WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia secom bahia secom bahia secom bahia


novembro 2018
D S T Q Q S S
« out   dez »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  






:: 12/nov/2018 . 15:49

Secult divulga resultado de edital que contempla projetos de grupos de capoeira

POR SECOM

A Secretaria da Cultura (Secult) de Ilhéus divulgou o resultado final do edital Manoel Barreto, que contempla projetos elaborados por mestres, contramestres ou de grupos de capoeira do município. Os habilitados foram o “Festival lua branca – a salvaguarda dos antigos mestres na roda”, de Iansamara Feitosa Bahia; “Mulheres e crianças em ação”, Priscilla Celemar Santos Almeida; “Visão de capoeira – tempo, ação e atualidade”, de José Wellington Bispo de Jesus; “Oficina de berimbau do Mestre Virgílio 2019”, de José Virgílio dos Santos; e “Brincando de capoeira – formação pedagógica”, de Rafael Gomes Cruz.

Os projetos serão executados entre janeiro e fevereiro de 2019, e contempla grupos com prêmios de R$ 2,5 mil que atuam nas atividades como batizados e troca de cordões, aquisição de materiais, realização de ações de formação (seminários, oficinas, cursos) e outras formas de criação e apresentação que propiciem o acesso à capoeira.

Pawlo Cidade, secretário da Cultura de Ilhéus, afirma que o edital se baseia em princípios para garantir a simplificação, ampliação e descentralização da distribuição de recursos para a capoeira do município. Um dos objetivos do edital é selecionar propostas para o desenvolvimento da capoeira em diversos bairros e zona rural de Ilhéus, além de organizar as solicitações e a distribuição de recursos financeiros.

Mané Barreto – Manoel Barreto de Oliveira (Mané Barreto) nasceu em Malhador (Sergipe), em 26 de janeiro de 1930. Foi portuário, e se tornou um dos precursores da capoeira na beira do cais, organizando rodas, inclusive nos terreiros de candomblé. Ele foi de um tempo em que a capoeira tomava conta das ruas de Ilhéus.

 

ITABUNA: INCÊNDIO DESTRÓI LOJAS NA CINQUENTENÁRIO

DO IPOLITICA

Uma Loja de ferragens e materiais de construção e uma loja de artigos infantis foram destruídos por um incêndio no início da tarde deste domingo, 11, na Avenida Cinquentenário, em Itabuna. As chamas começaram no depósito que fica no primeiro andar de uma das lojas, onde havia muitos produtos inflamáveis. Quase três horas depois, o incêndio foi controlado. De acordo com o Corpo de Bombeiros, isso contribuiu pra que as chamas se alastrassem a prédios vizinhos.

Comerciantes de outras lojas ajudaram na tentativa de salvar mercadorias. A loja de sapatos que chegou a ser atingida fica no calçadão da Rua Ruy Barbosa, no fundo do armazém onde o fogo começou. A polícia isolou a área e bloqueou o trânsito no trecho. Não houve feridos.

ILHÉUS: MUNICÍPIO ESTUDA IMPLANTAÇÃO DE COLETA SELETIVA DE LIXO ELETRÔNICO

Como ter certeza de que aquele seu monitor de computador velho ou microondas com defeito será descartado de forma sustentável, preservando a natureza e evitando riscos às pessoas? Ninguém sabe. Segundo a prefeitura, com o interesse de buscar uma solução para o escoamento do lixo eletrônico produzido pelas fábricas, comércio e pela própria população, o prefeito Mário Alexandre pesquisou sobre o assunto, e sonda alternativas para promover o descarte correto, levando em consideração as leis ambientais.

Na última sexta-feira (9), o Chefe do Executivo Municipal recebeu em seu gabinete, a especialista Ana Cláudia Drugovich, diretora da Cimelia, empresa de Campinas (SP), especializada em refinamento de metais preciosos extraídos de lixo eletrônico.

O Brasil é o maior produtor de lixo eletrônico da América Latina e o sétimo do mundo, com 1,5 milhão de toneladas por ano. O descarte irresponsável pode causar danos gravíssimos ao meio ambiente, como contaminação do solo, devido à presença de metais pesados na composição dos produtos, além de comprometer a saúde das pessoas que manejam esses resíduos.

Quando o descarte do lixo eletrônico é feito erroneamente, a dissolução dos componentes químicos pode ocasionar o desenvolvimento de doenças graves, como problemas nos rins, sistema digestivo, transtornos no sistema nervoso, problemas cerebrais e até ativação de agentes cancerígenos. Com o avanço tecnológico, novos materiais e recursos são criados diariamente, fazendo com que muitos outros itens sejam descartados no lixo.

Segundo explicou a especialista no assunto, Ana Cláudia Drugovich, os processos são ecologicamente corretos e começam a partir da etapa de coleta seletiva, passando pelo refinamento, transformando esse material em barras de metais preciosos. “Desta forma, promover alternativas que inibam empresas de jogarem o lixo de forma indevida no rio e mar, poluindo os mananciais. Nossa proposta é agregar valor a uma cidade tão bonita como Ilhéus”.

Fonte de renda sustentável – O prefeito Mário Alexandre ressaltou que o poder público também é ator importante nesse processo. “Nosso dever é buscar estratégias para estruturar e implementar sistemas de logística reversa, mediante retorno dos produtos após o uso pelo consumidor, independente do serviço público de limpeza. Estou atento às leis que determinam normas e termos de compromisso. Então, faremos um estudo para dar uma alternativa inclusive de geração de renda com o processo”, destacou.

É considerado lixo eletrônico qualquer material ou resíduo eletrônico descartável, tais como monitores de computadores, telefones celulares em desuso, pilhas, baterias gastas, lâmpadas fluorescentes, de vapor de sódio e mercúrio e de luz mista, televisores danificados e câmeras fotográficas com defeito e seus componentes.

ENCONTRO DE FILARMÔNICAS





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia