WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia secom bahia secom bahia secom bahia secom bahia


dezembro 2021
D S T Q Q S S
« nov    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  






:: ‘Ecologia’

Corrida e Caminhada dos Bancários “Salve o Rio Cachoeira” será no domingo, dia 23

Com objetivo de chamar atenção para as graves ameaças que sofre o Rio Cachoeira, a diretoria do Sindicato dos Bancários de Itabuna e Região promove a I Corrida e Caminhada “Salve o Rio Cachoeira” no dia 23 de novembro. Além de atrair os praticantes do esporte, o evento tem o intuito de buscar a mobilização dos grapiunas para a importância da Bacia Hidrográfica do Rio Cachoeira e as providências a serem buscadas no sentido de revitalizá-la.

O primeiro objetivo é envolver os municípios no reflorestamento das nascentes e das matas ciliares. O segundo é a necessidade da constituição de um consórcio envolvendo o governo do Estado e as prefeituras na busca de providências acerca do tratamento de esgoto, resíduos sólidos, monitoramento da qualidade da água e a renovação da fauna e flora, bem como da educação ambiental e do estabelecimento de uma política de pesca.

“O nosso projeto chama atenção para o bem estar físico e social, através da caminhada e da corrida e da real necessidade da preservação do meio ambiente”, destaca Jorge Barbosa, presidente do Sindicato dos Bancários.

A seca que assola São Paulo é um prenuncio do que pode acontecer em qualquer região do país. O papel do ser consciente é antever a crise, buscar o equilíbrio ambiental e o desenvolvimento sustentável.

INSCRIÇÕES ABERTAS

:: LEIA MAIS »

Especialista da Unesp critica atitude de naturalista americano engolido vivo por sucuri para produção de documentário

Um documentário intitulado “Comido Vivo” produzido pelo canal Discovery Channel garante mostrar o naturalista americano Paul Rosolie sendo engolido por uma sucuri.

De acordo com o canal, o naturalista usou um traje especial, para ser engolido pela espécie de serpente amazônica que pode medir até 10 metros de comprimento.

Com previsão para ser exibido em dezembro o vídeo já vem gerando polêmica e defensores dos animais classificam a produção como um “abuso de animais do mais alto grau” e foi aberta uma petição online pedindo o cancelamento do programa.

Vidal Haddad Junior, dermatologista da Unesp em Botucatu e um dos autores da obra “Sucuris – biologia, conservação, realidade e mitos de uma das maiores serpentes do mundo”, critica a atitude do naturalista engolido vivo por uma sucuri.

Ouça as críticas do professor AQUI.

 

No Ambiente Brasil

Governo é contra prorrogação de prazo para fim dos lixões

O Ministério do Meio Ambiente não considera a simples prorrogação do prazo uma boa solução para o problema dos lixões. O posicionamento continua sendo defendido pela pasta, mesmo após a aprovação, no Congresso Nacional, de emenda ao projeto de lei de conversão da Medida Provisória 651/14, que amplia o prazo para fechamento dos lixões e instalação de aterros sanitários até 2018. A decisão de vetar ou não a emenda, entretanto, será da presidenta Dilma Rousseff.

A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, já havia ressaltado, quando a proposta foi aprovada na Câmara dos Deputados, que a simples prorrogação não provoca a discussão mais objetiva e necessária para tratar a questão dos resíduos sólidos, e continua sendo crime ambiental manter lixões em funcionamento. Para ela, é preciso respeitar também os quase 2,3 mil municípios que cumpriram a lei.

A meta, até agosto último, de erradicação dos lixões e instalação de aterros sanitários para destinação adequada dos resíduos sólidos, está prevista na Política Nacional de Resíduos Sólidos, sancionada em 2010. No projeto aprovado no Congresso, estados e municípios também ganharam prazo até 2016 para elaborar os planos estaduais e municipais de resíduos sólidos. Esse prazo venceu em 2012. Os planos são requisitos para que estados e municípios recebam dinheiro do governo federal para investir no setor.

:: LEIA MAIS »

Agenda comum do Fórum Permanente das Águas terá como base a educação ambiental

Instituições de ensino, entidades de classe, representantes de órgãos públicos e de associações comunitárias presentes no 1º Fórum das Águas, realizado em Itabuna nos últimos dias 3 e 4, apresentaram um conjunto de ações e projetos que consideram importantes para a revitalização da bacia do Rio Cachoeira.  As propostas foram elaboradas durante oficinas para a construção de uma agenda comum e permanente, seguida de debate a aprovação da plenária.

Palestra com Dr. Genebaldo Freire Dias.

Palestra com Dr. Genebaldo Freire Dias.

O esforço conjunto da sociedade regional para reverter o estado de profunda degradação do rio envolve desde a elaboração e distribuição de cartilhas de conscientização a projetos de lei como o IPTU Verde, para incentivar a prática de coleta seletiva e descarte adequado de lixo. O combate intensivo ao desperdício de água a partir de descontos progressivos na tarifa de água também é considerado pelos integrantes do fórum como uma ação emergencial em prol da revitalização do Rio Cachoeira.

:: LEIA MAIS »

1º Fórum das Águas discute em Itabuna ações permanentes para revitalização do Rio Cachoeira

Com a presença de 91 representantes de instituições de ensino, órgãos governamentais, entidades ambientalistas e representantes de classe, o 1º Fórum das Águas debate em Itabuna a união da sociedade civil regional em torno da luta pela revitalização do rio Cachoeira. O evento foi aberto na manhã desta quarta-feira (3), no auditório do Tarik Hotel e prossegue até amanhã (4).

Fórum das Águas

Fórum das Águas

A solenidade de abertura foi conduzida, conjuntamente, pela coordenadora do Centro das Águas – Espaço Cidadão, geógrafa Maria Luzia de Mello; reitor da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), Naomar Monteiro; pró-reitor de Extensão da Universidade Estadual de Santa Cruz(Uesc), Alessandro Santana; presidente do Rotary Club de Itabuna, Ontonio Guimarães Sobrinho e o gerente Executivo da TV Santa Cruz, Adriano Martins.

Maria Luzia destacou a importante função do evento na luta pela revitalização do rio. “Este fórum cumpre um papel fundamental. Pode e deve ser uma tomada de decisões. Não podemos sair daqui sem propostas claras, de caráter permanente, que resultem em ações efetivas para mudar a triste realidade do Rio Cachoeira”, conclamou a educadora.

:: LEIA MAIS »

I Fórum das Águas propõe agenda única para a revitalização do Rio Cachoeira

O evento terá como palestrante o doutor em Ecologia pela Universidade de Brasília, Genebaldo Freire Dias, autor brasileiro mais citado em Educação Ambiental, com 19 livros publicados e 40 anos de ativismo.

Elias Veloso, ambientalista, Antonio Guimarães Sobrinho, atual presidente do Rotary e Aurélio Macedo, presidente da Comissão fundação Rotária.

Elias Veloso, ambientalista, Antonio Guimarães Sobrinho, atual presidente do Rotary e Aurélio Macedo, presidente da Comissão fundação Rotária.

A elaboração de uma agenda única para as ações em prol da revitalização do Rio Cachoeira é uma das principais propostas do I Fórum das Águas, que será realizado em Itabuna, nos próximos dias 3 e 4 de setembro, no Tarik Hotel, a partir do esforço conjunto do Rotary Club de Itabuna, Centro das Águas-Espaço Cidadão, TV Santa Cruz, OAB-Itabuna, Sindicato do Comércio de Itabuna (Sindicom), Associação Comercial e Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), com a parceria de importantes instituições, como a Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) e Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB).

O evento tem como alto a palestra De Volta ao Presente, que será proferida pelo PhD em Ecologia, Prof. Dr. Genebaldo Freire Dias, às 10 horas do primeiro dia do fórum (3), seguida do lançamento do seu livro Mudanças Climáticas e Você. A ilustre participação do autor brasileiro mais citado em Educação Ambiental, com 19 livros publicados e 40 anos de ativismo, ocorre logo após o credenciamento, marcado para as 8 horas e apresentação de vídeos sobre a bacia do Rio Cachoeira, às 09 horas.

A partir das 13h40min, começam os trabalhos técnicos do I Fórum das Águas, com a realização do painel Iniciativas sobre a bacia do Rio Cachoeira, apresentado, sucessivamente, pelo Centro das Águas–Espaço Cidadão, Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Associação dos Municípios do Sul e Extremo Sul da Bahia (Amurc), Comitê das Bacias Hidrográficas do Leste, Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), Emasa e Embasa. O encerramento está previsto para as 17 horas.

No segundo dia (4), as instituições realizadoras e parceiras do I Fórum das Águas concentram-se na construção da Agenda Comum comprometida com revitalização do Rio Cachoeira, a partir das 08h30min, com a organização dos grupos de trabalho. Logo após, acontecem as oficinas, apresentação dos grupos, debate, culminando com a formação da agenda única. A confraternização dos grupos marca o encerramento do fórum, programado para as 17 horas.

Fórum permanente – O resgate da luta pela revitalização da bacia do Rio Cachoeira também conta com a adesão da Ceplac, Secretaria Municipal de Educação de Itabuna, Colégio Sistema, Emasa, Embasa, Loja Maçônica Aerópago Itabunense, Amurc, Academia de Letras de Itabuna (Alita), Lions Clube Itabuna Sul e Jornal Agora. Idealizadora e coordenadora do Centro das Águas-Espaço Cidadão, a geógrafa e mestre em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente pela Uesc, Maria Luzia de Mello, enfatiza que a intenção dos organizadores é multiplicar as propostas e manter a união entre as instituições representativas da sociedade regional, com ações e programas de caráter permanente.

I Fórum das Águas resgata luta pela revitalização do Rio Cachoeira

Unir permanentemente as instituições governamentais e civis que formam a sociedade grapiúna em torno da revitalização do Rio Cachoeira é a principal proposta do I Fórum das Águas, que será realizado em Itabuna, nos dias 3 e 4 de setembro, no Hotel Tarik.

Reuniões preparatórias para o fórum na TV S. Cruz e UFSB.

Reuniões preparatórias para o fórum na TV S. Cruz e UFSB.

Unidade ambiental de extrema importância para o Sul da Bahia, a bacia hidrográfica do Rio Cachoeira volta a chamar a atenção da sociedade regional, com a realização do I Fórum das Águas em Itabuna, nos dias 3 e 4 de setembro, no Hotel Tarik, a partir da união de entidades governamentais e civis sensibilizadas com a degradação acentuada deste importante corpo hídrico. O evento é resultado da aliança entre as entidades que integram a comissão organizadora – Rotary Club de Itabuna, Centro das Águas-Espaço Cidadão, TV Santa Cruz, OAB-Itabuna, Associação Comercial de Itabuna e Câmara dos Dirigentes Lojistas de Itabuna (CDL) – e parceiros, entre elas as duas instituições de ensino superior instaladas no eixo Ilhéus-Itabuna – Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) e Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB)

O resgate da luta pela revitalização da bacia do Rio Cachoeira também conta com a adesão da Ceplac, Secretaria Municipal de Educação de Itabuna, Colégio Sistema, Sindicato do Comércio de Itabuna (Sindicom), Emasa, Embasa, Loja Maçônica Aerópago Itabunense, Amurc, Academia de Letras de Itabuna (Alita), Lions Clube Itabuna Sul e Jornal Agora. Idealizadora e coordenadora do Centro das Águas-Espaço Cidadão, a geógrafa e mestre em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente pela Uesc, Maria Luzia de Mello, diz que o fórum poderá ser um marco na história do Rio Cachoeira. “O debate servirá para que estas instituições dialoguem, conheçam o que cada uma já fez ou pretende realizar em prol do rio, para que a partir daí se concretizem projetos e ações de caráter permanente, que realmente possam contribuir para a sua revitalização”, enfatiza a educadora.

:: LEIA MAIS »

Alunos do IME realizaram seminário em comemoração à Semana do Meio Ambiente

Professores e alunos do Instituto Municipal de Ensino Eusínio Lavigne (IME-Centro) comemoram a semana do meio ambiente com a execução de ações do Projeto Água: nosso maior tesouro, proposta educacional, uma atividade interdisciplinar contemplando 393 estudantes das 7ª e 8ª séries do ensino fundamental II. O objetivo do projeto é oportunizar aos alunos para o conhecimento sobre a importância da água na vida dos seres vivos, através do contato direto com o ambiente.

Semana do Meio Ambiente.

Semana do Meio Ambiente.


Como parte das atividades do projeto, foi realizado na manhã desta quinta-feira (06), no auditório da Justiça Federal, o seminário sobre a importância e uso racional da água, contando com apresentações de trabalhos realizados pelos alunos. O seminário foi aberto com a palestra da professora Lidiney Campos, da disciplina de ciências do IME, que falou sobre a importância da implantação da água e da necessidade da participação de toda a comunidade escolar na preservação desse patrimônio natural. Ela explicou que esse trabalho de conscientização dos alunos foram iniciado pelo projeto no mês de maio, nas aulas de sua disciplina ciências e língua portuguesa, orientados pelas professoras Cátia Hughes e Clotilde Amaral, e também aulas de educação física, pela professora Aparecida Fontes, e por Giovane Barbosa, nas aulas de matemática.

:: LEIA MAIS »

Washington Novaes fará a conferência de abertura do “V SEMEIA” na UESC

Washington Novaes

O jornalista Washington Novaes fará a conferência de abertura do “V SEMEIA – Seminário em Estudos de Impactos Ambientais” que será realizado nos dias 12, 13 e 14 de novembro, na UESC – Universidade Estadual de Santa Cruz, em Ilhéus (BA).

O evento, cujo tema central é “Resíduos Sólidos”, tem como proposta contribuir na implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) na região Sul e Sudoeste da Bahia, áreas de influência das Universidades Estadual de Santa Cruz -UESC e da Estadual do Sudoeste da Bahia – UESB. O Seminário estará abordando de forma multidisciplinar os aspectos legais, sociais, econômicos, ambientais e institucionais envolvidos na problemática do gerenciamento dos resíduos sólidos.

Washington Novaes é um jornalista com mais de 50 anos de trajetória tratando com destaque os temas de meio ambiente e povos indígenas. Atualmente, é colunista dos jornais O Estado de São Paulo e O Popular, consultor de jornalismo da TV Cultura, documentarista e produtor independente de televisão.

O jornalista é autor de vários livros publicados, dentre eles: “Xingu, uma flecha no coração”, Editora Brasiliense (1985); “A quem pertence a informação”, Nova – Assessoria e Publicações (1989); “Xingu”, Edição Olivetti (1985);“A Terra pede água”, Edição Sematec (1992); “A Década do Impasse”, Editora Estação Liberdade (2002);

“Irã, a força de um povo e sua religião”, Editora Expressão e Cultura (1979); “TV ao Vivo”, Editora Brasiliense (1988); “Saúde nos Grandes Aglomerados Urbanos – Uma Visão Integrada”, Organização Pan-Americana de Saúde e Organização Mundial de Saúde (2003).

Ilhéus contará com medidas de conservação de Mata Atlântica

O município de Ilhéus vai passar a contar com um importante instrumento de gestão ambiental e estratégias de conservação e recuperação da Mata Atlântica. Trata-se do Plano de Conservação e Recuperação da Mata Atlântica de Ilhéus, que será apreciado pelo Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente – Condema de Ilhéus, numa reunião extraordinária no Salão Nobre do Palácio Paranaguá, na próxima quinta-feira, dia 30 de agosto, às 16h. A iniciativa foi resultado do projeto realizado pela ONG Grupo Ambientalista da Bahia, com apoio da Chamada PDA, do Ministério do Meio Ambiente e em parceria com a Prefeitura de Ilhéus e apoio da sociedade civil organizada.

A partir da aprovação pelo conselho, o plano poderá ser implementado e executado pela prefeitura de Ilhéus, com apoio do Condema e da sociedade civil, que estiveram diretamente envolvidos com a construção do documento. Para Ilhéus, o documento será decisivo para proporcionar o maior conhecimento e mapeamento do bioma da Mata Atlântica, verificando áreas que merecem proteção e maior intervenção. Ilhéus conta com uma das mais expressivas coberturas de Mata Atlântica do País, alcançando 66% de mata nativa e cabruca/cacau.

O Gambá vem desenvolvendo ações voltadas para a disseminação dos planos municipais de mata atlântica em municípios do nordeste, contribuindo de forma mais sistemática na construção do instrumento em Ilhéus e em Glória do Goitá, município da Zona da Mata Pernambucana. A entidade promoverá uma capacitação para elaboração e implementação dos planos em Fortaleza, nos dias 12, 13 e 14 de setembro, com vagas para municípios do Ceará e Piauí.

Rio+20 é Nós!

