ele preside. Vale também destacar, por justiça, o relato histórico, minucioso e preciso, apresentado pelo vereador Alcides Kruschewsky. Os argumentos recorrentes apresentados por todos foram na direção das injustiças que representa esta Demarcação. Por exemplo: uma região consolidada, produtiva, composta por agricultores familiares, que gera emprego e renda, que paga tributos, que está ocupada mansa e pacificamente a mais de um século e que principalmente desconhece a existência tradicional de tal etnia indígena em nossa região.

Pois bem, depois de ter sido pressionado e ter ouvido os mais justos reclamos, o Presidente da FUNAI se limitou a dizer “Estou cumprindo a lei, a lei que vocês criaram. Se estão achando ruim, que mudem a lei”. Ali não entendeu quem não quis, que agua com açúcar não iria resolver o nosso problema. O recado do Presidente da FUNAI reflete o que sempre defendemos, que a solução do nosso problema esta na mudança da atual legislação criada unilateralmente para criação de reservas e não como evita-las. E só através da votação e aprovação dos Projetos de Emendas Constitucionais, politicamente seremos beneficiados.

Concluindo as nossas justificativas, é claro que não podemos abrir mão agora e sempre do apoio político, mas é inconsequente acreditar que ele pode solucionar o nosso problema no estágio em que se encontra. Repito apoio político sempre, NUNCA em detrimento das ações jurídicas. É imprescindível o apoio politico para fazer valer os nossos direitos que podem ser conquistados exclusivamente pela via jurídica.

Não já passou da hora de mudar o medicamento? Fico preocupado que até mudem o tratamento, mas por vaidade e teimosia  não optem pela via jurídica e escolham um tratamento alternativo, com búzios ou cartas.

Por enquanto, como ficamos sabendo a profilaxia será reiniciada mantendo no nosso tratamento agua com açúcar. E o pior, como se fosse um tratamento inovador, algo novo.  Neste encontro que podemos chamar de “Vale a pena tomar de novo” vão repetir uma dose que já foi ministrada sem sucesso. UMA TEIMOSIA QUE NOS LEVARÁ AO INDEJESAVEL. COM TANTA ÁGUA AÇUCARADA IREMOS CONTRAIR UMA DIABETES LETAL CHAMADA DEMARCAÇÃO. E A CULPA AINDA SERÁ DOS POLÍTICOS.

3 respostas para “DEMARCAÇÃO: UMA TEIMOSIA QUE PODE NOS LEVAR AO INDESEJÁVEL.”

  • João Otávio Da Rin Sodré says:

    Será que o nosso amigo Edgard não trocou o nome de Fabio Souto por Paulo Souto, quando se referiu sobre a audiência pública na Comissão de Agricultura e Pecuária, à época presidida pelo ” Deputado Federal Paulo Souto “?
    Se foi engano meu, desde já peço desculpas.
    Abraços, João.

  • Edgard says:

    Caro João,
    Procede a sua correção. Realmente é o filho, Fabio Souto e não o pai Paulo Souto.
    Nós é que agradecemos.

    Abraços, Edgard.

  • Caro Edgard,

    Toda comunidade e sociedade ilheense tem acompanhado suas matérias acerca desse assunto polêmico denominado demarcação.

    Você tem sido um cidadão esclarecedor desse problema que aflige tanta gente e suas famílias.

    Salvo melhor juízo, nesse encontro que será realizado na CEPLAC você poderia usar daquele plenário e expor toda a situação da qual é profundo conhecedor, tenho certeza que seria salutar para o debate.

    OBRIGADO por nos abrilhantar com seu conhecimento a respeito desse assunto.

    Grande abraço,

    ZÉCARLOS JUNIOR

Deixe seu comentário





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia