WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia secom bahia embasa secom bahia embasa


Janeiro 2013
D S T Q Q S S
« dez   fev »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  








Jabes faz apelo aos servidores e balanço do encontro de prefeitos

Prefeito Jabes na Coletiva de Imprensa - Foto Alfredo Filho - Secom

Prefeito Jabes na Coletiva de Imprensa – Foto Alfredo Filho – Secom

O prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, apresentou um balanço do Encontro Nacional de Prefeitos, que ocorreu entre os últimos dias 28 a 30, em Brasília, e fez um apelo aos servidores municipais em greve para retornarem a seus postos de trabalho, considerando a situação desastrosa em que encontrou a máquina administrativa. As declarações foram concedidas à imprensa, na tarde desta quinta-feira, 31, no salão de reuniões do Palácio Paranaguá.

Jabes considerou injusta a paralisação de alguns setores do governo. “Reunimos com os sindicatos, mostramos a situação financeira do município, nos esforçamos para pagar antecipadamente os salários de janeiro, restando apenas o pagamento de um setor da educação, criamos três comissões, com membros dos sindicatos, para pensar uma forma de pagar os salários e benefícios não pagos pela gestão anterior, portanto não vejo razões para greve”, avaliou o prefeito, enfatizando que a solução dessas questões dependem da captação de recursos.

Encontro Nacional de Prefeitos

Entre os principais pontos discutidos no encontro dos prefeitos, Jabes citou a garantia do Governo Federal da liberação de recursos para os municípios. Estão assegurados cerca de R$ 30 bilhões para investimentos em obras de saneamento básico e pavimentação; o governo também anunciou recursos para a recuperação, ampliação e aumento da rede básica de saúde e o aumento dos repasses para o Programa de Saúde da Família (PSF).

Jabes disse que o governo federal prometeu mais recursos para investimentos na capacitação dos profissionais da educação e anunciou a reabertura do Programa Cidades Digitais. “Faremos o possível para implementar todos os programas oferecidos pela União em Ilhéus” afirmou. Para isso, ele adianta que já está sendo fortalecida a área de projetos e que fará o máximo para garantir o maior numero de benefícios para a população.

O prefeito de Ilhéus falou também sobre um encontro no Ministério de Turismo e da garantia de recursos de cerca de R$ 3,5 milhões para a revitalização da Orla Sul do município. Conforme Jabes, os recursos estão garantidos, mas sua liberação está vinculada a resolução de pendências referentes a aspectos financeiros e administrativos, deixadas pela gestão anterior. “Estamos atuando para resolver todos os problemas encontrados desde que assumimos e fazer a cidade funcionar, seguindo as determinações das leis da Transparência e da Responsabilidade Fiscal”, frisou.

Gestão – Os problemas citados pelo prefeito envolvem tanto questões vinculadas à conservação e manutenção do patrimônio público e à prestação de serviços à população, até aspectos administrativos e financeiros, incluindo folha de pagamentos, precatórios e consignados. Jabes disse ter ficado surpreso com a cobrança da dívida de R$ 4.252.745,45 da prefeitura com a Empresa Baiana de Água e Saneamento (Embasa), que corresponde a 2.306 contas atrasadas.

O prefeito também falou sobre o atraso dos salários deixado pela gestão anterior, do inchaço da folha de pagamento, incluindo gastos desnecessários com horas-extras e pagamento de insalubridade. “A folha de dezembro registra quase R$ 400 mil de horas extras e 790 servidores com direito a insalubridade; em janeiro, constatou-se que apenas 70 destes têm direito à insalubridade”, completou.

2 respostas para “Jabes faz apelo aos servidores e balanço do encontro de prefeitos”

  • vitorio parente says:

    DESDE QUANDO A PESSOA QUE TRABALHA NA AREA DE SERVIÇOS GERAIS NA SAUDE, SERVIÇOS URBANOS, ENTRE OUTROS QUE TRABALHAM EM AREA DE RISCO , NAO TEM DIREITO A RECEBE INSALUBRIDADE ?

    TENHA PACIENCIA !! ISTO É DIREITO AUTOMATICO !!

  • Servidor says:

    Aproveitanto então a deixa do Sr Jabes, eu na qualidade de funcionário publico municipal concursado, faço um apelo para que o mesmo, como gestor do município de ilhéus, “deixe de onda” e pague o que nos é de direito perante a lei, não importanto se é divida da gestão anterior ou não,(pois na ultima gestão dele ele também fez o mesmo)o servidor apenas cumpre as ordens que lhe são dadas. Não recebo salário de coordenador ou de médico, sou peão, “sou lascado”. A dívida de salários da gestão anterior que ele tanto reclama, é uma divida do municipio e ele na qualidade de gestor, tem que honrar estas dividas, exeto com aqueles que agiram de má fé e surrupiaram dos cofres municipais. Ele precisa é trazer soluções concretas, e não vir à imprensa “chorar miséria” apelando para que os servidores voltem ao trabalho, pois como vou trabalhar devendo à banco, à embasa, à coelba, prestação de cartão, etc etc, como vou trabalhar sem ter nem o que comer em casa? e minhas contas? meus compromissos? quem os honrará? ou por acaso o sr Jabes vai pagar minhas dívidas? por que está difícil, do jeito que ele está nos tratando até parece que somos criminosos! dá pra ir trabalhar, me concentrar no serviço e largar minha vida de pernas pro ar? deixar minha familia de lado passando necessidade para poder atender ao apelo do todo poderoso Jabes? Por que do jeito que está, com essa “marra” dele em pagar nosso suado dinheiro,só procurando outro emprego, fazendo bico, apelando pra tudo quanto é forma para arrumar uns trocados por que tá dificil Jabes. E olha que eu fiz concurso viu? não estou fazendo corpo mole ou me negando a exercer minha função, eu só quero receber o que me é de direito perante a lei!. O Sr Jabes quer que voltemos a trabalhar, mas nós não ganhamos o salário GORDO de prefeito ou de um vereador. e ainda mais agora que ele cortou aas gratifações, insalubridades etc, sem nem ao menos investigar caso a caso, saber se o servidor tem mesmo direito ou não. voltar a trabalhar todos querem ser Jabes, acredite, pois sou servidor dedicado e sempre cumpri minhas atribuições. Mas fica dificil quando chego em casa e olho para a minha familia e penso:”preciso arranjar dinheiro, o gás ta acabando, tem conta vencida, tem banco cobrando, ameaça de corte de luz, nome no spc”, etc etc. ter todos esses problemas e ir trabalhar sem nem ao menos saber quando vai receber meu amigo é de deixar qualquer um louco!. Pois isso peço ao sr gestor do município, que por favor, pare de nos pressionar e tentar nos forçar a fazer o impossível, pois pra ele é facil, não cortou um centavo do salario pomposo de prefeito dele e nem dos vereadores. “Quem tem telhado de vidro não deve jogar pedras no vizinho”.

Deixe seu comentário





















WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia