WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia embasa embasa secom bahia secom bahia secom bahia


fevereiro 2014
D S T Q Q S S
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
232425262728  






:: fev/2014

Um pouco da URBIS no Centro da cidade (Ilhéus/BA)

Olá a todos,
Tem um bar “Aconchego Bar” que vende cerveja e churrasquinho, se instalou bem de mansinho À Rua Maria Calazans, 16, Centro, (Entre a 7 de setembro e a Carneiro da Rocha) e começou a vender aquela cervejinha bem gelada, acompanhada com um delicioso espetinho bastante diversicado. Hoje, encontra-se mesas espalhadas pela calçada do bar, ao lado e em frente, impedinho a passagem das pessoas (eu que sou idosa tenho que andar entre os carros pela rua), SOM ALTO e agora já tem até carros parado em frente do bar, com a porta traseira aberta, com som em volume alto (Kadet Azul entre outros).
Não sou contra a cervejnha gelada, churrasquinho e com as mesas, pois tudo isso podemos nos esquivar, atravessar a rua e até mesmo caminhar pela rua, mais o SOM ALTO não tem como esquivar, fecho as portas e janelas, mais O SOM ALTO ADENTRA A CASA e impede de descançar, falar ao telefone e até mesmo, assistir algo na televisão.
Infelizmente essa situação é constante e pouco é feito para coibir essa situação. Só nos resta apelar para os blogs com esperança que os responsáveis tomem providências sobre o fato, não só no centro, mais me toda a cidade. Eu sei que as autoridades leêm o blogs.
Espero também, que algum amigo, parente ou cidadão de bem também a sua parte, denuncie, reclame, ligue para a polícia, etc.
Estou fzendo a minha parte, faça também a sua.
Att.,
Maria José

TODO FILHO É PAI DA MORTE DE SEU PAI

 por Fabrício Carpinejar 

“Feliz do filho que é pai de seu pai antes da morte, e triste do filho que aparece somente no enterro e não se despede um pouco por dia.”

Há uma quebra na história familiar onde as idades se acumulam e se sobrepõem e a ordem natural não tem sentido: é quando o filho se torna pai de seu pai. É quando o pai envelhece e começa a trotear como se estivesse dentro de uma névoa. Lento, devagar, impreciso. É quando aquele pai que segurava com força nossa mão já não tem como se levantar sozinho. É quando aquele pai, outrora firme e instransponível, enfraquece de vez e demora o dobro da respiração para sair de seu lugar. É quando aquele pai, que antigamente mandava e ordenava, hoje só suspira, só geme, só procura onde é a porta e onde é a janela – tudo é corredor, tudo é longe. É quando aquele pai, antes disposto e trabalhador, fracassa ao tirar sua própria roupa e não lembrará de seus remédios. E nós, como filhos, não faremos outra coisa senão trocar de papel e aceitar que somos responsáveis por aquela vida. Aquela vida que nos gerou depende de nossa vida para morrer em paz.

Todo filho é pai da morte de seu pai. Ou, quem sabe, a velhice do pai e da mãe seja curiosamente nossa última gravidez. Nosso último ensinamento. Fase para devolver os cuidados que nos foram confiados ao longo de décadas, de retribuir o amor com a amizade da escolta. E assim como mudamos a casa para atender nossos bebês, tapando tomadas e colocando cercadinhos, vamos alterar a rotina dos móveis para criar os nossos pais. Uma das primeiras transformações acontece no banheiro. Seremos pais de nossos pais na hora de pôr uma barra no box do chuveiro. A barra é emblemática. A barra é simbólica. A barra é inaugurar um cotovelo das águas. Porque o chuveiro, simples e refrescante, agora é um temporal para os pés idosos de nossos protetores. Não podemos abandoná-los nenhum momento, inventaremos nossos braços nas paredes.

:: LEIA MAIS »

ILHÉUS – SEU LIMITE TERRITORIAL ATUAL

PARA VER EM TELA CHEIA CLIQUE ONDE ESTÃO AS 4 SETINHAS (LADO DIREITO).


Rezende.

PSICOMUNDO <> MOTORISTA OU COBRADOR… EIS O PERIGO <>

Os proprietários de empresas de transportes de ônibus intermunicipal a exemplo, dos que executam o trajeto entre as vizinhas cidades de Ilhéus-Itabuna, vêm criando muita atenção parta certa opinião sobre o problema de motoristas também servir como cobrador. Outro dia entrei num ônibus com esse tipo de serviço e não fiquei muito interessado nessa fantástica forma de economia dessas empresas que executam esse tido trabalho extra para ganhar mais dinheiro.

Resolvi entrar num ônibus e acompanhar o trajeto desenvolvido entre Ilhéus/Itabuna, e fui lembrando um acidente que tomei conhecimento numa notícias a qual relatava o caso de um micro-ônibus que atropelou 4 ciclistas, matando 3 na hora, e de acordo com testemunhas o motorista estava na hora desatento por estar dando o troco de um passageiro.

Claro que o motorista não agiu com o propósito de matar ninguém, porém, foi à insistência de executar o trabalho de cobrador, serviço que requer muito cuidado e atenção na hora de passar o troco, contudo, as temeridades desses empresários gananciosos, aliados com as autoridades públicas que permitem essa ação contraditória, continuam nessa marcha e não sabemos até onde vai essa economia para os empresários, pois os condutores desses veículos necessitam de duas ou mais atenções na condução de ônibus cheios de seres humanos.

:: LEIA MAIS »

Agrissênior Notícias – Nº 461 – 05 de fevereiro de 2014.

PARA LER EM TELA CHEIA CLIQUE ONDE ESTÃO AS 4 SETINHAS (LADO DIREITO).

II FEIRA CRIATIVA DO PONTAL.

PARA LER EM TELA CHEIA CLIQUE ONDE ESTÃO AS 4 SETINHAS (LADO DIREITO).


Rezende.





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia