CAPA R2CPRESS
Saúde vistoria local para implantação do Pronto Atendimento da Dengue
Secretária de Saúde de Ilhéus participa de encontro com Ministro
Prefeitura retoma obra de requalificação da Orla Sul

***

Saúde vistoria local para implantação do Pronto Atendimento da Dengue

A Prefeitura de Ilhéus, através da Secretaria Municipal de Saúde, iniciou nesta quinta-feira, 31, os preparativos para a implantação do Pronto Atendimento da Dengue, no Hospital Geral Luis Viana Filho, no Bairro Alto da Conquista. Nesta manhã, a secretária Ledívia Espinheira visitou as dependências da instituição onde funcionará o serviço para averiguar as condições físicas do local. A proposta do espaço é ampliar o atendimento à população, principalmente nesta época do ano, historicamente mais propensa à ocorrência de epidemias da doença.

Ledívia Espinheira afirmou que o PA da Dengue, resultado de parceria entre a prefeitura e o hospital, contará com o trabalho de médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem. “Vamos trabalhar agora na formação da equipe e na implementação dos ajustes físicos”, completou a secretária de Saúde.

Prioridades – Ao lado da reativação da rede básica de saúde e da ampliação do atendimento de emergência, o combate à dengue é uma das metas prioritárias da secretária Ledívia Espinheira. “Em parceria com a nossa população e com os diversos órgãos ligados ao setor, estaremos trabalhando de forma intensa para que a população tenha o melhor atendimento possível e que os índices gerais de infestação da dengue sejam recolocados em níveis aceitáveis”, enfatiza a secretária.

Dengue – A dengue é uma doença infecciosa causada por um arbovírus (existem quatro tipos diferentes de vírus da dengue: DEN-1, DEN-2, DEN-3 e DEN-4), que ocorre principalmente em áreas tropicais e subtropicais do mundo, inclusive no Brasil. As epidemias geralmente ocorrem no verão, durante ou imediatamente após períodos chuvosos.

A dengue clássica se inicia de maneira súbita e pode provocar febre alta, dor de cabeça, dor atrás dos olhos e dores nas costas. Segundo os médicos, a febre dura cerca de cinco dias, com melhora progressiva dos sintomas em 10 dias. Em alguns poucos pacientes, continuam os especialistas, podem ocorrer hemorragias discretas na boca, na urina ou no nariz.

A melhor forma de se evitar a dengue continua sendo o combate aos focos de acúmulo de água, locais propícios para a criação do Aedes aegypti, mosquito transmissor da doença, que se reproduz em água parada. Por isso, reforçando a prevenção à doença, é fundamental não acumular água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas d’água, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, entre outros.

Secretária de Saúde de Ilhéus participa de encontro com Ministro

Secretária de Saúde de Ilhéus participa de encontro com Ministro

A secretária de Saúde do Município de Ilhéus, Ledívia Espinheira, participa do Encontro Nacional de Secretários de Saúde, em Brasília, convocado pelo ministro Alexandre Padilha. No evento, que ocorre nesta quinta, 31, e sexta-feira, 1 º de fevereiro, o Ministério da Saúde vai detalhar os programas nacionais aos secretários municipais, e disponibilizar um assessoria para orientá-los sobre os procedimentos adequados para a implantação dos programas federais nos municípios.

Na próxima terça-feira, dia 3, Ledívia Espinheira se reunirá, em Ilhéus, com técnicos e representantes do Programa de Saúde Básica da Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab). Serão discutidas ações de recuperação das unidades municipais e melhorias na prestação dos serviços e atendimento aos usuários. “Estamos somando todos os esforços para superar os obstáculos encontrados na saúde do município de Ilhéus, e oferecer melhores serviços à população”, destaca a secretária.

Prefeitura retoma obra de requalificação da Orla Sul

A Prefeitura de Ilhéus, através da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur), retomou na tarde desta quarta-feira, 30, os trabalhos de requalificação da Orla Sul, incluindo a Rua Portugal, no Bairro São Francisco, importante via de acesso às praias, que estava interditada há mais de seis meses. Os serviços vão ampliar a mobilidade urbana, facilitar o acesso aos bairros do entorno, e promover o bem estar dos ilheenses e turistas.

Além da drenagem do canal, a requalificação da área inclui obras de pavimentação, paisagismo e a iluminação em duas vias da rodovia Ilhéus-Olivença, compreendidas entre o quilometro Zero, até o trevo na entrada da Ceplus. A ação resulta da parceria entre a Prefeitura Municipal e o Ministério do Turismo.

Com a paralisação da obra, moradores da avenida, transeuntes e profissionais que atum no local e nas proximidades passaram a enfrentaram vários problemas. Segundo comerciantes e empresários, houve queda na demanda, pois os clientes ficaram impossibilitados de estacionar o carro, transitar com conforto, além do mau cheiro provocado pelo esgoto nos dias de chuva.

A proprietária de uma academia, Florianita Mendonça, por exemplo, destaca a redução no número de clientes. “A quantidade de alunos deveria ter aumentado, principalmente agora, na alta estação, mas muitos não querem vir malhar, porque não têm onde estacionar. Em cinco anos, esse verão foi o que teve a menor procura” conta.