Sem verba para contratação de grandes nomes da música, o prefeito Jabes Ribeiro decidiu manter a tradição da festa, buscando apoio para a realização de shows durante o Carnaval e oferecendo a infraestrutura necessária à segurança dos foliões.

Em razão da grave situação financeira do município e de ainda estar em vigor a situação de emergência provocada pelas fortes chuvas de novembro, o prefeito Jabes Ribeiro decidiu não investir recursos municipais na realização de uma grande festa de Carnaval. Mas, levando em conta a tradição dos ilheenses em relação aos festejos do Rei Momo, a Prefeitura vai montar uma estrutura para que os moradores e visitantes possam se divertir, contratando apenas atrações locais. Esta parte oficial da festa vai acontecer do sábado, dia 1º, a terça-feira, dia 4, sempre das 19 às 2 horas.

A organização terá o apoio financeiro da Bahiagás e, possivelmente, de algumas empresas privadas, para bancar o custo da montagem de um palco na Avenida Soares Lopes (ao lado da Praça Dom Eduardo) e da contratação dos artistas. De acordo com o prefeito, o espaço ao longo da avenida estará aberto, das 15 às 18 horas, para o desfile de blocos e quaisquer outras entidades carnavalescas, mas ele observa que, para dar segurança e tranquilidade aos participantes da festa, o poder público colocará em ação um esquema envolvendo as secretarias de Saúde, de Desenvolvimento Urbano e a Guarda Municipal, além de contar com o apoio da Polícia Militar.

“Nós queremos que os ilheenses e os turistas se divirtam, já que o Carnaval é uma tradição no nosso município”, declarou Jabes Ribeiro, acrescentando: “Mas, como nós não estamos em condições de proporcionar uma grande festa, iremos coordenar as atividades de todos aqueles que quiserem brincar e colocar seu bloco na rua”.

Vistoria – Para evitar ou reduzir a possibilidade de acidentes, todos os veículos a serem usados por blocos ou outras entidades carnavalescas, terão que passar por uma vistoria na Sutran, em data a ser determinada nos próximos dias. Assim, trios elétricos e carros de apoio só poderão desfilar após receberem a licença emitida pela superintendência.

O secretário municipal de Turismo, Alcides Kruchewski, informou que, a partir das 15 horas, entre o sábado e a terça-feira, o trânsito será interditado na Soares Lopes e observou que, além dos agentes de trânsito, da Guarda Municipal e da Polícia Militar para garantir a segurança dos que estarão lá para se divertir, a Prefeitura também dará apoio por meio das secretarias de Saúde, com um posto para atendimento de pequenas emergências, enquanto a Secretaria de Desenvolvimento Urbano vai montar um esquema especial para limpeza da área e instalará sanitários químicos na área reservada para a festa.


Secretaria de Comunicação (Secom)