O Instituto de Responsabilidade e Investimento Social (Iris) lançará amanhã, 4, o Projeto Ori, que oferece curso gratuito de Gestão Cultural, em Ilhéus. Voltado para jovens negros e pardos, de 19 a 30 anos, que tenham ideias de como impactar positivamente as suas comunidades, o evento acontece no Teatro Popular de Ilhéus, às 18h30min.

Além da formalidade de abertura do curso, haverá palestra do coordenador pedagógico do projeto, Hélio Santos, e apresentações de representativos convidados da comunidade cultural negra do município, que irão compor as atividades inaugurais do curso. Em Ilhéus, as aulas ocorrem na Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) a partir da próxima segunda-feira, 8. Com duração de 6 meses, o curso acontece de segunda a quinta-feira, das 18 às 22 horas, com carga de 300 horas. O aluno tem direito a certificado ao final, após a apresentação de trabalho para a banca examinadora.

Segundo a superintendente do Instituto, Lila Lopes, “esse é um momento de apresentação do projeto e de inserção deste nas comunidades atendidas. Temos grande satisfação de celebrarmos esse momento junto aos parceiros, representantes de instituições, professores, e jovens interessados pelo projeto”. Vale lembrar que as inscrições para o curso gratuito de Gestão Cultural seguem até o dia 5 de maio, e devem ser feitas através do site www.institutoiris.org.br.

Conteúdo do curso – a iniciativa inovadora possui 13 disciplinas (módulos). São eles: História da África e dos Afro-brasileiros, Políticas Públicas para Igualdade Racial e de Gênero, Gestão da Cultura, Gestão do Conhecimento, Empreendedorismo, Introdução à Ciência e Tecnologia, Legislação para o Terceiro Setor, Economia Criativa, Gestão de Mídias e Redes Sociais, Marketing Social, Planejamento Estratégico, Elaboração de Projetos e Pesquisa Orientada. Além de aulas presenciais, os participantes terão workshops, visitas orientadas e palestras.

Projeto Ori – O Ori é um projeto do Instituto Iris e tem apoio financeiro do Governo da Bahia, através do Fundo de Cultura, e secretarias da Fazenda e Cultura do Estado, contando ainda com a parceria do Fundo Baobá, Instituto Brasileiro da Diversidade (IBD), Instituto Cultural Steve Biko, Instituto Mídia Étnica, Colégio Polivalente de Feira de Santana, Casa do Samba, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), Universidade Federal da Bahia (UFBA), Escola de Administração da UFBA, UESC, Teatro Popular e Fundação Cultural de Ilhéus e Núcleo Territorial de Educação 20 (Vitória da Conquista). Ilhéus, Salvador, Feira de Santana, Vitória da Conquista e Santo Amaro são os cinco territórios de atuação do Projeto Ori na Bahia.

Instituto Iris – Com mais de 18 anos de história, o Instituto Iris potencializa a transformação sustentável de crianças, adolescentes e jovens para a formação cidadã e de gestores para a prática de responsabilidade social. Além disso, promove o investimento social através da criação e desenvolvimento de tecnologias sociais, especialmente ligadas ao campo da arte-educação, visando a geração de oportunidade de crescimento humano em conjunto com a escola, a família e a comunidade.

Maiores informações – Representante da UESC, o professor Paulo Roberto Alves dos Santos orienta alunos e demais interessados no curso, através do telefone (73) 99971-4311.