 Por Paulo Paiva – Jornalista / Sul da Bahia
Estocolmo – 1972, pela primeira vez os líderes mundiais se reúnem para discutir o Meio Ambiente, o novo termo para designar o paraíso e o inferno na terra, que com as mãos, o ser humano molda. O que chama todos é a necessidade de combater à poluição, e uma reflexão profunda sobre o modelo de desenvolvimento.
Rio de Janeiro – 1992, o Brasil é o primeiro país do mundo a assinar o Tratado do Clima, e nasce o conceito de desenvolvimento sustentável, a nova guia que substitui, integra ou representa outras expressões, como democracia, justiça social e conservação ambiental, e ilumina uma nova compreensão da realidade.
Rio de Janeiro – 2012, a terceira conferência, agora, da economia verde. Ficam duas questões: Como resolver o descompasso entre as necessidades existentes, e o sistema político de decisão? E qual é a velocidade em que essas mudanças precisam ocorrer? Para que essa conferência possa valer o que vale, precisa ser +40, e honrar as aspirações de 62 em Estocolmo, e de 92 no Rio, e avançar realmente mais, que a Rio+5, Rio+10 (Josannesburgo – Africa do Sul – 2002) e Rio+15. Entender o que, de fato, representa uma conferência mundial de meio ambiente é um bom começo, ainda que ela tenha menos importância na mídia, que a crise econômica, e os escândulos de corrupção, aqui mesmo, no Brasil.
Gente do mundo todo está sintonizada com essa conferência, virtualmente, sem ir ao Rio. Uma coisa já sabemos. Que a conferência da ONU, ela própria, enquanto entidade, pelo seu significado de união dos povos, e salvaguarda das riquezas da terra; pela sua capacidade de atrair a pluralidade, e a convergência do pensamento global, ajuda o Brasil, passo a passo, a hastear uma bandeira, maior do que a si promete. Uma bandeira maior que nós -planetária; que está sendo hasteada aqui, não por acaso, mas por ser esse país, um “gigante pela própria natureza” – mais água da humanidade, que todos os outros países. Não por dádiva, ou talvez sim, aqui se encontram os piores exemplos de terra de poucos ricos e muitos pobres.
A política global, que toma decisões sobre a vida, precisa estar em sintonia com a natureza, e essa natureza é inclusiva de liberdade, diversidade, e unidade no extra e ordinário ser humano. Os recursos plenos da civilização global, essência do bem maior do conhecimento e da razão, obtido por intensa luta, e grande dor da humanidade, durante a história do século XX, precisa servir de luz para o futuro próximo, que se apresenta no século XXI, como cobrador de dívidas passadas, e saldador de um caminho prolongado de paz e prosperidade.

Leia completo no Acorda Meu Povo

BAMIN recolhe embalagens para ajudar catadores de Itariri

A BAMIN – Bahia Mineração lançou ontem (5/6), Dia Mundial do Meio Ambiente, em sua sede em Ilhéus, campanha para arrecadar embalagens tipo longa vida (Tetra Pak) entre empregados e terceirizados. A campanha visa contribuir para que a Cooperativa de Catadores de Material Reciclável do distrito de Itariri, em Ilhéus, cubra o galpão recém-construído e ainda destelhado. A cobertura será feita com placas formadas por embalagens deste tipo, prensadas em usinas recicladoras. As placas de telha feitas por embalagens longa vida usadas, além de ecologicamente corretas, possuem maior resistência a chuvas e intempéries que as feitas de amianto. Outro objetivo da BAMIN com a campanha é o de realizar mais uma ação de educação ambiental voltada para seus empregados e familiares.

Outras iniciativas desenvolvidas pela empresa em comemoração à Semana do Meio Ambiente de 2012 são a Horta Sustentável e a Ideia Sustentável. A primeira consiste no uso dos caqueiros do escritório de Ilhéus para plantar ervas utilizadas em chás, como cidreira, capim santo e hortelã. A Ideia Sustentável é um concurso que vai premiar o empregado que dê a melhor sugestão de medidas a serem adotadas para a redução do consumo de recursos naturais (água, energia, etc) no dia a dia da BAMIN.

A programação se completa com uma palestra para os empregadsos da BAMIN feita pela analista ambiental Ananda Silva. Ela vai falar sobre a poluição das águas e as medidas que precisam ser adotadas para conservar este bem natural tão necessário à vida. Este ano, o tema trabalhado pela BAMIN na sua Semana do Meio Ambiente é: “A Importância da Água em Nossas Vidas”.


Flávio Oliveira





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia